dezembro 22, 2007

»»»»»»»»» v e n t e i «««««««««


cantei ao vento
ao vento mar
marés de ventos
do vento norte
ouviu o vento
sorriu, partiu
ventou o vento
em vendaval
eu cata-vento
invento em ti
sou ventania
e vento suão
de vento em popa
sou furacão
paixão ao vento
rubra nortada
poema e fotos: poetaeusou

40 comentários:

Sophiamar disse...

Um Santo e Feliz Natal, com muita saúde, alegria, paz, amor...e poesia.
Um abraço apertado de grande amizade e mil beijinhos

multiolhares disse...

Em vento ventania
Brisa marinha
Vendaval calmo
De maresia

Beijos
Nossos
luna

Isabel-F. disse...

poeta,

Não há limites para o homem que possui a capacidade de sonhar. É necessário muito pouco para provocar um sorriso e basta um sorriso para que tudo se torne possível.
Descobrimos que o Ano que termina vale a pena, quando começamos a enviar e receber os cartões de Natal. Afinal, de algum modo, aprendemos que o que realmente importa são os sentimentos, é o amor... É estarmos ligados, unidos. É isto que comemoramos: O nascimento da esperança de um mundo melhor. Muita paz, alegria e amor na tua vida e de todos que te são queridos. Feliz Natal! Feliz 2008.
Beijinhos
Isabel Filipe

Maria Luar disse...

Aquele que eu adoro não é feito
De lírios nem de jasmins floridos,
Mas usa as palavras no lugar perfeito,
Nos mares, ventos, caminhos bem definidos

Fala às ondas e às marés
Com paixão e amor acertado
Tem no sangue o perfume dos aloés
E no peito um coração apaixonado

Abraço
*
Maria Luar
*
Santo Natal com a Família e Amigos

marias disse...

Ouvi o vento
no teu cantar
Sinto o vento
em ventania
No teu olhar
sigo o vento
até ao mar
.....

E que lindo mar com o Sol a pôr-se no belo e infinito horizonte e o farol a olhar!... a olhar...
sozinho
mas nunca só!

beijinhos

FERNANDA & POEMAS disse...

Meu querido amigo Poeta,
tudo perfeito no teu blogue.
Adoreiiiiii
Deixei-te uma prendinha, no Fotos-Fernanda.
Muitos beijinhos,
Fernandinha

Paula Raposo disse...

Eu gosto dos jogos de palavras. Beijos.

Sol da meia noite disse...

Mas que ventania, Poeta...
Que venha um vendaval que tudo acalme...

Beijinho soprado pelo vento

Um Momento disse...

Tempestades de sentires
Em canções ao mar
No horizonte a calmia
A nos acompanhar
Sentidas nortadas
Em vendaval cantada
Paixão sorrida
Ao cata vento que inventa
Ao furacão que mergulha
Em ventania soprada

Beijo em dia lindo de sol
(*)

Manuela disse...

E tudo o vento levou...
vozes ao vento que se espalham e se transmitem...
Voltei.
Para te desejar um Bom Natal e dizer-te que é sempre um prazer Ler-Te.

Pitanga disse...

FELIZ NATAL, CARO POETA. CONTINUA NOS ENCANTANDO COM O TEU MAR.

poetaeusou . . . disse...

*
Sophiamar
*
uma quadra feliz,
extensiva a todo o ano de 2008,
,
jino
*

poetaeusou . . . disse...

*
multiolhares
,
luna
,
calma brisa,
em,
marinho vento
*
beijos daqui
*

poetaeusou . . . disse...

*
Isabel-F.
,
feliz quadra
extensivo a 2008
*
xi
*

poetaeusou . . . disse...

*
Maria Luar
*
boa quadra,
os meus votos,
,
bji
*

poetaeusou . . . disse...

*
marias
,
vento semente,
semeia,
e que germine a solidariedade,
,
conchas
*

poetaeusou . . . disse...

*
FERNANDA & POEMAs
*
gratificado, estou
,
vou a correr
*
bji
*

Maria P. disse...

O vento de norte soa bem...

Boas Festas!
Beijinho*m*

A COR DO MAR disse...

Oi Poeta

Gostei do que li

Beijoca*

poetaeusou . . . disse...

*
paula raposo
,
paulinha
,
letras,palavras,
versos,poemas,
romãs e canelas,
*
maresias
*

poetaeusou . . . disse...

*
sol da meia noite
*
o vendaval chegou,
nas asas do teu comentário,
,
brisas de jinos
*

poetaeusou . . . disse...

*
um momento
,
mergulho na ventania,
em soprado furacão,
cantada paixão
nas sorridentes nortadas,
canções sopradas,
em mar de acalmia,
,
bjinhos ventosos
*

poetaeusou . . . disse...

*
manuela
,
o vento mudou,
e a Manuela voltou,
,
boa quadra
extensiva a 2008
*

poetaeusou . . . disse...

*
pitanga
,
uma boa quadra, amiga
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
maria p.
,
sonante vento,
,
boa quadra,
,
bji
h
*

poetaeusou . . . disse...

*
a cor do mar
,
lin(d)a
gostei de te ver aqui
*
jokas
*

Fuser disse...

poeta

O Novembro volta trazendo um extraordinário sucesso da Música Popular Brasileira.
Espero que aprecies.

Beijos

Fuser
vente por lá.

poetaeusou . . . disse...

*
fuser
*
vou já . . .
grato, estou,
,
marés ventosas
*

Helena disse...

Num sopro de vento
te envio meus votos
dum Natal Feliz
cheio de tudo de bom

Um beijo Poeta

poetaeusou . . . disse...

*
helena
*
nas asas do vento,
recebo soprados,
os votos cantados,
em ternura amena,
da amiga helena,
belo sentimento,
,
no pilipar de um gaivota,
agradeço e retribuo-o,
,
vaga de jinos
*

GarçaReal disse...

Paixão ao vento de mãos abertas a agarrar o vento que vem de ti...

Perdida nas fotos...Para sempre

bjgrande em dobro (um é do Natal)

:)

Maria Luar disse...

Canta ao vento
agarra o amor
que sopra do norte
qual furacão
e vive essa paixão
em sintonia sentida
com vagas de beijos
*
latente
*
abraço
*
xi

gaivota disse...

pegunto ao vento que passa...
o vento cala a desgraça
e o vento nada me diz!...
e o vento não se chega onde às vezes seria tão necessário...
levaria tudo pela proa!...
gosto das fotos!
gosto desta conversa ventosa, vento norte, nortada, seco, sem chuva
vou curtir o sono das minhas princesas
jokinhas

Cöllyßry disse...

Hoje desejo… que a Harmonia neste Natal desça sobre ti
Em forma de chuva de pétalas.

Doce beijo

gasolina disse...

Sonoridades de vento conseguidas largamente pelas palavras sopradas.

BEI/de MARÉ

poetaeusou . . . disse...

*
GarçaReal
,
o vendaval passou,
e deixou,
espalhados pelo areal,
maresias de carinho e ternura,
alastrou ás dunas, depositando,
amizade, esperança e força,
muita força, para atravessar-mos o
2008, junto ao mar, junto ao lago,
com a garça, com a gaivota.
,
bji
*

poetaeusou . . . disse...

*
Maria Luar
*
cantarei,
ao vento que passa,
,
abç.
*

poetaeusou . . . disse...

*
gaivota
*
e o vento do norte,
zunia, zunia,
,
bji
*

poetaeusou . . . disse...

*
Cöllyßry
*
marés de pétalas,
em harmoniosa espuma,
do infinta e cristalino do mar,
*
vagas de jinos
*

poetaeusou . . . disse...

*
gasolina
*
soa ao vento,
as palavras,
sopradas,
por não soletradas,
sofrimento
,
conchinhas
*