julho 17, 2008

>>>>>>>>>>>>>> enlevos <<<<<<<<<<<<<<


reabro o mar
rasgando vagas
espumas cativas
em paradas marés
busco no mar
o meu reencontro
rumos esquecidos
perdidos amparos
colos esculpidos
regaços ao vento
excitando enlevos
poema e fotos:poetaeusou

34 comentários:

mariam disse...

"busco no mar
o meu reencontro"

sou das Beiras, ausência de mar,
mas acho que também Eu "busco no mar
o meu reencontro"
por isso às Beiras não devo voltar...para ficar.

um sorriso :)

Carminda Pinho disse...

Poeta,
enlevada pelo mar, aqui o reencontro, cada vez que te procuro...

Beijos

Multiolhares disse...

Nós pensamos buscar o mar
Mas é ele que nos encontra
Para nos apaziguar

Beijos nossos

São disse...

...e o mar sempre oferece paz e reeencontro, não é?
Um abraço oceânico.

poetaeusou . . . disse...

*
mariam
,
beira serra, serra beira ?
,
sabes,
quando subo a serra da estrela,
bem no cimo,
detecto o cheiro a maresia,
e penso avistar o mar,
entre buarcos e a zona de aveiro ?
,
conchinhas de mar e terra,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
carminda pinho
,
eu sou o mar
,
o argos das profundezas
O nautilus da atlântida
De um júlio verne sonhador
,
Eis a minha corte,
Por Camões apresentada,
,
Julgando já Neptuno que seria
Tritão, que chame os Deuses
Que o Mar habitam e é seu
Tritão, que de ser filho se gloria
Do Rei e de Salácia veneranda,
Vem Nereu, que com Dóris foi casado,
Que todo o mar de Ninfas povoara.
O profeta Proteu, deixando o gado
Marítimo pacer pela água amara,
O que o padre Lieu no mar queria.
Vinha por outra parte a linda esposa
De Neptuno, de Celo e Vesta filha,
Grave e leda no gesto, e tão fermosa,
Que amansava o mar, de maravilha . . .
,
Conchinhas zarolhas,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Multiolhares
,
mar
tela serena,
de paz molhada,
manto buscado,
sempre encontrado . . .
,
beijos nossos
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
São
,
há ir e ficar,
a ver . . . o mar . . .
,
conchinhas enlevadas,
,
*

andorinha disse...

Reabrir o mar e nele nos envolver como em manto de poesia.
Um beijo.

Paula Raposo disse...

Gosto deste mar!! Beijos.

Madalena disse...

Lindo o teu mar. boas fotos.

Excelente ritmo no poema. :)

bjs

Chinha disse...

O teu mar está sempre aberto...

Basta que pegues a caneta e o versejes como só tu sdabes...

Belas as fotos.

bjinho

poetaeusou . . . disse...

*
andorinha
,
o mar
poesia
em manto reaberto
envolvendo uma andorinha
a voar
,
mareantes conchinhas
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Paula Raposo
,
continuas fiel,
já ví ...
,
jinos
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Madalena
,
um mar
esperando os rios,
,
o alcoa e o baça,
neste caso,
,
desaguadas conchinhas, deixo-te,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Chinha
,
com a beleza que me rodeia,
e uma juiza como tu,
realmente é facil . . .
,
amigas conchinhas, dou-te,
,
*

Juani lopes disse...

que lindos versos y fotografias
saluditos

Sol da meia noite disse...

Reabrimos...
tudo o que a vida nos tenta fechar,
com a chave do nosso sentir...

Amigo, um beijinho *

poetaeusou . . . disse...

*
Juani lopes
,
a tua amizade,
é-me muito cara,
obrigado amiga.
,
coloridas conchinhas, dou-te,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Sol da meia noite
,
algas
iodo ao vento
no encalhe
do meu tormento
no areal
do pensamento,
,
atempadas conchinhas
,
*

lua prateada disse...

É lá...no mar que também me reencontro dentro de mim...
Aproveito para dizer que estou de volta e ...Quanta falta senti de todos vós.
Passamos por máus momentos,mas quem espera pelos bons ,sempre os alcança.Estou feliz estou de volta para vos dizer que vos adoro.
Beijinho prateado com carinho,acompanhado de um lindo fim de semana
SOL

poetaeusou . . . disse...

*
lua prateada,
,
e fluxos prateados
inundaram este mar
com o teu retorno
entramos no dia
depois de percorrida a noite,
espero que a recuperação seja total,
,
mareantes conchinhas, deixo-te
,
*

Duarte disse...

REENCUENTRO CON EL ATLANTICO



El reencuentro con el Atlántico fue como un choque emocional profundo, el vino con actitud felina a besar mis pies, haciéndome sentir esa humedad fría que cala hasta los huesos y el escalofrío que provoca esa sensación. El susurro de las olas parecen querer exclamar –¡has vuelto, no te vayas!
Entretanto, mis gaviotas, por docenas, como en un baile de bienvenida, revolotean a mi alrededor, componiendo ese cuadro, para mi tan familiar y sumamente maravilloso, de movimientos armoniosos y rítmicos, que me hacen revivir determinados momentos que el recuerdo permite percibirlos.
El Sol aun está alto, hace calor, la suave brisa marina de noroeste atenúa la fuerza de los rayos del astro rey y un agradable bienestar invade mi ser, que asociado a la trilogía, océano, dunas, gaviotas, placen este cuerpo tan diminuto, comparado con la grandiosidad de lo que me rodea, pero ahora crecido, como la marea alta, pelas vibraciones que lo engrandecen.

Porto, Foz do Douro, verão de 2003

Do meu livro "Susurros"

Teresa Durães disse...

o reencontrar de todas as memórias

Manuela disse...

Amigo Nazareno.
Como sempre lindas fotos.
As de baixo adoro o tom de azul.
Desejo um resto de uma boa semana...com calor.

Abraço
(o amigo deixa conchinhas eu deixo acordes de guitarra)

Manuela

gaivota disse...

ah nino, só vou na quarta-feira, ainda eu vou tar aí, amanhã ou depois...
e vou reabrir esse mar, em homenagem ao nosso companheiro cesso, 7 anos!
devagarinho, de mansinho com o carinho que ele merece e vou beber um copo com ele! e não quero saber de ninguém! já disse!!!
ah viva!
beijinhos e pontos sem nó........

poetaeusou . . . disse...

*
Duarte
,
belo texto,
parabens . . .
,
saudações,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Teresa Durães
,
lembranças,
em mim . . .
,
conchinhas
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Manuela
,
andam guitarras,
a gemer de mão em mão . . .
,
conchinhas fadistas
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
gaivota
,
bela homenagem
ao abilio,
,
ele agradece,
no lado misterioso da vida,
,
pilipares
,
*

Serenidade disse...

Tanto busco o mar, tantas e tantas vezes... e nele sempre me encontro, no encontro com ele. Não é por acaso que somos muito semelhantes (nós humanos com o mar) o nosso corpo tem cerca de 70% de água....


Serenos sorrisos

poetaeusou . . . disse...

*
Serenidade
,
fascinante mar,
sempre belo,
na diferença,
vagas vendaval
e serenidade
na imensidão da liberdade
,
buzios sonantes, dou-te
,
*

Adriana disse...

Nada precisa ser dito,apenas apreciado!

poetaeusou . . . disse...

*
Adriana,
,
grato,
,
apreciadas conchinhas,
,
*