maio 22, 2010

................................. no leme dos contratempos




desembarquei
nos escapes das marés
invadindo o areal
entre naves de madeira,
rodopiei
nas âncoras de porcelana
faianças da minha angustia
remos de barro desfeitos
no leme dos contratempos,
estremeci
nas barcaças deslocadas
perdidas na contra-mão,
pelos cardumes deixadas
e atiradas para as calendas
dos códigos abastardados !
poema e fotos: poetaeusou

62 comentários:

Carmo disse...

...faianças da minha angustia...
remos de barro desfeitos...
no leme dos contratempos.

Simplesmente delicioso!

Beijinhos poeta e óptimo fim de semana

KrystalDiVerso disse...

Essa Sensível âncora de porcelana!... De tão sensível por tão forte e indestrutível que o mantém atracado no seu cais eterno!... Esteja onde estiver, vá para onde for!... Há muitas marés que desembarcou, navega nos confins dos sete mares e sempre, sempre, aqui tão perto!... No VOSSO aMar!...




Bom fim de semana




Abraço

Sonhadora disse...

Meu querido amigo
Maravilhoso...não tenho mais palavras, perante tanta beleza.

Beijinhos
Sonhadora

Multiolhares disse...

Embarcamos, desembarcamos, caminhamos nas areias áridas do deserto , são as tempestades de areia, mas sempre ambicionamos encontrar um oásis
beijos nossos

Barbara disse...

"âncoras de porcelana"

Isso é muito bonito.

Maria disse...

...O Leme dos contratempos, deixou-me desnorteado/ ao perceber que meu norte/ já ficara no passado.
Belo poema -
A ti, poeta_que_és,
deixo âncoras de alegria a direcionar teu norte.
bjs

Vieira Calado disse...

Um belo enquadramento

para o seu elegante poema!

Um abraço

tossan® disse...

Não importa o contratempo você está no leme. Gostei muito das fotos são formidáveis. Abraço amigo

Ana disse...

Olá Poeta bom diaaaaaa!!!!:-)
Já tinha saudades de ler as tuas maravilhosas poesias e ver as fantásticas imagens.
Acredita que onde estou o tempo não dá mesmo para nada e à noitinha que podia ligar o computador estou cansada e só me apetece "nanar", também me levanto cedinho!:-)
Enfim é por uma boa causa e talvez em breve regresse aqui ao meu "cantinho" em Aveiro aonde só venho aos fins de semana, e o tempo voa, não dá para nada.
Estes barquinhos muito coloridos enfeitam essa linda terra e adorei a poesia.
Tem um Domingo muito feliz!
Jinhosssssss

São disse...

Um dos teus posts mais belos quer nas fotos quer no poema.
Bem hajas!

gota de vidro disse...

Estremeces e rodopias na beleza do teu mar...Nesse areal de sonho.

Belo poema

Hoje sem doenças mas com bons conselhos...

Que o domingo seja bom nas areias quentes dessa terra...Afinal e finalmente há sol

jito da gota

RETIRO do ÉDEN disse...

Excelentes fotos e poema.
Dia feliz por aí.
Que o Divino Espírito Santo vos invada...e evite os contratempos da vida.
Forte abraço
Mer

Daniel Costa disse...

Poetaeusou

Brinde, mais um bom poemas, duas bonitas fotos, um outro poema.
Daniel

Desnuda disse...

Querido poeta,

uma imagem maravilhosa e um poema excepcional.

Beijos, com carinho.

rouxinol de Bernardim disse...

Um encanto, uma maravilha poética...

O mar com poesia ao fundo!!!

Filó disse...

Levar o barco a bom porto nas marés da vida, apesar dos contratempos, só com alguém no leme, o que, o Poeta faz muito bem...
Lindas fotos, como sempre..

Beijo amigo e bom domingo.

Ana disse...

Ser poeta é dizer assim de tudo o que nos vai na alma!
Parabéns, amigo, e um beijinho.

Princesa disse...

Um mundo colorido...
um mundo feliz...
um mundo cheio de paz...
um mundo cheio de afeto...
um mundo cheio de serenidade...
um mundo cheio de esperança...
e um dia cheio de alegrias!
Passei para colorir, aquecer e alegrar
um pouco mais seu coração!
beijocas e um lindo, lindo dia

Canduxa disse...

amigo
poeta,


barcos e palavras
misturas com mestria
mostras contratempos
com boa poesia....

beijinhos coloridos

cristal disse...

Olá Poeta

Desembarquei...
Descobri...
Areais imensos, inundados por águas turbulentas, de marés julgadas perdidas no tempo!
Rodopiei...
E descobri...
Que âncoras há por inventar e novas marés nascerão, convidando a mergulhar!
Estremeci...porque é LINDO este post!
Palavras, imagens e a música...Adorei...Tudo!

Abraço amigo
e
Boa semana

Insana disse...

Lindo ....

Bjs
Insana

poetaeusou . . . disse...

*
Carmo
,
angustia,
sinónimo de ineficácia
aos problemas da vida . . .
,
conchinhas, deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
KrystalDiVerso
,
Amigo,
o “mare nostrum”,
de porcelana feito,
marés de fragilidade
desaguando no areal do nada !
,
um abraço,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Sonhadora
,
grato amiga,
,
a tua amizade
é um manancial de palavras,
,
sonhadas conchinhas,
deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Multiolhares
,
desembarcar num oásis
é a ambicionada meta,
,
beijos nossos,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Barbara
,
na cerâmica do olhar,
fundeiam todos os sonhos,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Maria
,
na barcaça do passado,
aportei nas ventanias,
procurando todos dias,
pelo meu norte ansiado !
,
conchinhas luzentes, deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Vieira Calado
,
Agradeço
as elegantes palavras !
.
um abraço,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
tossan®
.
na Barca dos Sete Lemes,
sinto a força que me deste !
,
um abraço,
,
*

*A Menina dos Olhos* disse...

Gostei muito de ter achado esse blog... estava a caminhar meio perdida e gostei mesmo de ter lido td que li e ter visto o que vi aqui... bjos

poetaeusou . . . disse...

*
Ana
,
boa taaaaarde !
,
e fazes muito bem,
deitar cedo e cedo erguer
dá saúde e faz crescer, srsrsr,
,
Amiga,
quando voltares a estas lides,
vens intelectualmente rejuvenescida !
,
um mar de conchinhas, deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
São
,
se o dizes
eu acredito !
,
amiga
brisas de fresca tardinha,
deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

-
gota de vidro
,
grato fico, amiga,
,
gota a gota,
Irei sorver o teu post,
,
gotejadas conchinhas,
deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
RETIRO do ÉDEN
,
Mer
um mar de Bem-Aventuranças,
neste ultimo domingo,
da Festa de Pentecostes !
,
deixo a minha Paz,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Daniel Costa
,
grato amigo,
pelo teu beneplácito
,
um abraço
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Desnuda
,
um mar
de ternura, deixo-te,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
rouxinol de Bernardim
,
grato amigo,
,
Um mar sereno, mas . . .
revolto nos pensamentos,
deixo-te,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Filó
,
foi o que me “saiu”, em
resposta ao teu comentário.
lembrando o grande épico !
,
Três vezes do leme as mãos ergueu,
Três vezes ao leme as reprendeu,
E disse no fim de tremer três vezes:
“Aqui ao leme sou mais do que eu:
Sou um povo que quer o mar que é teu;
E mais que o mostrengo, que me a alma teme
E roda nas trevas do fim do mundo,
Manda a vontade, que me ata ao leme,
De El-Rei D. João Segundo!”
,
marés serenas,
deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Ana
,
Ana,
da alma de um poeta,
emana o vírus da verdade !
,
suaves maresias,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Princesa
,
amiga
que surpresa
feliz fiquei com a tua visita,
,
conchinhas floridas,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Canduxa
,
Amiga,
nos barcos da utopia,
clamei a minha dor,
expressa numa flor,
que te dei . . . naquele dia !
,
conchinhas serenas,
ficam,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
cristal
,
Amiga,
,
escrevo
palavras sem nexo
geradas no areal
dos passos perdidos
escrevo
palavras cativas
que vivem sozinhas
nos barcos parados
escrevo
palavras rasgadas
de letras despidas
bússolas desacertadas
nas esquinas do tempo .
,
embarcadas conchinhas,
deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Insana
,
Linda,
obrigado,
,
um jino
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
*A Menina dos Olhos*
,
espero que seja para ficar,
porque esta casinha tua é !
,
brisas serenas,
*

antonio - o implume disse...

Faianças da nossa angústia, nem quebrando-se nos libertamos dela.

Duarte disse...

Como penas de gaivota sobre a areia...
sol, mar calmo, descanso...

Aqui caldeiradas não, mas pode ser um all i pebre na albufeira, mas de tamboril que gosto mais.
Caldeirada ou paella que mais dá,
o que importa são os dois palmos de conversa.

Um grande abraço

poetaeusou . . . disse...

*
antonio - o implume
,
constrição
da liberdade oprimida . . .
,
Saudações,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Duarte
,
é, amigo
dois palmos de conversa,
é prioritário !
,
um abraço,
fica,
,
*

carmen disse...

Poetaés:

As suas imagens são muito lindas!!!
E são enriquecidas pelos seus poemas...

Confesso que surrupiei uma delas, que está lá no meu cantinho, a enfeita-lo...

bjs

Caminhos Poéticos disse...

Teus olhos me lembro
é mes de agosto
esperando setembro,
setembro se espera...

que chegue trazendo
as flores com gosto
teus olhos me lembro,
da primavera!

PEDRO ARUVAI


Feliz semana e beijos meus! M@ria

gaivota disse...

que lindooooooooooooo
o homem do leme anda por aqui...
o mar está quente, sossegado, um bom sol (demais)...
hoje?, já te digo!
até logo
piliparesssss

poetaeusou . . . disse...

*
carmen
,
amiga
surripia, surripia,
que o teu surripiar
tem graça, srsrsrsr !
,
um mar de jinos,
deixo,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Caminhos Poéticos
,
M@ria
,
é em Setembro
aquando os restolhos
que sinto os abrolhos
lembradas aragens
dos aromas trazidos
em perfumados bafos,
fragrâncias esquisitas
atraindo odores
que ficam á espera
das renascidas flores
que fazem a Primavera !
,
marés de encanto,
deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
gaivota
,
babliiiiiiina,
por onde tens andadeeee ?
,
ontem teve aí
uma praia de gentinha,
nem “áuga beberem”
o Abile, fez uma fortuna
a vender gomas ás criancinhas!
olha e “ficarem” logo jantadas !
,
Pilipares,
,
*

Lilá(s) disse...

As imagens estão tão perfeitas! tão luminosas que me apetece desembarcar nessa praia...
Bjs

poetaeusou . . . disse...

*
Lilá(s)
,
sobre a areia dourada,
os barcos soltam as cores,
Nazaré dos meus amores,
és por mim a mais amada !
,
marés serenas
deixo,
,
*

Fa menor disse...

Há sempre contratempos que nos apeiam...
mas o areal é grande e belo!
e há barcos e
poesia
e
mais marés do que marinheiros...

Bjos

carmen disse...

Poetaés:

O que vem a ser jinos?

Eu surrupiei uma foto sua e fiz um poemeto que coloquei no meu Blog ontem... vá lá dar uma vista d'olhos e ver se eu não denegri a sua imagem...rsrsrs

bjs

poetaeusou . . . disse...

*
Fa menor
,
e tu
no teu eu e em ti !
,
No areal dourado
chovem folhagens
em maré de espanto,
cristais desertados
saídas das nuvens
salpicam rochedos,
espalhando bailados
na praia, espumados !
,
areais de simpatia, deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
carmen
,
amiga.
já fui !
amei a tua simpatia,
obrigado,
,
um jino
é a expressão
de um beijo de amizade !
,
um jino, fica,
*

Baila sem peso disse...

"no leme dos contratempos...
âncoras de porcelana..."
mais uma vez me retratam tempos
em que anda a minha "ventana"
virada para o lado de cinza maré
barcaça que ondeia na onda,
para manter a serenidade em pé!

(apesar de terminar hoje ao contrário
obrigada por leres o comentário
que já fica longe do teu caminhar!
mas isto vai indo amigo...
quando é falta de saúde
de entes queridos
a nossa alma sofre dor e castigo...
há dias assim...) :)

beijinho e tem um bom fim-de-semana

poetaeusou . . . disse...

*
Baila sem peso
,
Amiga
com problemas de saúde
sofro mais com familiares e amigos,
do que comigo próprio, muitas e
muitas vezes, escondo os meus
sofrimentos !!!
,
força, amiga,
não desesperes !
,
um jino,
*