abril 08, 2007

»»»»»» dança para mim amor ««««««

vigiando o meu amor

bailando na praia

do cintilante
fulgurante altar
admiro ás falésias
Areal, mar, céu azul
em fogachos ardentes
de acesos ventos do sul
feitas penetrantes brisas
o teu elegante corpo alado
de bailarina posse torrencial
mil rios em mim desaguados
sublimes pernas ágeis imortais
de sereia em trombeta encantada
e gestos embevecidos em sinfonias
nos ballets em gaivotas esvoaçantes
encantos de bailarinas que tens em ti
ninfa neptunoana, fantasiada para mim
quero sorver as tuas harmoniosas marés
transfigurado corpo nureyev me tornasse
tu em nova olga koklova a do pablo picasso,
ser o teu par, minha inocência reencontraria
envolvendo teus braços, meu amor, te cingiria
nossos corpos ondeando em bailados mareantes
ritmando num som melodioso da encantada sereia
diáfanos sussurros juramentos de amor inebriantes
e tu minha bailarina, ocultando a beleza que nos rodeia
poema/fotos: poetaeusou

48 comentários:

Mari amar disse...

Fantástico poema! Cada vez mais inspirado, cada vez mais inebriado pelo sonho, deixas a tua ninfa encantada, seduzida pelas tuas palavras. Qual Pedro amante de Inês, qual Dante ao encontro de Beatriz, qual Romeu morrendo de amor pela tu Julieta o teu coração goteja paixão.
Escreve,poeta!
Um areal de beijos

poetaeusou disse...

***
omitiste
isolda e tristão
a
julia pinheiro
e o
luis goucha
*
eu
e e
jennifer lopes
*
beijo
***

mari mar disse...

Voltei a comentar-te porque te esqueceste de Paulo e Virgínia, de Zé do Mar e Mari mar, Zé Fonha e outras. Muito em breve farei um blog e poderás visitar-me no meu canto. No Beco da Maria.Onde serás recebido como um príncipe desencantado. Um verdadeiro príncipe.Mereces.
Beijinhos aos molhos

Luna disse...

Então dança, flutua,desliza no firmamento,escuta o sussuro melodioso das harpas do universo, e baila, baila ...baila...

Jinhos dançantes

MEU DOCE AMOR disse...

Palavras que bailam...um amor vigiado com carinho...uma gaivota que testemunha...eu que leio...

Um Coração Renovado

Beijinho doce

poetaeusou disse...

***
luna
*
tocando
harpas, liras, cimitarras,
de nada vale
porque não tenho em mim
destinatária
dançar só, não isso não.
antes solitário
no meio da multidão
*
jino
***

sonhadora disse...

Um poema de um sonhador. Sonhas com o amor como eu.
Uma Páscoa feliz.
Beijinhos embrulhados em abraços.

Maria disse...

O acordar da praia, do guilhim a lavar os olhos, das gaivotas a despertarem o amor que há em ti...

Inté

poetaeusou disse...

***
mary amar
*
promessas digo eu experimentado.
nesta vida de caprichos da procela.
navegando em sonhos feitos tela.
não acredito nem em mim por enganado.
*
in) Luis vaz de camões.
sem pala, mas com olho de vidro
*
jokas.

poetaeusou disse...

***
meu doce amor
*
penso ser a primeira vez
grato
deuma casa escancarada..
*
doce bj)
*

poetaeusou disse...

*
sonhadora
*
sonhar a dois,
e ...
logo se vê... depois ...
*
abraços cingidos, com beijinhos
*

poetaeusou disse...

/
maria
/
guilhim, mar e farol.
gaivotas nazaré, terra do sol.
/
inté
/

Caçadora_de_sonhos disse...

Como sempre....maravilhosos. Algo a que já habituaste os meus olhos a ler

poetaeusou disse...

***
caçadora_de_sonhos
/
como sempre a tua habituação
dos maravilhosos olhos teus
ao lerem poemados meus
algo de benévolos são
/
xi)
***

Luna disse...

Tudo tem o seu tempo poeta, quantos de nós não esperamos uma mão quente que nos abrace e nos leve a dançar a musica das esferas,mas só esse amor vale, então há que esperar, relacionamentos mornos que gelam rapido os há tantos, mas de que servem...a tua dançarina aparecerá

bom dia isabel disse...

Bom Dia, Poeta!

Um poema lindo, dedicado à tua Koklova, que, pelo que deixas pintado, deve ser uma musa encantadora, uma ninfa de sonho. A ninfa dos teus sonhos. Quanto às imagens, como calculas, para quem vive à beira-mar só pode achá-las maravilhosas. És um poeta/fotógrafo de grande talento.


Deixo-te um poema de Sophia de Mello Breyner Andresen que, embora nascida no Porto, escolheu o Algarve e a cidade de Lagos como destino de lazer.



Que nenhuma estrela queime o teu perfil
Que nenhum deus se lembre do teu nome
Que nem o vento passe onde tu passas.

Para ti criarei um dia puro
Livre como o vento e repetido
Como o florir das ondas ordenadas

Beijinhos e um bom domingo.

poetaeusou disse...

///
luna
/
Palavras bem conjugadas
sábias escolhidas sorventes
borboletando sentimentos
e ideias claras, lavadas ...
/
jinos em borboletas
///

poetaeusou disse...

///
bom dia isabel
/
mas muito longe das tuas olindas.
/
responde com outro de sophia.
com más recordações de tavira.
campo de concentração militar.
e belas das amoras selvagens.
/
As Amoras
O meu país sabe as amoras bravas
no verão.
Ninguém ignora que não é grande,
nem inteligente, nem elegante o meu país,
mas tem esta voz doce
de quem acorda cedo para cantar nas silvas.
Raramente falei do meu país, talvez
nem goste dele, mas quando um amigo
me traz amoras bravas
os seus muros parecem-me brancos,
reparo que também no meu país o céu é azul.
/
in) sophia
/
jinos
///

bom dia isabel disse...

Bom Domingo, Poeta!

Hoje, passo segunda vez por aqui. Regresso inopinado mas urgente. A tua resposta comoveu-me.Em tempo de Páscoa, em tempo de Ressurreição usaste a palavra mágica da minha vida. Ela é amor, é ternura, é gratidão, é justiça. é companheira ...é paixão.

Muito longe da tua Koklova, mas com tão nobres sentimentos quanto os dela, retribuo a tua gentileza com um beijinho e a ternura que me merece quem fala com carinho.

poetaeusou disse...

+++
isabel
a minha casa está sempre escancarada.
+
koklova representa a mulher no poemado - só -.
foi uma "diva" bailarina.
a musa de picasso e sua companheira.
a antitese da besta humana, a que,
deu realce, na sua tela, guernica.
+
nos sentimentos focados, falta um,
dos maiores, tolerância, gratidão.
o porquê, de recebermos ingratidões.
de quem quase tudo demos ...
amizade, amor, paixão, solidariedade.
isabel
pratica esses sentimentos ...
durante um dia...
em todos os dias do ano ...
+
beijo iodado do meu mar ...
+++

acordomar disse...

Ola Poeta
Deixo-te uma amendoa doce para ti e tua gaivota hoje em Domingo der Pascoa.

Voltarei mais tarde

Beijonhos*

poetaeusou disse...

+
acordomar
+
tira o máximo da tarde
+
se vieres á nazaré
estou aqui, navegando.
+
ici cream + farófias caneladas.
+
ji)
+

wind disse...

Um só adjectivo:Belo!
beijos

poetaeusou disse...

Wind
*
Eu diria mais
*
Adjectivava o sublime e o harmonioso.
o belo, o harmónico, estético, e o lindo.
*
Wind repara na minha modéstia
*
Bj)
*

rosa dourada/ondina azul disse...

Mais um poema à gaivota mulher. Lindo, inspirado!

Bom Domingo de Páscoa!
Beijo salgado de mar azul

poetaeusou disse...

*
rosa dourada/ondina azul.
*
GAIVOTA MEU AMOR
*
Meus amigos ...
E aquele Hino á Alegria !
Em bailados esvoaçantes
Emitindo gritos sonantes
A traineira Pedralva acompanhando
O tom laranja envolvendo
A toda á Nazaré gritando
Estamos anunciar vida,
Com esta sardinha querida,
Em acrobacias voando.
*
estrelas do mar douradas
***

mari amar disse...

Porque gostas muito do mar, poeta/mareante,deixo-te este poema.


O Infante

Deus quer, o homem sonha, a obra nasce.
Deus quis que a terra fosse toda uma,
Que o mar unisse, já não separasse.
Sagrou-te, e foste desvendando a espuma,


E a orla branca foi de ilha em continente,
Clareou, correndo, até ao fim do mundo,
E viu-se a terra, de repente,
Surgir, redonda, do azul profundo.


Quem te sagrou criou-te português.
Do mar e nós em ti nos deu sinal.
Cumpriu-se o Mar, e o Império se desfez.
Senhor, falta cumprir-se Portugal!

Um areal de beijos poeta/humanista.

poetaeusou disse...

***
mary amar
*
o melhor de pessoa
*
para ti, demimemti...
*
Todos os Dias
Todos os dias agora acordo com alegria e pena.
Antigamente acordava sem sensação nenhuma: acordava.
Tenho alegria e pena porque perco o que sonho.
E posso estar na realidade onde está o que sonho.
Não sei o que hei de fazer das minhas sensações.
Não sei o que hei de ser comigo sòzinho.
Quero que ela me diga qualquer coisa para eu acordar de novo.
in) pessoa
»uma verdadeira pérola, aprende«
hihihihihihi
*
jinos
*
***

Maria P. disse...

Ou dança comigo...

Beijinho*

poetaeusou disse...

///
maria p.
/
dança comigo
hó hó óh
danço contigo
hó óh hó
*
ou
*
Por favor, mais uma vez
Dança comigo...
/
jino
///

Luna disse...

Poeta, posso ficar na fila para a dança?
Jinhos

poetaeusou disse...

***
luna
*
perdeste o
cartão da linha verde ???
*
jino
***

mari amar disse...

A tua bailarina cede o seu par para uma valsa, um tango, um minuete com o seu poeta.


Dança amigo, dança
E rodopia a dançar
Fá-las sentir-se felizes
Sempre a rodopiar

Abre os braços arqueantes
Cinge os corpos ondulantes
Que se abrigam no teu peito
Toca com muito jeito
As esbeltas bailarinas
E em beijos inebriantes
Consola as tuas meninas

E o baile continua. Todas podemos dançar neste arraial popular e ao poeta enfeitiçar.

Beijos na crista da onda

poetaeusou disse...

***
marias
lunas
que surpresa
a mary amar
a poemar
e tambem a provocar
( na boa...posso jurar)
vamos ter um bom serão ???
mas que grande confusão.
luna se não te está a agradar.
entra, mas entra a matar !!!
*
jinos
***

Luna disse...

E cansada de na fila ficar, E o poeta comigo não querer dançar, pelo arraial popular vou passear, comer uma bifana,e o mar vou olhar, depois quem sabe talvez encontre o cartão para ao norte voltar
jinhos

poetaeusou disse...

***
luna
*
mas eu sou o mar, luna
segue os raios lunares.
solta o teu cabelo
perfuma-te com a brisa do mar
corre para os meus braços
a orquestra de golfinhos espera-nos.
vem ofuscar.
esta plateia de,
musas, ninfas, sereias, vestais ...
vem !!!!!!

mari amar disse...

O amor eterno já não existe. Onde estais fdelidade? Foi miragem que se desfez na bruma da mar. Ai Zé! Ai Zé!Deixas-me a chorar. Partirei, por esses ares voarei e da mari amar não mais irás ouvir falar.
Espera-me outra orquestra.
Beijos salgados

Luna disse...

Ó mari amar o amor eterno existe sim,basta senti-lo com o coração.

Mas minha amiga ,espera ,ondes vais a voar ,o vento não esta assim tão forte, e não te esqueças do arem, daqui a pouco começa a dança do ventre, e se faltas o poeta fica infeliz
pera mais um caducho ehehe
jinhos

poetaeusou disse...

***
mary amar
*
nao me façais semelhante isso
/
ouvide o sexapeale da luna
/
nao querais voar á noite sem farol
vede que a gnr veste-se de tunicas
da plebe, atacando, traiçoeiramente.
a carteira de cada qual.
/
zeus, rei do olimpo, reduzi a limalhas.
os intrumentos das outras orquestras.
obrigando a mary amar a voltar,
para os meus hérculos braços ...
***

poetaeusou disse...

***
luna
*
espero-te na praia.
vem prateada, luna
*
os doutos musicos já querem basar.
o zé cabra já está rouco,
e o quim barreiros ficou sem o bigode e chapeu
/
luna
/
já tenho o papilon enregelado
/
tem dó de mim
***

mari amar disse...

Por favor não bazes
Vê lá o que fazes
Com o papillon enregelado
Não cinges apertado
Não podes valsar
E tu ser amado
Serás odiado
Pelas ninfas loucas
A quem prometeste
Apertar nos braços
Cingir com abraços
E voar ...voar...voar

Beijos areados boa noite

A COR DO MAR disse...

Oi poeta nao cheguei a Nazaré, nem rumei a norte.... e por acaso a chuva até este de SE , mas nao me levou para norte, fui mesmo contra ela na viagem :)))

Mas antes da chuva esteve um dia/sol de esplanada maravilhoso

Beijoca***

=^.^= Tarina =^.^= disse...

Uma poesia muito sonora que quase se lê a cantar... lol

Beijinhos poeta... e força com esse amor!

... =^.^= ...

Luna disse...

Aqui estou eu meu principe,trago um só sapato pois o outro tinha as capas gastas, espero não te importares que eu dance manca ,é só uma modinha,pois amanhã tenho de pegar no batente.Quanto ao papilon enregelado, tenho um manto de estrelas para te aquecer, se não resultar podemos voar ate aos açores talvez as furnas resultem
jin

poetaeusou disse...

***
mary amar
vou, vou voar
,
para um novo post, postar.
amanha, temos de trabalhar.
e a luna fez muito bem em pirar.
,
***

poetaeusou disse...

///
acor do mar
/
foste para sul ?
/
hummmmmmmmmmmmmmmmmmmmm ???
////

poetaeusou disse...

///
tarina
/
por onde andaste hoje, amor ?
/
há corsário na costa ????
/
vou postar
///

poetaeusou disse...

***
luna
/
dançaremos descalços, luna
/
sim espero que me aqueças
/
vamos até aos açores, mas para,
os capelinhos, para o vulcao,
fervente como nós ...
(matas-me)
vou postar
xi
***