junho 26, 2007

»»»»»»»»»»»»»» ternura ««««««««««««««


areal pisado, peugadas, provas estampadas
vivo testemunho, do trilhar rumo ao infinito
definida rota, gritos de crianças, em adulto par
via láctea de areia, anel planetário, vivo pormenor
olha uma pena de gaivota, amuleto de maresia, sal
um cacho de algas, leva-o, faz um maravilhoso chá
um mexilhão, lindo, isolado no grosso areal, fota-o
no mexilhar, namorou a sua estrela, e a pedra deixou
amor, o horizonte, não existe e o infinito, é indefinido
contempla o pequeno pormenor, o simples, o verdadeiro
aquela onda que nos refresca os pés, repousada, lânguida
a gaivota esvoaçante, desembocando, nas dançantes brisas
o casal de golfinhos, em bico de cauda, bailando, cingidos
quereres espraiados, pelo mar saciados, em todas as marés
poema e fotos: poetaeusou

32 comentários:

poesiadaspiramides disse...

gaivotas esvoaçantes sobrevoando a praia deserta, pisando o areal pegadas vão ficando, espuma do mar banham as pedras …grãos de areia .. vida brotando sentimentos…amor
beijos nossos

Um Momento... disse...

Saboreando o chá,
Digerindo tão belas Palavras
Sentindo a forte emoção
Um beijo (*)
E um sorriso (",)

poetaeusou disse...

/
poesiadaspiramides
,
espumado mar
evitando alisar
as provas do "impecado"
de amar, em areal de amor
,
beijos daqui
/

poetaeusou disse...

/
um momento
/
a ternura
é
a simplicidade
de qualquer entrega ...
,
sorridentes beijos
/

GarçaReal disse...

Não parti...
Vim deixar uma peugada no teu areal e roubar uma pena de gaivota.

bj

sonhadora disse...

Cumplicidade...partilha...amor...

Beijinhos embrulhados em abraços

Lê o meu post com atenção. Tá lá um miminho.

Maria P. disse...

A ternura sempre nas tuas palavras.

Bjinho*

nanda disse...

Á tua volta deve ser uma maravilha! Amor, sempre amor

bjs

Era uma vez um Girassol disse...

Poeta, como consegues que a tua veia não se esgote?
Talvez porque as musas que te inspiram, as ondas e as gaivotas sejam em número infinito...
Beijinho

bom dia isabel disse...

Esta noite, apeteceu-me deixar-te este presentinho.A amizade, a honestidade, a ternura, a bondade que perpassam no teu blogue não têm conta, nem peso, nem medida. De mãos abertas, recebes quem por aqui passa. Sinto-o.
Beijinhos mil


Liberdade

Aqui nesta praia onde
Não há nenhum vestígio de impureza,
Aqui onde há somente
Ondas tombando ininterruptamente,
Puro espaço e lúcida unidade,
Aqui o tempo apaixonadamente
Encontra a própria liberdade


Sophia de Mello Breyner Andresen


Que as musas, as ninfas, as deusas te concedam sempre INSPIRAÇÃO!

gasolina disse...

Mexilhão de viuvez vestido enfeita no oiro da marca peugada. Gaivota de noiva enfeitada, tuas penas são penas ao mar gritadas.

Bei/ de maré

sony disse...

Debaixo dum sol sombrio!
De uma chuva seca!
Num mar de águas doces!
Onde a areia é negra e grossa!
Brotou um trevo...
ele é da cor da esperança
e trouxe a alegria
num rosto de quem não é criança
O sol brilhou!
A chuva molhou!
O sal voltou e salgou!
A alegria ficou
Tudo mudou...
...esse lindo trevo!
Que a blogosfera plantou!
Estou felizzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzz!!!

BJ
Sony:-)
obrigada

serenidade disse...

Magnífico, as fotos, o poema "rumo ao infinito" do meu sentir.

Serenos sorrisos

poetaeusou disse...

/
garçareal
,
fico mais rico
com a troca
,
bj
/

poetaeusou disse...

/
sonhadora
,
e ternura
,
bj, iodosiados
/

poetaeusou disse...

/
maria p.
,
sempre presente
,
... como tu ...
,
jinos
h
/

poetaeusou disse...

/
era uma vez um girassol
,
flor mor
vou revelar-te
,
as fotos. a fotagem é o momento.
o momento fixado é eterno.
a eternidade o mistério.
o misterioso a musa inspiradora.
,
assim
a beleza que nos rodeia, é um renovado mistério.
,
jinos, de renovados respeitos
/

poetaeusou disse...

/
nanda
,
o poeta (eu pseudo),
é um fingidor
quem escreveu ???
.
logo, a fuga em frente ...
.
jinos
/

poetaeusou disse...

/
gasolina
,
pensei em camões ...
,
perdigão, perdeu a pena.
não há mal,que não lhe chegue ...
,
marés de ginos
/

poetaeusou disse...

/
bom dia isabel
,
és tão má, isa ...
lá vou eu a correr,
despaginar os poemas da sophia,
,
um beijo, o tal ...
/

poetaeusou disse...

/
sony
,
e eu o coloquei
lembrando quem o plantou
e a criança que fui e sou
e as outras que não esquecerei
,
jinos, em sorrisos de criança
,
/

poetaeusou disse...

/
serenidade
.
sentires encontrados
,
sorridentes beijos
/

Papoila disse...

Lindo mesmo, o mexilhão... A Foto do mexilhão no areal, azul das pedras! Azul...azul... a cor que me chama e, que um dia, vou seguir ...para onde não sei.

BJS

poetaeusou disse...

/
papoila
,
os azuis do azul
,
escuro, claro, forte, marinho,
metálico,cobalto,turquesa,celeste.
,
fusão sublime
.
ji
/

rosa dourada/ondina azul disse...

A primeira foto, bem pode dar o nome ao post.

O mar, a areia, Nazaré
ficam mais belos pelos teus poemas !


Beijo,

poetaeusou disse...

pc/
rosa dourada/ondina azul
/
grato
pela teu comentário
/
xi
/

Paula Raposo disse...

Obrigada pelo comentário lá no meu canto escondido. Beijos.

poetaeusou disse...

/
paula raposo
,
paulinha
,
estás muito discreta ...
,
jinos
/

poesiadaspiramides disse...

ternura feita manto de espuma, sol da manhã,brisa doce deslizando no arvoredo perfumado dos sentidos

beijos nossos

poetaeusou disse...

/
luna
,
sentidas
e
espumosas
brisas
,
jinos
daqui
/

pitanga disse...

Tenho saudades de caminhar na areia. Na piscina não há.

abraços

poetaeusou disse...

/
pitanga
/
tenho uma piscina
com 2 km, de comprimento,
e
areia, areal, areão, dourado ...
/
xi
/