janeiro 18, 2009

>>>>>>>>>>>>>> em copos de mar <<<<<<<<<



serve-me
esses olhos de água
de verde cor
em copos de mar,
sorvido xadrez
libertando gemidos
na fronteira do pudor,
xeque-mate repartido
pelo fogo da emoção
em tabuleiro de amor,
poema-fotos-video:poetaeusou

69 comentários:

Codinome Beija-Flor disse...

Num verdadeiro jogo de palavras para o verbo "AMAR".
Lindo Poeta.
Abraços

Paula Raposo disse...

Belas as fotos( que nunca te falte o verde...). Beijos.

Multiolhares disse...

Sorves o verde
Nos campos fecundos
No mar de emoção
Encontras o verde
nos olhos do teu coração
E o xeque-mate
é dado a dois
repartido no tabuleiro
da emoção

beijos nossos

FERNANDA & POEMAS disse...

QUERIDO AMIGO ZÉ, BELÍSSIMAS IMAGENS DO TEU, NOSSO MAR... QUE SERIA DE NÓS SEM ELE?
O VIDEO ESTÁ MARAVILHOSO O TEU POEMA FECHA UM CICLO PERFEITO!!!
UM GRANDE ABRAÇO DE CARINHO E TERNURA,
FERNANDINHA

Liar disse...

Lindo Poeta!

Tu tens uma maneira muito característica de escrever e envolve-nos.

Bjinho
Céci

Menina do Rio disse...

Sorvo, ávida
pela sede
pelo fogo
que arde
em mim,
em nós...

Sopro um beijo na tarde quente

Alice Matos disse...

Fechei os olhos e sonhei...
som mágico do mar beijando essa areia mulher...
esbanjando espuma, num deliciso espaço, entre o encanto e o despudor...
Acordei num tempo sem tempo... sem pressa... onde poesia era sabor melado... saboreado por vontade...
sem horas a cumprir...
Acordei aqui...
Ou foi só sonho??

Beijo grande para ti...

cristal disse...

Olá Poeta

Belas imagens de mar,verde-mar...
E belo poema, pois então!
Post muito bonito.
(com este dia invernoso, é reconfortante contemplar o mar deste seu cantinho)
Fique bem amigo

Um Abraço

Daniel Costa disse...

Poetaeusou

Xadrez, gemidos, pudor á vista do mar, sempre o amor a observar, amar é próprio do poeta. Ama o mundo, e sempre para para o mundo.
Abraço,
Daniel

Mariz disse...

Salvé amigo
Antecipaste-te...
porque vinha agora - antes de me visitares - perguntar-te o que te deu para escreveres aquele comentário na Luna?
Penso que "pifaste" - digo-o lá - e aqui, pois sou coerente com o que sinto e digo.
Sempre pensei que os poetas tivessem uma alma diferente...pelo menos apaziguadora de si mesmos...e não uma mão cheio de "deixem-me em pax...estou farto disto" - foi o que me sussurraste naquele extenso comentário.
Não concordas que cada um deve trabalhar a PAZ em si mesmo?
E nao entendes que só assim a vibração emitida será outra?
Tudo se propaga por vibrações...até os teus poemas que tocam tanta gente!
Sabes?
Ainda os estás a fabricar pelas palavras que vias pensando, já há pessoas a correrem ao teu blog. A vibração activou-se e depois é deixá-la ir!
Vê bem então o que são milhões de pssoas a vociferar, a dizer mal, a agredirem-se, a desarmonizarem-se e a não vivenciarem o amor!
Espera-se o quê?
O Caos!
Ao tempo que vivemos hoje...e muitos já quase sem esperança!
O que tens a dizer então a isto?
Onde estão as tuas rimas?
Onde cantas tu, MAIS ALTO?

Deixo-te um beijo....interrogado!

Sempre...para sempre...
MAriz

Eduardo Aleixo disse...

Lindas fotografias do mar, sempre presente nos teus poemas. Abraço.
Eduardo

Vivian disse...

...como sempre,
encanto em forma
poética.

bjuss meus!

poetaeusou . . . disse...

*
MARIZ
,
eu sou o que não sou,
e não sabendo o que sei,
DIGO NÃO ... DIZENDO SIM,
,
um mar de PAZ,
ao beligerantes, deixo,
a ti, os meus respeitos,
*

Ana Martins disse...

Parabéns Poeta,
mais uma vez me deixou sem palavras para comentar!

Beijinhos,
Ana Martins

mariam disse...

Poeta,
perfeita trilogia!
música, mar e amor. muito bonito.


boa semana
abraços e um sorriso :)
mariam

Ana disse...

Abençoado o mar inspirador das palavras do poeta.
Ainda bem que voltaste, amigo. Senti a tua falta.
Um beijo.

Anna e Cesar disse...

Estonteante seu espaço, como sempre!
Uma maneira toda sutil e particular de falar de amor.

Saudades de vir aqui!!
Maravilhosa seja sua semana!

Anna disse...

Magnifico poema, como todos...
As imagens nos enchem os olhos, já falam por si e vc complementa tudo com belos vídeos.
Maravilhoso espaço!!

tossan disse...

sorte dos amantes
o xadrez é longo
o cheque mate
demorado e repartido

Abraço

utopia das palavras disse...

Gotas de aroma
sabor salgado
vertendo amor
do teu mar...
emocionado...!

Beijo, poeta

gaivota disse...

ora verde, ora azul, ora da cor que o vejamos...não importa, mas o verde é sempre aquela cor (lolololololololol)ai o azul de belém.............adiante!haja copos de mar e de amor, não é zé? deixa rolar o xadrez nas peças de cada um, na imaginação de rei!
é carnaval ninguém leva a mal...
beijinhosssssssssssssss e piliparessssssssssss

Teresa Durães disse...

repartir sempre!

GarçaReal disse...

Um jogo de xadrez perfeito.

Um xeque-mate inebriamte nas asas da paixão. adornados pelo verde de uns olhos de água..

Belssimo

As fotos lindas...Adoerei a 1ª

bjgrande do Lago

São disse...

Que post conseguido, esse...

E um assobio admirativo para o jovem da foto, rrrss

Búzios amigos.

Sol da meia noite disse...

Copos de mar...
Que transbordam amor...

Bela poesia!


Um jinho amigo *

Justine disse...

Mar inesgotável, mar lugar de espantos e de intimidades - como o labirinto dos teus afectos.

Iana disse...

Amigo Poeta...

Ame sem
fronteiras
ame nas brancas
areias
ame sem barreiras
sempre amado
não lhe faltará
sereias...

amiga sempre
admirar-te
na bela arte
de escrever
e brincar com seu Dom
versos e rimas
sem sair do Tom...

PS: Amigo querido espero-te amanhã
em meu jardim és meu convidado para ajudar a amiga apagar as velinhas (fico + velhinha):) não falte amanhã



beijosss
Iana!!!

gaivota disse...

ah meu, paleca??? inda é sauve!!!
é só invejaaaaaaaaaaaaaaaaaa
'xandar o barc' ci'à ré, vai-te a marar, mai nada e menequ'ninguém
toma lá e anda....
pilipares

Lena disse...

O mar esta furioso....
sera por cauza de ver o carnaval a chegar ?

um beijo

poetaeusou . . . disse...

*
Codinome Beija-Flor
,
no inicio foi o verbo,
a seguir foi o (A)MAR,
,
conchinhas de luz, dou,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Paula Raposo
,
jinos, esmeraldinos,
envio-te,
,
*

Ana disse...

Este novo fundo em negro, dá um especial realce às fotografias aqui postadas.

Digo-te que essa receita tem que se lhe diga.
E está lindamente apresentada.

Abraço

poetaeusou . . . disse...

*
Multiolhares
,
tabuleiro
unificador,
,
beijos nossos,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
FERNANDA & POEMAS
,
ai se um açor,
me levasse,
e no céu anil esvoaçasse,
percorrendo milha a milha
aterrava na tua ilha
só para te oferecer uma flor,
,
jinos,
,
*

Duarte disse...

A magia dum obturador que faz belo o que o é, Nazaré.

Verde ou azul,
praia-mar ou baixa-mar,
signos que definem, o mar;
esse mar tão imenso
que tu acaricias a diário,
privilegio o teu,
eu não.

Abraços de amizade

poetaeusou . . . disse...

*
Liar
,
as palavras da verdade,
são enleios da beleza,
,
buzios sonantes,
envio-te,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Menina do Rio
,
labaredas
lavas puras
vulcão sagrado da vida
rios de fogo nas veias
enxurradas de amizade
,
acalentadas conchinhas,
deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Alice Matos
,
vi nas tuas palavras
um cheiro respirado
de suores sugados
nos poros da maresia
ondulantes brisas
espumando sabores
procuravam sonhos
na curva do tempo
,
um amigável jino, amiga,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
cristal
,
ouço o mar neste momento,
chama-me com voz de trovão,
ventos fortes de sudoeste
ampliam o quebrar das ondas,
é maré-cheia, está galgando
a marginal, estou a 50 metros,
não consigo resistir, vou vê-lo,
,
noite serena, amiga,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Daniel Costa
,
dou-te,
de um verdadeiro poeta,
,
Canta, poeta, canta!
Violenta o silêncio conformado.
Cega com outra luz a luz do dia.
Desassossega o mundo sossegado.
Ensina a cada alma a sua rebeldia,
,
in- Miguel Torga
,
um abraço
em noite de inverno,
,
*

MEU DOCE AMOR disse...

Jogo de amor num tabuleiro e com fronteira do pudor?

Isso seria um xeque mate fraquito!

Mas gostei dessas palavras.Belas como sempre, dignas de um rei e de uma rainha que giram no eterno tabuleiro do amor....com Fogo, sem dúvida.

Beijinho doce :)

poetaeusou . . . disse...

*
Mariz
,
estás enganada, amiga,
não pifei . . . digo eu . . .
é uma critica, aqueles
que tudo aceitam . . .
“estou farto disto”
frase feita, ouvida a
cada momento, uns que dizem
outros que pensam, por o não
poderem dizer . . .
,
eu não canto alto,
sussurro lentamente,
sou o eco do alem,
sabendo que aquém,
ninguém me ouve,
,
um jino de mar, deixo-te
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Eduardo Aleixo
,
Grato,
,
Um abraço, deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Vivian
,
encantado fico,
com a tua visita,
,
um mar de Jinos,
,

*

poetaeusou . . . disse...

*
Mariam
,
Sorridente fiquei,
,
Conchinhas
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Ana
,
Mais inspirado fiquei,
Com a tua simpatia,
,
mareantes jinos, deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Anna e césar
,
O amor
Amor espalha,
Em todas as suas vertentes,
,
conchinhas, envio,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Anna
,
Maravilhoso encanto
O teu !!!
,
Búzios sonantes, envio-te
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Tossan
,
O xadrez
É o retrato da inteligência
,
Abraço,
,

poetaeusou . . . disse...

*
utopia das palavras
,
aroma de mar
vertendo sabor
são gotas de amor
em salgado amar
,
maré de jinos,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
gaivota
,
se fosse rei,
implantava a republica
das . . . bananas,
,
Pilipares bjokeiros
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Teresa Durães
,
Sempre . . .
,
Conchinhas
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
GarçaReal
,
Verde paixão
Inebriante
Xeque perfeito
Olhos asados
De verde mar
,
Bjis para o GrandeLago,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
São
,
cadê da fonte da Juventude, ???
estrelinhas do mar,
envio,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Sol da meia noite
,
O mar
Em copos de amor
,
Marés de amizade, envio,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Justine
,
mar fuga
em marés de dádivas
afectos trilhados,
no espanto das vagas,
,
Conchinhas
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Iana
,
Como poderei recusar
Tão honroso convite ???
Irei com o dom do meu tom,
,
Búzios sonantes,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Gaivota
,
é assim mêmo,
chambres, chambres . . .
,
Pilipares das meninas
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Lena
,
Por não te ver, Lena,
,
O carnaval é por acréscimo.
,
Um mar de jinos,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Ana
,
Opinião generalizada,
Da Fátima Lopes, Ana Salazar,
Augustus, Tenente, Sá Fernandes,
o Vítor Insconstante e linha 24,
,
Conchinhas,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Duarte
,
a magia das
tuas palavras,
tocam-me . . .
,
um abraço
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
MEU DOCE AMOR
,
a crise é grande, amiga,
,
e do fraco
se faz forte, srsrsrsr,
,
conchinhas serenas, envio,
,
*

* Lília * disse...

Olá, poeta!

Vim apreciar as verdes pétalas do teu mar, a adornarem a final de uma partida de xadrez. E, fato inédito este, um xeque-mate dividido, é digno de comemoração.

* Beijos de flores, deixo-te aqui!

mundo azul disse...

________________________________

Que dizer?

Versos lindos, num casamento perfeito com as imagens!


Beijos de luz e carinho...

_________________________________

poetaeusou . . . disse...

*
lilia
,
deixaste, aqui,
um perfume inédito,
de um florido xeque-mate,
,
aromas do eden, penso . . .
,
conchinhas do olimpo, envio,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
mundo azul
,
que bela mensagem,
me enviaste,
nas palavras que omitiste,
,
conchinhas mareantes, envio,
,
*

Um Momento disse...

( Fiquei sem palavras...)

Um beijo...

(*)

poetaeusou . . . disse...

*
Um Momento
,
li as entrelinhas,
srsr,
.
um jino,
,
*

poetaeusou . . . disse...

p