fevereiro 16, 2008

»»»»»»»»» c a s a r i o «««««««««


é junto ao mar
ao longo da marginal
que foto os meus poemas
entre rostos de mulher
feitos bandos de gaivotas
é junto ao mar
nas tardes incandescentes
que mergulho no casario
ruas brancas desaguando
na alva espuma das esperas
poema e fotos: poetaeusou

30 comentários:

Helena disse...

Não ha nada a dizer
mas é a praia mais linda !

um dia bom poeta

Sophiamar disse...

É junto a esse mar que estarei em breve, a fotografar, a falar com as nazarenas minhas amigas,os meus amigos, a deslumbrar-me com a paisagem que se avista do hotel da Pederneira, do Sítio, da marginal...

Bem hajas pelos poemas e pelas fotografias.

Beijinhossss

multiolhares disse...

É junto ao mar
É no aconchego do lar
Que as brisas poéticas
Invocam o verbo amar

Beijos nossos
luna

poetaeusou . . . disse...

*
Helena
,
não tens rival
e tens um lindo
nome até,
em portugal,
és um beijinho,
hó nazaré,
,
conchinhas
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Sophiamar
,
olha a nazaré,
escuta o seu mar,
e contemplas o olimpo,
,
conchinhas
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
multiolhares
,
luna
,
olhando o mar,
esperando as marés
cheia, vazia,
em manto de maresia,
molhamos os pés,
nas ondas a espraiar,
,
beijos nossos
,
*

Um Momento disse...

E junto ao mar te imagino sorrindo-lhe , observando-o...
sentindo a sua brisa abraçar todo o teu ser, inspirando-te para belas fotos mergulhadas em belos sentires me ofereceres:)

Beijo de dia lindo te sopro
(*)

Sol da meia noite disse...

A espera... sempre presente...

Jinhos

poetaeusou . . . disse...

*
Um Momento
,
é na espuma
do teu olhar,
que eu mergulho,
flutuando,
na imaginação,
procurando,
aquele " um momento ",
,
conchinhas
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
sol da meia noite
,
espero...
pelo chamamento,
da amizade,
do carinho,
,
vagas de jinhos
,
*

gaivota disse...

e é junto a tudo isso que me revejo a cada passo que dou neste paredão
é pa norte e depois pa sul,
trocando passos desalinhados
entre o esvoaçar calmo das gaivotas que se mantêm reunidas
em bando,
como ninguém
abençoando mais um dia que está chegando ao fim
ruinhas e casas branquinhas que vão dar ao mar
Nazaré!
beijos

Maria disse...

Madrugaste......
não te vi....
Mas é junto ao mar que continuo a respirar-me....

poetaeusou . . . disse...

*
gaivota
,
D, Fuas, não foi tentado,
pelo demo é mentira,
ele sentiu o que vira,
a beleza do teu olhar,
na marginal a voar,
numa gaivota, encantado
,
espumas de jinos, para ti,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
maria
,
Aquela clara madrugada que
Viu lágrimas correrem no teu rosto
E alegre se fez triste como se
chovesse de repente em pleno Agosto,
,
in-manuel alegre
,
inté
,
*

Eärwen Tulcakelumë disse...

Junto ao mar escreves tu Poeta palavras lindas a nos banhar a alma. Tua inspiração neste elemento tão precioso ao qual meu coração sempre reverencia, mas o meu elemento representando está quando falas das tardes...

Pérolas incandescentes de inspiração, banhadas no rio de lava que em meu mundo corre.

Com carinho,

Eärwen

Isabel-F. disse...

a 1ª foto está soberba ...


não preciso de dizer que os poema é lindo.


bjs

Pitanga disse...

Hoje ia ao mar, mas acabei não indo e me arrependi. Vou amanhã, de certeza.

abraços e...tens cacau em casa?

Gi disse...

dispensava o casario, ficava-me pelo mar (bravo) e a dança das gaivotas. a espera seria animada e nada desesperante.

Um beijinho

poetaeusou . . . disse...

*
Eärwen Tulcakelumë
,
Visões glorificadas
nas tardes resplandecentes
pérolas incandescentes
de iodo pelo mar espraiadas
,
Maresias de jinos
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Isabel-f
,
Pérolas do indico,
As tuas palavras,
,
Gaivotas pipilantes, deixo,
,

poetaeusou . . . disse...

*
Pitanga
,
O mar espera-te,
E ficará feliz, em te ver,
,
Olha, hoje tambem fiz um bolo,
De cacau, canela e erva doce,
Não liga muito, mas eu gosto,
,
Um xi
,

poetaeusou . . . disse...

*
Gi
,
Sincrético mar
de humores eclécticos,
,
Bailados de gaivotas esvoaçantes,
,
*

Rosa Maria disse...

É só para dizer que estão sempre lindas!!!

Bem hajas!

Beijinhos

Pagic disse...

O elemento água é sempre inpirador e renovador.
Um rosto de mulher é sempre um complemento para uma bela escrita.

Um abraço grande

poetaeusou . . . disse...

*
Rosa Maria
,
bem haja
o teu comentário,
,
conchinhas
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Pagic
,
a mulher,
água de vida,
,
conchinhas
,
*

Ana disse...

A Nazaré é isso mesmo. Palavras e imagens em consonância.
Um beijo, Poeta.

poetaeusou . . . disse...

*
Ana
que linda Nazaré,
na "encosta do mar", m(t)eu,
,
conchinhas
,
*

Paula Raposo disse...

Gostei...está um poema muito doce!!!

poetaeusou . . . disse...

*
Paula Raposo
,
sinto-me gratificado,
doce paulinha,
,
xi
,
*