abril 17, 2007

amo-te aloés, amo-te martinho, amo-te (,,,,,,,,,,,,)

hoje estou imensamente feliz, encontrei os meus aloés
ouço melódica sinfonia em toque harmonioso de violinos
ouvindo o pililipar de uma gaivota, reconheci-a era a gavy
amostrava a falésia, bico da memória e eu de “mono” vi
vermelha mancha, sobressaindo das amarelas primaveras
correndo, eu fui, mitiguei a fome e o desejo de lhes tactear
não, não fomos roubados, pedimos á gavy, para nos trazer
sabes, antes de ficarmos seguros na areia trazida pelo vento
a gavy, tratou de nós, trazia agua no seu bico refrescando
no inverno nas noites gélidas cobria-nos com as suas asas
engraçado todas as noites D.Fuas Roupinho, vem visitar-nos
sem cavalo, apoiado na lança, grita, aloés não tenhais medo
do demo, eu estou aqui, a Sra. da Nazaré sorri, pílulas, diz
zé, adoro estar aqui, a lua vem beijar-me, sempre que passa
vês toda aquela espuma branca no mar está enciumado da lua
zé, vou aqui ficar, embora sinta a falta, das canções do nosso
martinho da villa, em casa vais á janela e repara, eu ao vento a
dançar cantando
+*+*+*+*+*+*+
o a amor não tem cor
o amor não tem idade
o amor não vê cara nem religião
não faz diferença do rico e do pobre
o amor só precisa de um coração
o amor não tem tom nem nacionalidade
dispensa palavras, basta um olhar
o amor não tem hora
nem fórmula certa
não manda recado, chega pra ficar
o amor entrou na minha vida
quando te encontrei
olhei no teu olhar e apaixonei
foi tanta emoção, não deu pra segurar
o amor contigo ao meu lado é cada vez maior
quero me baptizar no sal do teu suor
e ter a vida inteira pra poder te amar
»»» martinho da villa «««
poemado e foto: poetaeusou

39 comentários:

Luna disse...

Que bom que estas feliz, o som do violino é o meu preferido. vou confessar uma coisa, esta tua foto levou-me para quando era menininha com um 7 anos, e o meu sonho era quando fosse adulta ter uma casa assim numa falesia,parra de noite adormecer com o som do mar, achava que isso seria a minha maxima felicidade,enfim nenum sonho se realizou, mas cointinuo a sonhar ate morrer.
jinhos

Maria P. disse...

Recordo a noite que ouvi Martinho da Villa...estava calor e as estrelas brilhavam mais do que nunca!

Um beijo.

poetaeusou disse...

/
luna
/
quando se regride
aos sonhos de criança
a sua concretização
é abreviada.
/
quem sabe ?
sei-o eu ...
/
jino
/

poetaeusou disse...

/
maria p.
/
enviou-te (cantando) o amor...
/
ele (é) o amor
/
jino
/

Luna disse...

Quem me dera ter as tuas certezas, talvez acreditasse que a felicidade existe.

poetaeusou disse...

/
luna
/
existe
não tenhas duvidas ...!!!
/
jino
/

mari amar disse...

A lendária nazaré de D.Fuas é retratada por ti com paixão. Gostas do berço onde nasceste e fazes gostar. Já tenho pela tua terra um sentimento profundo. Terra de milagres, de pescadores e peixeiras de sete saias com grande coração.

Areal de beijos

poetaeusou disse...

/
mary amar
/
dom fuas não foi tentado
pelo demo é mentira
foi tentado pelos teus olhos
quando dançavas o vira
/
jino
/

mari amar disse...

Então poeta conseguiste consolar a nossa Lu(n)a com o som do violino e transportá-la para outros tempos. Viagens que nos trazem recordações mais ou menos felizes.
Jinhos para os dois

MEU DOCE AMOR disse...

D.Fuas não deixou o cavalo?

Lindas palavras.

Beijinho doce

poetaeusou disse...

/
mary amar
/
um violino
no telhado
/
uma gaivota
ao seu lado
/
e eu sempre alunado e maryado...
/
ji
/

Maria disse...

Acabadinha de chegar vou ler o post e já venho...

Maria disse...

Pois, o texto sim, o martinho também...

Mas hoje, do que eu gosto mesmo, é da tua fotografia... poeta...


Inté

sonhadora disse...

sonhos de amor na magia da noite.
Beijinhos embrulhados em abraços.

poetaeusou disse...

/
meu doce amor
/
mas já não sabe
qual é o dele ...
/
beijo mareante
/

poetaeusou disse...

/
onde foste ...
/
inté
/

poetaeusou disse...

/
maria
/
e dos meus aloés
/
não ?
/
inté
/

poetaeusou disse...

/
sonhadora
/
magia em sonhos
/
jino
/

Kalinka disse...

Hoje o meu dia não foi dos melhores, estive todo o dia cabisbaixa e triste, mas...a Vida continua, não é?

Beijos enlaçados com fita de seda vermelha.

Adorei ouvir Martinho da Villa.
Muito obrigado.

poetaeusou disse...

/
kalinka
/
quem que foi que disse
que amar é tolice não é não
sensação bem maior
do que se pensa
irreverente
ao marcar sua presença
vai e vem
nas marés de muitos tons
toda aquele que acha
nas ondas emoções
do amor que vem
/
in) martinho
/
jino
/

Isabel-F. disse...

... fico feliz por ti ...

acredita ...

e foi bom recordar este poema de Martinho da Vila ... já não me lembrava dele

bjs

poetaeusou disse...

/
isabel-p
/
acredito piamemte
/
amo a forma de,
cantar do martinho da villa.
/
tem o charme de,
uma mulher assediando.
/
ji)
/

rosa dourada/ondina azul disse...

Que felicidade paira no ar, já se sente, ouço o vilino, a música é linda, o verde dos campos, a lenda, os aloés, o perfume, um cenário perfeito.


Boa continuação,

xi luminoso, como o dia

poetaeusou disse...

+
rosadouradaIondinaazul
+
ondin(h)a(s) douradas
azulados perfumes
lendas e aloés dos cumes
luminisidade dos campos
em cenários amplos
de felicidades rosadas
/
xi
/

pitanga disse...

De Martinho a favorita é:

Já tive mulheres de todas as cores
...................................

Procurei em todas a mulheres a felicidade.
...................................

Mas nenhuma delas me faz tão feliz
como você me faz.

Ah, Martinho!!!

abraços

poetaeusou disse...

*
pitanga
*
não quero que te falte nada
é já a seguir (amanhã),
é que é já a seguir ...
*

abç)
*

poetaeusou disse...

pitanga
/
A minha assistente já te pôs a tua musica preferida
/
inté

mari amar disse...

" ...o amor só precisa de um coração..." que saiba albergá-lo.Às vezes,a esperança fica sem cor muito depressa.
um abraço.

poetaeusou disse...

/
mari amar
/
continuas sábia
/
abraço
/

sonhadora disse...

Sonho nas madrugadas de lua cheia com carícias e beijos de amanhecer.Beijinhos embrulhados em abraços.

poetaeusou disse...

/
sonhadora
/
e quando uma mulher sonha ...
/
ji)
/

Sininho disse...

Colocares aqui o Martinho põe logo os meus pés em movimento...Essa música mexe comigo, meeeesmo.

Abrçs

pitanga disse...

"Você não é mentira
você é verdade
É tudo que um dia
eu sonhei pra mim."


Já me cantaram assim. Ooooh!

Teresa Durães disse...

(não falava da morte no post anterior :))

falava do que falas talvez hoje, do amor por todas as coisas. no encantamento que se prendem os olhos ao ver umas papaiolas, no suave perfume da primavera, no calor que o sol faz libertar quando toca os braços nús. também de um beijo, claro.

mas um beijo sem o resto não é nada. o beijo esquece-se e o por-do-sol permanece.

a natureza é.

hoje entrei aqui no blog e pensei que me enganei :) está diferente.

boa tarde para ti!

poetaeusou disse...

/
sininho
/
o amor chegou como água
que desce a montanha
provocando uma
erosão tamanha
desaguou e fez
onda no meu mar
me convidou como samba
que arrasta a minha escola
uma força que tem uma canção
que o povo mais
gosta de cantar
quem que foi que disse
que amar é tolice não é não
sensação bem maior
do que se pensa
irreverente
ao marcar sua presença
vai e vem
nas marés de muitos tons
toda aquele que acha
nas ondas emoções
do amor que vem
/
in) martinho
/

poetaeusou disse...

/
pitanga
/
Deus abençoa porque
Somos o sol e a lua
E quando há um eclipse
Minha vida é minha e tua
Num simples toque de olhar
Faz se sentir toda nua
E pra escandalizar
É só minha linda e pura
Vida minha
Minha
Tua
Minha
Tua vida é minha e tua
Ela é a terra virgem
Eu semente de paixão
Nossas lágrimas são chuva
Nossos corpos plantação
É uma afrodisia
A me fazer germinar
Desbravando o seu corpo
Sinto o tato das carícias
Que só eu posso provar
in)
/
abç
/

poetaeusou disse...

/
teresa durães
/
O homem que vive na indiferença, é aquele que ainda não viu a mulher que deve amar
Somos tão responsáveis por amar sempre como o somos por nunca amar
/
in) La Bruyère
/
abç
/

docepoetisa disse...

Lindo o poema do Martinho.Adoro poemas e adoro versejar.

poetaeusou disse...

/
docepoetisa
/
adoro
que
"adores"
/
xi
/