fevereiro 22, 2008

>>>> a ponte que nos une <<<<


procuro o caminho
nas veredas de mim
pelas carentes dunas,
relâmpagos secretos
iluminam os trilhos
na margem do sentir,
embaciando as montras
das intemporais pontes
poema e fotos: poetaeusou
WWWWWWWWWWWWWWWWWW
faz hoje 30 anos
que partiu para o outro lado, vitorino nemésio
o "meu" comunicador
<<<<<+>>>>
Mas quando eu morrer, só por geometria,
Largando a vertical, ferida do ar,
Façam, à portuguesa, uma alegria para todos;
Distraiam as mulheres, que poderiam chorar;
Dêem vinho, beijos, flores, figos a rodos,
E levem-me - só horizonte - para o mar
***
in – vitorino nemésio
…..
… curvo-me …
*

39 comentários:

São disse...

As tuas montras nunca estarão embaciadas e nos deixarão sempre admirar a tua sensibilidade, Nazareno.
Muita estrelas do mar, muitas...

poetaeusou . . . disse...

*
são
,
gratificado estou,
revendo-me,
na "loucura das tuas aguas secas"
,
conchinhas
,
*

gaivota disse...

quando eu morrer também quero ir para o mar, todos sabem, e onde é que tem que ser...
espero que nessa altura já seja permitido!
sentida homenagem ao açoreano que no condão da escrita e da palavra tanto nos ensinou,
quem tem por terra um lugar como os açores, ou apenas o mar, diz com segurança "levem-me
-.- para o mar..."
essas escadinhas, já não as desço nem subo há que tempossssssssssss
um beijo

FERNANDA & POEMAS disse...

Olá meu querido amigo Poeta, bela e comovente homenagem... estarás sempre no meu coração... Assim, sou Eu!!! Deleito-me com a tua capacidade de enovar, todos os dias!
Beijinhos de carinho e amizade.
Fernandinha

poetaeusou . . . disse...

*
gaivota
,
E diante de mim o mar
que se levanta é verde:
Molha e amplia,
,
in-nemesio
,
só me interessa o poeta,
este nunca mudou,
como intelectóides vira
casacas que pululam por aíííí...
,
eu pseudo/poeta,
grito aos poetas,
e canto,
,
Ser poeta
é ser mais alto,
é ser maior,
,
não é florbela ???
,
conchinhas
*

poetaeusou . . . disse...

*
fernandinha
,
A minha casa é concha. Como os bichos
Segreguei-a de mim com paciência:
Fechada de MARÉS, a sonhos e a lixos,
O horto e os muros só areia e ausência.
,
in-nemésio
,
conchinhas
,
*

multiolhares disse...

O tempo psicológico tem destas coisas
30 anos pode ser muito tempo, ou quase
Nada , dependendo do sentimento que se nutre
Por alguém, e há pessoas que nunca se afastam de nós

Beijos nossos
luna

poetaeusou . . . disse...

*
multiolhares
,
luna
,
fui um privilegiado,
ao assistir a algumas
“tardinhas” em S. Pedro de Moel
onde Nemésio passava parte das suas férias,
,
beijos nossos
,
*

Sol da meia noite disse...

A saudade...

Que haja sempre ao nosso alcance uma ponte que una tempos... espaços... vontades... quereres... Que nos leve a atravessar o intransponível... em nós...

Xis

Suave Toque disse...

"Ao longo da formação da personalidade nos tornamos seres que pensam e que podem mudar a nosso história,privilégio indizível da espécie humana. Somos uma espécie inteligente num universo desconhecido. Só nao se encanta com a vida quem está sufocado por preocupações, atolado com suas atividades e não consegue ver além da cortina das suas dificuldades."
Augusto Cury.

Desejo a ti um feliz final de semana.
Beijo de carinho.
Elcia Belluci.

poetaeusou . . . disse...

*
sol da meia noite
,
pontes de união,
dos diversos sentires,
dos diversos pensares,
,
conchinhas
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
suave toque
,
A vida é um grande espectáculo.
Só não consegue homenageá-la
quem nunca penetrou dentro de
seu próprio ser e perceber como
é fantástica a construção da sua
inteligência.
,
In - Augusto Cury
,
Conchinhas
,
*

Pitanga disse...

...é a mesma que nos separa.

abraços

poetaeusou . . . disse...

*
pitanga
,
passo a ponte,
como o vento,
rajando o rio,
unindo as margens,
,
conchinhas
,
*

Sophiamar disse...

Quem assim escreve, encontrará os caminhos certos por entre as dunas, os trilhos, as veredas, os corgos, os vales...
Quem assim escreve talha a topografia do coração com amor, ergue pontes, escava túneis, ilumina faróis e encontra os apeadeiros da paixão.

Bem hajas!

Beijinhossssssss

p.s. Vitorino Nemésio foi meu professor e , ao tempo, era seu assistente o Dr. David Mourão-Ferreira. Há alguém por aqui, cuja fisionomia, me recorda o meu grande professor. Pensa, poeta!

Conchinhas micaelenses!

GarçaReal disse...

Procuramos sempre o caminho, seja por mar , terra, sonhos....
Mas a procura é permanente.

Vitorino um comunicador impar

bjgrande do Lago

poetaeusou . . . disse...

*
sophiamar
,
a topografia dos sentimentos …
,
não enxergo,
quando olhava para ele,
só fitava os seus olhos irrequietos,
mas lentos ao mesmo tempo,
a acompanharem o som arrastado
das suas palavras, como falasse
com o espelho, ignorando quem
o rodeava, mudando de tema e
retornando novamente, num voltear,
de vira e revira, parecendo emitir
gaivotas, mas, com o seu açor presente,
,
conchinhas
,

poetaeusou . . . disse...

*
GarçaReal
,
e,
repito-me
,
há sempre caminhos não
andados que esperam por alguem,
,
e,
buscando o lago,
deixo-te, conchinhas coloridas,
,
*

Rosa Maria disse...

"procuro o caminho nas veredas de mim"...

Bom fim de semana

Beijinhos

poetaeusou . . . disse...

*
Rosa Maria
,
nas unificantes pontes,
,
conchinhas
,
*

Carol disse...

Uma belíssima homenagem, mas acima de tudo justa.
Beijinhos.

Maria Luar disse...

À luz da lua cheia
há caminhos embriagantes
trilhos secretos
beijos sonantes
pontes intemporais
que ligam os amantes
em amores fenomenais

abracinhos

*
xi
*****

poetaeusou . . . disse...

*
Carol
,
feliz
por concordares,
,
conchinhas
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Maria Luar
,
o amor,
é só, amor, simplesmente,
e há caminhos secretos
inexplicáveis pontes,
que ao amor nos conduzem,
e em todas as suas vertentes,
o amor é tão escasso,
que não o podemos desperdiçar,
,
vamos segura-lo com braço forte,
no regaço, junto ao peito,
,
conchinhas
,
*

MEU DOCE AMOR disse...

Ponte...uma via de comunicação...entre ti e mim e esse horizonte.

Um beijo de bom fim de semana Querido Poeta do Mar

Bloga Comigo disse...

As pontes unem nossos gostos literários. Coincidências que vou encontrando nestes trilhos.
A ponte é uma passagem para a nossa margem.

bjos

poetaeusou . . . disse...

*
MEU DOCE AMOR
,
entre ti e mim,
a ponte é segura,
.
conchinhas
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Bloga Comigo
,
o ponte une as margens,
dos nossos gostos literários,
,
conchinhas
,
*

Sininho disse...

Que belíssimo epitáfio!
Não conhecia.
E linda a tua homenagem a esse homem extraordinário.

Abraço

Arco-íris disse...

Linda homenagem a tua...
Ponte que nos une e nos separa...
Bonitas imagens...
Bom fim d semana...
Bjs***mts...

Ana Ramon disse...

Vinho, beijos, flores, figos a rodos. Muito bonito para a despedida de alguém.
Estou contigo na homenagem.
Beijinhos

poetaeusou . . . disse...

*
sininho
,
o cão atómico
,
Este cão é redondo. Está deitado,
rosna com gengivas de uivo.
Dizem-me que foi lobo,
mas perdeu a alcateia
como os homens perderam a razão,
que hoje serve de osso ao cão
escapou ao cogumelo nuclear,
e por isso se foi deitar.
,
in- nemésio
,
"Inquietação ambiental,digo eu"
*
conchinhas
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Arco-íris
,
ponte,
das margens,
aglutinadora,
,
conchinhas coloridas
deixo-te
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Ana Ramon
,
a minha casa,
E telhadosa de vidro, e escadarias
Frágeis, cobertas de hera, oh bronze falso!
Lareira aberta pelo vento, as salas frias.
A minha casa... Mas é outra a história:
Sou eu ao vento e à chuva, aqui descalço,
Sentado numa pedra de memória.
,
in-nemésio
,
conchinhas a rodos, deixo,
,
*

Chinha disse...

Temos sempre uma pnte em nossas vidas...

Como diz a canção...A ponte é uma passagem para a outra margem.

Bjito de Bom Fim de Semana

poetaeusou . . . disse...

*
Chinha
,
a ponte une,
os dois lados
as duas vidas,
,
a cançao está certa, china,
,
conchinhas
,
*

Paula Raposo disse...

Excelente este teu post!!! Beijos.

poetaeusou . . . disse...

*
Paula Raposo
,
gostas ???
,
jinos
,
*

Um Momento disse...

Simples e bela Homenagem...
Muitos Parabéns!

Numa vénia a ti e a Vitorino...sopro um beijo...salgado

(*)