setembro 20, 2009

>>>>>>>>>>>>>>> ardilosos esboços <<<<<<<<<


trabalho é . . . pão

sinto no ar
os socalcos do Outono
trazidos nas aragens
de propalados Estios,
ardilosos esboços
entroncam as mentiras
nas folhas rapadas
das sugadas ramagens
hibernando a seiva
há muito estagnada
que espera pelo engenho
regenerador da dignidade.

poema-fotos-video:poetaeusou

64 comentários:

FOTOS-SUSY disse...

OLA QUERIDO POETA, ENCATADORAS FOTOS E QUE BELO POEMA, SIMPLESMENTE ADORAVEL AMIGO!!!
VOTOS DE BOM INICIO DE SEMANA...
BEIJOS DE CARINHO E AMIZADE,


SUSY

Confesso disse...

O outono é a estação das recordações, das folhas no chão, do vento que tráz prenuncios do inverno...

Sempre bom ler você, poetaés!


Beijos em início de primavera...

Lena disse...

Pois é Poeta,
ja la vem o outono,
e tras com ele o inverno por perto.

Esperamos que seja um bom outono,
e que mudanças chegue com ele.

A partir de amanha, vou estar mais presente; foram mais duas semanas dificeis...a vida é feita assim.

Um beijo, Poeta...Poeta da Nazaré !

Papoila disse...

Em cada Outono sinto que mais uma folha cai de mim... ando envolta em outono.

Um beijo
BF

Lídia Borges disse...

Lindo, este post. Gosto das imagens e das palavras em tons de Outono.

L.B.

Multiolhares disse...

O Outono esta aí,o Outono das estações do tempo e da vida, das ventanias politicas,mas o tempo diz que tudo passa e como tempo também acaba por chegar o calor do verão

beijos nossos

Deusa Odoyá disse...

Olá meu lindo e querido poeta.
como smepre admiráveis poemas, encantadores sonhos de uma alma em circulos de luz.
Meu poeta, que fotos sgnificativas e lindas.
Adorei, parabéns...
Meu lindo te deixo uma mensagem:
Apenas são belas as cores que a alma faz quando se ama.
E as palvras dançam pelas cores que criamos, flutuando brilhantemente.
Beijinhos doces, meu poeta amigo.
aguardo sua visita.

Regina Coeli.

Lilá(s) disse...

E aí vem ele o Outona do cair da folha, mas também da lareira acesa.
Bjs

poetaeusou . . . disse...

*
FOTOS-SUSY
,
Obrigado amiga,
,
conchinhas de luz, deixo,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Confesso
,
Outono
a preparação
para o longo Inverno,
,
brisas serenas, envio,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Lena
,
a vida é como as marés . . .
nos momentos difíceis
lembra-te da tua falésia
e da soberba vista que desfrutas,
as saudades são o antídoto
da ausência
,
mares nazarenas envio-te,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Papoila
,
não existe renovação,
sem a o cair das folhas,
confia em ti, amiga,
,
um mar de jinos, deixo,
,

poetaeusou . . . disse...

*
Lídia Borges
,
grato fico,
,
Outono
em telas de Cézanne
,
brisas serenas
*

poetaeusou . . . disse...

*
Multiolhares
,
Luna
,
Outono
o tempo
que tempos traz,
,
beijos nossos,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Deusa Odoyá
,
Regina
amei as tuas palavras,
será que mereço ?
É,
a alma é a íris
dos nossos sentidos . . .
,
brisas luzentes, deixo,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Lilá(s)
,
Outono
a acalmada estação
da auto-análise . . .
,
conchinhas, deixo,
*

gaivota disse...

lá se diz, casa que não tam pão, todos ralham, ninguém tem razão!
e a praia está tão linda, já estou quase a chegar...
é um outono com cara de verão!
arrumem lá as coisinhas todas e decorem a apartamento dos miaus!
pilipares

Justine disse...

Belíssima recepção ao Outono, Poeta!

gotadevidro disse...

Também aqui o Outono vais começando a sugar as folhagens e as vai espalhando rua fora trazendo a nostalgia da estação

Bonito poema e belas fotos

bjitos

poetaeusou . . . disse...

*
gaivota
,
o queijo do Pauleta
já era . . .
,
a decoração dos miaus,
é em tons violáceos,
,
pilipares,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Justine
,
Outono de Vivalvi . . .
,
conchinhas coloridas, deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
gota de vidro
,
melancólico Outono,
das esperanças vãs,
,
brisas serenas, deixo,
,
*

Filó disse...

O Outono é a estação do ano que nos trás a melancolia...basta olharmos para as árvores despidas..
No entanto que bom é, sentir os cheiros das cores quentes e da terra molhada, pelos salpicos Outonais.
Poeta, a seiva das árvores será, concerteza regenerada, é o que se deseja, e assim é, a natureza.

Um beijinho amigo

Duarte disse...

Atisbo, al atardecer,
el inicio de una nueva estación,
la que más me emociona...
las sombras se inclinan
con una bienvenida plácida;
donde colores, olores y escalofríos,
me llenan de sensaciones diversas,
que son el fruto del brote de mi vida.

Por aí andei,
aí estive,
mas não te vi!
O vento era forte,
vindo do mar.
Caía a tarde,
não conhecia a ninguém...
fui-me embora.
Algo falhou!!!

Um grande abraço,
aquele que não pude dar-te!

poetaeusou . . . disse...

*
Filó
,
taciturnidade temporal,
na beleza do Outono,
cores harmoniosas
nos castanhos esverdeados.
de folhas auto-flageladas
dando lugar aos novos rebentos
anunciadores de nova vida . . .
,
um mar de jinos,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Duarte
,
Amigo
frustrado fiquei ao ler-te,
as informações que tinha
passava por uma confirmação
da tua parte . . .
perdeu-se uma oportunidade,
para nos conhecermos,
haverá outras, tenho a certeza…
,
um grade abraço, amigo,
,
*

Paula Raposo disse...

Bonitas as fotos. Beijos.

poetaeusou . . . disse...

*
Paula Raposo
,
gostaste ?
,
jinos,
,
*

Daniel Costa disse...

Poetaeusou

Nos tempos que correm, água do mar será pouca para lavar a indignidade que grassa no sociedade.
O poeta sempre vai alertando com as suas verdades.
Abraço,
Daniel

poetaeusou . . . disse...

*
Daniel Costa
,
Amigo
a água lava, lava tudo,
menos as manobras
dos politicos . . . TODOS .
,
um abraço,
,
*

Duarte disse...

Assim foi, assim é...
soube a nada,
coisas...
das novas tecnologias.
Claro que sim!
Até aqui pode ser!...
Abraços

tossan® disse...

Tudo na vida são esboços menos a tua bela poesia que é definitiva. Abraço

utopia das palavras disse...

Gosto de vê-lo no mar
com o sol saudoso
no pequeno brilhar
Gosto de vê-lo na maré
revolta de chuva
e nas folhas secas
cheirando a uva!

Lindo o teu esboço de Outono, poeta!

beijo

Maripa disse...

Gosto do Outono...dos tons que as folhas tomam antes de despirem as árvores,gosto de as ver voar ao sabor do vento...

E gosto de castanhas assadas,pois...

Maripa disse...

...e gosto de lhe deixar um abraço amigo.

poetaeusou . . . disse...

*
Duarte
,
dia 14 de Outubro estou em
Gibraltar, num cruzeiro não
sei se toca em algum porto Espanhol.
,
um abraço,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
tossan®
,
acontece que a tua poesia
tem o avanço de anos luz
das minhas medianas palavras,
,
um abraço deixo
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
utopia das palavras
,
mosto divino
dos tintos bagos
ou cachos alvos
da branca uva
sangue fervido
veias revoltas
gosto a Outono
Deus Baco em mim.
,
tintos jinos, deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Maripa
,
Quem sabe a desventura do seu fado?
Quem olha para o homem das castanhas?
Nunca ninguém pensou que ali ao lado
ardem no fogareiro dores tamanhas.
Quem quer quentes e boas, quentinhas?
A estalarem cinzentas, na brasa.
Quem quer quentes e boas, quentinhas?
Quem compra leva mais amor p'ra casa.
,
in-carlos do carmo
,
olha, saiu . . .
,
brisas serenas, deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Maripa
,
um mar de amizade,
deixo,
,
*

AnaMar (pseudónimo) disse...

Hoje é o primeiro dia de Outono ou o ultimo dia de Verão.
Com um poema assim, o importante é que aconteça neste ritmo poético.

Bj

Ana Martins disse...

Bonito como sempre poeta!

Beijinhos,
Ana Martins

Baila sem peso disse...

ardilosos esboços
surgem como perigosos poços
outono na alma
enfeitada com seiva
que ventos de estio
enviaram no olhar bravio...
a aragem que passa
e me lembra tempo frio...

Deixo um beijo quentinho
segura amizade, com carinho!

São disse...

Ai, Poeta, que a dignidade quase nem existe...
Um abraço.

helia disse...

O Outono é lindo quando é descrito num belo Poema

poetaeusou . . . disse...

*
AnaMar
,
importância ritmada,
,
Brisas nocturnas, dou,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Ana Martins
,
marés de jinos
envio-te,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Baila sem peso
,
enfeitado vai o vento
no golpe de asa da gaivota
leva na alma a aragem
do Outono anunciado
agora iniciado
esboçando com coragem
a escolha de nova rota
procurando um novo tempo.
,
vagas de carinho,
em mar de amizade, deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
São
,
a quem o dizes amiga,
nestes tempos
ser digno é sinónimo
de imbecilidade . . .
,
brisas nocturnas, deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
hélia
,
Outono da meditação . . .
,
conchinhas, deixo,
,
*

Céci disse...

Olá poeta,

Esperemos que dos esboços de outono, a haja mudança definitiva ((*_~))

Bjinhos

Céci

MEU DOCE AMOR disse...

Vai regenar.Vais ver!

Beijo doce

Duarte disse...

Se paras pelas imediações, avisa, que irei dar-te um abraço.

Boa viagem e que o tempo ajude.

Abraços

RETIRO do ÉDEN disse...

Como precisamos de regenerar a dignidade... deste "estado" de coisas...com tantos ardilosos esboços...que não passam de esboços!

Fotos lindíssimas a condizer com o Outono "estação do ano" e País...
Quando chegaremos à Primavera/Verão?

Forte abraço
Mer

poetaeusou . . . disse...

*
Céci
,
folhas renascidas
em esperançosa floresta . . .
,
conchinhas de luz, deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
MEU DOCE AMOR
,
onde está
a Fonte da Eternidade ?
srsrsr,
,
Jino retemperador,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Duarte
,
tenho o Roteiro algures,
ainda não o li . . .
,
um abraço,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
RETIRO do ÉDEN
,
Mer
“isto” está muito complicado,
ninguém pára para pensar e não
me refiro a politica,
esboços que para muitos
são certezas . . .
,
conchinhas coloridas, deixo,
,
*

Efigênia Coutinho disse...

trabalho é . . . pão
sinto no ar
os socalcos do Outono
trazidos nas aragens
de propalados Estios...

É isso, sem trabalho não tem pão, e sem pão não tem nem o ar, pois de ar ninguem se alimenta...

Passa lá, tem um convite te esperando,
beijos,
Efigênia Coutinho

Maria P. disse...

Continua o bom gosto...

Beijinho*m*

Desnuda disse...

Lindo, como sempre poeta. Fotos e a entonação da mensagem em versos.


Carinhoso beijo.

poetaeusou . . . disse...

*
Efigénia Coutinho
,
Vou já, já, já,
,
conchinhs floridas, deixo,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Maria P.
,
Grato, amiga,
tenho limitado as visitas,
(mudanças prolongadas)
,
Jinos mareantes, dou,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Desnuda
,
versos
são mensagens ao vento,
,
conchinhas coloridas, deixo,
*