abril 24, 2007

»»»»»»»»» é amanhã «««««««««

quero madrugar esperança

quero madrugar esperança
dum florido amanhecer
todos os olhos enfeitados
nos espelhados jardins
sortidas flores, misturadas
feitas gente, feitas povo
não só cravos, mas violetas
rasadas rosas, lírios, girassóis
giestas do campo e da cidade
aloés, os meus amados aloés
é amanhã, promessa esventrada
utopias, dum país em testamento
somando escolhos em estrada nua
sorvendo entediados, palavras fúteis
manjar de multiplicação dos inúteis
poemado e fotos: poetaeusou

52 comentários:

Sininho disse...

E como se multiplicam os inúteis!

Abraço e bons festejos.

poetaeusou disse...

/
sininho
/
ratinhos
caladinhos
canta e dança
zé povinho
/
schiiiiii !!!
/
abç
/

rosa dourada/ondina azul disse...

Quero ter esperança
que não deve acabar,
o presente não alcança
o que devemos gostar !

Feliz dia 25 de Abril

Muitas flores coloridas,

poetaeusou disse...

+
rosa dourada/ondina azul
+
do presente
feito esperança
germinará
o florido futuro
+
alcançáveis flores
+

Entre linhas... disse...

A Abril é a esperança de uma liberdade inesquécivel.

Bom feriado

Bjs Zita

=^.^= Tarina =^.^= disse...

Uma boa antecipição para amanhã...

Um feliz 25 de Abril carregadinho de esperança!

Desculpa a ausência.. mas isto tem sido complicado...

Obrigada pelo "Oscar" LOLOL

Sabes como gosto de também por aqui passar!

1 beijinho =^.^=

mari amar disse...

"Quero madrugar esperança"

Este post não podia, de todo, ter um título mais bonito. Que as madrugadas e os dias continuem pintados de Abril e da esperança que os capitães do MFA puseram nos nossos corações.
Beijinhos

sonhadora disse...

Sonhar, viver, renascer em esperança.
Beijinhos embrulhados em abraços

Maria P. disse...

É no madrugar que a vida acontece.

Um beijo*

nanda disse...

As fotos estão muito bonitas. Como não sei poemar, deixo este poema de Chico Buarque que diz o que me vai na alma.

Foi bonita a festa, pá
Fiquei contente
E inda guardo, renitente
Um velho cravo para mim

Já murcharam tua festa, pá
Mas certamente
Esqueceram uma semente
Nalgum canto do jardim

Sei que há léguas a nos separar
Tanto mar, tanto mar
Sei também quanto é preciso, pá
Navegar, navegar

Canta a primavera, pá
Cá estou carente
Manda novamente
Algum cheirinho de alecrim.

BOM 25 DE ABRIL

Maria disse...

Esta é a madrugada que eu esperava
O dia inicial inteiro e limpo
Onde emergimos da noite e do silêncio
E livres habitamos a substância do tempo

Sophia de Mello Breyner Andresen

Um cravo vermelho para ti

Era uma vez um Girassol disse...

Amanhã comememora-se...
Mas todos os dias se devia viver a liberdade.
Mas o medo está a voltar...
Como "antigamente"!
Bom feriado!
Bjs

sonhadora disse...

Fazes parte dos meus sonhos.
Beijinhos embrulhados em abraços

Paula Raposo disse...

Música perfeita, Zé!

poetaeusou disse...

/
entre linhas
/
zita
/
o abril será abril
quando for apartidário
a liberdade nunca existiu
tudo na vida é condicionado
/
zita
abril sempre
/
jinos, no teu feriado
/

poetaeusou disse...

/
=^.^= Tarina =^.^=
/
não poderia deixar
de mencionar o teu Blog,
e tu o sabes.
/
grato por aceitares
/
muitas ondinhas
mareantes para ti,
/
jino
/

poetaeusou disse...

/
mari amar
/
e em todos os dias
nas madrugadas
dos amhanheceres
/
beijos, querida
/

poetaeusou disse...

/
sonhadora
/
renascimentos
envolvidos
em
beijos
/
xi
/

poetaeusou disse...

+
maria p.
+
.... espraiando amanheceres ...
+
beijo
+

docepoetisa disse...

Que esta manhã seja uma esperança florida.
bj

poetaeusou disse...

*
nanda
*
para ti
*
esta é apolitica
*
...É...uma praça de gente madura...
*
Vejam bem
que não há só gaivotas em terra
quando um homem se põe a pensar
quando um homem se põe a pensar
Quem lá vem
dorme à noite ao relento na areia
dorme à noite ao relento no mar
dorme à noite ao relento no mar
E se houver
uma praça de gente ma dura
e uma estátua
e uma estátua de de febre a arder
Anda alguém
pela noite de breu à procura
e não há quem lhe queira valer
e não há quem lhe queira valer
Vejam bem
daquele homem a fraca figura
desbravando os caminhos do pão
desbravando os caminhos do pão
E se houver
uma praça de gente madura
ninguém vai
ninguém vai levantá-lo do chão
*
in) zeca afonso
*
bom 25)
*

poetaeusou disse...

/
maria
/
Quando a pátria que temos não a temos
Perdida por silêncio e por renúncia
Até a voz do mar se torna exílio
E a luz que nos rodeia é como grades
/
in) sophia
/
inté
/

poetaeusou disse...

/
Era uma vez um Girassol
/
flor mor
/
todos os dias, sim
eu o faço, sem bandeiras,
sem gritos, sem folclore.
que angustia na diferença,
entre o dizer e o fazer ...
/
bjs
/

poetaeusou disse...

/
sonhadora
/
sonho contigo,
sonhas comigo, hóhóhóho..
/
conchinhas da nazaré
/

poetaeusou disse...

/
paulinha
/
sempre oportuna
/
um beijo
de saudade
/

poetaeusou disse...

/
docepoetisa
/
terra
ar
água
fogo
,
especiarias? brasil,india...
/
jinos
/

GarçaReal disse...

Tantas lindas flores serão a promessa de um futuro igualmente florido?

« Sonhar não é proibido»

bj

poetaeusou disse...

/
garçareal
/
nem paga imposto ...
digo eu ...
/
bj
/

Kalinka disse...

Olá Poeta.
Mais uma vez ADOREI LER-TE.

Ano de 2001 - 25 de Abril
Neste ano e neste dia, eu estava «presa» por outra razão... presa ao Amor/Paixão.
E, divagando, aqui te ofereço estas palavras:
Hoje queria,
Encher-te de rosas cor de pêssego,
Queria acordar-te
Com uma flor pelo corpo,
Queria hoje...
Hoje queria amar-te muito,
Queria hoje,
Porque...
O quero todos os dias.

Espero que passes um bom feriado.
Beijos e abraços.

MEU DOCE AMOR disse...

Esperemos pelo amanhã...mas não sentados.

Lindas palavras como sempre.

Beijinho doce

as velas ardem ate ao fim disse...

Feliz dia da liberdade!

bjinhos

Teresa Durães disse...

deixo um beijo cheio de esperança que a liberdade se fortaleça com o esforço de todos nós

A COR DO MAR disse...

...que madrugues sempre esperança

Bom 25 Abril

Bj*

Farinho disse...

O que não falta por ai são inuteis...


Beijocas

PoesiaMGD disse...

Um poema promessa muito bonito!
Um beijo

poetaeusou disse...

///
kalinka
/
sentir
o teu querer
em confusão
de sentidos
unidos
pelo amor
fraternal
em fluxo
em ti, de mim
/
jinos
///

poetaeusou disse...

*
meu doce amor
*
manhãs adiadas,
acredita
*
jino
*

poetaeusou disse...

*
as velas ardem até ao fim
*
tudo é condicionado
é pena
*
jino
*

poetaeusou disse...

*
teresa durães
*
»»» de todos nós «««
é, mesmo ... teresinha
*
ji)
*

poetaeusou disse...

***
farinho
*
mas úteis a:
*
xi

***

poetaeusou disse...

+
acordomar
+
e contigo ... sempre
+
um beijo, lin(d)a
+

poetaeusou disse...

+
poesiaMGD
+
esses mmimos, MGD
+
conchinhas da nazaré
+

A COR DO MAR disse...

Madrugar comigo é impossivel poeta.
Assenta os presuntos lololololol

-quiz ser solidaria e deixar-te aqui uma mensagem, mas tu nao a mereceste... A tua "onda" é outra, e qd assim é... só ha um caminho- TCHAU

poetaeusou disse...

///
acordomar
/
ruimmmmmmmmmmmmmmm ...
/
comigo no
sentir. no viver abril ...
/
sou um infeliz
no que digo e escrevo
/
beijoka
///

Luna disse...

De que vale um dia de festa, se nos outros nos esquecemos o que foi o 25 de Abril, ate as nossas crianças quase não sabem o que é,
jinhos

poetaeusou disse...

///
luna
/
sabem sim, zézinha
é a Florisbella,
todas floridas,
e com pais, ocos ...
/
jokas
/

Doces Momentos disse...

lindo poema.
Passei para te ler agradecer o carinho e deixar um beijo doce

mari amar disse...

deixo-te cravos, beijo, abraço.
um fascínio o teu poema.

TAU TAU TUFA disse...

um molho de cravos e outro de beijos.

poetaeusou disse...

+++
doces momentos
+
grato
+
um beijo doce,
ém doca marés
+
+++

poetaeusou disse...

+++
mari amar
+
um desejo, que o 25,
seja o dia de todos
os portugueses.
de todas as cores
de todas as flores
+
beijos mil
+++

poetaeusou disse...

*
tau tau tufa
*
flores aos molhos ...
*
beijo
***