abril 26, 2009

>>>>>>>>>>>>>> porta-voz sem som <<<<<<<<<


Mar a Tempo

video

aquém destas portas
Transporto o além
do tempo longínquo,
comportas da vida
portagens de mim
de tempo sem tempo,
portal de alquimia
quimera do tempo
porta-voz sem som
do tempo perdido,
entrando a tempo
no portão furtivo
da ungida portada,
pórtico esquecido
ás portas do tempo.
fotos-poema-video:poetaeusou

56 comentários:

TristãoeIsolda disse...

Transportamos em nós muitos tempos. Mesmo os perdidos e esquecidos.
Mesmo os que foram de quimeras.

Abraço

Eärwen Tulcakelumë disse...

Que as portas sejam a passagem para tempos de luz ...

Pérolas incandescentes de energia do mar entrego em tuas mãos, agradecendo sempre o carinho para com meu mundo.

Eärwen

Codinome Beija-Flor disse...

Às vezes não sei se abro ou fecho definitivamente as portas.
Outras vezes ainda, julgo que seria melhor arrancar as portas e construir muros.
Abraços

Multiolhares disse...

Podem até ser portas sem voz sem som, mas ao abri-las ao passar a outra dimensão desconhecida, tanto nos vão contar tanto nos podem dizer,são acontecimentos, vidas desfolhadas no pó da existência.
beijos

Isa disse...

Gosto sempre muito do que vejo e ouço,por aqui.Mas hoje,Poeta,
deixou-me sem palavras.O Vídeo,a voz,entoando, a palavra...lindo.O
Mar,sim o MAR...
Tenha um domingo feliz.
Beijo.
isa.

PreDatado disse...

A portagem é o tributo a pagar pelo "atravessar" do tempo. As portas são a passagem entre os mundos, ás vezes entre os tempos. O poema é, como de costume, excelente.

LUA DE LOBOS disse...

milhões de tempos que são nossos e de mais ninguém:)
xi
maria de são pedro

Princesa disse...

Essa plantinha é chamada de AMIZADE!

Você deve regá-la dia após dia, com palavras de Carinho
e Sinceridade adubá-la com Respeito e Dedicação e
deixar que o sol do amanhecer ilumine e
aqueça suas raízes para que ela possa
crescer sempre forte e bonita!

bom domingo
Beijinho

FERNANDA & POEMAS disse...

QUERIDO AMIGO DO MEU CORAÇÃO... BELÍSSIMAS AS FOTOS E O POEMA... SUBLIME VIDEO... TUDO LINDO ZÉ... ABRAÇOS SEM FIM DE MUITA AMIZADE,
FERNANDINHA

Clotilde S. disse...

Bach abre-nos as portas da alma, para recolhermos as tuas palavras, uma a uma, quais pequenas notas estreladas de emoção. Ao fundo o mar, o seu rugido... belo e inquietante na sua Solidão.

Bravo!

Recebe um beijo de reconhecimento e amizade.

Filó disse...

Poeta,

Portas, Mar a dentro, com o tempo passado e longíquo, transportando
vozes sem som, sem vida e escondidas...

Portas transponíveis, vendo o tempo correr , enriquecidas, sempre de Belos poemas , como este !
Poeta, seus posts são sempre magníficos e enriquecidores...pela autenticidade e a força que transmitem.

UM GRANDE ABRAÇO , Poeta Amigo

maria disse...

o que se passa aquém destas portas portais sagrados destas vidas

abraços

poetaeusou . . . disse...

*
TristãoeIsolda
,
somos o tempo,
nosso . . .
,
abraço a tempo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Eärwen Tulcakelumë
,
mundo de luz,
em que as portas,
perdurarão escancaradas !
,
luzentes maresias, envio,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Codinome Beija-Flor
,
franqueia as tuas portas, amiga,
deixa entrar o carinho, a ternura,
o afecto, a amizade, muita . . .
,
brisas deste mar, envio,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Multiolhares
,
existência efémera levada
pelo tempo que por nós passa,
abrindo e fechando portas . . .
,
Beijos nossos,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Isa
,
partículas dispersas,
que procuro unificar,
em temporizados legos,
,
um mar de amizade, envio,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
PreDatado
,
a tributação do tempo,
no preito que anuncias,
atravessa o meu sentir . . .
,
serenas marés, te envio
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
LUA DE LOBOS
,
tempo,
instantes vividos,
em tempos . . .,
,
conchinhas, deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Princesa
,
Amizade,
a floresta da vida,
,
maresias de amizade, te envio,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
FERNANDA & POEMAS
,
fernandinha
,
grato por tudo,
,
vagas de amizade pura,
envio-te
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Clotilde S.
,
Ai, essas palavras . . .
entram em mim
como dedos de BACH
em harmonia solfejada . . .
,
grato pela tua amizade
,
envio-te
pilipares de gaivotas,
em acordes de Bach,
que ouço, sonantes,
por cima do meu telhado.
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Filó
,
aquém,
ou além portas,
és a minha deusa benfazeja,
de olhares benevolentes,
como devo agradecer ?
,
talvez enviando
brisas de amizade
em maresias de abraços,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Maria
,
vidas ungidas
na paz com o próximo,
,
marés de luz, envio,
,
*

Lena disse...

Que bom depois de um dia de trabalho vir aqui te ler...
Quanto o mar no video parece o mar da quando ai estive...até tive a ver bém se não estava nele...

Sabe muito bém vir aqui sentir este Mar tão pertinho.

Um beijo Poeta

poetaeusou . . . disse...

*
Lena
,
olha bem
na onda mais forte
que vem a prancha-la . . . tu,
srsrsrsr
,
hoje esteve muito frio,
com nuvens escuras ameaçadoras,
como eu gosto, devo ser único, penso,
,
conchinhas nocturnas,
deixo aqui,
,
*

Duarte disse...

Arte nas paredes. Quando vejo uma parede pedra a pedra que soa asseguram pequenas pedras considero-o um trabalho de artesão. Em contraste com os azulejos outra arte que na nossa terra deve estar escrita com maiúsculas, Quantas fachadas, alçados e paredes, destilam a beleza desta arte de azulejaria.

Da palavra que dizer, se a escreve um dominador das letras quando adquirem um tom poético.

Zé, aqui fica para ti, um forte abraço

Zé Maria disse...

Olá caro poeta

E às portas do tempo
a porta entre-
aberta
à espreita
da voz longínqua.

Aquele abraço

Violeta disse...

às vezes também me sinto um porta-voz sem som do tempo perdido...um bj

poetaeusou . . . disse...

*
Duarte
,
a Arte das tuas Palavras,
ofuscam os meus pobres dizeres,
,
um abraço Ibérico, dou-te
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Zé Maria
,
longínqua está a porta . . .
á espreita estou sempre . . .
,
um forte abraço, amigo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Violeta
,
não seremos sempre ?
,
conchinhas serenas, deixo,
,
*

Efigênia Coutinho disse...

de tempo sem tempo,
portal de alquimia
quimera do tempo...


O TEMPO SEM TEMPO
QUE MAGIA NESTA FRASE DE SEU VERSOS.
BOA SEMANA ,
Efigênia Coutinho


"Todo o bem que eu puder fazer, toda a ternura que eu puder demonstrar a qualquer ser humano, que eu os faça agora, que não os adie ou esqueça, pois não passarei duas vezes pelo mesmo caminho." (James Greene )

Daniel Costa disse...

Poetaeusou

No fundo, o nosso sonho de vida é como uma quimera, que pela alquimia se transforme em reslidade.
Daniel

utopia das palavras disse...

Abri
a porta
e o tempo
fez-se
quimera
de luz
nesse tempo
onde bebo
a vida...!

Bonito, poeta!

Beijo

Teresa Durães disse...

tempos escondidos em bolsos que por vezes o descobrimos

Nocturna disse...

Bom dia Poeta,
Todos nós somos porta-voz de alguma coisa: das nossas dores, das nossas esperanças,das nossas alegrias e ... também da poesia que temos a generosidabe de partilhar com os amigos, como é o seu caso.
Muito obrigada por este "cantinho" que nos abre sempre uma porta de Paz e Beleza
Um abraço
Nocturna

Sol da meia noite disse...

Vivemos aquém do tempo que pertence ao além...

Uma boa semana.


Jinhos amigos * *

Liar disse...

Quando abri estas portas... gostei do que vi! Lindo poetaeusou!

Semana linda para ti

Bjinhos

Céci

Pitanga Doce disse...

Afinal o Porta-Voz tem som. E do melhor que há: Villa Lobos.

Quanto ao teu comentário na árvore nao é mais tempo de imobilidade. Muito pelo contrário. É tempo de flanar. A asa é que não deixa. Está perra.

Adriana disse...

ao de um som sublime do vento...

cristal disse...

Portas que se fecham.
Portas que não deixam ninguém entrar..
Mas há portas que se abrem e rompem o silêncio...e finalmente uma música ecoa baixinho e uma ténue claridade é possível vislumbrar!

Obrigada Poeta por este belíssimo poema "às portas do tempo" e por este "pedacinho" de mar.

Fique bem
e
Abraço amigo

Sonia Schmorantz disse...

Portas sempre significam passagem, se fechadas são tristes, se abertas são iluminadas...belo poema.
abraço

poetaeusou . . . disse...

*
Efigénia Coutinho
,
cada caminho,
tem o seu tempo,
e ao contrário de J. Greene,
a ternura demonstra-se
em todos os momentos
em todos os caminhos
a todo o ser humano,
,
amiga
visões diferentes,
ou
talvez iguais . . .
,
conchinhas de ternura envio,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Daniel Costa
,
amigo
ao ler o teu comentário
pensei no Rei Midas
e no,
Elixir da Longa Vida
de Irving Wallace.
,
a escolha ?
talvez o Rei Midas,
razões ?
a crise
e basta um toque
e ficamos dourados . . . parados,
,
um abraço,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
utopia das palavras
,
o tempo soa
na espera
da fantasia
porta aberta
que liberta
o sonho da poesia
quimera
que o tempo entoa,
,
brisas alquímicas, dou,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Teresa Durães,
,
amiga, (sorrisos)
,
gostei dos tempos,
escondidos em bolsos,
realmente,
tempo é dinheiro . . .
,
um mar de amizade, dou,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Nocturna
,
é a magia destas estradas,
a partilha mutua,
as alegrias cantadas,
as tristezas que se esfumam,
a ternura, o carinho e a
amizade, que semeamos,
chamando a nós o joio,
igualando-o ao maduro trigal . . .
,
Um mar de Paz e Beleza, deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Sol da meia noite
,
o tempo não é nosso, não,
a tempo o lado misterioso
da vida, em nós o provará,
,
conchinhas de amizade, envio,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Liar
,
obrigado amiga,
,
não encontro palavras,
,
um mar imenso de ternura,
dou,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Pitanga Doce
,
Quando estive na Floresta,
os Índios tinham esquecido o
seu folclore - só os papagaios
tinham a lembrança.
Foi através deles que consegui
recolher algumas coisas" .
.
In - Villa Lobos
,
hááááá
começa com pesos de 50 Kg,
e vinte flexões seguidas,,
hehehe,
,
marés de recuperação, desejo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Adriana
,
no vento dos tempos,
,
conchinhas,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
cristal
,
e nas
portas escancaradas, vamos,
todos, ouvir em uníssono,
o canto do marulho do mar,
marejando nas marés do tempo,
,
brisas de carinho, deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Sonia Schmorantz
,
portas do alem
ou aquém,
,
visões diferentes
para iguais visões,
,
A dualidade
na luz triste
ou da tristeza iluminada,
,
nem Confúcio faria melhor,
Srsrsrsr.
,
hoje envio um mar de tolerância,
para comigo . . .
,
*

São disse...

somos uma mistura intemporal de muitos tempos.
Boa semana, Companheiro.

poetaeusou . . . disse...

*
são
,
atravessamos
no tempo
o
tempo que passa . . .
,
conchinhas serenas,
,
*