setembro 23, 2007

>>>> revoltoso calmante <<<<


doce entardecer
num silencio a dois
visões de vitrais
dos rochedos em tela
de cúmplices olhares
pela noite esperando
do revoltoso leito
escaldantes delírios
feitos vagas batendo
espasmos rochosos
perpétuos momentos
poesia e fotos: poetaeusou

40 comentários:

multiolhares disse...

Mares rochosos
De marés calmas
Momentos perpétuos
Na tela da vida

Beijos nossos
luna

Fernanda e Poemas disse...

Querido poeta,as fotos são um autêntico espectáculo de beleza.
Simplesmente adorei.
O poema também está lindo!
Bom imício de semana.

Beijinhos com sabor a mar.

Fernandinha

MEU DOCE AMOR disse...

Revolta que acalma na visão perpétua desse doce entardecer.

Um beijo doce Lindo Poeta do Mar:)

Teresa Durães disse...

(bom... a dois deve ser interessante... :))))

boa noite

Maria disse...

Nas fotos o namoro permanente entre o mar e a rocha....
No poema... o amor vosso...

Inté

Pitanga disse...

Deixa-me só te fazer uma pergunta: Sabes a letra desta música em português?

Sophiamar disse...

...e assim se escreve e fala quando o amor acontece.
Cascatas de beijinhos para ambos!
Boa semana!

poetaeusou . . . disse...

*
PITANGA
*
Que não te falte nada ...
,
COMO VAI VOCê
*
Como vai você ?
Eu preciso saber da sua vida
Peça a alguém pra me contar sobre o seu dia
Anoiteceu e eu preciso só saber
Como vai você ?
Que já modificou a minha vida
Razão de minha paz já esquecida
Nem sei se gosto mais de mim ou de você
Vem, que a sede de te amar me faz melhor
Eu quero amanhecer ao seu redor
Preciso tanto me fazer feliz
Vem, que o tempo pode afastar nós dois
Não deixe tanta vida pra depois
Eu só preciso saber
Como vai você
Como vai você ?
Que já modificou a minha vida
Razão da minha paz já esquecida
Nem sei se gosto mais de mim ou de você
Vem, que a sede de te amar me faz melhor
Eu quero amanhecer ao seu redor
Preciso tanto me fazer feliz
Vem, que o tempo pode afastar nós dois
Não deixe tanta vida pra depois
Eu só preciso saber
Como vai você
*
letra e musica-roberto carlos
*
xi
*

poetaeusou . . . disse...

*
multiolhares
*
movimentos calmos
perpétuando vida . . .
*
beijos daqui
*

poetaeusou . . . disse...

*
fernanda e poemas
*
beleza do mar
espressa . . .
no teu comentar
*
bjinos
*

poetaeusou . . . disse...

*
meu doce amor
*
doce revolta
em perpétuo mar
*
jinos
*

poetaeusou . . . disse...

*
teresa durães
*
até o desinteresse,
é interessante . . .
*
xi
*

poetaeusou . . . disse...

*
maria
*
está mar á pedra . . .
*
inté
*

poetaeusou . . . disse...

*
sophiamar
*
ai amor,
toma lá pinhões,
*
vagas de jinhos
*

Pitanga disse...

AMIGO POETA, TAMBÉM EU A SEI. POR ISSO VAI MAIS UMA PERGUNTA: NÃO FICA MUITO MAIS LINDA CANTADA EM PORTUGUES?

Abraços de segunda-feira de sol.

PS:Desculpe a crítica, só que é mais romântica na língua de Camões...e tem história, claro que tem.

Amigos?

poetaeusou . . . disse...

*
PITANGA
*
ai a minha lerdice . . .
*
desculpa
*
xi
*

Bia disse...

perpétuos momentos vistos e sentidos atrás de uma vidraça...
um beijo

Bia disse...

ah! tb me esqueci das fotos é como se fizessem e fazem parte das tuas palvaras... há um encaixe tão perfeito que acabo sempre por não as comentar. :)

Papoila disse...

Nesta Calma Revoltosa das palavras acrescento beijos...

BF

astrid disse...

"espasmos rochosos
perpétuos momentos"

para mim faz sentido, neste minuto
"rochas perpétuas
espasmos ......"

Gosto muito das fotos
boa semana Poeta

Sol da meia noite disse...

"doce entardecer
num silencio a dois"...

Palavras que embalam... levam a viajar... a sonhar...

Belas fotos!

Beijinho!

poetaeusou . . . disse...

*
bia
*
nas vítreas
aguas do mar
*
jinos
*

poetaeusou . . . disse...

*
bia
*
embora seja,
um pseudo poeta
as fotografias
são o mote do meu versejar
,
repara na minha modéstia,
“anda cá Camões”
*
jinos
*

poetaeusou . . . disse...

*
papoila
*
que suavizarão
a revolta calmaria
*
jino
*

poetaeusou . . . disse...

*
astrid
*
momentos em tela
nas vagas rochosas,
*
jinos
*

poetaeusou . . . disse...

*
Sol da meia noite
*
doce comentário,
embalando sonhos,
*
bjinhos
*

Sininho disse...

Não há vitral que reproduza a beleza que é o verde desse mar!

Abraço

poetaeusou . . . disse...

*
Sininho
*
anita
*
Não será o vitral
dos teus olhos ???
*
Abraço
*

Ana disse...

Doce entardecer, o do silêncio partilhado.
Um beijo.

poetaeusou . . . disse...

*
Ana
*
doce
silêncio.
*
jinos
*

MEU DOCE AMOR disse...

Passei também:)

Beijinho doce Poeta

Sophiamar disse...

Agradeço a tua passagem pelo meu blogue neste entardecer de Outono.
O teu mar tem uma cor linda...
Beijinhos

Um Momento disse...

Observo a paisagem
Por ti oferecida
Olho as águas do mar
Como que adormecidas
Revoltadas estão
Com o meu coração
Que suavemente me acalmam...
Adormeço eu ,em seguida.
Beijo de noite serena...e ti
(*)

GarçaReal disse...

Num silêncio a dois...Olhando o mar...
Deixo minha garça voar...Ela me virá buscar.


bjgrande

poetaeusou . . . disse...

*
meu doce amor
*
revoltosos jinos
*

poetaeusou . . . disse...

*
sophiamar
*
é lindo o . . . mar
,
mares de jinos
*

poetaeusou . . . disse...

*
um momento
*
suaves paisagens
em olhares
rasantes de calma . . .
*
bjinos
*

poetaeusou . . . disse...

*
GarçaReal
*
silêncioso voar,
da garça/gaivota
na rota,
do seu esvoaçar
*
conchinhas
*

Eärwen Tulcakelumë disse...

Simplesmente lindo, fotos, palavras, sentimentos...

Pérolas incandescentes de luz e mar.

Earwen

poetaeusou . . . disse...

*
Eärwen Tulcakelumë
*
Simplesmente lindo,
o teu comentário,
*
estrelinhas do mar
*