julho 31, 2008

>>>>>>>>>>>>>>>>>>> ansiando <<<<<<<<<


não me perguntes
como vivi o futuro,
porque eu quero
sepultar o tempo,
o passado é amanhã
e por ti vou esperar
nos silêncios gastos
enrolados nas areias
ansiando um tempo novo
poema e fotos; poetaeusou

44 comentários:

Sonia Regly disse...

Poeta posso linkar seu lindo Blog^^???? Se vc quiser me linkar também será uma linda parceria, obrigada.Agradeço de coração a visitinha.Beijos.

Duarte disse...

Actualmente
passa-me o mesmo.
Quero sepultar o tempo,
me tem atenazado,
falto de mobilidade,
limitado,
ansioso.
Perfídia,
insensatez...
Quero viver,
sim, mas livre.
fora pressões.

Descarreguei...
fez-me bem..

Um grande abraço desde Valência

Chinha disse...

Esperar....Ter esperança de não ser tarde. Poder renascer.

Será possivel sepultar o tempo?

Não sei.

Bjinhos em conchitas

Estarei ausente uns dias ( poucos).

Até breve poeta do amor e do mar

Chinha

tulipa disse...

OLÁ AMIGO POETA

Desculpa fazer esta pergunta: as fotos que aqui publicas são da tua autoria? Estão belas, magníficas. Parabéns.

Convido-te para umas férias na Isla Canela, queres vir?

Beijinhos

Sonia Regly disse...

Têm uma linda postagem sobre Flávia, uma menina que vive em coma há 10 anos.Apareça por lá e divulgue.Beijinhos.

Perla disse...

Há quem diga que o passado se repete...
Eu digo que o amanhã é o reflexo do hoje. O tempo novo ansiado será preparado no agora!

Gosto das fotos do mar... imensidão de infinito!

Bjinhos

Juani lopes disse...

deberiamos recordar el ayer, vivir el hoy y soñar con el futuro
saluditos

poetaeusou . . . disse...

*
Sonia Regly
,
há vontade, podes linkar,
manteremos a parceria,
por principio nunca link,
,
o meu blog é aberto a todos,
e os linkes dão a ideia
de restrição das visitas,
na minha opinião, claro . . .
,
conchinhas amigas, deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Duarte
,
eliminar o tempo,
especialmente o futuro,
um futuro inibidor,
preparar o futuro,
um sem sentido
depois dos 5o anos . . .
,
e na politica, amigo,
quando os vendilhões do templo,
apostam nas gerações vindouras,
deixando morrer á mingua, de tudo,
as gerações presentes,
,
bolas, para os tempos do tempo...
,
abraço,
,
*

Sol da meia noite disse...

O entrelaçar de tempos... tal como do que se sente...
São tantas as vezes que nos apetece mudar tudo... alcançar num só minuto o futuro, anular o passado...

Amigo, um beijinho *

poetaeusou . . . disse...

*
Chinha
,
amiga
,
renasce,
rejuvenesce,
e volta com o bem-estar,
de:
um espírito e corpo são,
,
sadias conchinhas, te envio,
,
*

Teresa Durães disse...

a espera como alternativa?

poetaeusou . . . disse...

*
tulipa
,
são minhas, são,
instantadas na distancia
de 50 a 500 metros,
do local onde moro,
,
bora, vamos ás terras de espanha,
em maio 2009, valeu . . . ?
,
conchinhas coloridas dou-te,
,
*

mdsol disse...

A fotografia de cima remeteu-me para um Magritte que deves conhecer...
Quer dizer....além de artista da palavra é artista da imagem.... Uns com tudo...rsrrsrs
Conchas de sorrisos!
:)

poetaeusou . . . disse...

*
Sonia Regly
,
conheço á muito,
o sacrificio da flávia e familia,
,
bem-hajas, sónia
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Perla
,
tens toda a razão,
acontece que eu anseio os
novos tempos que não existem,
a começar pelos vividos futuros,
coisas de poetas, amiga . . .
,
conchinhas reais, dou-te,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Juani lopes
,
vivido futuros, não é ?
,
é impossivel,
mas eu anseio, coisas . . .
,
conchinhas realista, deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Sol da meia noite
,
futuro vivido,
um salto no escuro,
divagar dos sonhos,
,
realistas jinos, dou,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Teresa Durães
,
ilusória,
utópica,
irreal eu sei . . .
,
conchinhas
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
mdsol
,
só agora reparei, rsrs,
"na real"
sou,
um pseudo-poeta,
um pseudo-retratista
e,
um segredo,
quando me vejo ao espelho
considero-me um pseudo-humano,
hehehe
,
reais conchinhas,
,
*

Marta disse...

Olá Sr. Poeta,

Eu gosto muito de escrever poesia, mas nem sempre tenho originalidade ou ideias, e aqui se vê que umas palavrinhas pequenas podem tornar-se em algo muito bonito.

Beijinhs

poetaeusou . . . disse...

*
Marta
,
procura,
um som,
uma flor,
um dito,
um olhar,
um sorriso,
um rio,
o mar e mar mais mar,
e . . . sempre mat . . .
,
um mar de conchinhas, deixo,
,
*

Mari disse...

E o tempo novo é agora, hoje, este momento da vida.
Obrigada pelo carinho!
Muitas conchinhas de copacabana para você!
Conchinhas de paz, alegria, amor e saúde!
Sempre!
bjs.

daniel disse...

Poetaeusou

Veredas, mares agitados, areias e esperança!
Daniel

Multiolhares disse...

Sonhando sem perguntas
Ou respostas o tempo parei
Corri ao futuro mas não o encontrei
Porque o futuro só existe
Se escrever um passado e viver um presente
E se no passado e presente estavas lá
No futuro podes escrever os silêncios calados
e gritados que o tempo desvenda

beijos nossos

gaivota disse...

ando assim sem jeito... olha que tarde... andei pelo manel pires, depois a cessa, a areia e a chuva.......
marina para a conversa e "ala que se faz tarde e para a frente, que atrás vem gente..."
e mais e ainda...
ansiedad, deternerrte en mis brazos...
jinhossssssssssss

poetaeusou . . . disse...

*
Mari
,
o tempo novo,
vem sempre a tempo,
apenas,
os poetas, eu pseudo,
vêem mais alem . . .
,
conchinhas a tempo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
daniel
,
e atempados, tempos,
,
saudações
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Multiolhares
,
futuros passados,
antecipados presentes,
encontrados sonhos,
presentes vividos,
. . . sentidos . . .
,
beijos nossos
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
gaivota
,
dás baile das sardinhas,
hehehe
,
a mim calhou molhanga de petingas,
sem batatas,
com salada de mangas e kiwis ...
,
mai nada . . .
,
pilipares.
,
*

mundo azul disse...

...lindo!!!
Poema e fotos, fazendo jus uma ao outro...


Beijos de luz e o meu carinho!

poetaeusou . . . disse...

*
mundo azul
,
benevolência, tua . . .
,
conchinhas cintilantes, dou,
,
*

Lena disse...

Desisti de postar
comentarios quase ja nao consigo
Minha cabeça ja esta no futuro
enquanto o resto do corpo anda por aqui
ando partilhada no presente e no futuro
ai e aqui
isto é o que se chama "vida de emigrante"...

As fotos são sempre lindas, pois so o podem ser; a paisagen é uma beleza natural.

Beijinhos

Azul disse...

Anseia-se um tempo novo!
Que nos traga uma lufada de ar fresco à alma e aos sentires.

Beijo

Azul

Ana Diniz disse...

Grande poeta!
Que o tempo que abrange o teu amor seja regido por milhares de sóis e por também outros tempos, que no final das contas se encorpe em brilho e o faça eterno...

Adorei o teu espaço.
Convido-te a visitar o meu.

UM BEIJO DA ANA

poetaeusou . . . disse...

*
Lena
,
tem calma,
chegas a tempo das marés vivas,
em que o mar invade o cantinho
dos rochedos,
a cosmopolita nazaré,
está viva de vida . . .
,
conchinhas daqui,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Azul
,
maresias,
de tempo-mar,
,
conchinhas mareantes,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Ana Diniz
,
o brilho dos sentires,
que as tuas palavras emanam,
,
solarengas conchinhas, deixo-te,
,
*

Esmeralda disse...

Poeta:

Esperar...
Porque não lutar?

beijocas

poetaeusou . . . disse...

*
esmeralda
,
muitas das vezes,
temos que dar,
tempo ao tempo . . .
,
conchinhas
,
*

Esmeralda disse...

O tempo não pára Poeta.
E muitas das vezes dar tempo ao tempo significa passado e nada o fará voltar (o tempo).

beijocas

poetaeusou . . . disse...

*
Esmeralda
,
apetece imitar o outro,
oh tempo volta para trás,
,
concinhas atempadas
,
*

Vanda C. disse...

absolutamente poeta! lindo....o mar é uma fonte inesgotável para a alma...enrola-nos os sentidos...agita-nos os conceitos obriga-nos a mergulhar em nós.amar o mar é amar o sentir e o dizer. Gosto muito da tua forma de ser e dizer! Estando aqui de férias tão perto da Nazaré..achei engraçado este encontro com o sentir...Parabéns!!!
Beijos
Vanda Caetano
P.S.- Vou adicionar o teu blog....espero que não te importes...

poetaeusou . . . disse...

*
Vanda C.
,
só agora vi
o teu comentário,
,
As minhas desculpas,
,
Conchinhas deixo
,
*