outubro 31, 2008

>>>>>>>>>>>>>>languidez constante<<<<<<<<<


se eu encontrasse
as palavras certas
ao contemplar-te,
ciciava o que sinto,
e num meigo olhar
de envolvo sereno,
convocava o vento
suplicando ao mar
languidez constante
poema-fotos-video-poetaeusou

54 comentários:

Iana disse...

Poeta amigo...

Magnífico cenário...
Mar perfeito
lugar perfeito
mundo contente
ondas ardentes
sol com olhar de
fogo
e o horizonte
entra no jogo...

Beijos e um bom soninho
com muitos jinhos amigo
amiga rosa
Iana!!!

PS: amigo hoje saúde zero :(

Filó disse...

" Fui à beira do mar
Vêr o que lá havia
Ouvi uma voz cantar
Que ao longe me dizia "

Vê como um POETA tão bem descreve o seu mar, OUTRO, o acompanha a cantar !!
Valeu a pena, este passeio à beira mar!
Quanta sensibilidade !

Um abraço amigo,Poeta

GarçaReal disse...

O mar quando caminha em languidez é de estonteante beleza.
Às vezes deixa de ser lânguido passando até a tenebroso.

Afinal também se zanga

bjgrande do lago e um pilipar

Eduardo Aleixo disse...

Mar lânguido......
Como gosto dele!
Tem um defeito:
é mar de alforreca
e de peixe aranha...

Bom fim de semana.

Amizade.

EA

Pitanga Doce disse...

Roubei-te o mar, mas a foto é minha.
boa noite, Poeta.

tossan disse...

As fotos, videos e palavras certas
estão cravadas neste belo blog. Abraço

daniel disse...

Poetaeusou

As palavras certas, serão inspiradas, pelo marulhar, observado em silêncio.
Acabam sempre por sair bem, como estas.
Comprei o "Dia", só aos Domingos (creio), motivado pela filatela, parece-me que nunca vi lá o nome do Acácio Barrada, não me passaria despercebido. Naquele tempo misturavam-se muito ideais, e não estou a ver o homem aderir.
Abraço,
Daniel

Manuela disse...

Palavras para que...é o mar português, rude, frio, medonho.
Eu poderia passar horas a olhar para ele.
Amo-te mar português, és a minha alma.
Abraço amigo
Manuela

Teresa Durães disse...

e o mar responderia com suaves cores!

poetaeusou . . . disse...

*
iana
,
preserva a saúde, amiga,
,
que a força das marés,
se transfira para ti,
,
um rosado jino, deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
filó
,
a tua sensibilidade,
é um hino á harmonia,
,
os poemas
são de quem os lê, amiga,
,
búzios sonantes, envio,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
garçareal
,
até zangado é imponente,
a grandiosidade que lhe dá,
o direito á indignação . . .
,
vagas de amizade
em pilipares musicais, te envio,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
eduardo Aleixo
,
era amigo, era,
era e é ….
mas o é, chama-se poluição,
as tremelgas desapareceram,
e o peixe-aranha, já não arranha,
e a malta imberbe com monoquinis á
direita, olham á esquerda para o posto médico, e como não são arranhados pelo peixe-aranha,
procuram conchas quebradas e fazem um golpe no pé, é vê-los a correr para o posto de primeiros socorros, onde as enfermeiras(os),
têm que os aturar . . .
porque será ? será um novo tipo de análises ?
ou confundem com a(o) pedicure?
,
toda a amizade num abraço, deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
pitanga
,
desde que me deixes,
a senhora do almortão . . .
,
bom dia, amiga,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
tossan
,
mas continua
a anos-luz do teu . . .
,
abraço,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
daniel
,
só ontem me apercebi
da partida do Acácio Barradas,
para o outro lado misterioso …
pensava até que já não pertencia
a este vale de enganos que é a vida,
paz eterna, para ele,
,
obviamente que o confundi, com outro
Barradas e o jornal é o diário da manha,
com a intermitência do jornal a “época”,
,
quando me refiro a nomes ou episódios,
não faço conotações politicas, apenas
dados históricos, sou um estudioso apenas,
,
Penso, que do outro lado,
o Acácio Barradas me perdoará …
quanto ao Barradas de Oliveira,
foi um Português á sua maneira,
como tudo isto começou,
com um Afonso á estalada com a MÃE,
o que poderemos esperar deste Povo ?
,
Abraço amigo, deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Manuela
,
e vão dois amiga,
,
a segundos de distancia,
e nunca me canso de o ver . . .
,
conchinhas mareantes, deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Teresa Durães
,
tenho a certeza, amiga,
,
brisas serenas, envio,
,
*

Gerlane disse...

Poeta, parece-me que as palvras certas, dependendo das circunstâncias, não existem.

* Beijinhos!

poetaeusou . . . disse...

*
gerlane
,
muitas das vezes,
a incerteza das palavras,
explicam os silêncios . . .
,
marés de jinos, envio-te . . .
,
*

Lena disse...

Esse mar continua lindo
e tu dai, todos os dias nos das um pouco dele...
estou te muito grata por isso, pois ele é onde encontro minha énergia..
Ao olhar para ele, não ha palavra para dizer o que sintimos; sente se um bém-estar e serenidade e muito mais...

dia bom Poeta !

um beijo..

Utopia das Palavras disse...

Agarro esse mar
e...
caio
lânguida
junto com ele
esperando
a vaga...!

bjinhos
ausenda

Patanisca disse...

Não sou muito de languidezas, há quem me chame de hiperactiva e normalmente só vejo o mar cá de cima, entre uma janelinha e uma asa. Mas releio o teu poema, fecho os olhos, respiro o aroma frutado da hospedeira tailandesa, e penso: "que descanso, que serenidade!"

Beijinho

Paula Raposo disse...

Gosto muito das tuas fotos, mas adoro os teus videos! As palavras não se encontram...apanham-se como os búzios ou as conchas...gostei de te ler. Beijinhos.

poetaeusou . . . disse...

*
lena
,
hoje vou lançar os buzios,
e mais enérgica, ficarás . . .
,
um mar de energia, lanço-te,
,
*

dona tela disse...

Olhe, desta vez deu-nos para sonhar...

Muito obrigada por todas as atenções.

poetaeusou . . . disse...

*
Utopia das Palavras
,
as tuas vagas,
de sensibilidade,
obrigam-me,
a "dar" o meu melhor . . .
,
languidas vagas, deixo-te,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Patanisca
,
tem que ser tailandesa ?
srsrsr,
e consegue ser langoroso ...
ou será bipolar ?
,
oh, diáááácho,
,
languidas maresias, envio-te,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Paula Raposo
,
paulinha
,
conchas e buzios ?
como sabes que vou buziar,
no meu próximo post ?
,
jinos mareantes, envio-te,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
dona tela
,
sonhos que sonhei onde estão ...
,
quem não sonha,
está, fora do sitio,
,
conchinhas,
,
*

Mello disse...

Olá Poeta!

Como te compreendo... às vezes também não encontro as palavras certas, parece que palavras fogem de nós, não querem ficar presas no tempo e no espaço...

Beijinhos,

Graça Mello

Shadow disse...

Languidez Constante...

Bjs,
Shadow

poetaeusou . . . disse...

*
Mello
,
recordei o,
palavras levam-nas o vento,
mas, não é o caso . . .
,
jinos, deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Shadow
,
na nortada dos sentidos,
,
jino, deixo,
,
*

gaivota disse...

se eu encontrasse as tais palavras ao olhar estas fotos, este mar, diria "ah oh, atira-te ó mar e diz que t'emperrarem...."
era o que me apetecia a mim fazer!
atirar-me ao mar, a esse
pilipares

Multiolhares disse...

Não existem palavras, pois cada vez que o contemplamos as palavras diferem

beijos nossos

Sol da meia noite disse...

E num olhar que contempla...
Está a palavra certa...

Jinhos, meu amigo * *

Iana disse...

Poeta amigo

Vim correndo
dar-te um jinho
e agradecer seu
coloroso
carinho...

desejei ser uma rosa
mas descobri
que a rosa
tem vida curta
é frágil e delicada

"procure-me entre as flores
serei o perfume daquela que
você tocar"

Beijos e um noite linda
desejo-te caro amigo Poeta
rosa amiga
Iana!!!

FERNANDA & POEMAS disse...

Olá meu querido Poeta, belíssimas fotos e video, confesso-te a paz que o murmurar do mar, se ouvia através do video... Paz e tranquilidade é o que preciso neste momento... Beijinhos de carinho,
Fernandinha

poetaeusou . . . disse...

*
gaivota
,
hoje está bom,
está a maré vazia,
só tem lingua . . .
só faz barulho,
,
pilipares
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Multiolhares
,
o mar tem humores . . .
,
beijos nossos
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
sol da meia
,
os olhos . . .
não mentem,
,
jino,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
iana
,
o odor
de uma flor
é a maresia
da poesia,
,
perfumadas brisas, deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
FERNANDA & POEMAS
,
quem não necessita
de paz e tranquilidade, amiga ?
,
serena noite, desejo-te,
,
*

cristal disse...

Poeta

Este post... uma verdadeira "delícia do mar"...
Imagens de mar, mar de palavras e mar na voz de Zeca Afonso nesta canção simplesmente deliciosa que não conhecia...
e
.
.
(também gostei daquelas rochas protectoras!)

Muito obrigada por mais esta partilha!

Um Abraço amigo e um bom fim-de-semana

Eduardo Aleixo disse...

Amigo

Se me é permitido: vide meu comentário ao teu comentário sobre o mar a invadir a tera e a Nazaré...

BFSemana

EA

Juani lopes disse...

que pases un feliz halloween
saluditos

mariam disse...

Poeta,
embalada p'la voz do eterno Zeca Afonso, as suas imagens e palavras são um encanto!

gosto do mar lânguido quando estou trovoada
gosto do mar bravio quando sou acalmia
gosto do mar todos-os-dias!

bom fim-de-semana
um grande sorriso :)

Duarte disse...

Hoje encontraste o ponto ideal.
Como me engancha o serpentear das ondas!
Segue furioso, que lhe fizeste?
Talvez, cansado da tua vigilância...

Um forte abraço, amigo.

poetaeusou . . . disse...

*
cristal
,
“delicia do mar”
,
que bela imagem, amiga,
,
brisas protectoras, te envio,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
eduardo aleixo
,
vou com todo o gosto,
,
abraço,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Juani Lopes
,
obrigado, amiga,
e á sexta-feira . . .
,
saluditos
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
gariam
,
gostamos do mar,
simplesmente
,
maresias mareantes, deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
duarte
,
humores
disposição,
quer atrair as atenções, apenas,
não vigio o mar,
sou um amigo
que o estima,
a essência da amizade,
,
um abraço de amizade, deixo-te,
,*