junho 30, 2007

»»»»»»»»»»»»»» verde seiva ««««««««««««««


ardiloso e verdejante olhar,
verdura, misterioso perfume
nos subtis desejos viandantes,
encruzilhada de ávidos trilhos
arrebatada loucura dos sentidos
na procurada poesia do teu corpo
embriagante seiva, ventos de vida
vertiginosas copas, sonantes gemidos
musica florestal, desenfreados sussurros
rítmicas ramadas em entrelaçados cercares
prazeres infindáveis, fusão, saciados amores
poemado e fotos: poetaeusou

30 comentários:

poesiadaspiramides disse...

Musicalidade, sentida na brisa suave que murmura sentindo o aconchego quando beija suavemente as folhas ao passar

Beijos nossos

poetaeusou disse...

*
poesiadaspiramides
*
esverdeados sussurros
no teu doce, comentário
*
beijos
*

Maria disse...

verde seiva... saciados os amores...
quarenta anos depois, aí...............................

Inté

Maria P. disse...

Verdes olhar, mistério, sussurros -segredos pela seiva partilhados.

Bjinho*

poetaeusou disse...

/
maria
/
com mar, muito mar
/
inté
/

poetaeusou disse...

/
maria p.
/
casa verde de maio
,
com águas mil
do florido abril
.
ji
h
/

rosa dourada/ondina azul disse...

Lindo poema, fotos belissimas, música e perfume a condizer !


Beijo,

Isabel-F. disse...

embora possa não comentar....

eu passo por aqui todos os dias e por vezes mais do que uma vez....


uma boa noite
bjs

sonhadora disse...

"Jamais perco o travo da palavra que a poesia guarda."

Maria Teresa Horta

Beijinhos embrulhados em abraços

poetaeusou disse...

/
rosa dourada/ondina azul
/
gentil
,
sempre
,
xi
/

poetaeusou disse...

/
isabel-f
/
eu sei, amiga
,
acontece, o mesmo comigo
,
pela milionésima vez, afirmo,
em todas as vertentes,
és aquela pérola ...
,
ji
/

Paula Raposo disse...

Gostei desse verde olhar! Eh eh e a música está mesmo bem escolhida!

gasolina disse...

Verde seiva também o mar o é.
Verde olhar só quem ama.
(lindo!)

BEI/de MARÉ

sonhadora disse...

Passa pelo meu blog. Tens presentinho.
Beijinhos embrulhados e abraços

poetaeusou disse...

/
paula raposo
*
paulinha
*
eh eh eh
belas madrugadas
*
/

poetaeusou disse...

/
gasolina
/
verde ... vida ...
,
jinos
/

poetaeusou disse...

*
sonhando
,
vou já
mergulhar no teu blog
,
jinos
*

bomdiaisabel disse...

Se o olhar é verdejante
não pode montar ardil
É olhar apaixonante
Que te embala em amores mil

É verde a seiva viçosa
Daquela que a ti te quer
Só pode ser bem formosa
Para ser tua mulher

Beijinhos

poetaeusou disse...

+
bomdiaisabel
+
embalos mil
de um verdejante
apaixonante
ria formosa
linda viçosa
montando ardil
+
jinos
+

Papoila disse...

Um poema com as notas musicais da natureza com o luminoso olhar pintado de verde. As fotos muito boas!
Grata pela visita!
Beijo

poetaeusou disse...

/
papoila
*
esverdeada
seiva
suco de vida
papoila assomada
colorida
afogueada
enrubescida
*
jinos
*

Sininho disse...

Hoje gostei mais do poema do que das fotos...
A mão puxa-te para o mar, é lá o teu elemento, é de lá que saem as fotos mais bonitas.
Também pode ser opinião tendenciosa, a minha...

Abrç»

MEU DOCE AMOR disse...

Porque não é castanho olhar?Ou preto olhar?Hummmm.....

Verde ,preto ou castanho
Um olhar sempre te deixo
Um xi daquele tamanho
E um grande e sorridente beijo

E prontos:)))))

Beijinho doce

MEU DOCE AMOR disse...

E pode ser com fusão,amores saciados que não são nada saciados,entrelaçados,desenfreados....e pode ser com cercares e tudo.E prontos.

poetaeusou disse...

/
sininho
/
de acordo,
mar, só mar e mar
/
país de nevoeiro, de pescas adiadas
vagas de angustias, vendaval tolhido
plebe sem nexo, desconexos pensares
vogando sem rumo, procurando quimeras
/
no post, de hoje, logo ...
,
xi
/

poetaeusou disse...

/
meu doce amor
/
porque não ?
,
pretos, gentios,
castanhos, meus, leais ...
,
marés de beijos
/

poetaeusou disse...

/
MEU DOCE AMOR
/
e alem de cercares,
acercares
contornares
cingires
cintares
e ... prontes
/
um beijo
com sabor
a frutos do mar
/

poetaeusou disse...

*
S O N H A D O R A
*
Poema sobre a recusa
Como é possível perder-te
sem nunca te ter achado
nem na polpa dos meus dedos
se ter formado o afago
sem termos sido a cidade
nem termos rasgado pedras
sem descobrirmos a cor
nem o interior da erva.
Como é possível perder-te
sem nunca te ter achado
minha raiva de ternura
meu ódio de conhecer-te
minha alegria profunda
*
IN) M. TERESA HORTA
*
jinos
*

poesiadaspiramides disse...

passando o verdejante olhar, deslizando nos caminhos, trilhos, a encruzilhada chega arrebatando os sentidos, mas os sussurros das arvores o perfume da floresta,não faz errar o caminho da vida, do coração

beijos nossos

poetaeusou disse...

/
poesiadaspiramides
/
caminho da vida
/
jinos
/