julho 06, 2008

>>>>>>>>>>>>>> outros tempos <<<<<<<<<


mergulho no tempo
em tempos passados
compactados tempos
dos tempos arcaicos
períodos dos tempos
dos tempos carentes
destino dos tempos
em tempos perdidos
sucumbidos tempos
nos tempos ...do tempo
poema : poetaeusou
foto: album - A.L.

46 comentários:

Duarte disse...

Amigo, isto é histórico, que bonito!!!

Excelente mergulho, este.

Abraços e saudades imensas.

poetaeusou . . . disse...

*
duarte
,
as fotos não são minhas ...
é óbvio, vou corrigir,
,
agç,
.
*

gaivota disse...

mergulho sempre neste tempo quje foi "quase" meu... (algumas coisas ainda bem me lembro)
mas foram tempos passados e sempre presentes, porque ficaram maracdos nas nossas vidas
o poema está lindooooooooooooo
e o tony de matos, bem essa voz, já nem digo nada, era fantástica!
beijinhos grandesssssssssssss
*olha as "minhocas"...*

gotadevidro disse...

As recordações de uma vida passada à beira mar.

Sabe bem recordar

Beijo

Ana disse...

Um tempo que as memórias fazem presente.
Um beijo.

daniel disse...

poetaeusou

O tempo volta atrás, se virmos os velhos postais românticos: É interessante recordar o romantismo, talvez menos para pescadores, que com mares maus, tinham que desviar-se e desembarcar o peixe em Peniche.
Daniel

FERNANDA & POEMAS disse...

Olá meu querido Amigo Poeta, as fotos são as marcas do tempo, mas muito lindas!...
O passado e o presente, belíssimo!...
Muitos beijinhos de carinho e amizade,
Fernandinha

Sol da meia noite disse...

Adoro estas fotos... o pormenor das barracas, tão diferentes das de hoje. Em geral eram de cores claras, riscadas de branco...
Mudam-se os tempos, mudam-se as vontades... como ouço dizer...

Gostei desta sã nostalgia...

Xi
:-)

Papoila disse...

E no tempo desse tempo que recordas és...
...memória em nós...
...desse tempo...do tempo.

Beijos intemporais :)

BF

WOLKENGEDANKEN disse...

E Nazaré ? E ainda existem essas casas?

Duarte disse...

Quanto a mim não tens que alterar nada. Tudo o que aqui encontro e vejo é de excelente qualidade, tanto o presente como o passado.
Dou-te os meus parabéns pela constância e persistência com que dia a dia nos brindas novos poemas e novas fotografias.
Trabalho árduo o teu.

O incondicional de sempre

Abraços

mdsol disse...

Those were the days (oh lembrei-me hoje dessa canção).
:)

Pitanga Doce disse...

Prometo que ainda volto a Nazaré. Agora é um saltinho, mas no tempo do "guaraná de rolha" era um martírio.
Olha, não me digas que ASAE também implica com as peixeiras?

ARTEROSANE disse...

Nossa que lindo aqui!!
Muita sensibilidade!!
Aparece lá no meu!!!
Beijo

Maria P. disse...

Que maravilha estes "outros tempos"...

Beijinho*m*

MEU DOCE AMOR disse...

Passado,presente e futuro...

Bela foto desse tempo...


Um beijo doce Querido Poeta do Mar:)

Ana disse...

Hoje saio daqui nostálgica.
Pelas fotos a preto e branco e pela voz do Tony de Matos.
Já agora, de que ano são as fotografias?
Só para saber se sou mais ou menos velha do que penso...

Abraço

Juani lopes disse...

Muy bonito poeta, tu Nazare
algunas cosas el tiempo no las deberia cambiar, pero siempre tendremos el consuelo de una foto para el recuerdo
saluditos

Paula Raposo disse...

Gostei!!!

Chinha disse...

Recordações do passado , que se tornam presentes e ficam gravadas para o futuro.

Boa Semana

Bjinhos

Carla disse...

lindo este mergulho no tempo...acompanhei-te nessa viagem
boa semana
beijos

dona tela disse...

Vou ali e já volto.
Beijinhos.

São disse...

Credo, entrar na máquina do tempo desta maneira e voltar aos meus quinze anos...até me deixou tonta!
Rsssrrss
Boa semana.

poetaeusou . . . disse...

*
gaivota
,
linda,
,
gostei . . .
já não me escapam,
,
pililipares
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
gotadevidro
,
e meditando . . .
na mutação da sociedade,
,
lembradas conchinhas
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
ana
,
amiga
estou grato ao progresso,
não esquecendo que este
desenvolvimento “matou”
os nossos olhares de criança,
enriquecendo, ironicamente,
o nosso imaginário . . .
as memórias que nos restam ,
,
conchinhas deste tempo
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
daniel
,
os dramas dos tempos,
peniche da sobrevivência,
peniche em que 50% da
população é nazarena . . .
nazaré e o seu porto franco,
um porto que nunca nega,
365 dias por ano . . .
,
amigo
negou o peixe,
não gostou
das alterações do seu habitat …
negou a união europeia,
pagando o abate dos barcos
para gáudio dos espanhóis
negaram os nazarenos,
por permitirem “o tudo”
e o “mais alguma coisa”.
,abraço
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
fernanda & poemas
,
fernandinha
que saudades
,
e o futuro
está ali, acolá, além . . . aqui,
,
conchinhas
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
o sol da meia noite
,
a utilidade possível,
a beleza notória,
as memórias dos tempos,
,
nostálgicas conchinhas
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
papoila
,
e a vermelhada amizade
entra neste intemporal tempo,
,
grato fico,
,
conchinhas de iodo, deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
WOLKENGEDANKEN
,
das visíveis
três na traça original,
restantes,
pequenas alterações,
,
conchinhas
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
duarte
,
gratificado fico,
com as tuas palavras,
,
abraço
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
mdsol
,
bem sugestiva
,
conchinhas de dias passados
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Pitanga doce
,
com as peixeiras ?
e da nazaré ? não ?
nem a ASAE,
nem os capacetes azuis …
,
somos uma terra matriarcal,
elas que mandam … e bem
,
conchinhas de colheres de pau,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
arterosane
,
vou já para Curitiba . . .
,
conchinhas
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
maria p.
,
como no futuro,
os presentes,
,
bji,
h,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
meu doce amor
,
e o,
meu doce amor,
,
doces conchinhas,
deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

ana
,
as fotos de 1934-1938,
tenho um bom arquivo,
de vários fotógrafos,
,
vendaval passou
nada mais resta….
lálálálá desfez-se em fumo,
,
conchinhas dos ano 60,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
juani lopes,
,
é só mimos
da tua parte.
,
mimosas conchinhas
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
paula raposo
,
obrigado, paulinha,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
chinha
,
boas recordações, amiga
,
conchinhas
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
carla
,
senti
a tua companhia,
obrigado pela tua tolerância,
,
conchinhas
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
dona tela
,
espera por mim . . .
,
esperadas conchinhas
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
são
,
lembro bem,
talvez catorze,
olha,
foi naquele verão quente,
do ultimatum imgles,
estava aqui a banhos o d.carlos,
hihihihi
,
conchinhas do tempo
,
*

Multiolhares disse...

Será que o tempo existe, ele chega, parte,
Volta, fica para traz, volta de novo
Se existe não sei, mas penso que não

Beijos nossos

poetaeusou . . . disse...

*
multicores
,
luna
,
existe em nós, apenas,
o tempo é fixo, imovel, inerte,
,
nó é que passamo... no tempo,
,
beijos nossos,
,
*