junho 11, 2010

o outro EU do meu EU (de quando em vez)






na cidade das parecenças
de ti sou bem diferente
és o que eu pareço ser
sem seres comigo parecido,
sou um beco mascarado
de palhaço feito á força
atrapalhando as ruelas
num carnaval permanente,
pelas ruas disfarçado
subtrai aparências
vi vielas de vergonha
quando olhei para ti,
se gravatas eu usasse
em alvíssimos colarinhos
intocável eu seria
na praceta das bravatas,
és a esquina da mentira
onde os ocultos fingidores
vendem-se a qualquer preço,
embuçando falinhas mansas
e com ares dissimuladores
são aquilo que eu pareço.
poema e fotos:poetaeusou

54 comentários:

Fernanda disse...

Querido amigo Poeta!

És e serás sempre genuinamente o que és, um homem sensível, sensato, amigo, forte e de paixões.
Assim te vejo, assim te sinto.

Beijnhos com sabor a maresia...

Na casa do Rau

KrystalDiVerso disse...

Grande!... Poeta!... Há poucos, mas os que há são bons!...
Neste universo tão perfeito, começo a pensar que os imperfeitos são mesmo os mais imperfeitos, enquanto os perfeitos, os sublimes, os perfeitos poetas perfeitos são... perfeitos!!!...
Mas são os PERFEITOS e SUBLIMES GENIAIS que mais vergonha têm de aparecer em público com "os tais" rostos, talvez menos perfeitos!... Um dia a máscara tornar-se-á bem pesada e a perfeição... continuará sendo um logro perfeito de condescendência e falso jogo do amparo!


Você é um HOMEM!... Para além de poeta!



Bom fim de semana!



Abraço

Ana disse...

Prefiro o de cima, que de palhaços já me chegam os que nos governam...

E palpita-me que de palhaço tens muito pouco, penso eu de que...

Beijinho, Poeta.

Lilá(s) disse...

Diz ao outro Eu do teu Eu que é um grande poeta e mais, diz-lhe que fui á Nazaré ver o vosso mar, que é meu também pois gosto tanto dele!
Bjs

Ana Martins disse...

Caro poeta,
lindo, simplesmente lindo!!!!
Ah e gostei muita das fotos.

Beijinhos com votos de um excelente fim-de-semana,

Ana Martins

Duarte disse...

Sons que me acercam à minha terra e ao ser que desejo um dia poder abraçar. Isso é o que realmente importa, amigo Zé. O parecer ou não é o que realmente menos importa, não se vê à simples vista, o que importa é o ser.

"as iludências aparudem"

Esta desgarrada de palavras que tão bem alinhas dizem bem de ti, daquilo que es, o meu amigo Zé.

Um grande abraço e a minha admiração

Sonhadora disse...

Meu querido Poeta
Nas entrelinhas se escrevem belos poemas.

beijinhos
Sonhadora

RETIRO do ÉDEN disse...

Por mais que se esforcem, os palhaços de agora, os que por aí andam, nem palhaços conseguem ser...porque um verdadeiro palhaço é aquele que naqueles momentos, encarna o papel de DEUS do faz de conta e do fazer rir...mesmo com vontade de chorar.
Está lindo o poema e as fotos uma beleza...e... muito gosto em conhecer!
Forte abraço
Mer e família

Carminda Pinho disse...

Olá Poeta!
O outro eu do meu eu, diz-me que sim, que vale a pena sonhar...

:)
Beijos

Filó disse...

As fotos, e o sentir através da escrita, mostram um Poeta, que acima de tudo é um HOMEM, de grande coração, amigo, extremamente sensível e com uma qualidade importantíssima, que é o respeito pelos outros...
Poeta, as aparências, por vezes iludem...o mais importante mesmo, é o quem vem de dentro....aí é que está o mais bonito, o que temos para darmos a nós próprios e podermos dar aos outros...

Beijinho amigo e bom fim de semana.

Ana disse...

Não só pareces ... como és... POETA!
Um beijinho e bom fim de semana *

Multiolhares disse...

Quantos de nós mostram mesmo o que são, a maioria vive encapotado em falsas realidades, palhaços disfarçados que não aceitam o que são e como são,vivem escondidos nas cavernas mais recônditas do seu ser, mostrando aos outros um ornamentado e permanente Carnaval

beijos nossos

poetaeusou . . . disse...

*
Fernanda
,
Ná,
não mereço !
,
Que importa perder a vida
em luta contra a traição,
se a Razão mesmo vencida,
não deixa de ser Razão?
,
In-antonio aleixo,
,
Conchinhas, ficam
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
KrystalDiVerso
,
Obrigado, amigo,
,
Vós que lá do vosso império
prometeis um mundo novo,
calai-vos, que pode o povo
qu'rer um mundo novo a sério.
,
In-A. Aleixo,
,
um abraço,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Ana,
,
E não é que pensas bem !
(repara na minha modéstia)
,
nota:
não como eu . . .
,
Para não fazeres ofensas
e teres dias felizes,
não digas tudo o que pensas,
mas pensa tudo o que dizes.
,
in – A, Aleixo,
,
Conchinhas,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Lilá(s)
,
visitas a Nazaré
e nada dizes ?
o Mar é teu,
porque o Mare Nostrum !
,
Sinto ao longe o teu cheiro
Como se fosse um canteiro
Perfumado de mil flores
Nazaré, tu és tão bela
Com essas flores na janela
Óh praia dos meus amores

,
Brisas serenas,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Ana Martins
,
grato, amiga,
,
A arte em nós se revela
Sempre de forma diferente:
Cai no papel ou na tela
Conforme o artista sente
,
In António Aleixo,
,
Conchinhas,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Duarte
,
"as iludências aparudem"
Também sabes esta ?
Eh Pá, sabes tudo, srsrsrsr,
,
quantas sedas aí vão,
quantos brancos colarinhos,
são pedacinhos de pão
roubados aos pobrezinhos !
,
In-António Aleixo,
,
Duarte,
aquele abraço,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Sonhadora
,
És a deusa da perspicácia,
,
Nos versos que se improvisem,
Os poetas sabem ler,
Para além do que eles dizem,
Tudo o que querem dizer .
,
in-António Aleixo,
,
suaves maresias,
*

poetaeusou . . . disse...

*
RETIRO do ÉDEN
,
É amiga
chorar alivia, mas não resolve . . .
,
Nada direi, mas, enfim,
Vou ter a grande alegria
De a Arte dizer por mim
Tudo quanto eu vos diria .
,
In-antónio aleixo,
,
Marés de Paz, deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Carminda Pinho
,
Sonhar
é antever o futuro !
,
Quando os Homens se convencerem
Que à força nada se faz,
Serão f’elizes os que pensam
Num mundo de amor e paz. !
,
In-antónio aleixo,
,
sonhadas brisas,
deixo,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Filó
,
Amiga
desenhas a verdade,
com as tuas palavras !
,
Porque será que nós temos
na frente, aos montes, aos molhos,
tantas coisas que não vemos
nem mesmo perto dos olhos?
,
In- A. Aleixo,
,
ondas de verdades.
deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Ana
,
Amiga,
,
Tem a música o poder
de tornar o homem feliz;
nem há quem saiba dizer
tanto quanto ela nos diz !
,
In-Antonio Aleixo,
,
brisas mareantes,
ficam,
,

poetaeusou . . . disse...

*
Multiolhares
,
Há luta por mil doutrinas.
Se querem que o mundo ande,
Façam das mil pequeninas
Uma só doutrina grande
,
In . António Aleixo,
,
beijos nossos,
,
*

Brilho da Lua disse...

De verdade és tudo que é, diferente de quem quer que seja, apenas você o tudo.
Beijinhos
Aryane Pinheiro.:

poetaeusou . . . disse...

*
Brilho da Lua
,
grato fico,
,
Eu não sei porque razão
certos homens, a meu ver,
quanto mais pequenos são
maiores querem parecer
.
,
in-antonjo aleixo,
,
conchinhas,
,
*

Caminhos Poéticos disse...

O outro eu do meu eu...encantada.
Obrigada por compartilhar.

Beijos e Bom Domingo...M@ria

_Sentido!... disse...

O EU de mim que é só um, vem deixar um abraço no EU de ti, que acredito seja só um também. E pego nas palavras de Aleixo, que são tuas também e faço minhas:
"quantas sedas aí vão,
quantos brancos colarinhos,
são pedacinhos de pão
roubados aos pobrezinhos !"
O EU de cada um está num sítio que poucos conseguem enxergar, e volto a pegar em vossas palavras:
"Porque será que nós temos
na frente, aos montes, aos molhos,
tantas coisas que não vemos
nem mesmo perto dos olhos?"
E termino assim:
"Quando os Homens se convencerem
Que à força nada se faz,
Serão felizes os que pensam
Num mundo de amor e paz. !"
Das muitas coisas que me têm "ensinado" de mim neste últimos tempos é que sou "invejosa"(?!), será que sou?! Bom, uma coisa eu gostava ter a tua arte de saber dizer, sem muitas vezes dizer, o que sente!
O teu carinho foi-me muito precioso, amigo!
Maresias Amigas
:))

gaivota disse...

lololololololol
és TUUUUUUUUUUUUUUUUUUU
todinhoooooo e tudiiiiiiiiiiiiii
devias ter um sapato da cada cor...
ôve cá, nã tava aí... p'ra quem era essa garrafa???
ai que trapaças e inxentes qu'aí vão á ó!
lindíssimo TU, simplesmente!
pilipares e muito carinho
lá ganhámos e a final four é já no próximo fim de semana

poetaeusou . . . disse...

*
Caminhos Poéticos
,
ou as várias vertentes do Eu,
,
Conchinhas, deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Sentido!...
,
gostei das tuas palavras,
parabéns.
,
Amiga
muitas das vezes o
termo invejosa não é pejorativo !
nos meus recantos quando se elogia,
o cabelo, o fato, os sapatos, recebemos
em troca uma exclamação género,
ah invejoso, eu sei que estou bonita !
como vês, nem tudo o que parece é . . .
,
brisas serenas, deixo,
,
*

Insana disse...

Lindo poema.. suas palavras sempre sao unicas.

bjs
Insana

poetaeusou . . . disse...

*
gaivota
,
Linda,
,
foi no carnaval
no intervalo do baile(Casino)
tinha aqui o Gaivinha e a Ligia,
falámos de ti, eu mostrei-te, não ?
,
Eu já não sei o que faça
p'ra juntar algum dinheiro;
se se vendesse a desgraça
já hoje eu era banqueiro
In-António Aleixom
,
pilipares,
*

poetaeusou . . . disse...

Insana
,
feli z fiquei !
obrigado,
,
Quem prende a água que corre
É por si próprio enganado;
O ribeirinho não morre,
Vai correr por outro lado.
In-Antonio Aleixo,
,
brisas serenas, deixo,
*

AFRICA EM POESIA disse...

poeta
passei por aqui...
Venho deixar um pouco de alegria com a minha fruteira
Um beijo




CESTINHA

Cestinha da fruta...
De metal e asas largas....
Cestinha linda...
Que tão bem cheiras...
E o teu aroma...
Espalha-se pela casa toda...


Porque aqui nesta cestinha...


Eu encontrei...
O meu lindo abacate...
Verde e elegante...
A Dona manga bem madurinha...
Fica toda vaidosa...


Depois, dois lindos maracujás...
Muito roxos... fazem companhia...
E tu Ginguenga...
Vermelha e oval...


És apenas o contraste...


E a fruteira...
Tem também...
Duas lindas goiabas...
Doces...
E com um cheirinho...
Que se junta aos outros...
E se estende pela sala...

E tu...Fruteira...

Continuas a deliciar...
Com os teus cajús...
E castanhas de estalar ...



LILI LARANJO

carmen disse...

Querido poetaés:

Amei esta postagem sua. E a sua foto ilustra bem como muitas vezes nos sentimos palhaços da vida...

Mas a vida continua e sei que teremos dias melhores, onde nos levem mais à sério e nos respeitem mais...

Por enquanto, continuamos a nossa vida, tentando torna-la melhor,mais válida, nem que seja só lá no futuro... afinal, a esperança é a última que morre...rs

Vá lá ver o meu último poema...

bjs

Lena disse...

O teu EU esta em ti,
seja qual for a aparencia de fora
es quem tu es
um grande poeta
que escreve com seu coração
tems nas pontas dos dedos
uma grande sensibilidade
e na alma o amor dos teus sentires

Um beijo !

Na foto de cima vejo em ti que não tens o sol por ai...mas onde é que ele se esconde ? Estara ele em crise também ??

poetaeusou . . . disse...

*
AFRICA EM POESIA
,
A cestinha da Lili,
Exala odores do estio
Sabe a amoras selvagens
Enfeitando margens dum rio,
,
Entre leigos ou letrados,
fala só de vez em quando,
que nós, às vezes, calados,
dizemos mais que falando.
in-António Aleixo,
,
Conchinhas,
*

poetaeusou . . . disse...

*
carmen
,
Amiga
foi apenas um divagação,
vesti a pele dos oprimidos, e
recordei os palhaços engravatados,
,
dou-te de um poeta popular,
,
Mentiu com habilidade,
fez quantas mentiras quis;
agora fala verdade
ninguém crê no que ele diz.
In – António Aleixo,
,
Irei ao teu cantinho,
,
serena Paz, deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Lena
,
hehehehe,
,
sensíveis palavras, as tuas
,
a foto é de Dezembro,
nos meus passeios pela praia,
e vestido como caminhasse
nos Pirenéus, com o cabelo
ao vento como gosto .
a outra é do Carnaval, como
não devo chamar palhaço a
quem eu queria, “chamo, a mim” !
,
fica uma quadra, sem manjerico, srsr.
,
Julgando um dever cumprir,
Sem descer no meu critério,
- Digo verdades a rir
Aos que me mentem a sério!
In-António Aleixo,
,
Conchinhas de uma noite fresca
*

tossan disse...

Fantástico! Um poema primoroso que mexe com o outro eu meu. Dão o meu favorito. Abraço

FERNANDINHA & POEMAS disse...

QUERIDO AMIGO POETA, ESTOU SEM PALAVRAS PARA RETRATAR TUDO O QUE VAI NA MINHA ALMA, AO LER E VER O MAGNIFICO POEMA E FOTOS...
... NA MINHA ALMA ESTÁS AMIGO... ABRAÇO-TE COM AMIZADE,
FERNANDINHA

Marlene Maravilha disse...

Ser ou nao ser, eis a questao.
Valeu!
beijo

© Piedade Araújo Sol disse...

lembrei António Aleixo!

beij

poetaeusou . . . disse...

*
tossan
,
gostaste ?
fico contente,
,
Eu não sei porque razão
certos homens, a meu ver,
quanto mais pequenos são
maiores querem parecer.
,
In-António Aleixo,
,
Um abraço,
*

poetaeusou . . . disse...

*
FERNANDINHA & POEMAS
,
Fernandinha
obrigado,
,
Queremos ver sempre à distância
o que não está descoberto,
Sem ligarmos importância
ao que está à vista e perto.
,
In-António Aleixo,
,
um jino, deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Marlene Maravilha
,
Vale, sempre !
,
Se os homens chegam a ver
Por que razão se consomem,
O homem deixa de ser
O lobo do outro homem
,
in-António Aleixo,
,
deixo a minha paz,
*

poetaeusou . . . disse...

*
© Piedade Araújo Sol
,
e dou-te
o António Aleixo,
,
P'ra mentira ser segura
e atingir profundidade
tem de trazer à mistura
qualquer coisa de verdade.
,
In-António Aleixo,
,
Veras conchinhas,
Deixo,
,
*

rosa dourada/ondina azul disse...

Do ser, o que mais importa é o que está lá dentro,
o que sente o coração do palhaço,
ou do homem de fato?


Deixo-te uma aragem do norte,

Desnuda disse...

Maravilhaaaaaaaaaaaaaa, poeta!!! Obrigada.

Carinhoso beijo.

poetaeusou . . . disse...

*
rosa dourada/ondina azul
,
ah,
se nós todos,
tivesse-mos a tua sensibilidade,
como diferente o mundo seria !
,
um mar de amizade,
deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Desnuda
,
Ruborizeeeeeeeeiiii,
,
conchinhas, nocturnas,
ficam,
,
*

Canduxa disse...

De quando em vez somos todos assim palhaços...
talvez para fugir à rotina
da vida,
mas a essência...essa será sempre igual....serás sempre TU.
Para mim a diferença das fotografias está na mascara… esconde apenas o grande poeta que és.
Deixo beijinhos apalhaçados

poetaeusou . . . disse...

*
Canduxa
,
a tua simpatia,
relança-me á rotina,
da minha humana máscara !
srsrsrsr .
,
Conchinhas, deixo,
,
*