janeiro 22, 2009

>>>>>>>>>>>>como troncos retorcidos<<<<<<<<<


não posso mar,
controlar os sentimentos,
sinto o enrolar das vagas
em ramagens retorcidos
nos troncos de ansiedade,
quero cavalgar as tuas ondas
em enleios de inquietação
como folhas caídas no vento,
sussurra-me palavras não ouvidas
enraizando prenúncios de loucuras,

poema-fotos-video:poetaeusou

60 comentários:

mdsol disse...

ULha ulha ... hoje sou a primeira...

Belas fotos e palavras Sr poeta!
:))

Ana Martins disse...

Caro Poeta,
Que lindoooooooooooooo!!!!

Beijinhos,
Ana Martins

Sonia Schmorantz disse...

... sinto o leve odor da terra úmida sobre as folhas caídas
e pelo vento trazidas lendo este poema...
Um abraço

FERNANDA & POEMAS disse...

QUERIDO AMIGO POETA, OLHANDO ESSE LINDO MAR, OUVINDO A SUAVIDADE DAS SUAS ONDAS... POR MOMENTOS FECHEI OS OLHOS E FUI TRANSPORTADA PARA O PARAÍSO... DE VOLTA LI O TEU POEMA E LEMBREI-ME DE UM PEQUENO POEMA, QUE ESCREVI, 2/3/2001...

... A RECORDAÇÃO, É O PERFUME DA ALMA...
... É A PARTE MAIS DELICADA E SUAVE DO CORAÇÃO... E O SORRISO, O LINDO PRESENTE... QUE A NATUREZA DEU Á HUMANIDADE...

BEM-HAJAS ZÉ POR SERES MEU AMIGO...

UM GRANDE ABRAÇO DE CARINHO E TERNURA,
FERNANDINHA

gaivota disse...

ai que prenúncios de loucura que oiço por aí, a norte... quando o mar está mais agitado aqui ao sul, há-de chegar à estrada, varrer a marginal...
o nosso paraíso inundado, zé...
ouve cá, na dêxes qu'a paleca s'afogue...........
bemmmmmmmmmmmmmmmmmmm
na apercas de vistaaaaaaaaaaa
pilipares

GarçaReal disse...

Teu mar que te abarca os sentimentos , que os dirige em momentos de inquietação mas também de rara beleza.

Noite boa

bjgrande do Lago

águia_livre disse...

Muito bonito.

Cumpts

Visitem:

http://pensamentosedevaneiosdoaguialivre.blogspot.com/
.

utopia das palavras disse...

Envolvo-te mar
em meus braços
de raiz...
e a caricia
que te dou
é a terra
que em mim
germinou
a flor de sal...!

Beijo, poeta!

Daniel Costa disse...

Poetaeusou

Mar da Nazaré, algum campo, fotografia e poesia, são o grande espaço lúdico do poeta dedicado.
Daniel

Tatiana disse...

Muito lindo!

Ler a sua poesia de cima para baixo ou de baixo para cima...mostram o grande sentido da emoção sentida ao escrever!

Magnifico!

Receba meu abraço carinhoso

Maria Clarinda disse...

Meu poeta...que maravilha , tu sabes que falas no mar e eu...voo.
Lindas as fotos...maravilha o poema. Jinhos mil

tulipa disse...

OLÁ AMIGO POETA

agradeço-lhe a sua passagem pelo meu cantinho, mas...sinceramente não lhe sei responder à pergunta que me faz:
porque razão,
33% do produto interno indiano,
é gasto no seu programa nuclear ?
não seria mais rentavel denunciar
tal facto ???

A minha solariedade é feita consoante o que está ao meu alcance; nesse aspecto que foca, nada posso fazer.
Além disso, como deve imaginar, não tenho cabeça para nada, enquanto a minha sobrinha se encontrar na situação delicada que está. Tem sido muito sofrimento para ela, os ultimos 4 dias, quando começa a despertar de uma operação que aconteceu há 10 dias.

Tenho sofrido muito também.
Boa semana para si.

Maresia disse...

O mar...Ora calmo, ora incontrolável, como os nossos sentimentos!

Teresa Durães disse...

há na libertação dos sentimentos a vivência da vida plena

poetaeusou . . . disse...

*
Mdsol
,
“Branco no Branco”
vencedora és,
,
conchinhas,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Ana Martins
,
Que lindaaaaaaaaaaaa !!!
,
conchinhas de simpatia, envio,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Sonia Schmorantz
,
De ramagens
Feitas vagas . . .
,
Búzios sonantes, envio,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
FERNANDA & POEMAS
,
O perfume de um sorriso,
de uma fernandinha amiga,
,
Um jino perfumado de mar, envio,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
gaivota
,
Se uma gaivota viesse
Que bom seria afinal
Atravessando a marginal
Ao se uma gaivota quisesse,
,
pilipares
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
GarçaReal
,
O mar
é um poema,
o afluxo do sentir,
de beleza inquietante,
amante,
de abarcados sentimentos,
,
maresias inundantes
repletas de amizade
para a garça, rainha do lago
envio
,
*

Sol da meia noite disse...

E quem consegue controlar os sentimentos...?
Eles arrastam-nos...

Um jinho amigo *

Andreia disse...

Absolutamente,
sublime.

poetaeusou . . . disse...

*
águia_livre
,
voa aguia,
canta a liberdade,
gaivotas feita, minhas,
,
abraço,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
utopia das palavras
,
raiz germinada
nos braços do mar
envolvendo carícias
da terra cantada
seiva temperada
da flor que tu és,
,
conchinhas serenas,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Daniel Costa
,
Nazaré
É uma tela irreal,
,
Abraço,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Tatiana
,
São palavras edificadas
como projectos de casas,
,
Conchinhas
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Tulipa
,
A minha pergunta
não é para ti, amiga,
é feita ao vento
é um alerta,
outro exemplo,
ajudar o povo Angolano ?
onde estão os diamantes,
as várias minas, o petróleo . . .
,
Ninguém ajuda o povo português
que está a passar fome ?
vamos ajudar estrangeiros
deixando morrer os portugueses ?
Não é racismo, é Portuguesismo …
,
Acompanhei o drama da tua
Sobrinha, e sabes que eu sofro contigo,
Força para ti e para a Tânia,
Que Deus ilumine os seus Médicos,
,
um mar de fé, deixo-te,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Maria Clarinda
,
Voa amiga,
de olhos fechados
segue o som
dos pilipares das gaivotas
em sublimes
hinos á natureza,
,
Marés de jinos, envio,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Maresia
,
Mas sempre belo, amiga,
,
conchinhas, envio-te,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Teresa Durães
,
Se penso, logo existo,
aflora-me os sentimentos,
,
conchinhas
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Sol da meia noite
,
Escreveu alguém . . .
sou responsável pelos meus actos,
mas nunca pelos meus sentimentos,
são incontroláveis . . . como dizes,
,
Jinos,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Andreia
,
completamente . . .
,
conchinhas mareantes,
envio-te
,
Conchinhas
,
*

M@ disse...

Está bonito isto por aqui, gostei da decoração nova.
Abraço
Manuela

flashes... disse...

Teus poemas são sempre de uma nobreza enorme,fascinantes e sublimes meu amigo.
As fotos sem palavras...
Bjs Zita

Ana disse...

Essa foto que titulas de marfim, está o MÁXIMO!

Abraço

Menina do Rio disse...

Estar ao mar e não pode-lo navegar...

Lindo, embora que preso pra sempre no emaranhado das margens.



Um beijo

poetaeusou . . . disse...

*
M@
,
uma pequena reforma,
,
conchinhas,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
flashes...
,
benevolência, tua . . .
,
conchinhas mareantes,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Ana
,
tirei várias semelhantes,
onde a madreperola,
emerge da espuma,
,
conchinhas espumosas,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Menina do Rio
,
o mar
galgou a terra,
atravessou a marginal
beijou as ruas,
e voltou contente
ao seu leito,
entre a submissão do areal,
e dos pilipares das gaivotas,
,
conchinhas serenas,
envio
,
*

cristal disse...

Poeta

Adorei o post!
Palavras, imagens e música que se entrelaçam na perfeição.
Lindíssimo como sempre.

Um Abraço amigo

MEU DOCE AMOR disse...

Hoje deixo só um beijinho.Bonito poema e fotos sempre belas.

Multiolhares disse...

Mas o mar tudo pode,
tem a sabedoria do vento
que enleia as ondas,
que brilha com o amor

beijos nossos

Duarte disse...

¡¡¡Bueno!!!

Estás feito um "cameraman", que filmagem!
As fotografias estão acorde com o conjunto.
Tudo te saiu perfeito.
GOSTEI!

O mar merecia-o,
espalha espuma branca
como fera enfurecida.

Um grande abraço

Mai disse...

Poeta,

Composição perfeita.
ficou-me o 'não posso mar...'


forte negativa. E quem mais pode que o mar?
E o que se pode dizer ao mar?

preciso dizer que me perco muito tempo admirando a foto da mulher nazarena.
muito, muito expressiva.

Abraços.

poetaeusou . . . disse...

*
cristal
,
entrelaçadas palavras,
mistas de ternura e carinho,
em tronco de amizade,
,
te envio,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
MEU DOCE AMOR
,
folhados jinos,
dou-te,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Multiolhares
,
enleado vento
nas vagas de amor,
,
beijos nossos,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Duarte
,
contempla o mar,
e a inspiração nasce,
,
aquele abraço,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Mai
,
mulher nazarena,
rainha da simplicidade, esta . . .
,
prateado mar, te envio,
,
*

a guardiã disse...

talvez o segredo seja não controlar o sentimento mas vivê-lo com a intensidade com que um surfista "monta" A Onda, ainda sem a certeza de onde esta o levará...

um beijo doce *

Ana disse...

A beleza do mar nestes dias de tempestade envolve as tuas palavras em ondas de poesia.
Parabéns pelas fotos e pelos vídeos.
Um beijo.

Era uma vez um Girassol disse...

Muito bonito...
Amigo Poeta, estou de regresso a este Portugal muito belo, mas tão problemático!
Dividida, sempre dividida...
Beijinho da flor

Justine disse...

Poeta és, sem dúvida!

poetaeusou . . . disse...

*
a guardiã
,
quase diria,
que qualquer onda serve,
desde que saia daqui . . .
,
doces conchinhas,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Ana
,
ondas de vida,
na espuma das palavras,
,
conchinhas,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Era uma vez um Girassol
,
e a cidadã do mundo,
voltou ao seu burgo,
,
não estás dividida, amiga,
apenas afastada no espaço,
porém bem juntinha em
pensamento, com os teus
entes queridos,
,
conchinhas serenas, envio-te,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Justine
,
Fazedor de frases, apenas,
,
Conchinhas de luz, envio,
,
*

Um Momento disse...

E assim enraizo o meu olhar nestas belas palavras imensas em sentires...

Beijo enraizado...no teu coração

(*)

poetaeusou . . . disse...

*
um Momento
,
que enraizado momento,
eu vivi . . . aqui . . .
,
conchinhas te deixo,
,
*