outubro 29, 2008

>>>>>>>>>>>>>> brancas paredes <<<<<<<<<

branca parede
em mar espumado
encontrada forma
para meu suporte,
esperanças libertas
surfando instintos,
queixumes loucos
murmúrio gritante
fervores espalhados
esculpindo espasmos
poema.fotos-video:poetaeusou

66 comentários:

Ana Martins disse...

Brilhante, aliás como sempre!

Beijinhos

mariam disse...

Poeta,
aqui voltei... este mar d'hoje estava zangado... mesmo! que arrelias lhe fizeram? ou só agreste (como eu,hoje)... adorei vê-lo!
Fantástico o vídeo e as imagens e a música... e tudo. Parabéns!
Obrigada.

um sorriso :)
mariam

gaivota disse...

branca espuma, branco mar
lindooooooooooooooooo
quase à moda antiga...
instantes surfado e loucos queixumes com cheiro a fado...
linddddddooooooooooooooooo
obrigada!
beijinhossssssssssssss

Filó disse...

Este Mar canta e encanta, com suas ondas de espuma branca..
A cor da PAZ !!!

Poeta , bem haja


Um abraço amigo

Sol da meia noite disse...

Libertador, o rumor do mar...

Muito bonito o vídeo.
Ondas enfurecidas, batendo em calmo areal...
Obrigada... :-)


Jinho de mar *

GarçaReal disse...

Constroi amor num bordado de espuma do mar....

Belo

bjgrande do Lago

GarçaReal disse...

Comento à parte as fotos, pois estão tão deslumbrantes que merecem uma menção especial em comentário só para elas.
Nem sei qual distinguiria em beleza ,pois são todas belíssimas.

Parabéns a ti poeta, que também és exímio fotógrafo.

bjgrande do Lago

FERNANDA & POEMAS disse...

Olá meu querido Amigo Poeta, de branco é teu manto... Sinal da alvora da tua Alma... Tua amiga do coração,
Fernamdinha

Lena disse...

Não anda mansinho o mar, Poeta
foi a mudança de lua ?

optimo dia

um beijo

Rodrigo Rodrigues ("Perdido") disse...

Ritmo ondulante espectacular sugerido pela escolha do marulhar das próprias palavras:

Onda ascendente marcada pela nasalação das vogais: branca, encontrada, esperança, gritante, esculpindo. Aperto de peito e contenção da respiração na subida.

Onda descendente pela aspiração final: espumada, instinto, espalhados, espasmos. Contracção abdominal na descida à espera da descarga do gás carbónico acumulado.

Um novo tipo de rima? Sinestésico?

O filme, já que não é feito de prancha, merecia um tripé.

Um belo poema para recordar aos nossos netos o que era o mar.

Abraço.

poetaeusou . . . disse...

*
ana martins
,
ai . . .
essa bondade . . .
,
maresias de uma linda manhã,
envio-te,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
mariam
,
um pouco agreste como tu,
assim o dizes . . .
vou contar-te um segredo,
e de certeza, vais acreditar,
,
sabias que o mar é mulher ?
e se não é mulher, para que quer
tantos homens no seu seio ???
,
serenas brisas, de uma bela manhã,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
gaivota,
,
á miga,
ontem náareia,
fiquê tão embaçado,
que trequê tude,
clikê cubetão do vide,
fiz os vides cubetão das almagens,
olha,
fui a correr ótra vez prápraia,
parecia o têeu miguel veloso,
a corrêri nas passaréllas
com a ana salazar . . .
,
háááá, esta manhã agarrê
peixes porcos á costa, estavam
atordoados das ondas . . .
,
pilipares, deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
filó
,
a PAZ,
na quietude com que
o mar hoje acordou . . .
alva espuma,
caiado olhar . . .
,
espumas de paz,
envio-te,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
sol da meia noite
,
os teus postes
têm a força, do (mar bravio)
a beleza, do (mar rabioso?
a serenidade do, (mar calmo)
,
maré-cheia de jinos,
deixo-te,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
garçareal
,
novelos espumosos
em branqueados olhares,
,
caiados pilipares te envio
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
garçareal
,
é do ambiente que me rodeia,
é escolher o ângulo e clickar,
não acredito em toques artísticos,
ter o sentido da oportunidade, talvez,
,
digo sem falsa modéstia . . .
,
pilipares para o lagos,
em jinos de maré-cheia,
,
*

Teresa Durães disse...

o mar tem esta capacidade de nos elevar

gaivota disse...

ah meu, tava néuva... trocates os betões??? aiaiai o miguel veloso, deix'ó repá...
olha o pai dele inda há uns anos teve aí a almoçar no casalinho comigo e mais gente (slb...)
peixe porc' atordoados...ah o mar tava-se a compôr... faz filetes!!!
quando puder aí estarei (6ª talvez)
piliparesssssssssss

poetaeusou . . . disse...

*
fernanda & poemas,
,
fernandinha
,
as vagas em estridor,
imitam casinhas
caiadas, branquinhas,
são ninhos de amor . . .
,
jinos,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
lena
,
efeito lunar, sim,
a chamada, OLA . . .
com as ondas
a quebrarem com estrondo
nos rochedos do canto,
fotei o Zé, entre as pedras,
e com ondas de 4 metros . . .
,
um mareante jino, deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
rodrigo rodrigues ("perdido")
,
grato com o teu exame,
,
não passo sem opinar,
o meu conjunto de palavras,
são registos sentimentais de
um apaixonado do novo . . .
foto para enquadrar palavras,
palavreio para inserir imagens,
sem predefinir estilos,
o mar é o tudo e o nada,
o mar é o olhar “do tudo”
só os empresários poetas,
impõem ritmos, estilos, modas …
os poetas, eu pseudo, estimulam
a poesia, por isso são anarcas
do pensamento . . .
,
e assim amamos, sophia,
pessoa, neruda, ary, O’Neill,
espanca, fiama brandão, torga,
garcia , sérgio godinho, nemésio,
natália, bocage, júdice, gedeão, vinicius,
,
e camões nos seus 244 sonetos de amor,
os lusíadas ? não, foi-lhe imposto escrever,
e se há sempre alguém que diz não,
tem que ser poeta . . . ou . . . alegre . . .
,
obrigado, amigo,
um amigo abraço, deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Teresa Durães
,
concordo,
,
neste caso o mar e com
quem amamos na generalidade,
,
****

poetaeusou . . . disse...

*
gaivota,
,
o mar amansou,
,
o vento amainou,
e o mar não está para se cansar,
,
pilipares,
,
*

gotadevidro disse...

As fotos fabulosas.
Que lindo está o mar.

O poema enquadrado com o mar espumado.

Bom resto de semana

beijo

R.G. disse...

Ai esse mar...

Beijo perdido

rosa dourada/ondina azul disse...

Brancas paredes
oportunamente
fotografadas !


ondas perfumadas, deixo,

poetaeusou . . . disse...

*
gotadevidro
,
grato amiga,
mar
goticulas,
gotando vida,
,
conchinhas,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
R.G.
,
mar
perdido de amor,
,
conchinhas,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
rosa dourada/ondina azul
,
mar
um imenso olhar,
de oportunidades,
,
maresias de simpatia, deixo,
,
*

mariam disse...

gostei do "segredo" sussurrado, que vou guardar! mas, fico renitente... se calhar, Ele muda é de sexo e personalidade, perante os(as) que a Ele acorrem, por exemplo se for M e precisar de "colinho" Ele será mulher... tem razão, se calhar ontem o mar foi maternal, para mim.

um grande abraço.
sorrisos :)

mariam

Maria P. disse...

É bom voltar aqui e encontrar este esplendor, como sempre...

Beijinho*m*

Utopia das Palavras disse...

Hoje sim
o sal adoçicado
germinando...
na espuma branca
que afronta o mar!

jinhos
ausenda

poetaeusou . . . disse...

*
mariam
,
o mar é “o tudo”
o que nós queremos,
o que o mar quer,
sabes,
eu penso que o mar
é um imenso espelho,
,
qual a razão ?,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Maria P.
,
é bom ler-te . . .
,
bj
h,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
utopia das palavras
,
a espuma do teu olhar,
faz .- me recordar o mar,
,
conchinhas, deixo,
.
*

Chinha disse...

Repousando nestas imagens de sonho
Em espasmos gritantes
De paixões e sonhos amantes

Belo

bjinho

:):)

poetaeusou . . . disse...

*
chinha
,
o sentir
do
desassossego,
,
vagas de lus, envio-te
,
*

o que me vier à real gana disse...

As palavras sempre juntas em inefável comunhão; em simbiose perfeita... As imagens facilitam o metabolismo.

Abraço, amigo poeta!

ANA DINIZ disse...

Inspiraste-me, amigo.

Veja:


COMO SINFONIA

Mar de paixões
Ardente emoções
Ainda busco por ela
A minha sereia
Em meu coração,
Incendeia-me

Haverá ela de existir, Poetaeusou?
Ou haverei-me de ser só?

Não me importa
Se sou casada há anos
Com as ondas da realidade e dos planos

Os meus sonhos
Ela sempre haverá de reger
Como sinfonia bailando em meu ser...

ANA DINIZ


Grata pela Luz que sempre tenho aqui.


Bjos,

Ana.

Iana disse...

Poeta amigo

Viva...
mar doce mar
lar de um sonhador
menino de ondas
espulmantes
paredes brancas
de areia e sal
és meu bem meu mal
valente e bravo
louco e solitário
beleza sem igual

realmente Poeta amigo
é linduuu di morrer:)
esplêndido mar

beijos perfumados
da rosa amiga
hoje vim tarde :(
Iana!!!

poetaeusou . . . disse...

*
o que me vier à real gana
,
grato amigo,
,
abraço,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
ana diniz
,
belas palavras,
enigmáticas . . .
sinfonia ao mar,
,
conchinhas de luz, deixo-te,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
iana
,
estás sempre a tempo,
porque aqui pertences
,
obrigado,
,
brisas rosadas, deio,
,
*

Iana disse...

Amigo Poeta

Mar!...Porque sentes as vezes tão aflito?
E se agonizas de uma forma estranha?
Seriam almas a lanças seus gritos,
Lá bem do fundo de suas entranhas?


É poder fazer parte
de seu imenso mar...
mar de amor...
mar de fantasias
de alegrias
mar de carinho
mar de amizade
mar de amigos
beijos
sua rosa amiga passou por aqui
Iana!!!

Multiolhares disse...

é bom existirem paredes para nos protegerem

beijos nossos

cristal disse...

Olá Poeta
Extensos lençóis de branca espuma onde navegam palavras,sentimentos,emoções....
Belo este “poemar” acompanhado de imagens absolutamente fantásticas!
Depois....este doce embalo na voz de Dulce Pontes...
Muito, muito bonito ...
Obrigada amigo
Aquele Abraço e muitas,muitas estrelinhas do mar.

poetaeusou . . . disse...

*
iana
,
o mar também sofre,
dialogo com ele, há poucos dias,
o mar estava calmo, aquietado, sereno,
a poucos metros enviou-me uma
onda, perpendicular, que me fez
correr ao longo da praia, eis quando
marejou, pára ouvi, repara perto de
ti, olhei em volta, seis pedras em
circulo, restos de limão, prata e tições,
fitei o meu amigo e entre maresias,
brisas e marés, vi sofridas lágrimas,
nas ondas do meu amigo mar,
num até logo, encolheu os ombros de
tristeza e resignação, como a dizer,
é a vida, amigo . . .
,
conchinhas te envio,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
multiolhares
,
luna
,
realmente,
toda a protecção é pouca,
,
beijos nossos,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
cristal
,
embaraçado
fico com os tuas palavras,
obrigado amiga,
,
estrelinhas do mar e do espaço,
te envio,
,
*

Maripa disse...

Fotos de deixar uma amante do mar extasiada... como
ele estava sedutor!

E lindas as palavras do poeta!


Abraço amigo.

MEU DOCE AMOR disse...

Um beijo

LuzdeLua disse...

Branco, som de paz
Passando para te ler, deixo um abraço amigo

poetaeusou . . . disse...

*
*
maripa
,
amiga
e hoje continua,
com mais mar,
,
conchinhas nocturnas, deixo
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
meu doce amor
,
outro, deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
luzdelua
,
brancas maresias,
te envio,
,
*

tossan disse...

Eu eles, o sol e o mar amamos a sua poesia. Abraço

Iana disse...

Poeta amigo

Que pena ver
o amigo jogar fora
aquilo que inconsequentes
deixam
pena não perceberem
o mal que fazem
não ajuda e nem entendem
o mal que provoca
e depois se o mar falace
já terias ouvido
muitas lamentações

Esse é o nosso mundo
como disse é a vida...

Beijos e bons soninho
sua amiga rosa
Iana!!!

Duarte disse...

Como ruge este mar de espuma branca.
Parece uma "traca" em "Fallas".

Boas fotos e excelente gravação

Parabéns amigo por tão bom trabalho,

Abraços

Mari disse...

Tudo lindo, como sempre!
Hoje encontro-me com coração cheio de espumas. rs!
Estou cheia de esperanças....
Vamos ver a dança da vida!?
Beijos com carinho!

Pitanga Doce disse...

E é assim que eu gosto!

poetaeusou . . . disse...

*
tossan
,
o mar
a musa diária,
,
abraço,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
iana
,
é . . .
é a vida,
gostei do soninho,
,
jino deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
duarte
,
grato estou,
,
Abraço
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
mari
,
a tua prece,
extensiva . . . aqui
,
conchinhas, envio
,
*

poetaeusou . . . disse...

.*
Pitanga
,~
bom gosto, tens,
como sempre,
,
Conchinhas
,
*