abril 16, 2009

>>>>>>>>>>>>>> contei ao vento <<<<<<<<<


Hoje ao fim da tarde

no alado vento
do vento norte,
contei ao vento
o vento mar
o meu segredo,
ouviu o vento
sorriu,
partiu,
em tempestade,
ventou o vento
nos vendavais
e eu cata-vento
em ti invento,
sou ventania
vento suão
navego o vento
de vento em popa,
sou furacão
nuvens nortada
moinho ventado,
sou paixão ao vento
em ti . . . soprado.

Poema-fotos-video:poetaeusou

92 comentários:

gaivota disse...

tá de sarria, ventania, nortada, ou do sul... por aqui é inverno, mesmo, continua a apetecer a lareira, nem tenho tempo de parar em casa senão já a mantinha acesa outra vez!!! (obras, materiais, loiças, cozinha...)
mas tu és tudo isto???
cuidado com as tempestades que ainda se desencadeiam...
pilipares, soprados....

Sonia Schmorantz disse...

Ventos que também sopram poemas muito bonitos.
Um abraço

Ana disse...

És vento soprando palavras
navegando poesia.

Um beijo.

Daniel Costa disse...

Poetaeusou

O moinho de vento, muito típico do Oeste. As buzinas de ontem, sempre tratadas a preceito, se bem atentos ao seu buzinar, com os ventos, podiamos aventar que estavam a fazer poesia. O moinho, aparece aqui certo!
Abraço,
Daniel

UMA PAGINA PARA DOIS disse...

Belas imagens, é sempre um prazer vir até aqui para ler.
Um abraço
Eduardo Poisl

poetaeusou . . . disse...

*
gaivota
,
ai, que invernia, miga,
vou acender uma fogueira
debaixo da cama . . .
,
pilipares
,

poetaeusou . . . disse...

*
Sónia Schmorantz
,
nas asas
do cruzeiro do sul,
chegaram palavras
que muito agradeço
,
conchinhas de luz, dou,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Ana
,
encosto-me
na encosta do mar
e
sonho, navegando
num Abril . . . descolorido,
,
conchinhas de amizade,
envio
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Daniel Costa
,
moinho da Aldeia do Facho,
entre o Bárrio e a Macarca ???
agora ficaste . . . “á rasca”
srsrsr
,
Um abraço,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
UMA PAGINA PARA DOIS
,
é sempre um prazer
receber-te . . . aqui,
,
Um amigável abraço,
,
*

gotadevidro disse...

Por aqui há uns moinhos que embora escassos estão tratados....

Que o vento não arraste a paixão e a mantenha em teu coração.

Lindo

beijinho

Teresa Durães disse...

bonito jogo de palavras

Chinha disse...

Se o vento ouviu o teu segredo ele o levará e o deixará caír nos braços que inventas...

Bom resto de semana

bjinhos

utopia das palavras disse...

Ouvi
cada fala
um segredo
que me disse
o vento não cala
espalha
cinzas de vulcão
renascem Fenix
na tua ondeada
paixão...!

Segredos do vento, poeta!
Beijo

Princesa disse...

É um prazer entrar no seu blog, sempre venho aqui e adoro, obrigado pela sua visita tambem
um beijo amigo

Dois Rios disse...

"poetaéstu",

Um sopro de delicadeza e encanto emana dos teus versos.

E tem as imagens, a música sempre linda, e eu saio daqui voando no rastro desse vento de encanto.

Beijos, meu querido poeta!

Inês

poetaeusou . . . disse...

*
Teresa Durães
,
palavras,
leva-as o vento . . .
,
conchinhas
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Chinha
,
Inventados ventos,
em secretos abraços,
,
um mar de amizade, envio,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
utopia das palavras
,
fénix
degelo ardente
pelo vento espalhado
sem vulcão nem cinzas,
renasceu do mar,
e o teu olhar
engendrando o enredo,
guardou-o em segredo
,
brisas de amizade, envio,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Princesa
,
erá que o meu blog
é digno de uma Princesa,
srsr,
,

conchinhas serenas,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Dois Rios
,
não mereço as tuas palavras,
porém, farei o melhor, para
continuar a deslizar serenamente,
nos teus Dois Rios, fluindo os
meus poemas se o permitires . . .
,
ventos de carinho, deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
gotadevidro
,
moinho de vento
que móis ao relento,
o trigo aloirado
respeita a papoila
símbolo da liberdade
tem muito cuidado
,
um vendaval de amizade
dou,
,
*

R.G. disse...

Mas que grande ventania...

Beijo perdido

Xana disse...

Meu amigo poeta, esse vento é bom ouvinte, chegou aqui uma rabanada de vento mas não me disse nada :)
belo poema
beijo meu!

Papoila disse...

Poeta:
está vento gélido do norte... a chamar tormentas... mas este poema tranforma-o em sentimentos soprados...
Como sempre fotos e video deslumbrantes com as palavras.
Beijos

São disse...

O vento norte e a tempestade e o mar encapelado também são lindos...
Um abraço sereno.

poetaeusou . . . disse...

*
R.G.
,
Ventaria o vento ?
,
jino ventado,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Xana
,
rabanadas ?
antecipaste o Natal,
srsrsr,
,
é um termo Nazareno !!!
,
um mar de amizade, deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Papoila
,
aproando
as tormentas
os ventos são meras brisas,
,
marés de carinho, envio,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
São
,
pergunto ao
vento que passa,
quando vem um furacão,
o vento mandou-me,
para o anticiclone dos açores,
mas que grande aldrabão . . .
srsr
,
ventos serenos, envio,
,
*

Duarte disse...

O que vem por aí!!! Foge rapaz que quando começar a cair é para encharcar...

O teu canto ao senhor vento é perfeito.
Como nem o posso ouvir, não o aceito.
Mas gostei da tua exaltação.
Aqui está aferroado, qual furacão.
Passou a tarde a soprar de poente...
até me dói a cabeça, de tanto pente.

Um abraço, na calma

Multiolhares disse...

E o vento passou
E a brisa partiu
E a ventosidade chegou
E o zéfiro acalmou
E o furacão apareceu
E o tsunami aconteceu
E o poeta escreveu
E em mim soprou
As palavras que o vento
a mim entregou.

beijos nossos

Nocturna disse...

Estou chegando, poeta, estou chegando.
Obrigada pelo chamamento.
Um abraço
Nocurna

Clotilde S. disse...

Amigo Poeta,


Que grande segredo contaste ao vento !
A bem dizer, estás a dar cabo da nossa Primavera.

Para a próxima é melhor ires segredar com uma brisa mais suave he he he

Não leves a mal, é com ternura que digo isto.O teu poema está óptimo, forte e cheio de garra.

Vá... deixo-te um raiozito de sol **

Isa disse...

Gostava de lhe fazer uma surpresa,
dizendo um poema seu.Este último,que adorei.Vou "aprender" a gravar para o blog, pq.ñ sei.
Beijo.
isa.

Maria P. disse...

o vento era forte...

Beijinho*m*

MEU DOCE AMOR disse...

E com a nortada veio a minha maravilhosa constipação...

Furação?

Hummm...

Beijinho doce:)

WOLKENGEDANKEN disse...

Ola poeta !
Pois nao há nada como má tempo para tirar fotos bonitas :))

mariam disse...

Poeta,

adorei estes ventos nortada... imagem poderosíssima!
o poema . lindo. lindo.

agora vou ler o que ainda não li!

um grande abraço e o meu sorriso amigo :)
mariam

Filó disse...

Poeta

Ventos e marés levam e trazem contos e histõrias para serem ouvidos, segredos...tantos !
Entre nortadas , tempestades e olhos perdidos na ventania, a voz ainda tem forças para se fazer ouvir ...
Desejo então que a Poesia seja sempre bonita e recitada, seja através da Voz do Fado ou cantada com nossos corações a VOZ DA PAZ !


UM ABRAÇo, AMIGO

Eärwen Tulcakelumë disse...

O vento é teu aliado de fato
Pois tens o mar como companheiro
Que os silfos sempre te escutem
Sempre te carreguem nos braços...
Alados, fortes , sempre te dêem inspiração

Belos versos meu amigo, como belas são tuas fotos.
Entrego em tuas mãos pérolas incandescentes de vento para que possas continuar alado.

Com uma brisa de carinho

Eärwen

andorinha disse...

Palavras que o vento escuta , segredos divulgados em poema.

Beijinhos com amizade.

Efigênia Coutinho disse...

ADORO A VENTANIA, SEMPRE LEVAM MEUS SONHOS EMBALADOS COM ALEGRIA...beijos...

UM SONHO PROFUNDO
VIVE Á BEIRA DA EMOÇÃO
VEM EMBALAR O MUNDO
AO SONHO COM MANSIDÃO.

Efigênia Coutinho

poetaeusou . . . disse...

*
Duarte
,
é no ocaso dos ventos,
que ressurge a bonança
em marés de calmaria
o vento que me traz novas
em que faço as minhas trovas
com letras de maresia
,
sereno abraço,
(olha que o vento areja)
,
*

alex disse...

Poetaeusou
Maravilhoso poema cheio de movimento,o vento... Nada mais maravilhoso que o vento a ver o mar.
o barulho do mar é talvez o mais bonito da Natureza.

beijo

poetaeusou . . . disse...

*
Multiolhares
,
ouço o vento,
soprando as tuas palavras,
Que deusa és tu ?
Iansã das tempestades ?
Ilmatar das frias terras
Oba da quente África ?
Harmattan
das ventosas montanhas
ou
Sayha dos ventos da sabedoria ?
,
beijos nossos
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Nocturna
,
feliz fico,
estás como a primavera,
um pouco arredia . . .
,
ventos serenos,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Clotilde S,
,
hehehehehehe
boa . . .
não vi por esse prisma !!!
,
sabes
gosto do vento,
nortada fera (forte-rija)
revolvendo o areal
sentindo a areia,
no rosto, na pele, nos cabelos,
nos meus pensamentos,
trocando de segredos
por cada rajada que passa . . .
,
hoje o sol não aparece,
hoje o sol nada me diz
,
brisas suaves deixo . . .
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Isa
,
não mereço o teu esforço !!!
,
ando a tentar aprender,
tenho que pedir a um amigo,
talvez este fim de semana,
se conseguir, informo-te,
,
ventos de amizade, dou,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Maria P.
,
amansará, amiga,
,
bj,h,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
MEU DOCE AMOR
,
como é possível
com esse vitaminado visual ?
,
a feminilidade de um boina verde,
um ciclone vitorioso
em olhar enigmático,
,
adocicados ventos, deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
WOLKENGEDANKEN
,
só pelo banho
de maresias e
brisas de iodo, valeu . . .
,
Conchinhas,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
mariam
,
o meu vento
lava a desgraça,
o meu vento
semeia carinho
na amizade do teu sorriso
,
Conchinhas,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Filó
,
a VOZ da PAZ
vem com a tua visita,
em tempestades de luz
nas cantadas nortadas
ventando amizade
,
suaves conchinhas,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Eärwen Tulcakelumë
,
como sempre,
as tuas palavras,
são pérolas de sabedoria,
a sabedoria que contigo
eu aprendo . . .
,
maresias de bem-hajas, envio,
,
*

Liar disse...

Navego sem vela,
sou levada pelo vento,
pela tua bela poesia
Com o maior sentimento!

Bjinho inspirados

Céci

Cleo disse...

lindas fotos e um poema solto ao vento, dizendo do amor e paixão. Lindo demais poeta.
Beijos com carinho
Cleo

poetaeusou . . . disse...

*
andorinha
,
o meu vento
guarda o segredo
o meu vento
cala o que sabe,
o meu vento
espalha a amizade
na amizade que te deixo,
,
Conchinhas amigas, deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Efigénia Coutinho
,
nas tuas palavras
lavras
o vento da liberdade
fruto da amizade
construída
nestas virtuais, redes de vida,
,
acalmados ventos, dou,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
alex
,
e aquela mistura de sons,
em guitarras de maresias,
nas desgarradas dos ventos
inundando becos e vielas,
onde os candeeiros são velas
de marulhos a trinar
marejando as calçadas
desta Nazaré de mil tons,
,
conchinhas de iodo, envio
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Liar
,
sigo vento, sigo a rota,
navego no sentimento,
agarro as franjas do vento,
nas asas de uma gaivota,
,
Jino ventado, envio,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Cleo
,
são os teus olhos,
sobressaídos,
de um real leque,
do oriental Japão ?
da corte de Luís XIV ?
da plebeia Andaluzia ?
da belíssima Veneza ?
,
que te levam a enaltecer
este cantinho,
,
conchinhas de ternura, deixo,
,
*

Pitanga Doce disse...

E já pensavam que era Verão! Ainda há de vir muito vento. Muito chá quente à lareira ou algo mais "consistente". hehe

mdsol disse...

E o vento levou longe as palavras...


Conchinhas sem vento!

:))

Iana disse...

Poeta amigo...

Despertar

É um pássaro
É uma rosa
É o mar que acorda?
Pássaro ou rosa ou mar...
Tudo é ardor
Tudo é amor.
Acordar é ser rosa na rosa
Canto na ave
Água no mar.

As mais belas rosas
Para alegrar o dia de quem
É simplesmente maravilhoso...
Com carinho e respeito...

Beijos caro amigo com toda admiração da rosa amiga
flores frescas deixo-te
Iana!!!

maria disse...

Poeta,
também eu queria ser ventania e voar nas asas de um vendaval

nesta tarde fico-me pela brisa que vem dos lados deste teu mar de palavras belas

abraços

Justine disse...

Um vento fresco e doce chegou até mim, soprando suavemente nas palavras e nas imagens. De feição:))
Abraço

cristal disse...

Que bons ventos estes!!!
Ventos que são leves brisas ou ventanias...
Ventos soprando anseios...
Segredos sussurrados ao Vento...

Tão bonito Poeta!Gostei muito.

Abraço Grande e bom fim-de-semana

poetaeusou . . . disse...

*
Pitanga Doce
,
Ai que invernia, miga,
já tenho seis máquinas de roupa,
para enxugar, não há sol, nem
máquina de secar roupa, fui pô-la
no prego a lareira é um fogareiro,
debaixo da cama e o “consistente”,
é uma aguinha com açúcar,
isto é que vai uma crise . . .
,
conchinhas,
,
*

Zé Maria disse...

Até que enfim, tempo para aqui andar...

É que neste tempo
pedi ao vento
tempo para parar.
E, afinal, o vento
apenas me soprou
o obrigatório
que temos no nosso tempo.

Aquele abraço, caro Poeta

poetaeusou . . . disse...

*
mdsol
,
Olha,
o vento mudou,
mas foi só o vento , srsrsrsr
,
aquietadas amizades, deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Iana
,
eu tive um sonho
maravilhoso
com as maresias
entrei no Éden
águas de prata
melodiosas
beijavam pétalas
pétalas de rosas,
,
Linda
ofereço-te uma beijada rosa
á rosa que tu és,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
maria
,
e hoje o mar
estava pintado
de um azul cristalino,
envolvido em suaves brisas
em que as sílabas eram asas
nas gaivotas das palavras . . .
,
Brisas de luz, envio,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Justine
,
ouvi o eco ressoado
na tua Alexandria
e não na Alexandria
do meu desgosto,
em que Nero ? mandou
incendiar a maior Biblioteca
do Mundo, ao tempo . . .
,
conchinhas bibliotecárias,
deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
cristal
,
sopra o vento
tumultuoso
não é vento é temporal
acaba com o meu tormento
deste trilhar tortuoso
dá-me brisas de cristal,
,
brumas de amizade,
deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Zé Maria
,
é o tempo
da viagem
na voragem
do destino
vento soprado sem tino
neste tempo, desatento,
,
Um abraço
*

angel bar disse...

É sempre maravilhoso encontrar por aqui o mar.


Convite para "Coffe Shot" no Angel Bar.

Bom fim de semana.

Ana Martins disse...

Caro poeta,
mais um maravilhoso momento de poesia aqui vivi, parabéns!

Beijinhos,
Ana Martins

poetaeusou . . . disse...

*
angel bar
,
o mar
é vida . . . eterna,
,
aceito o convite,
fui . . .
,
conchinhas,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Ana Martins
,
sempre simpática, Ana,
,
ventos de carinho, envio,
,
*

GarçaReal disse...

Em voo lento
Qual ave cortando o céu brilhante
Asas abertas recebendo o vento
Libertando sons de uma sonata cantante...

Deixo tombar lá do azul celeste

Um bjgrande do lago com votos de bom fim de semana

poetaeusou . . . disse...

*
GarçaReal
,
e do anilado céu,
chovem acordes divinos
é a divina Primavera, penso,
não, não, é a amiga Garça,
gritam as Gaivotas,
sonata ao Planeta Azul
pipilipa o Albatroz,
reparai, grita o Alcatraz,
nos timbres e sonâncias azuis,
Sublimando o Infinito da
Interminável Amizade . . .
,
pilipares de amizade
e um soberbo mar índigo
( desta manhã )
envio para o LagoReal,
nas asas de uma Gaivota,
.
*

gaivota disse...

vim ver se andavas por aqui...
ontem acendi a lareira!!! tá cá um briol.....
e chuva e frio!
piliparessssssssssssss

poetaeusou . . . disse...

*
gaivota
,
fui fotar e videar a exposição,
no Centro Cultural, estava linda,
está uma outra,na Nova Biblioteca
Municipal, de Cachenés até ao dia
27 de Abri ;
passei á tua porta, não disse
nada com receio de me pores um
balde de entulho nas mãos,
isto de obras . . .
nâ, nã, nunca fiando . . .srsr,
,
pilipares
,
*

Pitanga Doce disse...

POETA, olha que aturamos qualquer crise, menos a de falta de vinho ou a impossibilidade de tomá-lo.
Anda por aí alguma elevação na taxa de ácido úrico, ó rapaz?

poetaeusou . . . disse...

*
Pitanga Doce
,
casca de banana para
destilar nem cana para a
cachaça . . .
,
ácido úrico ? não, e a
fonte está nas carnes verdes
e no Marisco . . .
Marisco e crise não dá !!!
,
Comi ao almoço uns Lagostins
que estavam uma delicia, srsrsr,
,
conchinhas
,
*

talita disse...

O vento despenteia, arrasta folhas pela rua, arranca telhados, tomba embarcações, faz suas artes.

Mas quando temos o privilégio de observá-lo do quentinho da nossa casa, vidraças fechadas, ah! como nosso olhar consegue ver belezas!

Folhas do outono brasileiro levadas pelo vento até você!

Talita

lilás disse...

E aqui eu sonho...
navegando em poesia!

poetaeusou . . . disse...

*
talita
,
o vento traz e leva
novas de e para os amigos,
o vento canta
o marulho das vagas,
o vento
baila com as brisas,
nas valsas das maresias,
sambando os lirios do campo,
de um vinicius feito amado,
erico verissimo cantado
para alem do cruzeiro do sul !!!
,
ventos de amizade, envio,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
lilás
,
seguindo segura rota,
nas asas de uma gaivota,
,
serenas conchinhas,
deixo
,
*

Marlene Maravilha disse...

Bonito poema! Linda fotos, como sempre!
Um feliz domingo!
beijo

poetaeusou . . . disse...

*
Marlene Maravilha
,
grato,
um domingo feliz,
,
ventos serenos,
,
*