setembro 07, 2009

>>>>>>>>>>>> fui um corpo estranho <<<<<<<<<


quebradas angustias . . .

video

perdoa-me mar
o meu desrespeito,
sinto o desabrigo de ter sido insano
na violação dos teus rituais,
fui um corpo estranho
que seguiu ao sabor
de desconexos ventos
que traíram a nossa amizade,
profanei a fronteira das tuas angustias
tantas vezes por ti cochichadas
ignorando os odores da revolta
nos vincados poros das aragens,
espasmos desvirtuados
das quebradiças espumas
em que as vagas da sofreguidão
nas marés de intemporal beleza
serão sempre o ancoradouro
dos meus insaciados descontrolos.
poema-fotos-video:poetaeusou

64 comentários:

Multiolhares disse...

Mas tu nada te tem a perdoar ao mar,
ele sim deveria pedir desculpa
por esse dia de mau humor que teve quando tu sempre o veneraste,no entanto o mar nos ensina que quando ele está bravo as ondas são revoltas e severamente largadas nas areias da praia as correntes atravessam quem tem a veleidade de lhes tocar, assim como não vale a pena cutucar a onça, não vale a pena discutir com pessoas iradas, também não vale a pena enfrentar a ira do mar, há dias que só o devemos admirar outros em que o podemos tocar

beijos nossos

Codinome Beija-Flor disse...

Ah! Poeta.
Com um poema assim, não apenas oma te perdoa, mas toda natureza.
Lindo, lindo.
Bjos

Filó disse...

Perdoar é ser forte o suficiente para conseguirmos abrir o coração.
Só perdoando, podemos ficar de bem connosco e com os outros...
Poeta do Mar, em Paz, a amizade com o seu mar prevalece para sempre.

Poema Bonito !
Um beijo amigo.

cristal disse...

Olá Poeta

Imagens cristalinas, luminosas..ESPECTACULARES!
E palavras sussurradas a um Mar, por um Poeta que muito o ama e pelo qual nutre uma paixão imensa, incondicional,desmedida...
Só não quero acreditar que esse Mar,o tenha considerado um corpo estranho,acredito sim que num repente, não tenha tido tempo de reconhecer um amigo de longa data.

Serena e melodiosa a música escolhida.

Post soberbo,lindíssimo!

Fique bem amigo

Aquele Abraço

Baila sem peso disse...

"Fui um corpo estranho"
mas que engano o teu poeta!!!
Foi só a sofreguidão de um banho!!
Tu foste por momentos, só bravura
e Ele sabia da tua ternura...
sabe como tu O cantas e se encanta
o ritual da maré viva O descontrolou
mas decerto contigo também acalmou...
Já fizeram as pazes e se conheceram
Poeta tem cuidado com o descontrolo
pode Ele de novo querer pegar-te ao colo...
Maré viva, é cenário belo...
Mas tenta só, fotografá-lo!!!
E como aqui, depois cantá-lo!!!

Lindo Richard Clayderman a acompanhar
este teu poema, no doce cantar!

Beijos com carinho bem salgadinho

Ana Martins disse...

O mar deve estar maravilhado... Isso é mesmo paixão!

Beijinhos,
Ana Martins

carmen disse...

Poetaés:

As fotos, como sempre, lindas!!!

Seus poemas, profundos!!!

Seus vídeos, perfeitos...

Poetaés!!!

bjs

Daniel Costa disse...

Poetaeusou

Não me perguntem porquê, mas para além do gostar, este teu poema calou-me fundo, será do ritmo que lhe imprimiste?
Abraço,
Daniel

Menina do Rio disse...

O mar leva nas vagas todas as angústias e nos renova a alma...

Fica com um beijo à maresia

Justine disse...

Ah La Mer, sempre o mar e a tua poesia num nó bem apertado:))

gaivota disse...

um poema lindo, só escrito e dito por quem lá passou, entrou, esteve... desrespeito, claro! - desculpa, tinha mesmo que dizer!
nem tu nem ele são estranhos uns aos outros, conhecem-se demasiado bem, daí uma espécie de confiança desmedida e quase quiseste medir forças...
um beijo ao nosso xilá! e aos pikenos, nem sei quem estava aí ao norte, nem importa...
e a ti! e levaste-me tu a boia de salvação... lololololol
e o slavo continua com coisas boas e diferentes à nossa espera, agora depois dos açores!
piliparessssssssssss

Sol da meia noite disse...

Amigo Poeta, há em todos nós um mar de revolta... o mesmo mar que acolhe e perdoa... mar onde tantas vezes navegamos à deriva, ao sabor de ventos contrários...
Estranhos nos sentimos nesse mar...

Angustiante, mas bela, esta tua poesia.


Jinhos amigos * *

FOTOS-SUSY disse...

OLA AMIGO, MARAVILHOSA POSTAGEM...
UMA OPTIMA SEMAANA...
BEIJO DE AMIZADE!!!

SUSY

RETIRO do ÉDEN disse...

Poeta Nazareno,

Sempre ouvi dizer que há dias em que o mar está sedento...

Nesses dias há que observá-lo e respeitá-lo, nada mais.

Um forte abraço
Mer

poetaeusou . . . disse...

*
Multiolhares
,
Eu ontem passei o dia
Ouvindo o que o mar dizia.
Chorámos, rimos, cantámos.
Falou-me do seu destino,
Do seu fado...
Depois, para se alegrar,
Ergueu-se, e bailando, e rindo,
Pôs-se a cantar
Um canto molhado e lindo.
,
In-antónio botto,
,
Beijos nossos
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Codinome Beija-Flor
,
um Beija-Mar,
envolto em serenas maresias,
envio-te,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Filo
,
só os justos perdoam
e o mar é integro . . .
,
conchinhas serenas, deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
cristal
,
ESPECTACULARES
os teus dizeres,
grato amiga,
,
luzentes conchinhas, deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Baila sem peso
,
Amiga
depois de te ler
fui ao baú,
.
mar
embriaga-me
de espuma
meu deus Baco,
mar
espuma em mim
meu analgésico
das dores impostas,
,
espumas serenas,
deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Ana Martins
,
Ai Nazaré
Deixa-me embalar o mar
Deixa-me embalar o mar
,
in-mafalda veiga,
,
um mar de carinho
dou-te,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
carmen
,
fico feliz,
obrigado,
,
brisas serenas, deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Daniel Costa
,
amigo
é o sentimento
vindo de salgados poros,
,
Um abraço,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Menina do Rio
,
amiga
como vai e vem das marés,
,
brisas de ternura, envio,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Justine
,
Avec la mer du Nord pour dernier terrain vague
Et les vagues de dunes pour arrater les vagues
Et de vagues rochers que les mar Ãoes opassent
Et qui ont à jamais le mar e basse
Avec infiniment de brumes à venir
Avec le vent de l'est ao coutez le tenir
Le plat pays qui est le mien
,
In-jacques brel
,
conchinhas coloridas, deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
gaivota
,
Já passou . . .
Exorcizei . . .
,
nos Açores,
vai ás Furnas,
,
Pilipares,
,
*

Papoila disse...

Querido Poeta:
E poderá o mar ficar indiferente a este canto de veneração imansa e sensível?
Lindo!
Beijinhos(da praia)

poetaeusou . . . disse...

*
Sol da meia noite
,
sábias palavras,
,
do meu espólio,
.
sem ti mar
é viver sem rumo
ao sabor
dos caprichos da quimera
onde eu
a pouco e pouco me consumo
na esperança vã da minha estrela
sem ti mar
é não ter o que se tem
ver tanta gente
e nunca ver ninguém
sem ti mar
é ter na vida tudo
mas não ter nada,
,
um mar de jinos deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
FOTOS-SUSY
,
Gratificado fico,
,
conchinhas floridas, deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
RETIRO do ÉDEN
,
e como dizes, amiga,
,
e nunca esquecer
que há mar e mar . . .
,
brisas serenas, envio,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Papoila
,
não ficou, não,
sussurrou-me,
que existem limites
que não se podem ultrapassar,
,
jinos espraiados, deixo,
,
*

GarçaReal disse...

O mar é o melhor ouvinte...Ouve, guarda , embla e leva o nosso sentir e os nossos segredos...E também perdoa quando o tocamos no momento errado....

Muito belo este teu poema, grande poeta do mar e do amor...Mas anda o amor triste?

Bjgrande do lago

um leve pilipar para ela

helia disse...

O Mar é sempre lindo com ondas ou sem elas , calmo ou revolto, o mar imenso é maravilhoso!

Céci disse...

Olá Poeta!

Olha se o mar não te perdoar é muito mauzinho, porque as tuas manifestações de amor pelo mar são evidentes. Dias maus todos temos e até o mar!

Gostei muito deste poema!

Bjinhos

Céci

Desnuda disse...

Belíssimo amigo!!! Perdoai a todos nós...


Em ondas mansas, beijo sereno.

Pó de Estrela disse...

Olá poeta do meu encanto

Com um amor tão lindo como o teu e o mar, de certeza que ele só estava a brincar contigo às escondidinhas...

Vais ver que na próxima vez que estiverem os dois abraçados entre algas e peixinhos, ele te vai sussurrar ao ouvido: "foi a brincar, não te assustes" e então irão os dois dizer adeus ao sol, quando ele se deitar nos braços do teu amigo e tu ficarás a namorar a lua, só para lhe fazeres ciúmes...

Beijinhos cheios de pózinhos de Estrela

Lilá(s) disse...

Maravilhoso post, tão bem que me fez ouvir aqui o mar...
bjs

poetaeusou . . . disse...

*
GarçaReal
,
meu mar,
desvairado amor,
neste espraiado e real olhar
ninfas, musas, sereias,
atraído encanto
em que eu persisto visionar
no pililipar da gaivota,
soando no encantado LagoReal,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
hélia
.
O Mar
é a beleza infinita,
,
brisas serenas,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Céci
,
Não o respeitei, amigo,
vou ter mais cuidado . . .
,
Jinos mareantes, deixo,
,

poetaeusou . . . disse...

*
Desnuda
,
marés serenas
é urgente . . .
,
Brisas nocturnas, dou,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Pó de Estrela
,
já estivemos juntos,
e reparo que auscultaste
os seus sussurros,
escutas ? srsrsrsr,
o mar foi simpático
na despedida ordenou a uma onda,
que me colocasse na praia o que
docemente o fez.
,
brisas nocturnas, envio,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Lilá(s)
,
embala-me mar
dá-me o teu encanto
o manto
do meu olhar,
,
Conchinhas nocturnas, deixo,
,
*

São disse...

Extasiasda, principalmente com as duas fotos primeiras!

Abraço.te

João Videira Santos disse...

Gosto das fotos, gosto do poema

Pitanga Doce disse...

Tu? Um corpo estranho ao mar da Nazaré? Tu, que já fazes parte dele há muito?

Olha, há uma resposta só pra ti no post aonde estão as fotos do Rio. Sei que vais entender.

boa tarde Poeta

Ana disse...

Ninguém é estranho ao mar quando o ama como tu.
Um beijo, Poeta.

Eliane disse...

Adorei olhar essas belas imagens...sem palavras..adicionando você!!!!

MEU DOCE AMOR disse...

Pois...Poeta.É mau desrespeitar.O mar fica irado, por vezes...mas a ira faz parte de todos nós.A questão está no bom senso... não é bom senso revoltarmo-nos e ficarmos irados...mas mesmo assim passa-se a ter bom senso quando conversamos com o mar, ouvimo-lo e ele a nós.Se assim não for, o "parto" torna-se doloroso ao ponto da "nova criança" sofrer, ou mesmo não vingar.

Beijinho doce

Andradarte disse...

Um post completíssimo...Belas fotos bonito poema e o som do mar então,
apetece ouvir de olhos fechados.
Andei ausente,mas tenho passado.
Abraço

poetaeusou . . . disse...

*
São
,
o mar arrebata-nos,
,
conchinhas mareantes, deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
João Videira Santos
,
gostei que gostasses,
,
saudações
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Pitanga Doce
,
Não sou um corpo
estranho, pois não ?
,
já fui . . .
conchinhas coloridas, deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Ana
,
foi um desabafo, amiga,
,
brisas serenas, dou,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Eliane
,
fico feliz
com o teu olhar . . . o mar,
,
conchinhas floridas, envio,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
MEU DOCE AMOR
,
sábias e meditativas
as tuas palavras,
vou pensar e repensar,
esta tua missiva,
obrigado, amiga.
,
brisas serenas, deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Andradarte
,
grato amigo,
,
o segredo está na beleza
que me rodeia . . .
,
abraço,
,
*

Iana disse...

Amado Poeta amigo

Saudades mil eu senti do amigo... do quantinho bom... das fotos lindas do seu mar... e dos poemas maravilhosos...

"Aqui tudo é bom
aqui tudo é lindo
onde as rosas
e os perfumes
recebe o carinho
do doce amigo"

Beijinhos estou voltando amigo
simplesmente
Iana!!!

Princesa disse...

Passei muito de fujida e tarde mas os afazeres de vida assim o determinaram mas não quiz passar sem dar uma visita

Esteja sempre pronto a dar um sorriso amigo, uma palavra de amor e otimismo em todos os momentos de sua vida.
Porque o sorriso é o espelho de sua Alma."

Tenha uma linda noite
Beijinhos

Ana disse...

Penso que quem vive perto do mar, tem por ele uma grande admiração e respeito.
Adorei as tuas lindas palavras. O mar não tem que te perdoar, porque tens uma grande paixão por ele, que te fascina, mesmo revolto.
As imagens são magníficas!

“Quando eu morrer voltarei para buscar os instantes que não vivi junto do mar - Sophia de Mello Breyner Andresen”

Beijinhos grandes,
Ana Paula

poetaeusou . . . disse...

*
Iana
,
Amiga
como poderei redimir-me,
de tão prolongada ausência ?
,
andei um pouco ausente,
vapores do verão, talvez . . .
,
um mar de serenas brisas, deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Princesa
,
tenho andado
a leste dos comentários . . .
,
fico feliz com as tuas palavras,
é, o sorriso, tem a beleza das flores,
,
conchinhas, floridas, deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Ana,
,
amiga
senti as tuas palavras,
obrigado,
,
ofereço-te,
,
vesti-me de mar
com ondas de ganga
retalhos moldados
nas esquinas do tempo,
naveguei na espuma
em vagas remotas
carregando marés
nas curvas do vento,
encontrei abrigo
para meu aconchego
dentro dos teus olhos
o meu cais resguardado,
,
conchinhas serenas, envio,
,
*

HELENA AFONSO disse...

O MAR me fascina, sem ele não sei viver, ao pé dele nasci, ao pé dele quero morrer.......ler os seus poemas é sentir o amor que tenho por ele....
HELENA

poetaeusou . . . disse...

*
HELENA AFONSO
,
ofereço,
,
mar mulher
eloquente harmonia
sagrado universo
caravela ardente
porão inesgotável
de especiarias raras
gestos de canela
apimentado olhar
caril do meu sangue
sedas catrinetas
meu cais mareante.
,
conchinhas serenas,
deixo,
,
*