novembro 04, 2008

>>>>>>>>>>>>>> pedras marinhas <<<<<<<<<


eu canto as pedras
de agradáveis formas
resistentes marcos
do desvairado mar,
eu canto os anseios
da mulher de pedra
soletrando esperas
nas ardentes marés,
eu canto o amor
cavalgando á solta
selvagem marinho
faminto das . . . pedras,
poema e fotos:poetaeusou

66 comentários:

Ricardo Galvão de Mello disse...

amigo sempre me espantas! abraço

Miosotis disse...

... eu gosto profundamente do 'teu mar'
... deste mar que teus olhos divagam sobre nós!

Onde vais 'olhar' este mar?!

Um abraço de maresias

Lena disse...

Quando conhecemos a força do mar,
podemos ver a força das pedras,
a resistencia delas...
e comprende-se melhor quando se diz " ser como uma pedra "...

um beijo

Sol da meia noite disse...

As pedras merecem que as cantes.

São imponentes...
À fúria do mar resistem...
Desafiando-o...


Um jinho *

Filó disse...

Um cantar resistente ao passar
do tempo,
É feito de pedra dura ... são os rochedos.
Resistem com bravura ao toque do vento e sorriem com o beijo do mar
São porto de abrigo de tantos anseios e sonhos, também..
São duros e frios mas sabedores, têm história para contar ..
Neste tempo de espera e de tantas incertezas vale pena sentar nestes rochedos ao pé do mar,dizer sim à lua e ao sol ..
Para que os sonhos sejam uma constante da vida !!!

Poeta, obrigado por este momento
escrito e cantado...
Um abraço Amigo

Sonhadora... disse...

As pedras, o mar, encantos da natureza q só consegue transmitir tão tanta delicadeza.

bjos carinhosos e maravilhosa semana!

Carminda Pinho disse...

É...há mulheres assim...fortes como rochas, às vezes...

Beijos, poeta.

Bill Stein Husenbar disse...

As pedras que cá estão à uma eternidade... Que já viram e sofreram de tudo...

As pedras que são banhadas pela doce força do mar...

http://desabafos-solitarios.blogspot.com/

gaivota disse...

as pedras e o mar numa luta de poder e força,
alimento de vida dispersa nas rochas altivas com o mar a seus pés...
piliparesssssssss

poetaeusou . . . disse...

*
Ricardo Galvão de Mello
,
Exagero teu, amigo,
,
Um abraço
,
*

Teresa Durães disse...

as pedras têm sempre histórias para nos contar. Lindas fotos!

poetaeusou . . . disse...

*
miosótis
,
o meu mar,
alem de nazareno,
(s.martinho do porto a pedrógão)
é nosso, livre, Il mare nostrum,
olho o mar, em 90 % na Nazaré,
10% de Vigo a Huelva, passando
por toda a costa portuguesa,
,
conchinhas te envio,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
lena
,
nunca esquecer,
que a luta entre as pedras e o mar,
é um jogo de carinho, de ternura …
,
conchinhas douradas, te envio,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
sol da meia noite
,
as pedras
conhecem as manhas do mar, como
sabes o maior erro que podemos
cometer é não ouvirmos quem nos ama,
as pedras sempre escutaram quem delas
gosta e dispersando-se pelo areal criou
espaços para o mar passar, ficando
ultrapassado o provérbio: água mole em
pedra dura tanto dá até que fura. . . .
,
conchinhas, deixo,
,
*

Paula Raposo disse...

Duas fotos lindíssimas a acompanhar muito bem as palavras que não são de pedra...beijos.

poetaeusou . . . disse...

*
filó
,
eu canto as pedras, giestas do mar,
num mês de Outono de iodo e sal
maré de rochedos, em pedra forte,,
será que este alheio e baço povo,
sabe que a pedra é areia condensada
pequenos átomos unidos pelo querer ?
onde estão os anseios e os sonhos ?
,
grato pelas tuas palavras, amiga
,
conchinhas em flor, te envio,
,
eu canto para ti à tua espera
meu nome escrito com ternura
sobre as águas, lálálá lá lá
,
in - manuel alegre
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Sonhadora...
,
quem ama a natureza,
consegue transmitir,
todo o encanto da sua beleza,
,
conchinhas, deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Carminda Pinho
,
há se o mundo,
fosse governado por mulheres ...
,
conchinhas, deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Bill Stein Husenbar
,
eternizadas pedras,
baú de memórias . . .
,
grato fico,
,
saudações
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
gaivota
,
memórias
da nossa infancia,
,
pilipares,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Teresa Durães
,
histórias
de . . . mar de pedra,
,
conchinhas,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Paula Raposo
,
gostaste ???
,
um jino de agradecimento,
,
*

daniel disse...

Poetaeusou

Sempre o mar. Agora as pedras, esse adornos, que enfeitam costas. Ardentes marés a boa inspiração poética sempre à tona.
Quanto ao meu poema, tenho gosto, que o arquives, até que o utilises, respeitando sempre o nome de do autor, como fazem as pessoas cilizadas. Não será necessário lembrar. Porém, noutro mundos editoriais fui plagiado e tive o dever de não gostar e dizê-lo, para que constasse.
Um abraço,
Daniel

Utopia das Palavras disse...

Marinhas de vontade
rocha crua
salgada...
pela eternidade!

Lindas as fotos!
beijo
ausenda

FERNANDA & POEMAS disse...

Olá querido Amigo Poeta, gostei do poema e fotos... Está um belo conjunto... Desejo-te um bom dia de Paz e Amor... Beijinhos de carinho e ternura,
Fernandinha

poetaeusou . . . disse...

*
daniel
,
amigo
só publico poemas meus,
apenas ando a pensar num projecto,
em colaboração com uma IPSS,
em publicar um livro com 144 poemas,
a meu gosto, de 72 blogs, com o
consentimento dos autores, óbvio . . .
,
grato pelas tuas palavras,
deixo um abraço
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
utopia das palavras
,
rocha, firmeza,
resistente ao mar
que no seu marulhar
enaltece-lhe a beleza,
,
conchinhas
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
fernanda # poemas
,
grato amiga,
,
conchinhas
,
*

mariam disse...

Poeta,
quase apetece dizer;
são pedras, senhor, são pedras...
sublime, este poema.
...somos pedaços de pedra poema...
sou suspeita no coment, pois adoro pedras e pedrinhas e elevações rochosas e pasmo sempre com as suas cores e configurações, desde os seixos rolados, os xistos das Beiras ao basalto das nossas Ilhas, passando pela verticalidade impregnada de História fóssil da Praia Grande...
deu-lhes sentimento...
e acompanhada a leitura por esta imagem e som tão especial ... ficou fantástico!

um abraço
e um sorriso :)
mariam

Juani lopes disse...

sigue cantando poeta que yo te escucho
saluditos

GarçaReal disse...

A cavalgada do amor....O deslizar infinito fora,a busca da liberdade.

O descanso almejado em pedras à beira mar...

A ti que és "selvagem marinho" deixo um especial

bjgrande do Lago

poetaeusou . . . disse...

*
mariam
,
com as tuas palavras,
recordo o granito, fragas e penedos
do rochoso, trás-dos-montes,
de um Miguel Torga que era Rocha,
,
mais não digo,
perante uma geóloga nata ? ? ?
,
conchinhas de iodo, deixo
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Juani lopes
,
cantarei,até que
a minha gata me deixe,
,
tenho uma gata que me
morde quando eu canto, srsrsr,
,
grato amiga
,
saluditos,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
GarçaReal
,
sabes
como se ama o mar,
sem limites ?
é a vontade que sentimos,
de mergulhar no mar bravio, em
vagas de quatro e cinco metros
,
é estranho, não é ?
,
conchinhas para o lago, envio,
,
*

São disse...

As pedras são as sólidas testemunhas de todo o futuro, desde o passado.
Um abraço marinho.

Eduardo Aleixo disse...

as pedras, que esperam, como elas, e nós, pelo amor, que se espera, e desespera, que as ondas tragam.
as pedras sabem as historias do mar. Só não as sabem contar, como fazem os búzioos.

Sobre o que comentaste no meu poema, concordo:

Canta, canta, amigo canta
vem cantar a nossa canção...

mas..mesmo cantando...usamos as palavtras.

Abraço de admiração e amizade.

EA

LOURO disse...

Amigo Poeta, belas fotos,pedras e mar o teu prazer da vida.
Abraço
Lourenço

cristal disse...

Olá Poeta
Bela união de Pedras!
Pedras (Marinhas) ...rochas moldadas pela força do mar e das marés, enfrentando tempestades,por ondas abraçadas em marés de calmaria, alicerçando sonhos, frente ao sol, vento, chuva, alternando dias, noites, brandura,valentia, presenciando a labuta diária dos pescadores...
Pedra (Filosofal)... Uma emoção ouvir esta pedra preciosa...a verdadeira, a genuína “Pedra Filosofal” na voz de Manuel Freire...
Adorei estas pedras!
Muito Obrigada amigo
Aquele Abraço de sempre

Multiolhares disse...

E como é bom alguem saber cantar o hino á vida

beijos nossos

Duarte disse...

Essas rochas,
algumas impressionam!
São parapeitos ao mar.
Escolhos de pescadores.

A tua praia
mesmo com mar furibundo,
serviu de ponto de chegada.
En Angeiras, essas pedras...
assustavam,
quando o mar se mexia.
Ou o nevoeiro,
espreitava ameaçador.

Abraços, amigo...

Iana disse...

Poeta amigo

Vi-te e corri pra cá
ver seu lindo mar
desejar uma noite cheia de coisas boas e para o meu leito voltar
a amiga ainda nada de novidades
tem pra contar :(

Amigo obrigada pela visita
fiquei tão feliz de receber o
poeta amigo em meu jardim... acabei de postar um novo quentinho por lá... dediquei a todos... beijos com todo carinho...

"Teço a vida
Nas cores vibrantes da emoção
Nos encontros e desencontros
Retrato paisagens
Revelo enseadas, recantos
Abismos, passagens
Onde recrio a magia
Tempestades, calmaria
São tecidas em tecidos sedosos, nervosos
Inteirando natureza – coração"
(Conceição Bentes)

beijos da rosa amiga
Iana!!!

Carla disse...

pedras...que se trnsformm em água marinhas
ete mar que eu tanto gosto e que aqui sempre encontro em traje de gala
beijos

poetaeusou . . . disse...

*
são
,
pedras
a resistência da vida,
,
conchinhas
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
eduardo aleixo
,
as pedras falam, amigo,
em linguagem visual,
e têm nomes como nós,
são minhas amigas,
a pedra de leão, a panela,
a do porto, a do bico, a do boné,
a do robalo, a dos cabozes,
a da prainha, do leme e do guilhim,
,
e albergam vida no seu seio,
vestem-se de limos e algas,
alimentando, as lapas, mexilhões,
burriés, sargos, camarões e búzios,
e cantam, com o assoprar do vento,,
,
eduardo, um abraço amigo, deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
LOURO
,
é, amigo,
,
mar, mar e mais mar . . .
,
um abraço,
,
*

tossan disse...

Cantas a beleza em forma de pura poesia com lindas imagens. Abraço

poetaeusou . . . disse...

*
cristal
,
labuta diária dos pescadores,
recordei, do meu imaginário,
,
pescadores,
os gigantes do mar
são grandes podes crer
mas afinal . . . não são nada,
,
conchinhas de cristal,
deixo-te
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Luna
,
Hino da vida
cantada, sentida . . .
,
beijos nossos,
,
*

Eduardo Aleixo disse...

e tens toda a razão e eu dou-ta.
Abraço.
EA

poetaeusou . . . disse...

*
duarte
,
as rochas,
cantam e dançam,
nas brumas do nosso olhar,
,
abraço,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
iana
,
fico sempre feliz,
quando detecto o
perfume de uma rosa,
,
vou novamente ao
teu cantinho,
que tenhas uma serena noite,
desejo-te
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
carla
,
e melhor se veste,
quando sabe da tua visita,
,
conchinhas nocturnas
deixo-te,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
tossan
,
a anos luz
de te igualar,
,
abraço
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Eduardo Aleixo
,
a razão é tua, amigo,
,
eu apenas sonho acordado,
para preencher o meu ego . . .
,
um abraço,
,
*

LUZ disse...

hoje precisei muito de falar com o mar, mas nao foi possivel :((

Bjs

cristal disse...

Poeta

Vida dura a dos pescadores...
Quantas vezes o seu trabalho esforçado nâo é reconhecido...
Quantas vezes o regresso a casa de "mãos vazias"...
Mas tal como diz... grandes homens, gigantes do mar.

Outro Abraço

PILAR disse...

Poeta

As suas pedras são mulheres!
Delicia e espanta o saber "pintá-las" tão de maresia perfumadas!

Obrigada

mariam disse...

naaaa, apenas e ainda me espanto com elas, com as gaivotas ou as cotovias, com a som da voz humana no "belo canto" lírico, fado... coisas simples :)

Rodrigo Rodrigues ("Perdido") disse...

E porque as pedras são redondas? As pedras são o povo. Tanta porrada levam que ficam pequeninas e arredondadas.

poetaeusou . . . disse...

*
luz
,
queres ver o mar ?
,
olha para uma flor,
olha para uma nuvem que passa,
olha para a outonal folha caída
olha para sorriso de uma criança,
cerra os olhos e verás o mar . . .
,
conchinhas, deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
cristal
,
os pescadores
já não são excepção,
,
infelizmente,
,
noite serena, amiga
e que o obama mude a USA,
e o resto do mundo mudará,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
pilar
,
para os verdadeiros homens,
a mulher tem mais beleza,
quando em qualquer mulher,
vemos a nossa mãe,
,
uma flor mareante, deixo-te,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
mariam
,
a mulher é a eterna simplicidade
como a foto talismã do meu blog,
,
acontece que, as fátimas lopes,
ana salazar, augustus, tenentes,
joão rolos e a minha prima
segismunda, afilhada da dona Urraca,
que tirou um curso de corte e costura,
e talhou uma saia de cintura descaída,
enganando-se nas medidas, a saia ficou
com tres pendões á frente e seis de lado,
tem feito um sucesso, destronando o
milhão e meio das saias ás flores da
florisbela, acontece, escrevia eu
que estes estilistas só complicaram …
,
mariam
uma noite serena, desejo-te,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Rodrigo Rodrigues ("Perdido")
,
povo, povo,
que continuas,
a cortar as tábuas
do teu caixão,
e já lá vão 900 anos
,
abraço,
,
*

Ana Martins disse...

Sem palavras!

lindíssimo!

Bejinhos

poetaeusou . . . disse...

*
Ana Martins
,
um obrigado, grandão,
,
conchinhas de estima, deixo,
,
*