fevereiro 24, 2008

>>>> busco as minhas "procuras" <<<<

desnudo a ausência
vestindo as palavras
nas vontades despidas,
vagueando a memória
desprovendo os tempos
em estranhas fronteiras,
procuro a minha história
cantando os meus lamentos
nas desassossegadas miragens
poema e video: poetaeusou

36 comentários:

gaivota disse...

o som do meu mar, as minhas ondas, bem que pequenas, mas digo-te que não me punha mar adentro...
as miragens podiam ser um desassossego...
emblemas de ouro com águia,
outra ave, mas esta tem mau feitio!
pilipares rasantes

gaivota disse...

olha lá oh poeta, de quando é a primeira foto?!?!?!?!?
ainda me lembro desse tempo.....
e recordar é viver (v.espadinha)
mais um voo neste domingo

GarçaReal disse...

Também busco a minha história,e vou percorrendo degrau a degrau esta escalada da vida e cantando por vezes esses lamentos...

Lindo

Bom Domingo

Bjgrande aqui do Lago

multiolhares disse...

Vamos procurando as historias
Navegando no mar das fantasias

Beijos nossos
luna

GarçaReal disse...

Desculpa Poeta mas o comentário eliminado foi meu.
Dupliquei sem querer...Asneiras :)
Sou asim.... :(


bjgrande outra vez

Eärwen Tulcakelumë disse...

Estamos sempre meu Poeta procurando nossa história...escrevendo, reescrevendo parte dela...

Aos poucos retorno, colocando em dia minha leitura do teu espaço.

Pérolas incandescentes de inspiração, banhadas no rio de lava que em meu mundo corre.

Eärwen

Maria disse...

Excelente fotografia a P&B....
Gosto dos cabelos das ondas, no video.....
.... e gosto das tuas constantes "pocuras"....

Inté

poetaeusou . . . disse...

*
gaivota
,
mar de ouro,
aguia,
feita gaivota,
desassossegada,
,
conchinhas
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
gaivota,
,
ainda ??? não !!!
,
é de 1920,
album "Sr. Alvaro Laborinho"
,
conchinhas
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
garçareal
,
não penses muito . . .
lembras-te desta ?
,
somos dois caminhos paralelos,
vamos pela vida lado a lado,
doidos que nós somos,
louco que nós fomos. lálálálá
hehehehehehe
,
maresias para a garça,
e
conchinhas, muitas
,

poetaeusou . . . disse...

*
multiolhares
,
luna
,
navego
no mar da história,
no sossesso das fantasias
,
beijos nossos
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
GarçaReal
,
podes ser a rainha,
na certeza porém,
o imperador da asneira sou eu,
,
conchinhas
*

poetaeusou . . . disse...

*
Eärwen Tulcakelumë
,
é como dizes, amiga,
,
vou sempre espreitar,
o teu espaço,
,
conchinhas,
enroladas em maresias
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Maria,
,
onda, os teus cabelos
Nos ombros caídos
Negros como as noites
Que não têm luar
,
Inté
,
*

gaivota disse...

ah claro que nãoooooooooooooooo nem quase.................
é de tanto ver o delicioso livro que até já me "sinto" nele!
beijos

Sophiamar disse...

Procuro a minha história em pedaços que vou despindo de mim nos blogues onde os afectos são como o mar.
Ora vão, ora vêm...

Beijinhos neste dia em que a alegria me bateu à porta. Era madrugada...

poetaeusou . . . disse...

*
gaovota
,
hehehehehehe
,
brisas de iodo, deixo,
.
*

Sininho disse...

Vejo que já conseguiste transferir para aqui o tal fadinho...
Um verdadeiro mimo:)))

Abraço

poetaeusou . . . disse...

*
Sophiamar
,
o mar sempre presente,
nos blogs, na história,
,
conchinhas
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Sininho
,
foi muito do dificil, pá
,
xi
,
*

Sol da meia noite disse...

Consegues encontrar tu o que procuras?
Eu perdi a coragem de procurar...

Xi

poetaeusou . . . disse...

*
Sol da meia noite
,
sei que não consigo,
mas,
insisto na busca de . . . mim
,
conchinhas
,
*

Teresa Durães disse...

somos dois a procurar a nossa história. quem diz que está escrita não entende os tormentos

poetaeusou . . . disse...

*
Teresa Durães
,
a procura no vai e vem,
das ondas vida,
nos tormentos do dia dia,
,
bji
,
*

GarçaReal disse...

Lembro.....
Essa e muitas outras que fizeram "história"

Tony de Matos

bjgrande

Iana disse...

Poeta...

"O Meu Coração"

Para aquelas pessoas que fazem
sorrir meu coração...
Para as pessoas que sempre
esteveram junto...
Até mesmo quando eu não
estava disposto!!!

Para a pessoa que eu esperava que me chutasse
quando caí, e que foi uma das poucas que
me ajudou a levantar...

Para as pessoas que fizeram a diferença em
minha vida!!!
Para as pessoas que, quando olho para trás,
sinto muitas saudades...

Para as pessoas que me aconselharam quando
me senti sozinho, e me ajudaram a entender
que não importa em quantos pedaços meu coração tenha se partido,o mundo não pára, para que eu o conserte...

Para as pessoas que me deram uma força quando eu não estava muito
animado para o trabalho!!!
Para as pessoas que amei...
Para as pessoas que abracei...
Para aqueles que encontro apenas
em meus sonhos...

Para ti amigo, que tem junto com os amigos(as) E leitores, agarrado minhas palavras e seguindo-me em vidas-interrompidas....
A ti o... Meu muito obrigada de coração....
Iana!!!

ps:logo estarei cm mais um cap. em vidas!

poetaeusou . . . disse...

*
GarçaReal
,
musica ... é musica,
olha saíu,
,
conchinhas
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Iana
,
não fiz nada de especial,
mas,
podes contar comigo,
dentro do possivel,
,
conchinhas
,
*

gaivota disse...

deixa-me adivinhar...
pág. 47...
ai jesus, o tempo passa...
havia barracas e toldos...
e os barcos entravam aí ai ao norte
e a Atlântida substitui os "Banhos Quentes"...
atão toma lá,
conchinhas também para ti

Ana disse...

Hoje vestiste as palavras com a melhor música... a do quebrar das ondas. Alguma se lhe pode comparar?
Um beijo.

lua prateada disse...

Obrigada pelas tão mas tão lindas palavras que me deixaste de parabéns..
Agora sou eu como sempre que te os dou pelas tuas lindas palavras e fotos que a cada vez nos fazem ficar deliciados
Uma óptima semana para ti
Beijinho prateado com carinho
SOL

poetaeusou . . . disse...

*
gaivota
,
é … mais ou menos isso,
mais quinquénio, menos lustro,
,
está um dia lindo,
,
conchinhas
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
ana
,
como tu sentes, o mar !!!
,
tenho amigos que me diziam
não terem tempo para ouvir mar,
levei-os a um local, a que eu chamo, a sala acústica do mar,
,
é vê-los nos fins de semana . . . !!!
,
conchinhas acústicas
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
lua prateada
,
grato
pelas tuas espraiadas palavras,
refrescantes maresias,
brisas de benquerenças que aqui deixas, e que eu, te devolvo
como, se minhas fossem,
,
conchinhas,
tocadas por um sol de primavera, hoje,
,
*

Um Momento disse...

Palavras vestidas de sentimentos
Sentimentos cantados em lamentos
Lembranças guardadas na memória
Nas tuas palavras que ficarão para a historia

Beijo grande!

(*)

poetaeusou . . . disse...

*
Um Momento
,
para a história ?
,
pobre de mim, amiga,
,
conchinhas de gratidão,
,
*