dezembro 16, 2009

>>>>>>>>>>>>>>>e ás falésias jurarei<<<<<<<<<

falésimar

video

podes vincar o vazio
no desdém que me devotas
esculpindo a tua ausência,
porém nada me impede
de rebentar as amarras
que atam a tua indiferença,
trilharei o meu caminho
soletrando os meus poemas
que tu teimas em não ler,
jamais irei desistir
e ás falésias jurarei,
não vou mais imaginar-te
porque quero a tua presença.

poema-fotos-video:poetaeusou

56 comentários:

Multiolhares disse...

Desdém Palavra muito forte e triste,
Pois se alguém nos devota , desprezo, e nos deixa vazio ,
Não merece poemas , a sua própria presença , é algo maligno,
Que nunca sejas premiado com alguém tão mesquinho perto de ti, mas….como os poemas são
Feitos também do imaginário , do não sentido, e por vezes é a obscuridade que os faz mais bonitos,este ficou perfeito, muito bem conseguido

beijos nossos

rosa dourada/ondina azul disse...

O vazio pode ser preenchido com belos sentimentos:)))

conchinhas nataliceas,
em onda de amizade,

Perla disse...

Sempre belas imagens conjugadas com belos poemas!

Feliz Natal!

Bjs

Sol da meia noite disse...

Meu amigo, poesia forte, pesada mesmo, escrita com um sentir amargurado mas determinado.

Um jinho amigo *

RETIRO do ÉDEN disse...

Palavras soltas...ao vento, destes dias frios de finais de Outono.
Belo, muito belo, tudo por aqui.
Abraço
Mer

Ana Isabel disse...

..falésia..encontro abrupto da terra com o mar..


LINDO ESTE POEMA.


Um abraço

Sandra Botelho disse...

Existe uma frase que diz assim:
As mulheres teimam em desprezar o que mais desejam...
As vezes o desprezo é o medo da entrega.
lindissimo poema
bjos no coração!

Ana disse...

Até a falar do vazio, as tuas palavras estão cheias de encanto.
Parabéns, Poeta.
Um beijo.

Chris disse...

Presença devota nas falésias das juras incumpridas... gostei
Um abraço,
Chris

Isa disse...

Paz
__________________União
_________________Alegrias
________________Esperanças
_______________Amor.Sucesso
______________Realizações★Luz
_____________Respeito★harmonia
____________Saúde★..solidariedade
___________Felicidade ★...Humildade
__________Confraternização ★..Pureza
_________Amizade ★Sabedoria★.Perdão
________Igualdade★Liberdade.Boa-.sorte
_______Sinceridade★Estima★.Fraternidade
______Equilíbrio★Dignidade★...Benevolência
_____Fé★Bondade_Paciência..Gratidão_Força
____Tenacidade★Prosperidade_.Reconhecimento
(¨`•.•´¨). ×`•.¸.•´× (¨`•.•´¨). ×`•.¸.•´×(¨`•.•´¨)
(¨`•.•´¨). ×`•.¸.•´× (¨`•.•´¨). ×`•.¸.•´×(¨`•.•´¨)
CAMPANHA: VAMOS FAZER ESTA ÁRVORE CIRCULAR
NOSSO ATÉ O FIM DO ANO PARA ENERGIZAR 2010!!!
PARTICIPE VOCÊ TAMBÉM ENVIE PARA AMIGOS
QUE VOCÊ CONSIDERA ESPECIAL

Era uma vez um Girassol disse...

Meu querido amigo, que juras são essas que não têm resposta? Para quê então dedicar os poemas, a atenção, a esperança quando alguém não te merece?
Perder tempo, energias,sentir vazio, uma pena!
Podes ter a certeza que o amor chegará para ti de alguém que por ti sentirá o mesmo.Palavra de girassol, que também é um pouco "bruxinha"!!!!!
Assim NÂO!!!!!!
Desta forma te desejo, de todo o coração, que este Novo Ano seja de mudança, te traga o amor e a companhia que realmente mereces.
Disse a flor, que está, neste momento, plantada a oriente.
Beijinhos

poetaeusou . . . disse...

*
Multiolhares
,
luna
desdém pode ser
altivez ou orgulho,
tudo é susceptível . . .
até os poemas,
são o que não são,
podendo não ser
o que são . . .
srsrsrsrsr,
,
beijos nossos
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
rosa dourada/ondina azul
,
é . . .
o vazio
pode ser
um favo por preencher !
,
conchinhas serenas, deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Perla
,
Amiga,
uma boa quadra, com um
mar de positivismo, deixo-te .
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Sol da meia noite
,
amiga
apenas estado de alma,
filho das injustiças,
da falta de sensibilidade,
do egoísmo instalado . . .
,
ingénuas conchinhas,
deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
RETIRO do ÉDEN
,
Amiga,
a agonia outonal a caminho da
hibernação esperando pelo
Primaveril rejuvenescimento . . .
,
brisas serenas, ficam,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Ana Isabel
,
a fortuita altivez,
de um abraço sentido
unindo o belo ao sublime .
,
conchinhas coloridas,
deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Sandra Botelho
,
concordo totalmente,
sabes,
tenho amigos que não
me aceitam, por afirmar,
que o medo é sinónimo
de prudência .
,
brisas serenas, deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Ana
,
achas ?
então . . .
vamos encher de encanto
os vazios deste mundo !
,
encostadas conchinhas,
deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Chris
,
e quem mais jura,
mais mente, não é ?
,
um mar de conchinhas,
deixo,
,
*

gaivota disse...

ás falésias e à pedra do guilhim...
jamais desistirei!
pilipares

poetaeusou . . . disse...

*
Isa
,
Insistir, insistir sempre,
podes contar comigo e que
renasça a bem-aventurança !
,
Natalícias conchinhas,
ficam,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Era uma vez um Girassol
,
amiga
muitas vezes é pura inspiração,
tudo aquilo que se escreve,
não é por acaso que os poemas
são de quem os lê . . .
basta ler um livro de poemas,
e é notório a contradição de
sentimentos do seu autor, um
poema é um estado de alma . . .
como escreve Fernando Pessoa:
O poeta é um fingidor.
Finge tão completamente
Que chega a fingir que é dor
A dor que deveras sente.
,
Fica claro, como é óbvio, o
teu cuidado e a tua profecia,
o que muito agradeço,
mesmo sem a palma da mão.
srsrsrsrsr,
amiga,
uma boa quadra, extensiva,
nessas orientais paragens,
,

poetaeusou . . . disse...

*
gaivota
,
Á Miga
nasintistesss o sismo ?
até a águia abalou . . .
não é voou, é abalou, tremeu …
bolas !
,
Pilipares
,
*

gaivota disse...

mas essa águia nã avoaaaaaaaaaaa
nã a deixes abalarrrrrrrr
também aqui foi sentido e não foi tremeliques...
e aí, ao pé do mar...
até ando almariada!
pilipares

Ana disse...

Está perfeito poeta, a tua inspiração é sem dúvida inigualável. Adorei!!!
O vídeo e as imagens das falésias nessa mar que te inspira tanto estão magníficas!!!
Um grande beijinho,
Ana Paula

GarçaReal disse...

Rebenta as amarras, apaga o vazio e luta...Afinal a alma do poeta também escreve lutando.

Muito belo

As fotos estão lindas

Pilipares deixo

Bjgrande do lago

poetaeusou . . . disse...

*
gaivota
,
Linda
o Mar parece a piscina,
do Algés e Dafundo . . .
o Mar está velho e cansado,
é o espelho deste País . . .
,
pilipares,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Ana
,
ofereço-te
nas minhas palavras
a voz da imaginação
que me leva a semear
os prenúncios construídos
orvalhando os meus poemas
nas searas por colher,
,
conchinhas natalícias
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
GarçaReal
,
vou,
amordaçar os vazios,
nas escarpas do pensamento,
cobrindo as fragas da vida,
de poemas de amizade !
,
um ondulado jino
num mar de pilipares,
fica,
,
*

Filó disse...

Poema duro e forte tal como as rochas dessas falésias....
É muito gratificante um sorriso ou um carinho, por isso leio os seus poemas, que tanto gosto,o meu obrigado, por isso.
Poeta, perante estas falésias, lhe juro, que me vai conhecer, se o quiser e quando quiser, porque não? conhecer o amigo que faz poemas tão lindos, e por quem tenho imenso carinho.

Boas Festas

Um beijinho Amigo

Era uma vez um Girassol disse...

Ainda bem, poeta, fico mais tranquila...
Como eu só consigo escrever o que sinto...vai daí...
Um abraço da flor

poetaeusou . . . disse...

*
Filo
,
Falésias
que vão lutando
contra a corrosão do tempo,
como nós fazemos
perante o desgaste da vida !
,
grato por me ler, amiga,
,
uma boa quadra, embrulhada
num jino de amizade . . .
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Era uma vez um Girassol
,
Grande Flor,
,
generalizei o meu comentário .
Quanto ao Poema, também
escrevo só o que sinto,
embora de quando em vez,
através de parábolas ou como
foi o caso do poemado, chamar
minhas as dores alheias . . .
,
que te inundes de luz,
para além da luz familiar,
nesse Macau luminoso,
são os meus sinceros votos,
envoltos em serenas brisas,
,
*

TristãoeIsolda disse...

Nada mesmo nos impede de rebentar as amarras que nos prendem ao sonho, apenas.

Abraço

Jacarée disse...

Poetaeusou

Passei para lhe desejar....

PAZ
AMOR
UNIÃO
SAÙDE
ALEGRIA
SUCESSO
HARMONIA
HUMILDADE
IGUALDADE
ESPERANCIA
FELICIDADE
FATERNIDADE
SOLIRIEDADE
BENEVOLÊNCIA
PROSPERIEDADE

FELIZ NATAL E ANO NOVO

--------*--



¨¨¨¨¨¨¨¨**

¨¨¨¨¨¨¨¨¨*o*

¨¨¨¨¨¨¨¨*♥*o*

¨¨¨¨¨¨**o**♥*o*

¨¨¨¨¨**♥**o**o**

¨¨¨¨**o**♥***♥*o* “

¨¨¨*****♥*o**o****

¨¨**♥**o*****o**♥**

¨******o*****♥**o***

****o***♥**o***o***♥ *

*******||||***********
*******||||************
*******||||************

Jacarée

Daniel Costa disse...

Poetaeusou

Um bonito poema a fazer-se ouvir, ainda que com a indiferença queda das pedras da falésia.
Abraço,
Daniel

maria disse...

desejo-vos muita Luz , muita Saúde e muita Paz e que o novo Ano vos traga tudo quanto desejo para mim.
xi
maria de são pedro

poetaeusou . . . disse...

*
TristãoeIsolda
,
sem algemas
nem amarras, sempre,
,
Saudações,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Jacarée
,
um boa quadra
já que do próximo ano,
pouco podemos esperar,
,
límpidas saudações, deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Daniel Costa,
,
sim amigo,
ao longo do litoral,
o homem antecipou-se
á natural erosão, e toca a
destruir as naturais defesas …
,
para reforçar as falésias
quem quer não tem verbas,
quem quer e tem verbas,
o mandão do ambiente não
autoriza, porque está manietado
pelos patos bravos . . .
quem diz patos, diz andorões,
gaviões, camaleões, pardalões . . .
,
um abraço,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
maria
,
Maria de São Pedro,
gratificado fiquei,
uma boa quadra, desejo,
com saúde, muita saúde, e
vamos semear a Luz e a Paz,
em nosso redor . . .
,
deixo-te a minha Paz,
,
*

Entre "linhas" disse...

"A Melhor mensagem de Natal é aquela que sai em silêncio
de nossos corações e aquece com ternura os corações daqueles que nos acompanham em nossa caminhada pela vida"

*Laur@´s Poesias

CarlaSofia disse...

Não devemos desistir de quem amamos, mas o amor próprio, esse nunca devemos perder.
beijinhos*
~universosquestionáveis~

uminuto disse...

e por muito bom que seja imaginar-se a realidade pode ser bem melhor
um beijo

poetaeusou . . . disse...

*
Entre "linhas"
,
Zita
,
Ai Natal, Natal . . ,
Recordo:
Quando um ramo de doze badaladas
se espalhava nos móveis e tu vinhas
solstício de mel pelas escadas de um
sentimento com nozes e com pinhas,
menino eras de lenha e crepitavas
porque do fogo o nome antigo tinha
se em sua eternidade colocavas o
que a infância pedia às andorinhas.
Depois nas folhas secas te envolvias
de trezentos e muitos lerdos dias e
eras um sol na sombra flagelado.
O fel que por nós bebes te liberta
e no manso natal que te conserta
só tu ficaste a ti acostumado.
,
In-Natália Correia,
,
conchinhas,
ficam,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
CarlaSofia
,
gostei das tuas palavras,
porém existem outras vertentes,
,
> O amor-próprio é um balão
cheio de vento, do qual saem
tempestades quando o picam
,
disse Voltaire,
,
brisas serenas,
,
*


*

poetaeusou . . . disse...

*
uminuto
,
estou contigo,
a realidade
é a concretizada verdade . . .
,
conchinhas luzentes, deixo,
,
*

Isabel-F. disse...

Como sempre, uma MARAVILHA,
meu caro poeta ...


bjs
isabel

gaivota disse...

coitado do nosso mar... já se está a preparar para as tonteiras do fim do ano, suave e manso que nem um cordeiro... para atentar os bezanosos ao banho! depois, logo se ouvirá dizer!
ouve cá, não tinhas outra piscina para comparar??? lolololol
pilipares

poetaeusou . . . disse...

*
Isabel-F.
,
e maravilhado fiquei,
,
maravilhosas conchinhas
ficam,
,
*

Lena disse...

Nunca devemos desistir
naquilo em que acreditamos...

O mar esta lindo,
e o céu também...
esse solinho....
chegou aqui.

Um beijo

poetaeusou . . . disse...

*
gaivota
,
linda
,
estão a alugar apartamentos
quarto dias mil €uros,
para a passagem do Ano . . .
,
Sete palcos na Praia, no Sitio
e na Pederneira . . .
em Agosto paga-se ao Banco,
se ainda existirem Bancos . . .
,
pilipares,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Lena
,
desistir é morrer . . .
,
Lena
a Nazaré é um oásis,
,
conchinhas coloridas,
deixo,
,
*

Ianê Mello disse...

Da indiferança o amor se manifesta e sublima a dor.

Lindo poema.

Beijos.

poetaeusou . . . disse...

*
Ianê Mello
,
amor sublimado,
sofrido, cantado . . .
,
conchinhas nocturnas,
ficam,
,
*