fevereiro 03, 2008

> o monte S. Brás e o seu pôr-do-sol <


desfile adiado, devido á chuva, ainda fotei estas




se eu existisse
desnudo vestia-me
com rotas palavras
e esfarrapados verbos
se eu existisse
tapava o meu corpo
de ressequidas folhas
coladas aos ventos
se eu existisse
embriagava a terra
derramando aromas
cantando a primavera


poema e fotos: poetaeusou

44 comentários:

Maria Clarinda disse...

Pois é meu poeta, mais fotos lindas acompanhadas de palavras belas como sempre.
Jinhos

multiolhares disse...

Mas será que existimos?
Dizem que sim…
Mas talvez não…
Talvez sejamos só reflexo do universo,
Se formos simples ilusão passageira
Quero sorver esses aromas da terra
Trazidos pelas tuas mãos

Beijos nossos
luna

Papoila disse...

SE....

Bonitas palavras com foto de por de sol divina.

Beijinhos
BF

gasolina disse...

E ainda assim te reinventas...
Nas palavras e nas imagens.

BEI/de MARÉ

Sol da meia noite disse...

Pois é meu amigo... o existir é relativo. Basta que nos percamos, para negarmos a existência... Basta que nos encontemos em nós mesmos, para a sentirmos em pleno.

Excelente post!
Xi

gaivota disse...

se eu existisse...
ah meu, onde tão as chouriços e as mercelas do s. brás?
ó pôr do sol 'inda lá tava tuddeeeeeeeeeeee
toma lá e anda, vou pá rua curtir o desfile e ver os mês meninos e meninas...
ah repá,só se tá néuva...
ah enliadêr', nã tou a mangar...
jinhosssssssssssssssss
vou pa norteeeeeeeeeeeeeeeeeeeee

david santos disse...

Olá, poetaeusou.
Que bom seria! Existia sempre e para todos Primavera.
Parabéns.

poetaeusou . . . disse...

*
Maria Clarinda
,
com essas palavras,
narcisista me sinto,
,
conchinhas carnavalescas
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
multiolhares
,
luna
,
vida sorvida
na terrena passagem
em ilusão refletida,
,
beijos nossos
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Papoila
,
horizonte,
o começo da sabedoria,
,
conchinhas carnavalescas
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
gasolina,
,
engendrar palavras,
em imagens faladas,
,
conchinhas carnavalescas
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Sol da meia noite
,
a nossa existencia ?
um atomo ... na procura . . .
,
conchinhas carnavalescas
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
gaivota
,
apenas sê !!!
que apanhiii uma molha,
,
játanhe 43 graus de febre,
deve ser uma gripina ...
,
conchinhas carnavalescas
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
david santos
,
primavera da vida
primavera dos sonhos
primavera da solidariedade
primavera da primavera . . .
,
um abraço carnavalesco
,
*

gaivota disse...

tás ca gripina, ah pois é, com este tempe que se pôs... também ainda consegui umas gracinhas logo já as vou pôr, agora tenho que ir embora outra vez!
tá chuva foleira e tá-se a pôr frescote, vim bescar a manta....
vou ver o mê tio e até à nha marina e ao jorge pimpão, tá dito, já tá!
jinhossssssssssssssssssssssss

Eärwen Tulcakelumë disse...

Venho deixar aqui um fio de pérolas incandescentes onde podes ler gravadas a fogo as palavras que a ti dedico.

"Se tu não existisse Poeta
Ficaríamos nós órfãos dos eus versos
Que derramam amor e poesia
E nas fotos que banham nosso olhar
Com toda a maestria"

Carinhosamente

Eärwen

rosa dourada/ondina azul disse...

Hoje vim aqui à procura das fotos do desfile, pensei que irias postar,
logo a chuva chegou
e o desfile adiou :)
Obrigada !


Boa semana,
Beijinho,

Teresa Durães disse...

prefiro mil vezes o poema ao carnaval :)

GarçaReal disse...

Lindas as fotos...

Por aqui também adiados os festejos devido ao mau tempo que fustigou noite e dia fora :(

Sinto teus aromas derramados trazendo o sabor de teus poemas.

bjgrande do Lago

Pitanga disse...

Se eu existisse...voava.

beijos e aqui também chove.

poetaeusou . . . disse...

*
gaivota
,
passei.
a marina, ás 16,30 horas,
fugido da chuva . . .
,
conchinhas carnavalescas
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Eärwen Tulcakelumë
,
se tu não existisses,
não veria tatuadas
nos meus sentires,
as pérolas incandescentes,
deixadas por ti e amealhadas
no meu olhar,
,
conchinhas carnavalescas
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
rosa dourada/ondina azul
.
o S. Pedro, vai colaborar,
na 3ª.feira, ele é bom rapaz,
,
conchinhas carnavalescas
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Teresa Durães
,
Original é o poeta
que chegar ao despudor
de escrever todos os dias
como se fizesse amor.
Esse que despe a poesia
como se fosse uma mulher
e nela emprenha a alegria
de ser um homem qualquer.
,
in-Ary dos Santos
,
conchinhas carnavalescas
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
GarçaReal
,
ser poeta é engendrar
o silencio das palavras
construir as mensagens para todos,
e de todos aglutinar os seus sentires,
,
pilipares para garça
e
conchinhas carnavalescas
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
pitanga
,
se eu existisse,
fazia aquele golpe de asa,
para te guardar no teu voo,
até á tua beira serrana,
,
conchinhas carnavalescas
,
*

MEU DOCE AMOR disse...

Mas tu existe Poeta...então diz-me...o que vais vestir?

Beijinho doce Querido Poeta do Mar;)

poetaeusou . . . disse...

*
meu doce amor
,
vou vestir-me,
de liberdade,
de força e brandura,
de carinho e amizade,
de esperança e ternura,
envolvido num manto de respeito,
e sentir-me-ei confortável,
muito mais do que na roupa de,
Yves Saint Laurent, Pierre Cardin,
Chanel, Christian Dior e Givenchy,
Ana Salazar, Fátima Lopes ou Augustus
,
Linda, divaguei . . .
,
Conchinhas carnavalescas
,
*

Suave Toque disse...

"Por vezes encontramos pessoas pelo caminho percorrido de formas mais inusitadas, e as guardamos de forma muito especial em um lugar mais especial ainda. Cada comentário deixando em "O Milagre da Vida", direcionado a mim e ao meu filho me emocionava, um carinho especial deixado em forma de palavras de lugares próximos, outros de lugares bem distantes. O carinho que venho retribuir também em forma de palavras pode até ser de um lugar distante, mas acredite, posso estar ai ao seu lado, torcendo por você a cada dia.
Obrigada pelo carinho e pelo suave toque da sua visita.
Um grande beijo e uma boa semana."

MEU DOCE AMOR disse...

Então vem,pois eu já estou vestida da mesma maneira.

Um beijo doce:)

Maria disse...

ouvi d'zer que qand'veio a chuva fugirem todes um pra cada lade....

*********

O poema está excelente!!!!!!!! Abençoada Musa!!!!

Acordomar disse...

tb li na pag da Sapo que o teu carnaval foi interrompido devido á chuva.
tenho sempre pena qd acontece isso, pq é mto dinheiro e trabalho manuel investido... oxalá na terça esteja bom :))

mas a onda do mar era grandinha... dá para ver ;)

beijocas Poeta e bom carnaval

Acordomar disse...

manual*

poetaeusou . . . disse...

*
suave toque
,
como dizes,
a distancia não existe,
muitas das vezes está em nós,
nos nossos esquecimentos,
descuidos, hiatos, omissões,
,
conchinhas carnavalescas,
*

poetaeusou . . . disse...

*
meu doce amor
,
espera-me ,
,
conchinhas carnavalescas,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
maria
,
Inté molhei os colotes,
tive que mudari
,
conchinhas carnavalescas,
*
*

poetaeusou . . . disse...

*
acordomar
,
para o cortejo fotografar,
levei toda a equipagem
apanhei uma camada de friagem
e só vi gaivotas a voar
,
conchinhas carnavalescas,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
acordomar
,
lin(d)a
.
topei
,
jokas
.
*

Paula Raposo disse...

Belo o teu poema!!

poetaeusou . . . disse...

*
paulinha
,
obrigado
*
*

Um Momento disse...

Em belas fotos me perco...
Por suas cores embriagada
Palavras belas que sinto
Nesta linda existência esfarrapada

Sopro um beijo... encantada

(*)

poetaeusou . . . disse...

*
um momento
,
perco-me
na embriaguês
da existencia,
,
mrés de jinos
,
*

Gi disse...

Que janela mais linda que aqui deixas
. Aproveitando as tuas palavras, de uma beleza embriagante mesmo.

Um beijinho

poetaeusou . . . disse...

*
gi
,
da janela do meu quarto . . .
.
conchinhas
*