outubro 14, 2010

.............................. Poemas a Tempo ( 4 )


o mar acirra-se
vendo restos do verão
deixados na praia
ao sabor do tempo,
madeiros estendidos
jazem ignorados
na escuridão cativa
escondendo as peugadas,
quero digitar meus passos
no areal repisado
caminhando sem entraves,
e nas migrações do olhar
é meu destino encontrar-te,
passeando lado a lado
em passadas geminadas !
poema e fotos:poetaeusou

56 comentários:

Zélia Guardiano disse...

Belíssimo!
A tua intimidade com o mar é impressionante!
Ele nada lhe esconde, tudo lhe revela e com esses segredos todos, fazes esses encantadores versos.
Penso que é assim que acontece...
Abraço, grande e magnifico poeta.

RETIRO do ÉDEN disse...

Belas passadeiras de madeira a fazer as "pontes" entre o mar a areia e a povoação.
Poema muito belo.
Forte abraço
Mer

mundo azul disse...

________________________________

...bonito e nostálgico o seu poema!
Gosto muito do seu modo de poetar...


Beijos de luz e o meu carinho!

_______________________________

segredo disse...

O mar e o verão deixam me saudades!


Beijinho de lua*.*

carmen disse...

Poetaés:

amei a sua foto do mar revolto!!!

E a sua poesia, que nos leva a viajar, pelo mar, pela areia, pela memória e pensamentos...

bjs enconchados

Sonhadora disse...

Meu querido Poeta
Um passeio pelo mar profundo...nos segredos do poeta.

Beijinhos
Sonhadora

Ana Isabel disse...

Poema, música e fotos.. excelente..


Abraço

Ana Isabel

Dois Rios disse...

O mar é a sua mais preciosa matéria-prima. Com ele navegas sem entraves ao sabor do tempo.
Beijo,
Inês

helia disse...

O Mar é sempre maravilhoso em qualquer estação do ano !
Bonitas Fotos!

Filó disse...

Areal e mar na nostalgia de Outono..
Como é bom passear na praia, vazia de gente e cheia de Mar !
Poeta, magníficas fotos e lindo poema

Bejinho amigo
bom fim semana

São disse...

O mar faz parte integrante de ti e isso é comovente!

Bom final de semana, querido amigo.

antonio - o implume disse...

O que digitamos no areal da vida? tão breve, tão varrido pelo vento.

poetaeusou . . . disse...

-
Zélia Guardiano
,
são, são segredos do mar,
e jamais poemas,
não faças poemas ao mar,
porque o mar é um poema !
,
conchinhas poemadas,
ficam,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
RETIRO do ÉDEN
,
Gostei amiga,
,
as passadeiras de madeira
fazem a união entre o
passadiço, o areal e as marés !
,
brisas serenas,
deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
mundo azul
,
grato
pelo carinho,
,
um mar de estima,
fica,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
segredo
,
minha amiga, aproveita,
o verão de S. Martinho,
hoje está um dia estival !
,
conchinhas,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Carmen
,
amiga
vamos viajar o mar,
entre as estradas imagináveis,
rotundas do pensamento,
em sonhados areais !
,
brisas serenas,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
sonhadora
,
amiga,
mergulho num mar de mel
na profundeza das letras !
,
marés de carinho,
fica,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Ana Isabel
,
um grande obrigado,
envolto em conchinhas,
que deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Dois Rios
,
é verdade minha amiga,
mas o mar pode ser tudo
que nos envolve, a ilusão,
os sonhos, as agruras da vida,
as esperanças e as frustrações,
o amor, ai o amor, em todas as
vertentes,é ter tudo e não ter nada.
,
conchinhas floridas,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
helia
,
vamos maravilhar,
o mar,
e acompanhar,
o seu marulhar !
,
conchinhas,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Filó
,
Amiga,
as praias nasceram livres,
e prontas a receber sem
entraves, quem passeia
pelo extenso areal, sentindo
a suavidade da areia ou a sua
aridez, quando ela quer brincar
connosco e de súbito passa a
grosso areão, actuando como
uma fonte de cócegas que nos
faz saltar e sorrir !
,
srsrsrsr
,
um de estima,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
SÃO
,
alberga-me Mar
nos teus braços
dá-me o colo
que a minha solidão
me reclama,
mima-me
meu Mar de chegada,
eu não mereço
as incertezas das partidas !
,
conchinhas,
,

*

poetaeusou . . . disse...

*
antonio - o implume
,
e repleto de vírus,
repletíssimo . . .
,
*

Isa disse...

Poeta = Mar!
O som das palavras e o rebentar das
ondas!
Lindo, meu Amigo.
Beijo.
isa.

Desnuda disse...

Poeta,

as fotos são lindas e o poema encantador pela ternura.

Carinhoso beijo e excelente fim de semana, amigo.

poetaeusou . . . disse...

*
Desnuda
,
Grato amiga,
,
quero poesia
de translúcidos versos
quero, um verão de poesia
no calor do Inverno
poesia sê minha
ouve os versos meus
poemo-te de noite
e és o meu sol
versejo-te de dia
minha lua és
não tenho pele
mas sim letras
em espera
que me digas, poesia,
quero ler-te …
,
um mar de amizade,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Isa
,
e em fundo
o som do mar,
acompanhava
a letra da canção:
,
o mar
convidou a praia
e de cravo ao peito
quis dançar o vira,
lálálá lá lá,
,
conchinhas,
,
*

MEU DOCE AMOR disse...

Pois...oxalá que sim.

Beijinho doce

TITA disse...

Poeta,com este desejo de digitar os nossos passos estabeleçemos o elo de ligação entre estas "estradas" de madeira que carregam a história de cada um que as percorre e o mar poema em si próprio.Hoje fico-me saboreando a música "La mer"nesta travessia e atrevo-me a pisar este estrado em estado de serenidade e expectativa.Um abraço digitado.

OutrosEncantos disse...

que bom é passear lado a lado com o mar, conversar, trocar segredos, serenar...
abraço, Poeta.

Maria Clara disse...

O mar faz-me lembrar albatrozes dos mares a sul,mais a sul que este sul...
Pássaros livres de voos rasantes que acompanham os barcos e uma única vez no ano vão a terra para acasalar, sempre com a mesma parceira.
Coisas do mar e de vida no meu mar azul a Sul, deste Sul onde o poeta encontra caminho para a sua poesia indo ao encontro dos mares de todos nós. O passadiço para a exaltação da emoção.
A sua escrita é muito bonita e já faz parte da minha leitura com carácter obrigatório.
Kandandu

Perla disse...

O mar sempre nos atirará com restos de um verão para nos espicaçar...
:)
bjos

poetaeusou . . . disse...

*
MEU DOCE AMOR
,
Pois...
Alá queira !
,
queira o quê ?
srsrsrsr,
,
marés de estima,
ficam,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
TITA
,
Amiga,
,
Comment est belle la mer
vamos abraçar o mar
e cantar hinos de amor,
entre o pilipar das gaivotas
e o vai e vem das marés !
,
brisas serenas, deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
OutrosEncantos
,
Amiga,
o mar é a companhia ideal,
com sua quietude e mansidão,
até quando se zanga, tem beleza !
,
marés de carinho, ficam,
,
*

rouxinol de Bernardim disse...

Esse mar da poesia está entranhado na alma até ao mais recôndito do ser...

Enfim: a maresia e tudo o que a rodeia aqui tem um altar e um devoto fiel!

poetaeusou . . . disse...

*
Mari a Clara
,
Amiga
,
Fazem lembrar os Albatrozes e
os Alcatrazes dos Mares, os guias dos
Pescadores ou os seus Orientadores,
assinalando os cardumes, no seu picado
voo de mergulhador !
como o meu Mar, a norte e a sul,
indicando a palavra amor, amor em
todas as suas vertentes, sendo a mais
sublime, a que nos leva a espraiar
toda a amizade, que as marés nos trazem
e que nós guardamos com sofreguidão !
,
um mar de amizade,
deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Perla
,
e se o mar nos espicaça,
acirrando a vontade de
nele mergulharmos !
,
suaves brisas,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
rouxinol de Bernardim
,
amar o mar,
é sublimar o amor !
,
abraço,
,
*

Carmo disse...

Ó Poeta, maravilhoso poema para fotografias igualmente belas.

Boa semana


Beijinhos

© Piedade Araújo Sol disse...

é o mar em poesia

é a poesia do mar

as fotos....lindissimas.

um beijo Poeta!

Bárbara disse...

o mar....poeta é...havera fonte mais rica de inspiraçao?

Lilá(s) disse...

Lindas essas passadeiras, esse contacto com o mar que tanto me fascina por vezes acho que caminhamos lado a lado...
Beijinhos

gota de vidro disse...

Amigo de sempre

Tive o PC avariado 10 dias.....Ainda está malzito....E a saúde também chatita...ehhehehe

Passarei voando ( ou tentando, para te ler)..........Como mereces

Fica um jinho da gota

poetaeusou . . . disse...

*
Carmo
,
amiga,
feliz fiquei !
,
conchinhas
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
© Piedade Araújo Sol
,
cavalgo
nas marés á solta
troteando as vagas
das marés convulsas
,
conchinhas,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Bárbara
,
amiga,
é costume repetir-me,
> não façam poemas ao mar,
porque o mar é um poema <
,
brisas serenas,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Lilá(s)
,
somos dois caminhos paralelos
vamos pela praia lado a lado !
srsrsr,
,
um mar de estima
fica,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
gota de vidro
,
amiga
quanto á saúde te cuida,
,
o PC . . .
claro que é um Magalhães,
srsrsr,
,
voa amiga, voa,
e alaga . . . este meu mar !
,
alagadas e saudáveis brisas,
,
*

lita duarte disse...

Poeta,
uma coisa eu sei; amamos o mar.:)

Beijos.

maria teresa disse...

Finalmente um encontro no tempo...
Foi preciso terminar o Verão e a praia estar deserta.
Abracinho

Luis disse...

Meu Bom Amigo,
Cheio de saudades regressei e vim visitá-lo. O mar é uma permanente ideia na sua vida tal como se passa comigo. Ele é vida, é morte, é força que nos inibria e nos atemoriza, mas que adoramos!
Um abraço amigo.

poetaeusou . . . disse...

*
lita duarte
,
e quem ama o mar,
ama a beleza !
,
conchinhas,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
maria teresa
,
Verão,
um tempo de usurpação,
(por invasão)
da trilogia da beleza ,
Praia, Sol e Mar,
,
conchinhas,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Luis
,
Amigo,
e as saudades
mais saudoso me deixaram !
ai, o mar, vamos sentir o mar !
,
Sinto a pele do mar
nas asas das mãos
sinto o sorriso das marés
nos salões de areia
sinto o sabor do sol
perdido na noite
sinto a boca sedenta
esperando amanhãs
sinto os olhos alados
imaginando esperas
perdidas quimeras
dos acordares frustrados !
,
Aquele abraço,
,
*