janeiro 23, 2008

»»»» nunca me digas ««««


nunca me digas
que na erosão sentida
o motivo principal
é este mar de ciúmes,
repara que a falésia
é poeira condensada
e os átomos de areia
em corrosão sublime
ao espraiar-se desfeita
transformam-se em leito
de enlouquecidos fervores
poema e fotos: poetaeusou

40 comentários:

Rosa Maria disse...

Estas fotos mostram bem a acção do tempo.
O tempo é implacável!
Também nós vamos sentindo ao longo da vida os efeitos da erosão.
Eu estou sentindo... especialmente no coração.

Beijinhos inteiros

Paula Raposo disse...

'Nunca digas nunca'!! Desculpa ter-me lembrado logo disto (James Bond?!) quando li o 1º verso. Àparte este àparte até gostei do poema! Eh eh

efeneto disse...

Como mentor e autor do "Xanax" venho deste modo e em nome dos outros autores agradecer a sua visita. Pode sempre entrar que não paga nada.
Conviduo já agora a visitar os nossos espaços pessoais.
Abraço e volte sempre.

multiolhares disse...

Falésia de ciúmes
Condensada em leito
De sublimes fervores

Beijos
Nossos
luna

Sol da meia noite disse...

Um sentir bem profundo, em fotos e palavras condensado...

Xi

poetaeusou . . . disse...

*
rosa maria
,
coração ao largo,
ar e vento é meio sustento,
,
busca as cores violáceas,
violetas, roxos, lilases,
e respira fundo . . .
,
erosão só a da vida, e chega …
,
jinos em tertúlia
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
paula raposo
,
paulinha
,
james bond ?
quem é esse gajo ?
joga no Estoril ?
,
um jino
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
efeneto
,
fiquei á vontade,
porque sou assíduo do
grito do poeta, -visita-,
e desconhecia a ligação
da garçareal e meu doce amor,
no colectivo dos blogs
,
um abraço de iodo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
multiolhares
,
luna
,
na rua dos meus ciúmes,
onde eu morei e tu moras …
,
beijos daqui
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
sol da meia noite
,
condensando amizades,
,
a tua,
,
marés de jinos
,
*

Helena disse...

Lindo poema
muita imaginação


um beijo

poetaeusou . . . disse...

*
helena
,
simpatica opiniao,
,
obrigado,
,
jino num mar belo, hoje,
,
*

Maria Luar disse...

Erosão da alma num mar de ciúme
desgasta o fogo que há no peito
Queima com desespero em forte lume
Rasga o coração no doce leito


conchinhas

*

poetaeusou . . . disse...

*
maria luar
,
leito de fogo
peito queimado
num mar rasgado
doce erosão
porque ciúma o coração ?
,
jinos de mar
,
*

gaivota disse...

nunca me digas nunca!
é mesmo um mar de ciúmes, acredita, nã tou a mangar...
a falésia, tá uma delícia, soberba!
eia amigo...
que poema, que modes de escrever...
é tud'isso...
beijos no mar alto
no alto mar!
e no casino...
e...

poetaeusou . . . disse...

*
gaivota
,
e não á praia comó site,
nem site comá perdaneira,
,
conchinas
,
*

Pitanga disse...

Ah, mas eu podia ter usado este título hoje. "Oh, não me digas"!!!!
Vai lá mas bebe uma agüinha antes... hehe

beijos

poetaeusou . . . disse...

*
pitanga
,
já de lá voltei,
,
águinha ?
xanaxs amiga, xanaxs,
ranchos folcloricos deles,
,
xi de iodo
,
*

Eärwen Tulcakelumë disse...

Nunca direi...
Mais uma vez Poeta és perfeito na escrita , carregada de emoção, sentimento...
E as fotos? Teu lugar realmente é de encantar aos olhos.
Tuas palavras sempre são bem vindas no meu mundo.

Pérolas incandescentes de inspiração, banhadas no rio de lava que em meu mundo corre.

Carinhosamente

Eärwen

rosa dourada/ondina azul disse...

Com erosão ou não, o mar está presente e como sempre belas fotos :)))



bj.

poetaeusou . . . disse...

*
Eärwen Tulcakelumë
,
registo a doçura
do teu olhar, quando me lês,
gratificante para mim,
,
búzios sonantes,
em marés de amizade,
deixo-te,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
rosa dourada/ondina azul
,
mar, imenso mar,
olhares de vastidão,
metamorfose da cor,
.
colorido xi
,
*

ti ermelinda disse...

Jejusa!!!!!

O xenhor escreve umas coijas que me fajem cóxegas.Ai exa erojão!Mas o que havia eu de penxar.

Gostei de conhexer o xenhor.

Beijos axim

Carol disse...

Mais uma vez, gostei.
A erosão tem efeitos criativos e, por vezes, devastadores.

Maria P. disse...

...nunca me digas nunca...

Gostei muito das fotos:)
Beijinho*m*

MEU DOCE AMOR disse...

E nesse leito me deito esperando que o mar me envolva.

Beijinho doce Querido Poeta do Mar

FERNANDA & POEMAS disse...

Olá querido amigo Poeta, o tempo passa e deixa as suas marcas.
Assim como acontece a nós.
Gostei do post.
Beijinho de boa noite, com carinho e amizade.
Fernandinha

Paula Raposo disse...

Ah ah ah agora até me fizeste rir!!(será antes no Benfica??!) Beijinhos.

amigona avó e a neta princesa disse...

Nunca digas nunca!
Sempre!
Beijo...

poetaeusou . . . disse...

*
tia ermelinda
,
há xim . . .
,
xinos
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Carol
,
pedra, areia condensada,
que a erosão,
em areia torna,
,
um areal de amizade, te deixo
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Maria P.
,
... nunca por nunca ser...
,
jino
h
,
*

Sininho disse...

Mmmmm o senhor é ciumento...
Perdoa-se-lhe tudo pelas belíssimas fotos produzidas.

Abraço

poetaeusou . . . disse...

*
MEU DOCE AMOR
,
e o mar,
a rolar na areia,
chamou-te sereia,
e no seu abraçar,
,
trá lálálá lá ...
,
espraiados jinos
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
FERNANDA & POEMAS
,
ai a erosão, fernandinha,
da vida, na vida . . .
,
buzios sonantes, para ti
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Paula Raposo
,
paulinha,
,
sou do benfica,
e isso me envaidece,
,
jino "mural"
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
amigona avó e a neta princesa
,
Nunca amiga, nunca!
,
conchinhas
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Sininho
,
o senhor é ciumento,
e ficou mal de repente,
é que não teve cuidado,
porque foi imprevidente,
,
tome as falésias,falésias, falésias
,
lembras-te deste anuncio ???
,
um mar de xis
,
*

Um Momento disse...

Perdi-me nas tuas sábias palavras...

Beijo terno

(*)

poetaeusou . . . disse...

*
um momento
,
não mereço, tais palavras . . .
,
jinos em buzios sonantes
,
*