maio 19, 2010

---------------------- nas abas dos troncos





entronco nas margens
enxovais de mim
destinos bordados
nas asas do vento,
violinos rendilhados
compassam pianos
cerzindo prenúncios
nas abas dos troncos,
nos sopés dos ecos
desvairados sons
deslizam lânguidos
dolentes, perdidos,
no rio dos instantes .
fotos e poemas: poetaeusou

60 comentários:

HELENA AFONSO disse...

Mais um lindo poema, estas árvores- troncos a mim me lembram tanta coisa..... fantasmas e sombras, uma escultura dum Giacommeti, uma figuras de duendo numa floresta, aqueles braços para o ar mais me parecem um simbolo do desespero......
bijº, HELENA

M. Lourdes disse...

Amigo Poeta
Que lindo bordado fez com o seu poema.
Beijinhos
Lourdes

Isa disse...

Meu Poeta,quando aqui entro,sem querer perturbar,espero sempre algo que me seduza.E tenho resposta,bela,
musical,de um ritmo que me "obriga"
a recitar baixinho a sua poesia...
Obrigada por mais este momento!
Beijo.
isa.

Florentino disse...

lindo poema e as imagem dizem pela letra, o som obrilho.,.é muito bom

Fa menor disse...

Ah, se pudessemos sempre bordar os destinos com essas belas flores das margens!
mas o vento traz e leva todos os ecos...

Bjos

FlorAlpina disse...

Olá Poeta,
Nos sopés dos ecos...
escuto os silêncios...
as sombras dos troncos...
rendilham os poemas...
que navegam no rio dos instantes...

Bjs dos Alpes

poetaeusou . . . disse...

*
HELENA AFONSO
,
dualidade, minha amiga,
braços que pedem ajuda
ou
que agradecem aos céus !
digo eu, mas será ?
,
Artisticamente, eu ainda sou uma
criança com uma vida inteira pela
frente para descobrir e criar.
Eu quero alguma coisa, mas eu não
sei o que é até que eu consiga fazê-lo.
,
in - Giacometti
,
Conchinhas, deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
M. Lourdes
,
Grato, amiga,
,
talvez a ponto de cruz,
como me ensinou a minha avó !
,
Brisas serenas,
,
*

LOURO disse...

Olá amigo Poeta!

Linda postagem!!!Perfeito casamento,fotos e poema...
Nas abas dos troncos,
perdidos,no rio dos instantes.

Conchas te deixo,
abraço
Lourenço

poetaeusou . . . disse...

*
Isa
,
nunca perturbas esta casa,
pelo contrário, quando me
visitas noto uma ardente luz,
que ilumina o meu cantinho.
Amiga
a poesia é de quem a lê,
logo é tua !
,
marés serenas,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Florentino
,
grato amigo,
,
um grande abraço,
até Angola !
*

poetaeusou . . . disse...

*
Fa menor
,
os ecos vão e voltam,
nas margens de uma nuvem,
,
conchinhas floridas,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
FlorAlpina
,
canto ao vento,
nas abas das palavras,
,
brisas serenas,
,
*

© Piedade Araújo Sol disse...

bas asas do vento
em mim chegou
resquicios de poesia


belissimo!

beij

tossan disse...

Estou cerzindo essa junção poética. Abraço amigo

poetaeusou . . . disse...

*
LOURO
,
Lourenço,
grato fico,
,
um abraço
da terra do iodo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
© Piedade Araújo Sol
,
nas margens da poesia,
entronca-se a Rosa dos Ventos !
,
conchinhas, deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
tossan
,
ponteadas palavras,
confluindo sentires !
,
um abraço,
,
*

helia disse...

Mais um lindo Poema e umas belas Fotos!

Cildemer disse...

"destinos bordados
nas asas do vento"

Nas asas do vento quase me fui pelos ares, um dia, ao subir a ladeira à saída da escola!
Destino que podia ter sido fatal se não tivessem havido uns arbustos por aí acima!

***
Beijinhos e um vendaval de estrelinhas radiosas*******

Maria Clarinda disse...

E aqui estás meu poeta...com as fotos e os poemas lindos que tanto gosto. Jhs

SAM disse...

Um belo poema, belas imagens e fico imaginando e sentindo tudo isso ao som de violino e piano. Uma grande orquestração que toca, profundamente, as cordas do meu coração. De nada mais preciso para ser feliz.

Grata, poeta. Carinhoso beijo.

poetaeusou . . . disse...

*
helia
,
obrigado,
,
marés serenas, deixo,
,
*

Mariazita disse...

Que linda música emana desses troncos!
Na sua pose erecta dirigem uma prece aos céus?
E os seus braços caídos, significam desalento?
Só o poeta o sabe...

Gostei. Muito.
Beijinhos

poetaeusou . . . disse...

*
Cildemer
,
recordações,
das nortadas Nazarenas,
deve ter sido algum aloé,
que te prendeu, srsrsrsr,
,
serenas conchinhas, deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Maria Clarinda
,
o teu elogio
fortalece o meu ego
que “inchado” está !
srsrsrsr,
,
Conchinhas,
*

poetaeusou . . . disse...

*
SAM
,
Amiga,
,
não serás
pouco exigente ?
srsrsrsr .
,
um mar de carinho,
deixo-te,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Mariazita
,
Amiga,
,
talvez,
um agradecimento aos Céus, por
ter-mos (ainda) raízes na Terra,
,
um mar de amizade, deixo.
*

Andradarte disse...

Comecei vendo as belas fotos e
acabei num lindo poema..
Abraço

Filó disse...

Poeta,

Bordar os nossos destinos e com eles voar nas asas do vento, até às margens do rio dos instantes, cerzindo palavras...
Belo poema bordado com a inspiração do Poeta!

Beijo amigo

GarçaReal disse...

Enxovais de rendas, violinos em toque belo....

Musica igualmente bela em coordenação de fotos

Bjgrande do lago

Pilipares e bom resto de semana

gaivota disse...

o rio dos distantes...
lindoooooooooo bordado que aqui deixas!
pilipares
e sol, muito sol!

poetaeusou . . . disse...

*
Andradarte
,
grato, fico
porém não sei
sei se mereço .
,
Abraço,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Filó
,
Amiga
a inspiração
está na beleza visual
onde estamos inseridos !
,
conchinhas, deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
GarçaReal
,
são um poema,
as tuas palavras !
,
um alagado, lago,
de nocturnos pilipares,
deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
gaivota
,
olha,
botei as saias ao Sol . . .
srsrsr,
,
pilipares,
*

Maria P. disse...

Gosto deste entroncar de palavras...

beijinho*

Caminhos Poéticos disse...

O valor das coisas não está no tempo em que elas duram,mas na intensidade com que acontecem.
Por isso existem momentos inesqueciveis,coisas inexplicaveis e pessoas incomparaveis.

Fernando Pessoa

Amor & Paz na sua noite...M@ria

"Cantinho Poético" disse...

Quando fala o amor, a voz de todos os deuses deixa o céu embriagado de harmonia.

William Shakespeare

Amor & Paz na sua noite...Beijos! M@ria

RETIRO do ÉDEN disse...

Amigo,
Quando vão até à Barragem do Arnóia (Geiras/Óbidos) e permanecem um pouco a beber aquela paz e serenidade...depois tragam para aqui uma foto para passarem esse delícia a mim e aos que por aqui passam.
É que mais uma vez parecia o rio...
Lindo este poste.
Abraço e agradecimento pela visita ao retirito.
É sempre uma honra.
Mer

Zélia Guardiano disse...

Lindo, meu Poeta!
Poema todo feito com carinho, ponto a ponto...
Seus vôos são cada vez mais altos!

Um grnade abraço.

Baila sem peso disse...

never...é uma melodia dolente
a árvore viva ou morta fica de pé
a vida passa por nós em instantes
uns sombrios, outros radiantes...
tal como um rio que abraça a margem
uma vez de pedra, outra de folhagem...
o teu poema roça a pele bordando
o teu interior preenchido pensando...

e as fotos e os miminhos nadando
poeta de mão cheia se entregando!

meu beijinho dançando ao som de violino e piano e obrigada também pelo carinho que vais deixando!

poetaeusou . . . disse...

*
Maria P.
,
entroncado fico
com a tua simpatia.
,
margens de luz,
deixo,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Caminhos Poéticos
,
M@ria,
,
o valor das coisas,
estão nos Caminhos Poéticos,
,
Conchinhas,
*

poetaeusou . . . disse...

*
"Cantinho Poético"
,
William Shakespeare,
é a harmonia teatral .
.
brisas serenas, deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
RETIRO do ÉDEN
,
Mer
eu conheço a Barragem,
irei revisitá-la, com mais tempo !
,
a foto foi tirada num dos lagos do
Jardim da Paz, Quinta dos Loridos !
,
Brisas de Paz, deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Zélia Guardiano
,
amiga
voo no carinho
das tuas palavras !
,
um mar de luz,
deixo,
,
*

Daniel Costa disse...

Poetaeusou

De qualquer modo o poeta sempre exala poesia, basta reparar na seguna imagem para se notar um poético olhar.
Daniel

poetaeusou . . . disse...

*
Baila sem peso
,
a melodia dos troncos
nunca acabará
mesmo desgastado
rejuvenescerá sempre,
rebentos baptizados
pelo gemer aquoso,
dos deslizantes rios,
folhagens caminhando
nas pedras das ramagens . . .
,
marés musicais, deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Daniel Costa
,
Amigo,
,
a Imagem é de um dos lagos,
do Jardim da Paz, Bombarral,
se não conheces, visita-o,
é um lugar sereno, belo,
e com centenas de estátuas,
de budas, animais e guardiões
do templo de vários tipos !
( é uma oferta do Joe Berard)
srsrsrsr,
,
um abraço,
,
*

Efigênia Coutinho disse...

violinos rendilhados....


Como você escreveu bonito,
poeta és de verdade,
agradecida com sua visita,
Efigênia Coutinho
in New York

Multiolhares disse...

Na tranquilidade do rio ressoam acordes de encanto
beijos nossos

poetaeusou . . . disse...

*
Efigênia Coutinho
,
Start spreadin' the news,
I'm leavin' today
I want to be a part of it,
New York, New York...
These vagabond shoes
Are longing to stray
Right through the very
heart of it,
New York, New York...
,
in-Sinatra,
,
brisas serenas,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Multiolhares
,
um rio de serenidade,
ecoando entre margens,
,
beijos nossoa,
,
*

Canduxa disse...

Amigo poeta,

no rio dos instantes,
nas abas do vento
sinto a tua poesia.

lindas fotografias!

beijinhos de luz

Lúcia Leme disse...

Lindo demais!

Bjussss

poetaeusou . . . disse...

*
Canduxa
,
amiga
grato fico,
,
é,
nas abas da poesia,
o rio instanta o olhar,
,
conchinhas,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Lúcia Leme
,
amiga,
se o dizes acredito,
,
brisas serenas,
,
*

antonio - o implume disse...

Um enxoval de destinos bordados... sim, isso é a nossa vida. Brilhante!

poetaeusou . . . disse...

*
antonio - o implume
,
é isso !
diria mais,
a vida
são acasos rendilhados.
,
saudações,
,
*