abril 14, 2007

»»» dóris deusa do vítreo mar «««


sim
és só tu
meu amor
mulher agua
mar cristalino
onda translúcida
de encontros loucos
mas não concretizados
sôfrego desejo abandonado
poema inacabado desconexo
esculpido, por mim esventrado
lágrimas dos impotentes quereres
exuberante amor em profano corpo
subtraída derrota de não te conquistar
o meu amor, te incompleta, qual a razão?
quero ungir o amor e mar, em marés de sal
nas transparentes aguas de clarificados fundos
searas de ondas, torrente de vagas e ventos do sul
madrugadores poemas de espuma, salpicados de dor
sabes, se tenho em mim, o mar secreto, dos teus olhos
e o vibrante e tempestuoso corpo no meu barco escondido
porque me permites viver, nesta devastadora e crua solidão?
»«
»»««
»»»«««
»»»»««««
poema/fotos: poetaeusou:

56 comentários:

Maria disse...

Está muito lindo, este teu poema...
Adivinho o que sentiste quando o escreveste...

As fotos, essas, acredito que haja quem pense que é pintura.
Porque estas cores só se vêem aí, nesse mar, às vezes, e só com certos olhos....

Um beijo, poeta

Luna disse...

Abre a janela do teu quarto, escuta a minha canção para ti, todas as noites a venho cantar, vem si libar no meu mar , estou aqui a te esperar.

Jinhos

Luna disse...

As fotos estão maravilhosas a segunda então adorei
jinhos

Anónimo disse...

És tu
Homem Mar
Senhor do meu peito
O dono do meu coração
A vaga que me irrompe na alma
E rebenta na areia da minha praia
Em carícias e beijos
E abraços

Olha para mim
Para os meus olhos
Observa o meu rosto
Beija a minha boca

Que mais posso dizer
És a brisa que me beija
És o sol que me aquece
És rio de afectos


És tudo meu amor

Beijinhos salgados

poetaeusou . . . disse...

***
maria
*
nazaré minha tela
pela natureza pintada
nazaré minha amada
nazaré dos meus amores
ondes os pintores
não pintam, gritam, tão bela ...
*
inté
***

Luna disse...

Então Mari amar, estas a enganar-me, não disseste que este momento era meu, que ias dormir, assim não vale, fica a deusa do mar a cantar a noite toda para nada?
Se continuas assim ainda te mando um baldinho de agua para os pez arrefecerem.

beijocas aos dois

Maria disse...

Parece que vamos ter outra noite animada....
Mas desta vez, poeta, tem tento...
... senão a gente mete-te dentro... do mar, e tu não sabes nadar, iô!

poetaeusou . . . disse...

+
luna
+
minha dóris cibernética
terei a janela escancarada
ouvindo a tua voz diva encantada
cantatas de ouro em raios lunares
prosando e poemando amares
em tom celestial de alta fonética.
+
jinos
+

poetaeusou . . . disse...

+
luna
+
pensei que gostasses da 1ª
temos o mesmo gosto
+
a mari amar, atraiçoou-me
+
ji
+

Luna disse...

Tenta , tenta maria tenta, que o teu tentar tem graça,o poeta daqui a pouco não sabe o que fazer, e diz; bolas tanta mulher é uma desgraça
jin

Luna disse...

Se a Mari Amar te atraicoou, vamos meta-la no quarto escuro a noite toda, benfeito,para eu poder elevar a minha vóz além do mar
***

poetaeusou . . . disse...

+
mari amar
+
estás aqui meu barlavento
+
duvidei de ti perdoa-me
+
ia mandar um maill
ao mendes bota, para
nos reconciliar...
+
eu sei mari amar
beijos salgados
carente amor ...
+
eu mereço
+
beijos de ondas doces
em maré de algodão
de alteia e mel
da terra prometida, EU
+

Anónimo disse...

Dentro do mar? Podes metê-lo Maria, eu sei que ele sabe nadar. E thetis, filha de Dóris salvá-lo-ia das ondas que o acossam no oceano. Ai meu querido poeta, eu quero-te cingido no meu corpo, beijando meus lábios, confessando a tua paixão por mim.

O mar tá bravo, tóino!

Beijinhos para ambas. Para ti, um areal deles.

Anónimo disse...

Desculpa poeta. Invadi teus domínios apesar de me ter já despedido. Por ti, perco a cabeça. A ti entrego o meu coração. Eu quero nadar no mar da Nazaré , ó Zé! Enganei-te, Luna. Desculpa amiguinha. O amor é louco.

Beijos aos molhos

Ana Ramon disse...

Olá amigo. Faz tempo que não visito os cantinhos dos amigos. Fui surpreendida com este teu poema, muito bonito. E as fotos estão espectaculares.
Parabéns
Beijinhos

poetaeusou . . . disse...

+
luna
+
não sejas má para a mari amar,
+
já sabes que eu tenho que as,
dividir para poder reinar, hihi
+
canta, luna, canta ...
+
joka
+

poetaeusou . . . disse...

+
maria
+
entra na dança
traz o mar
e
ensiname a nadar, yo poeta não sabe nadar yô ...
+
inté
+

poetaeusou . . . disse...

+
luna
+
a tua voz traz
o perfume dos himalaias
feitos
bom jesus de braga
versus ???
s. bento da porta aberta
+
a noite passada
o som dos gonzos
estava audivel
+
não permito
que castigues
a mari amar
a nova lei só
os alunos é que
podem bater nos profs...
hihihi
+

Luna disse...

Pronto poeta tinha-me esquecido do arem, também bolas, prometeste exclusividade, e com um poema deste...
Desculpa Mari, lá tenho de levar contigo, mas não te assanhes muito, pois o balde de agua, continua em espera.

Poeta a 1 foto esta linda, mas a outra parece no fundo do mar, tem magia, estive a olhar para ele detalhadamente e apaixonei-me

jeijokas aos dois

poetaeusou . . . disse...

+
mari amar
+
podes cingir-me a ti,
beijar, não tenho vergonha ...
+
obrigado por me defenderes
elas são más...bem feita ...
+

Anónimo disse...

Poeta/ Luna

Tem cuidado com o balde. Vê lá se o feitiço se volta contra o feiticeiro. Atiro-te um balde de água de colónia. Da colónia da Nazaré. Lá é que é!

Este poeta anda marado.Pudera tá apaixonado?
Por tantas? Cuidado! Ainda levas com o balde da Luna.
Baldes de beijos para o dois.

poetaeusou . . . disse...

+
luna
+
trocas-me pelo
fundo do mar ?
+
óh, cruel desilusão ...
sendo assim,
serei
o teu guia em neptuno, feito.
rumarei pelos labirintos
do fundo do mar e fazerte-ei
rainha da atlantida.
+

poetaeusou . . . disse...

+
ana ramon
+
como vês aqui só falta o cuco
+
o teu BLOG está
fantástico, PEDAGÓGICO...
+
jinos iodoados
+
assim canto cuco
assim canta o gaio ............
+

poetaeusou . . . disse...

+
luna
+
o teu retratado
nos meus comments
parece uma noite sem luar
com seis sete, reluzentos pontos
as tuas fotos
feitas (sempregosteidestapalavra)
estrela do norte, polar, venus.
luna, luna, via láctea, luna ...
+
ji
+

Luna disse...

Sim poeta, pelo fundo do mar te troquei, pois não quizeste cantar comigo a melodia que inventei.

Antes no mar me afogar, do que sonhar com um poeta, que a tantas ninfas quer poemar.

Mas....como me vais acompanhar no fundo do mar, se a Maria diz que não sabes nadar.

jin

poetaeusou . . . disse...

+
mari amar
+
dizia o mesmo de ti
se postasses a tua foto...
+
amor como sabes da colonia da nazaré ??????????
+
ji
+

Maria disse...

Voltei agora, parece-me que perdi algo... vou ter que ler tudo...

Maria disse...

mari aamar

luna

Organizem-se, que já não percebo nada disto... Afinal qual das duas é que fica com o poeta ao fim de semana?

Beijos às duas

Maria disse...

luna

Tem cuidado, o poeta não sabe nadar, MESMO!!!

A colónia da Nazaré? á mari amar, cumé que sabes?
és da praia?

poetaeusou . . . disse...

+
luna
+
porque nao consegues ler
o que não te escrevo ...???
+
vou ao óó
+
o ZEN esteja contigo
+

poetaeusou . . . disse...

*
luna
*
fui eu que
ensinei a ela
*
pergunta-lhe
se se lembra da pedra do leme
*
xi
*

poetaeusou . . . disse...

*
maria
*
a mari amar é da praia ?
*
só se foi aquela
de debaixo dum barque...
queres veri ké éla,
á ó, tá armada na praia ...
+

poetaeusou . . . disse...

+
mari amar
+
quem és tu, mês da agosti
+
im beijão+
+

Anónimo disse...

à maria qué que queres saber?Diz. Eu conto-te de onde sou. Amanhã.
Agora vou óó.
bjinhos deste mar

Pitanga Doce disse...

Para quem vive no interior, fotos assim são uma provocação...hehehe.

abraços de quem só vê a serra...e é tão linda!

Anónimo disse...

Uma fotografias mto lindas. Nunca via o mar da nazare dessa cor, sorte de quem vive com ele.

Beijoca**

poetaeusou . . . disse...

/
pitanga
/
faz como eu,
quantas das vezes,
sorvendo o mar, manso,
viso as planicies alentejanas,
dos doirados trigais,
ou
o mar bravo, feroz,
das altaneiras ondas,
como montes, logo serra,da estrela.
feita viriato e sertório,
que a globalização nos quer roubar.
/
nem salazar sente este nacionalismo...
hehehehe
/
mas ... onde é que está a rosa ???
/
atés
/

poetaeusou . . . disse...

/
acordomar
/
lin(d)a
/
e ontem a Nazaré
esteve mais colorida.
/
e as ondas ciumaram de "alguem"
/
jokas
/

Ana M. disse...

Este é, sem sombra de dúvida, um dos teus melhores poemas.
Parabéns por ele e pelas fotos que estão com uma cor impressionante!

Abraço e bom Domingo de sol.

poetaeusou . . . disse...

/
sininho
/
e hoje está um sol, de sol ...
/
retratei, o meu amigo mar,
de vários angulos, alguns
de barquito, só aproveitei,
5/6, o sentido da gravidade,
não era o melhor, por destreino...
/
conchinhas em marés
///

Anónimo disse...

Poema bonito... com forma de árvore de natal...
"Natal é todos os dias"!!

=^.^=

Teresa Durães disse...

há muito tempo que não ouvia um cantar de amor tão ardente/directo.

essa fase custa muito, dói, diria.

beijo

poetaeusou . . . disse...

/
tarina
/
a razão do suporte do poema:
como hoje foi comigo á praia,
tive que o proteger, de alguma
onda mais rebelde.
/
sabes, o poema já sabe nadar,
/
marés de jinos, para ti.
levados para ribamar,
pelas ondinhas, nazarenas,
/

poetaeusou . . . disse...

/
teresinha
/
isto chega á uma altura
que não dói, nem deixa de doer...
/
hoje estou muito
romantico (hihihi)
/
as fotos realmente
estão divinais
» repara na minha modéstia«
/
jino iodosado
/

sonhadora disse...

Uma semana cheia de sonhos lindos.
Beijinhos embrulhados em abraços

poetaeusou . . . disse...

+
sonhadora
+
Uma semana cheia...
+
jinhos
+

rosa dourada/ondina azul disse...

Mar, lindo mar !
Adorei, fotos e poema.
Boa semana de inspiração,

xi verde mar

poetaeusou . . . disse...

*
rosa dourada/ondina azul
*
tela em verde esmeralda,
*
semana inspirada,
*
xi
*

MEU DOCE AMOR disse...

Lindo!Lindo!Fotos maravilhosas...eu aqui com uma louca vontade de mergulhar nesse mar :)Este um dia quente.

Beijinho doce

Maria P. disse...

Lindo e comovente.

Um beijinho*

poetaeusou . . . disse...

*
meu doce amor
*
mergulha em ti,
feita mar
*
translucidamente ...
*
marés de jinos
*

poetaeusou . . . disse...

/
maria p.
/
a transparencia
de
sophia, natália,
fernando, redol ...
/
estrelinhas do mar, muitas...
/

Maria Silva disse...

Fotos fantásticas.

Poema é sempre com muito sofrimento...

bjs

poetaeusou . . . disse...

/
nanda
/
boavontade, tua,
/
temo que seja crónico,
o sofrimento ...
/
xi
/

- disse...

Que belo este mar que tanto inspira as almas poéticas e a tua não fugiu à regra, pois ditou este belo poema.
Bj

Anónimo disse...

venha participar no nosso cantinho das palavras www.luso-poemas.net

vai adorar e será para nos uma honra a sua presença =)