outubro 06, 2009

>>>>>>>>>>>>>uma fenda no Outono<<<<<<<<<


uma fenda nas . . . nuvens


quero um Outono colorido
de ladrilhos floridos
e folhas alcatifadas
atapetando sorrisos,
quero os caminhos beijados
pelos passos da alegria
multidões ajardinadas
nos canteiros da ternura,
quero as rosas cortejadas
nos poemas da verdade
abraçando amores-perfeitos
na seiva da liberdade.
poema-fotos-video:poetaeusou

80 comentários:

Multiolhares disse...

E eu quero os teus queres, feitos de beleza, paz e harmonia
Beijos nossos

Ana disse...

Também quero um Outono colorido com flores de muitas cores... Adorei o maravilhoso poema e as belas imagens que o ilustram.
Parabéns pela tua sensibilidade.
Beijinhos,
Ana Paula

Filó disse...

Uma fenda no Outono, uma fenda nas nuvens, que deixam entrar luz,cõr,alegria e muita ternura.
São rosas Senhor ..... e amores perfeitos!
São abraços carinhosos de muita paz,harmonia e alegria..
Tudo o que se deseja...

Poeta, carinhosamente lhe deixo um beijo amigo.
É lindo este seu poema.

utopia das palavras disse...

Quero um Outono quente
de folhas esvoaçantes
de frutos, jasmim e mel
quero os meus olhos brilhantes
de gotas de chuva primeira
quero um sol feito de nuvens
quero o vento para mim
quero um poema assim...!

Um beijo, poeta

FOTOS-SUSY disse...

OLA POETA, MAGNIFICAS FOTOS COM UM BELISSIMO POEMA...ESCRITO COM MUITA SENSIBILIDADE...VOTOS DE UMA EXCELENTE SEMANA!!!
BEIJOS DE AMIZADE,


SUSY

R.G. disse...

Que belos são os teus quereres...

Beijo perdido

ellen disse...

"...quero um Outono colorido..." (sic)

Aqui em Portugal o Outono está muito negro...hoje choveu dia todo parecendo inverno... mas o calor ainda destoa com a chuva, porque o verão ainda não foi totalmente embora!
Bonito o que querer ...
e esses amores-perfeitos são lindos :)

Beijinho para si

SAM disse...

Que poema lindo, poeta! E vou te falar... Tive o desejo de me jogar nesta segunda foto!!! Fiquei fascinada.


Carinhoso beijo

Clotilde S. disse...

Fotos maravilhosas.
Um poema divinal.
Imagens de uma beleza sem par.

Sabes?

Também me apetece um Outono assim.

Beijinhos,

Clo

Baila sem peso disse...

“..quero a alegria de um barco voltando
quero a ternura de mãos se encontrando
...quero toda a beleza do mundo”

Quero uma rosa no Outono brotando
Como no amor, o que existe mais profundo
Hoje, só hoje...amanhã cantarei perdão
Por não estar alegre meu coração...
E a beleza da natureza, numa lágrima
Beijará de tristeza a minha rima...
E lendo teu Outono, feito um jardim
A ternura será tapete sem fim!
Terei tudo o que queria, então...

Beijo, na seiva da nostalgia

Ana Martins disse...

Muito, muito belo!

Beijinhos,
Ana Martins

Deusa Odoyá disse...

Olá meu doce amigo!
Que lindas flores, perfeitas para enfeitar seu Outono.
Nos trazendo paz e amor.
Um belo poema cuja imagem traduz a sensibilidade de um poeta.
Amigo, uma semana de muitas realizações e paz.
Beijinhos da amiga do lado de cá
Regina Coeli.

tossan® disse...

Eu quero a tua poesia in natura como esta. Abraço

Sol da meia noite disse...

A força do querer, a colorir o Outono, ladrilhando-o de versos que sorriem flores...

Um jinho muito amigo *

São disse...

Na seiva da liberdade abraçamos amores...perfeitos, não sei se serão, rrss

Beijinho.

GarçaReal disse...

O teu Outono tem a cor da beleza onde as chuvas não são de nostalgia , mas abraçam as cores floridas espraiando laivos de alegria.

As fotos um sonho

A rosa a maravilha

Bom resto de semana

bjgrande do lago envolto em especial pilipar

poetaeusou . . . disse...

*
Multiolhares
,
Luna
,
sadios quereres,
são harmoniosas enleios,
desejos melodiosos
pacificadas vontades
deliberando empenhos .
,
beijos nossos
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Ana
,
Outono
das nostálgicas meditações,
preparação,
de hibernadas cogitações . . .
,
conchinhas floridas deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Filó
,
Fendas
são fissuras consistentes
brechas de sólida beleza
acarinhando os olhares . . .
,
floridas maresias, deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
utopia das palavras
,
escutem o vento
no seu cantar
sons coloridos
ecoando ao longe,
rumores folheados
paramentando
ramos caídos
gastos vividos
sacrificados
favos melados
rejuvenescidos
em novo ciclo . . .
,
um mar de jinos, dou,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
FOTOS-SUSY
,
marés de carinho,
envio-te,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
R.G.
,
Ai, se o querer
fosse poder . . .
ao contrário
que diz o poeta,
,
conchinhas coloridas, deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
ellen
,
misterioso outono
de trilhos ventosos
dispersando folhas
de sabor primaveril,
coloridos assombros
entrelaçam quereres
prazeres ressurgidos
nas infindas fusões.
.
um jino florido,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
SAM
,
vem ver,
a chuva de pétalas
adoçando a noite
de fictício breu,
são como,
flocos de musica
trautelando os campos
de amores-perfeitos,
,
marés de ternura, deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Clotilde S.
,
apetece-me
esquecer o verão
olvidar a primavera
e sentir o vento
cantando o Outono,
nos versos de Augusto Gil
,
É talvez a ventania:
mas há pouco, há poucochinho,
nem uma agulha bulia
na quieta melancolia
dos pinheiros do caminho...
,
Ai, meu melancólico Outono . . .
,
conchinhas, deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*


Baila sem peso
,
o meu preferido,
,
Quero apenas cinco coisas..
Primeiro é o amor sem fim
A segunda é ver o outono
A terceira é o grave inverno
Em quarto lugar o verão
A quinta coisa são teus olhos
Não quero dormir sem teus olhos.
Não quero ser... sem que me olhes.
Abro mão da primavera para que continues me olhando.
,
in-Pablo Neruda,
,
Marés de jinos,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Ana Martins
,
Grato amiga,
,
Conchinhas, deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Deusa Odoyá
,
Regina
,
as tuas palavras
são dignas de uma Rainha,
Rainha Coeli, arrisco,
,
reais conchinhas, deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
tossan
,
É toda tua, amigo,
,
um abraço,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Sol da meia noite
,
eu quero o Outono,
repleto de sorrisos
em garridos azulejos
“mosaicados” de flores,
,
amigaveis jinos, deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
São
,
nem eu, amiga . . .
hehehe,
,
conchinhas floridas
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
GarçaReal
,
rosa a maravilha, sic,
,
para ti,
,
nascida rosa
do vistoso rebento
na barca de espinho
tempo de aromas
da formosa barca
mar de silêncios
pétalas de coral
rosa meu poema
pluma de cores
voga barca espinho
ruma á garbosa rosa,
,
rosados pilipares,
alagando o lago, deixo,
,

RETIRO do ÉDEN disse...

Linda homenagem ao Outono...cheio de alegria e cor e até parece que cheira a rosas.

"São rosas Senhor" lá dizia a Rainha Santa Isabel a el-rei.

Forte abraço
Mer

Confesso disse...

Quero o riso, sorriso do futuro semeado do polém dos poetas sensíveis como Vc!


Beijos floridos...

poetaeusou . . . disse...

*
RETIRO do ÉDEN
,
Rosas no Outono
são saudades da Primavera,
.
Rosadas conchinhas, deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Confesso
,
Poesia é sensibilidade,
feita confessadas palavras . . .
,
brisas serenas, ficam,
,
*

Céci disse...

Eu quero os teus poemas da cor do Outono,com abraços do céu e beijos do mar, eu quero o cheiro dessa rosa, e rir com liberdade sem parar...

Bjinhos Amigo Poetaeusou

Céci

Daniel Costa disse...

Poetaeusou

Moral do poeta em cima, Outono com temperatura do que será o mais agradável mês do ano. Flor, muitas flores, o marulhar do mar a bater na rocha.
Se fosse possível a perfeição, ei-la!
Daniel

Val Du disse...

Poeta

Aqui estamos recebendo tudo de bom.
Flores, cores amores, verdade...
Belo poema.

Aqui no Brasil é primavera.
Te mando um pouquinho dela.

Beijos.

Jacarée disse...

Parabéns Poeta, lindo post.
Desejo que seu Outono seja muito multicor.

poetaeusou . . . disse...

*
Céci
,
Sinto o Outono
abraçado aos meus poemas,
temas
voando em liberdade
nas asas da sensibilidade,
,
conchinhas floridas, deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Daniel Costa
,
moralizado me sinto
com a força
das tuas palavras,
,
um abraço,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Val Du
,
Brasil
da eterna Primavera,
flores mareantes que nos unem
feitas manto de pétalas,
,
conchinhas floridas, deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Jacarée
,
grato fico,
brisas mega-coloridas, deixo,
,
*

Lena disse...

Quero vir aqui sempre
ler-te e ver este lindo mar
esta aqui um tapete outonal bém colorido,
e um pôr-de-sol naquele canto especial.
Esta tudo em harmonia.

Um beijo Poeta !

Duarte disse...

Um galanteio diferente, ao outono, do qual gostei.

Crepúsculos outonais e um forte abraço

EternaApaixonada disse...

Que assim seja!
Desejo a vocês a felicidade de um Outono lindo!
Adorei as fotos também!
Grande abraço cá do outro lado do mar

poetaeusou . . . disse...

*
Lena
,
eu canto o canto
do meu encanto
canto espraiado
por mim cantado . . .
,
conchinhas harmoniosas,
deixo,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Duarte
,
enfeito o olhar
de cortejados Outonos,
,
um abraço,
*

poetaeusou . . . disse...

*
EternaApaixonada
,
Sei que há léguas a nos separar
Tanto mar, tanto mar
Sei também que é preciso, pá
Navegar, navegar
,
in-Chico Buarque
,
floridas conchinhas
dou,
*

Chinha disse...

A rosa branca beijada , no Outono de ti , aqui deixo tombada, quando em teu poema na beleza me perdi.

Bjinhos

Chris disse...

O Outono pode ser sempre uma eterna Primavera...
Bjs
Chris

gaivota disse...

que espectáculo de fotos.......
ontem andei a tratar de coisas por caldas... depois te mostro, porque tem que ser visto e não contado!
fui almoçar aí ao manel, arroz de tomate com peixe galo friteeeeeeeeeee, que desgraça! olhó colestrol a subir, e eu ralada...
o mar estava sensacional, que linda a nossa praia com gentes e tudiiiiii n'áuga....
aquilo do nuno não é verdade, acredita, pode ser coincidência e até me parece normal onde vai almoçar, o curso é ministrado tão petinho...
piliparessssssssss muitosssssssssssss

poetaeusou . . . disse...

*
Chinha
,
Poemassoltos ao vento
nas belezas outonais
rosas brancas informais
odores de flor sem tempo.
,
conchinhas floridas,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Chris
,
O Outono
é a Primavera
da meditação . . .
,
conchinhas floridas, deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
gaivota
,
Linda
,
passei aí perto,
fui a Odivelas e Loures,
não te quis incomodar . . .
,
Pilipares,
,
*

Justine disse...

Que belo é o teu Outono, Poeta!

gaivota disse...

olhaaaaaaaaaaaaaa se fossem à merdaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa
sinceramente, aqui ao lado!!!!!
deixa, cá se fazem e cá se paguem!!!!!
fica registadeeeeeeeeeeeeeeeee
trata da tralha e não esqueçam de levar o juízo na bagagem!
lolololololol
piliparessssss

Ana disse...

Continuo em blackout, passei cá só para matar saudades e mandar-te um beijinho.

poetaeusou . . . disse...

*
Justine
,
Outono
a melancólica meditação,
,
Maresias serenas, deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
gaivota
,
Vou dando noticias,
e trazer-te uma burka . . .
,
Pilipares
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Ana
,
Grato, amiga,
,
que a força do mar,
corra nas tuas veias,
,
brisas de coragem, ficam,
,
*

LUZ disse...

tb queria um "amor-perfeito" ...

beijocas e bom fim de semana

(nunca mais dei o passeio ... aiai)

Maripa disse...

É um querer feito de beleza e ternura.
É um querer a exalar o perfume das flores entrelaçado em palavras.

Abraço amigo,poeta.

Sonia Schmorantz disse...

Pois que teu final de semana seja assim, colorido como o outono, outono de sentimentos profundos e serenamente belos!
Um abraço

Jacarée disse...

Poetaeusou...
Passei p agradecer suas palavras no meu lago.
Que o sol brilhe neste outunal e lhe traga tudo quanto deseja.
Burrifos de Jacaée.

poetaeusou . . . disse...

*
LUZ
,
dia 20, estamos cá,
aparece !!!
,
Conchinhas, deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
MARIPA
,
te suplico
rosas e cravos
não quero espinhos
não quero agravos,
dá – me o sorriso
de uma flor,
que tenha o odor
de que preciso .
,
conchinhas coloridas,
,

*

poetaeusou . . . disse...

*
Sonia Schmorantz
,
Outono
a estação
do nosso reencontro . . .
,
outonais conchinhas,
envio,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Jacarée
,
Outono
dos reflectidos crepúsculos.
,
conchinhas floridas, deixo,
,
*

neli araujo disse...

Poeta amigo,

Tudo o que escreves é belo, e me encanta!

Quero ser esta rosa cortejada, abraçando um amor-perfeito, amigo!

Que Outono mais colorido! Parabéns!

beijoca carinhosa, repleta de amizade!

Neli

tossan® disse...

Eu também quero aproveitar uma fenda no Outono que aqui agora é Preimavera. Abraço amigo

tulipa disse...

HOJE faço uma homenagem à minha sobrinha Tânia do Bookcrossing, falecida em Março passado:

Minha querida, um “grande amigo” recente, também da blogosfera, mas já real, em Abril passado, já depois da tua partida para sempre da minha vida, fez o percurso “Caminhos de Santiago” ( conheceu-te através de mim, do meu sofrimento, da partilha de emoções) e, juntamente com os seus companheiros de caminhada rezaram por ti e fizeram uma oferta pela tua alma, deixando no local um símbolo e umas florzinhas do campo.
LINDO, não é?
Aqui estão duas imagens desse “momento”.
Faço-te homenagem nos meus dois blogues, neste "teu dia".

poetaeusou . . . disse...

*
neli araújo
,
Amiga
Senti o eco
as tuas floridas palavras,
grato fico,
,
Brisas serenas, deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Tossan
,
Rebentos de Primavera,
herdeiros das outonais
folhas caídas . . .
,
um abraço, deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Tulipa
,
como sempre
admiro a tua sensibilidade,
,
A Tânia descansa em Paz,
tenho a certeza,
,
que Santiago nos ajude
pelos caminhos da vida,
são os meus votos,
,
*

Maria disse...

Ah!!! o som desse mar que chega aos meus ouvidos,quando hoje vivo distante, a saudade do amor perdido, tenho meu coração em pranto, como em pranto são as ondas em seu bramido....
Oi poeta-eu-sou,
Desculpe a invasão. Cheguei aqui, através da "menina do rio" . Amei sua págima. Passar nesse espaço, é navegar num mar de emoções.
Parabéns.
Fica aqui, meu convite a visitar o meu. Ficarei feliz.
Beijos de luz.

Lilá(s) disse...

Que bom! quero um Outono igual...
bjs

poetaeusou . . . disse...

*
Lilá(s)
,
amiga
e o Outono se foi . . .
,
Brisas mareantes,
*

poetaeusou . . . disse...

,
Maria
,
ofereço-te
,
vem ver o mar
derramando batidos
cocktails de instintos
de espumas surfadas,
despudores revoltos
enrolam nas vagas
sabores incontidos
no cheiro das maresias,
estreita-me mar
rascunho ondeado
partilha comigo
o sal das marés
,
conchinhas de amizade,
deixo,

*