maio 25, 2009

>>>>>>>>>>>>>>imateriais metáforas<<<<<<<<<

gostava
de poder ter o poder
infinito
e absoluto do presente
engendrando
e oferecer-te o não saber
no rasto enfadonho da secura,
inundava-te
de profanadas loucuras
searas de atilhos ressequidos
maculados de disfarces semeados
nas areias fertilizadas do deserto,
ordenava-te
que redefinisses o meu norte
na agulha dos vazios invertidos
libertando os enganos da mudança
na luz que és de mim e o meu destino.
poema-fotos:poetaeusou

52 comentários:

São disse...

Nazareno poeta, tens o infinito poder da tua sensibilidade derramada em poemas e fotos...
Feliz semana.

Daniel Costa disse...

Poetaeusou

Mundanças para melhor, no meio de tanta mediocridade, só a preconizada por um poeta!

Abraço,
Daniel

Xana disse...

Meu amigo ainda bem que não se tem o poder infinito.
A vida é feita de pequenos amores , de grandes coisas de duras batalhas, é bom ;)

abraço e obrigado pelo poema tão sentido

utopia das palavras disse...

Desventurada
a posse
do teu desnorte
Inunda-te de destino
De maré viva
e faz-te ser rochedo
de saber!

Gosto do que escreves, poeta!

Beijinho

Baila sem peso disse...

Não faz mal não ter
todo o poder
se se oferecer
o que se tem no Ser!
Aqui no poeta encontra-se a quietude
a luz, a loucura, a bonança
que suavizam os ventos de mudança...

Obrigada pelas fotos e poema que dança!
Boa semana
beijinho

Parapeito disse...

..." a flor que és...não a que dás ,eu quero !
Ricardo Reis
**

Teresa Durães disse...

umaimagem mito curiosa a oferta do não saber

helia disse...

Mais um lindo Poema com umas não menos lindas e bem escolhidas fotos!

Multiolhares disse...

Fora eu um anjo de luz
Transformava as areias do deserto
em mar salgado para banhar teu olhar, das searas de atilhos ressequidos faria tombar gotas de amor para as colorir, aí tu próprio saberias definir o teu norte,e caminhar no teu destino,
Mas como não passo se um ser normal, estendo-te a minha mão, e no meu abraço caminhamos lado a lado, pelo caminho desbravado por nós no destino que construímos

beijos nossos

Cleo disse...

este poder está dentro de ti.
lindo poema.
Uma semana maravilhosa prá você.
Beijos

Filó disse...

Um Poema sublime e clarificador..
Ainda bem que não temos poder para o tal poder infinito.. cada um de nós tem obrigação de redefinir seu norte, ir ao encontro do seu destino...
Todos os dias assim é.
Engendram-se palavras, fazem-se loucuras e semeiam-se disfarces.
Tudo através da luz da viva Poesia !

Poeta,as fotos também são lindas .
O meu Abraço Amigo.

AnaMar (pseudónimo) disse...

Fotos magníficas e palavras poderosas. Que vêm de dentro...

Liar disse...

Olá Amigo poetaeusou!

Sabes,eu entro aqui e o cheirinho a mar fascina-me,assim como fascina o que escreves!

Lindo!

Bjinhos

Céci

Duarte disse...

Escadinhas que sempre nos levam a alguma parte, e mais ainda se são de pedra.

Gostei desta inspiração tua.

Um abraço

poetaeusou . . . disse...

*
São
,
o sentir em palavras,
apenas,
,
conchinhas, deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Daniel Costa
,
certo, amigo,
qualquer mudança,
é uma mera . . .
quimera . . .
,
Abraço
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Xana
,
lá diz o
Sérgio Godinho
a vida é feita
de pequenos nadas,
,
Brisas serenas, deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
utopia das palavras
,
o norte
é o destino
a maré cheia
onde o viver
forte rochedo
feito saber
livre do medo . . .
,
um mar de jinos, deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Baila sem peso
,
na dança das tuas palavras,
embalado me senti . . .
,
marés serenas, te envio,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Parapeito
,
A flor que és, não a que dás, eu quero.
Porque me negas o que te não peço.
Tempo há para negares
Depois de teres dado.
Flor, sê-me flor! Se te colher avaro
A mão da infausta esfinge, tu perene
Sombra errarás absurda,
Buscando o que não deste.
,
Desculpa-me, mas para mim
é um dos mais belos
da família, “pessoana”,
,
conchinhas de paz, deixo,
,
*

Maria P. disse...

o poder das metáforas...

Beijinho*m*

Ana disse...

Um poema repleto de sonhos e desejos, que idealiza um destino franco por quem teria o poder de o ajustar.
No entanto tens "o poder" de uma enorme sensibilidade que admiro muito.
As imagens são magníficas!
Um grande beijinho,
Ana Paula

poetaeusou . . . disse...

*
Teresa Durães
,
o saber autónomo existirá ?
talvez . . .
.
conchinhas,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Multiolhares
,
Luna
,
vou esquecer a poesia
e
entre um anjo e o real,
no normal que consideras,
acolho a mão que me estendes,
em ombro de abrigo feito,
,
Beijos nossos
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Cleo
,
gentil como sempre,
,
agradecidas conchinhas, deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Filó
,
senti as tuas palavras
obrigado minha amiga,
,
um mar de abraços serenos,
envio
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
AnaMar(pseudónimo)
,
Grato, fico,
Tenho andado a leste das visitas,
Peço-te a máxima desculpa,
,
Conchinhas de paz, deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Liar
,
liar (unir-atar)
ao mar
é conciliar,
a maresia e o olhar,
,
marés de estima, deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Duarte
,
amigo
,
escadinhas de pedra,
trilhando o rumo,
na rota da amizade,
,
um amigável abraço, deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
hélia
,
gratificado fiquei,
,
vagas de agradecimentos,
deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Maria P.
,
imagens . . . figurativas, só,
,
bji,h,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Ana
,
a sensibilidade
é o manto dos sonhadores,
o véu dos desejos,
a capa do sofrimento . . .
,
conchinhas de paz, deixo,
,
*

gaivota disse...

o teu destino... o norte da tua vida, a essência do teu mar...
piliparesssssssssssss

KrystalDiVerso disse...

Pois, caro Poeta, eu também queria voltar atrás e ter o poder de optar pelos caminhos que percorri e... pelos que não percorri!... Admiravelmente, acabo pensando que não quero voltar porque não vale a pena passar pelo mesmo; interessante é a marca, a agulha que nos indica, a agulha que somos, o norte que está para lá de nós, onde esperamos, algures, por ela!... Onde o Norte nunca chega!... Não é admirável?!...

Grande... Poeta

Boa semana

Escolha entre... beijos e abraços

Lena disse...

Tems o poder de nos inundar
com tuas belas palavras

um beijo

poetaeusou . . . disse...

*
gaivota
,
Linda
,
o norte
do desnorte
na consorte
deu sorte
aqui ao norte
no ……..orte
,
Pilipares,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
KrystalDiVerso
,
além do mais,
a mesma agua
não passa duas vezes
por debaixo da mesma ponte,,
,
e . . . tens toda a razão !!!
,
um abraço
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Lena
,
nas maresias,
feitas brisas das maré,
,
Conchinhas,
,
*

Princesa disse...

Acorde todas as manhãs com um sorriso.

Esta é mais uma oportunidade que você tem para ser feliz.

Seja seu próprio motor de ignição. O dia de hoje jamais voltará.

Não o desperdice, pois você nasceu para ser feliz!

Enumere as boas coisas que você tem na vida

Ao tomar consciência do seu valor, você será capaz

de ir em frente com muita força, coragem e

confiança!

um beijo

poetaeusou . . . disse...

*
Princesa
,
consegui sorrir
com as tuas palavras,
a minha experiencia
tem várias vertentes,
a força da vida,
na vida sem força
sem vida forçando
o que a vida nos força,
esforçada vida
de vida sem vida . . .
,
conchinhas de amizade, deixo,
,
*

lilás disse...

Estas imagens! sinto o cheiro a maresia...palavras sentidas e poderosas!
Bjs

mdsol disse...

Conchinhas vizinho
:))

Perla disse...

É com essas metáforas que se inunda o olhar de luz!

Belas fotos!

Bjs

MARTHA THORMAN VON MADERS disse...

E ainda busca, de alma em alma
aquele lábio vermelho.
Ai o frio da própria boca!
o amor é um beijo no espelho...
Apareça por lá.
beijossssssssssss

Maria Faia disse...

Mais uma delícia para os sentidos este belo poema de sonho e desejo feito.
Fico feliz por ter descoberto um verdadeiro Poeta aqui tão pertinho de mim.

Um beijo amigo,
Maria Faia

poetaeusou . . . disse...

*
lilás
,
cheira a mar
cheira a maresia
voam odores da poesia
perfumando suas rotas
entre as asas das gaivotas
alegres no seu voar
,
conchinhas serenas,
,
*

poetaeusou . . . disse...

msol
,
desditosa cabeça minha
desbotei minha aliança
no dia da vizinhança
esqueci-te bela vizinha,
,
conchinhas de proximidade, deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Perla
,
ando parco nas visitas, desculpa,
,
obrigado pelas palavras,
na per(o)la que em ti reluz,
,
Brisas serenas, envio,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
MARTHA THORMAN VON MADERS
,
linda,
ando com dificuldade
de actualizar as visitas,
,
penso que vou
de dispor mais tempo,
,
grato pelas tuas palavras,
,
maresias de luz, deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Maria Faia
,
apenas um
poeta . . . com reticências,
,
belas palavras
que deslizam com mansidão,
por entre os campos de Cister,
feitas Baça e Alcôa,
margeando lentamente,
até á foz na Nazaré . . .
,
marés de amizade, envio,
,
*

Ana disse...

Tudo o que é intensamente desejável, é-o enquanto não está ao nosso alcance.
Só uma certa distância consegue manter acesa, por muito tempo, uma paixão secreta.

As grandes histórias de amor nunca têm um final feliz...
Porque quando são consumadas, iniciam o caminho para o desgaste que é o início do fim.

Antes o sonho, Poeta, antes o sonho...

Beijinho

poetaeusou . . . disse...

*
Ana
,
Antes o sonho, Poeta, antes o sonho...
,
Antes o sonho, Ana, antes o sonho...
,
conchinhas amigas, envio,
,
*