fevereiro 25, 2009

>>>>>>>>>>>>>> nas cinzas da vida <<<<<<<<<


a quarta-feira amanhece,
é intervalo,
um espaço do tempo
nas cinzas da vida,
as asas da madrugada
trazem a agonia das sombras,
acabou a mascarada fantasia,
começa o carnaval da realidade,
cinzas
borralho do fogo do engano
da pardacenta inquietação,
tardios noctívagos serpenteiam
nos cantares nevoentos e baços
de alegrias estrebuchantes,
eu . . . alvore a alvorada
nas cicatrizes da vida
remendando o que me impõem
nas cinzas dos meus vazios,
poema e fotos:poetaeusou

62 comentários:

FERNANDA & POEMAS disse...

QUERIDO AMIGO POETA, SUBLIME POEMA ZÉ... QUARTA-FEIRA DE CINSAS E ASSIM SE PASSOU MAIS UM ANO... AS FOTOS MARAVILHOSAS COMO SEMPRE... ADOREI A TUA POSTAGEM NO SEU TODO .... UM GRANDE ABRAÇO DE AMIZADE,
FERNANDINHA

Codinome Beija-Flor disse...

Não sei ao certo como onde começar.
As palavras do poema estão mais para Fênix, que para Cinzas (esse seu poder de renascer com as palavras).
As imagens são de um beleza sem fim.
Mas a música ao pinao... quando começou a tocar meu coração bateu exatamente como as teclas desse piano (num compasso mais forte).
Lindo demias tudo aqui.
Parabéns

Daniel Costa disse...

Poetaeusou

Lá ao longe, cinzas, alvorada, alegrias que esfusiam, inquietação de novo na mente do poeta, alma que sofre, alma do povo.
Abraço,
Daniel

Mai disse...

Os vazios e as cinzas, Poeta, estarão por ai, sempre...
Vamos jogando 'pontes' tábuas, sobre os vazios, buracos, abismos...

Escrever, como fazes, poemas, é uma das possibilidades.

Abraços,

Mai

poetaeusou . . . disse...

*
FERNANDA & POEMAS
,
fernandinha,
é o carroussel da vida,
,
jinos
,
*

Justine disse...

Vivamos então a quaresma deste nosso quotidiano cinzento...

Ana Martins disse...

Caro poeta,
muito bom mesmo!
Mas também já não dá para admirar.

Beijinhos,
Ana Martins

Sol da meia noite disse...

Uma parte de nós são cinzas...
Cinzas que lançamos ao tempo, feito de cinzas...

Um jinho muito amigo *

poetaeusou . . . disse...

*
Codinome Beija~Flor
,
o som do piano
semeia a beleza
das tuas palavras,
néctar
do beija-flor
renascido !!!
,
brisas serenas, envio,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Daniel Costa
,
poesia é sofrimento,
mesmo falando em amor
ou
num canteiro em flor
ou
narrando o passado
como só tu sabes,
e que nos toca o sentimento,
,
um abraço,
,
*

Secreta disse...

A vida sem intervalos... gosto mais.

poetaeusou . . . disse...

*
Mai
,
lançar pontes
unindo as margens,
não proibir,
mas semear avisando,
é urgente . . .,
,
serenas maresias, envio,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Justine
,
a quarentena
dos nossos entendimentos . . .
,
serenas brisas, dou,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Ana Martins
,
amiga,
a unica aspiração
é passar a mensagem, só,
,
obrigado
pelas tuas palavrss,
,
conchinhas floridas, deixo,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Sol da meia noite
,
do pó viemos,
ao pó tornamos,
,
um mar de jinos, deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Secreta,
,
convêm parar,
de quando em vez . . .
,
no meu ver . . .
,
brisas de paz, envio
,
*

Pitanga Doce disse...

Aqui, meu amigo, só gora é que o Ano vai começar de verdade. E já não era sem tempo.
Arranjar um novo emprego? Só depois do Carnaval
Pintar a casa? Só depois do Carnaval.
Casar? Só depois do carnaval.
Pedir o divórcio? Só depois do carnaval. hhehehe

Pitanga Doce disse...

Ah, estas fotos são de tirar o fôlego!

Pedro S. Martins disse...

O suave flutuar da ilha cinzenta.

Filó disse...

Poeta

Por entre as cinzas e as cicatrizes da vida, os cantares nevoentos e as alvoraçadas madrugadas ainda digo que:
" Não se perdeu coisa nenhuma em mim
Continuam as noites e os poentes
Que escorreram na casa e no jardim,
Continuam as vozes diferentes
Trago o terror e a claridade,
E, através de todas as presenças
Caminho para a única unidade".
Sophia de Mello Breyner....

Harmonia, Paz e Amizade (tudo repetido..vezes sem conta, mas é mesmo o que TODOS prentendemos ! )
Havemos de o conseguir..
Poeta, Amigo UM ABRAÇO

Eduardo Aleixo disse...

Bonito poema, Zé,na madrugada das cinzas que começam, no reinício das máscaras...
Fronteira é a palavra certa para o cenário das cores da ante-manhã, os últimos ruídos da festa à superfície das coisas e o nascer do dia com a canção do mar lembrando que são horas de a gente despertar...-----------------------
Abraço do teu amigo, Eduardo

Silvia disse...

Que os seus dias sejam coloridos... e de pouco cinza, beijo.

Maria Carmo disse...

Caro Poetaeusou,

Muito obrigada por ter vindo visitar o meu Voo Longo!

Gostei muito do seu blogue e das belíssimas fotos da Nazaré, que também conheço, pois nasci em Peniche.

Parabéns pelo poema, até breve,

Maria Carmo

poetaeusou . . . disse...

*
Pitanga Doce
,
abaixo o carnaval
viva o emprego
vivam as casas pintados
vivam os divórcios
vivam os casamentos
que são a principal
causa dos divórcios,
e viva a mim que
também mereço,
,
Conchinhas vivas, envio,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Pitanga Doce
,
tirar o fôlego ?
onde é o fôlego
das fotografias ?
srsr,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Pedro S. Martins
,
é . . .
o hiato das cinzas,
são ilhas virtuais,
,
***

poetaeusou . . . disse...

*
Filó
,
Que nenhuma estrela queime o teu perfil
Que nenhum deus se lembre do teu nome
Que nem o vento passe onde tu passas.
Para ti criarei um dia puro
Livre como o vento e repetido
Como o florir das ondas ordenadas.
,
In- sophia Mello Breyner
,
um mar de amizade, envio
,
*

f_mg disse...

é isso mesmo, cinza cinza, só mesmo o carnaval..
um abraço

poetaeusou . . . disse...

*
Eduardo Aleixo
,
e a voz do mar
está sempre em mim . . .
,
um abraço amigo, envio,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Silvia
,
obrigado,
,
coloridas conchinhas
te envio,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Maria Carmo
,
linda,
já vivi em Peniche
e tenho lá família,
alias 50% da população
são naturais da Nazaré,
,
agradecendo a visita,
envio conchinhas de amizade,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
f_mg
,
E se um dia hei-de ser pó,
cinza e nada
Que seja a minha noite uma alvorada,
Que me saiba perder... pra me encontrar...
,
in-espanca
,
saudações,
,
*

Multiolhares disse...

A vida é feitas de cinzas, muitas guardamos e como a ave Fénix,
fazemos renascer, mas também é feito de momentos, pequenos momentos que os transformamos em grandes momentos, são esses os importantes, são esses que fazem com que esta pequena passagem que um dia se transformará em cinzas, tenha valido a pena

beijos nossos

tulipa disse...

Amigo, vim finalmente espreitar o teu cantinho.
Uma ausência forçada pelo meu novo estado de funcionária que regressa ao activo e acabaram-se os dias e dias à boa vida...não era bem assim, mas tinha todo o tempo do Mundo.
Por acaso hoje não trabalho, mas de agora em diante, apenas ao fim de semana poderei visitar-te.

Custa-me a perceber como é que muitas pessoas «vibram» com os melhores filmes, os melhores actores, as melhores actrizes, etc, quando geralmente nem sabem quem eles são, se lhes perguntarem em que filmes participaram ficarão engasgados...
Quem se interessa por cinema, além de assistir aos filmes, lê muito também sobre as histórias e os actores que estão envolvidos no filme.
Sou cinéfila assumida, adoro filmes!

Beijinhos e votos de boa semana.

MEU DOCE AMOR disse...

Na Mata não há cinzas.Tudo é natural.Até as cicatrizes são naturais.As árvores têm cicatrizes...os pássaros...a terra...a água...

E Deus?Será que também as tem?

Deixo um beijo doce

mundo azul disse...

_______________________________

No carnaval da realidade é bem mais difícil acertar o passo, não é mesmo?

Mas, com o tempo aprendemos...

Gosto dos seus poemas!

Beijos de luz e o meu carinho...

________________________________

gaivota disse...

4ª feira de cinzas, dia do julgamento do santo entrudo, da condenação, morre queimado e atira-se ao mar...
para o ano há mais! já que no fim de semana ando noutros afazeres!
não há terra como a praia, enm sítio como a padarnêra"...
mai nada
piliparesssssssssss

manzas disse...

Vivevos todos nas cinzas da viva...mesmo!
Lindo poema!

Derramo pelas mãos escritas em palavras
Sentimentos de pensamentos desfiados…
Dispo a alma em poesias desvendadas
Expondo-as sem temer trilhos apagados

Passei para agradecer a visita e comentário…

Um resto de uma boa semana…

O eterno abraço…

-MANZAS-

poetaeusou . . . disse...

*
Multiolhares
,
cinzas da purificação
libertação suprema ,
a leveza de existir,
em destinos paralelos,
,
beijos nossos
,
*

Entre "aspas" disse...

O Carnaval na gíria diz-se que são 3 dias,mas julgo que são todos os dias ao longo do ano...com várias cores,nuances,etc.
Bjs Zita

poetaeusou . . . disse...

*
tulipa
,
fico feliz
com a tua reintegração,
sei que és uma cinéfila,
de alto gabarito,
com vastos conhecimentos,
eu perdi-me depois dos anos 80,
embora veja 4/5 filmes por semana,
,
migáveis jinos,
,
*

Duarte disse...

É preciso estar ali no momento oportuno... belas instantâneas!

A vida segue...

Saúde e boa disposição.

Um grande abraço

poetaeusou . . . disse...

*
MEU DOCE AMOR
,
cicatrizes,
são feridas saradas
amores recuperados
primavera em flor
escondendo
os estigmas da natureza,
feita por um criador,
que podemos chamar Deus,
e se fomos feitos
á imagem D’Ele . . .
Deus tem cicatrizes !!!
,
doces jinos, envio,
,
*

Ana disse...

Um poema sublime, onde o amanhecer de uma quarta-feira, conduz à realidade, depois das folias e das fantasias.
As imagens são magníficas que transmitem um calmo alvorecer. Parabéns poeta também tive essa sensibilidade ao ler as tuas palavras. Adorei!
Beijinhos,
Ana Paula

poetaeusou . . . disse...

*
mundo azul
,
Grato, amiga,
tens um “ver” sábio,
e o tempo é o grande mestre,
,
conchinhas de luz,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
gaivota
,
e tudo acaba
na quarta-feira,
,
pilipares, linda,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
manzas
,
palavras ditadas
são brisas das poesias
envolvendo as maresias
nas ideias arquitectadas
,
abraço,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Entre “aspas”
,
Zita
,
o Entrudo
é um hiato no Carnaval da plebe,
uma plebe que tem direito a votar,
apenas e só . . .
para legitimar as ilegitimidades,
,
conchinhas de amizade, envio,
,
*

MEU DOCE AMOR disse...

Hummm...

Será?Mas as cicatrizes são do plano físico!...Como pode Deus ter cicatizes?

poetaeusou . . . disse...

*
Duarte
,
vantagens de um meio
ambiente impar,
são 24 horas diárias
de grande beleza
e de perfeita harmonia,
,
um abraço amigo, envio,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Ana
,
sensibilidade,
a sensação de sentir,
a certeza arrepiante
na pele da intuição,
,
grato fiquei,
,
uma mar de jinos, dou,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
MEU DOCE AMOR
,
e não são os estigmas da alma,
que mais nos magoam ???
,
Conchinhas,
,
*

nanda disse...

Parabéns! Está muito bonito o seu blog.

Silvia disse...

Estou fazendo um colar de conchinhas
umas são serenas, outras são ternas
tem conchinhas carinhosas,
conchinhas venturosas,
outras vem com brisas, tem conchinhas coloridas...
está ficando lindo esse colar.

abraços

Maria Clarinda disse...

Que maravilha, Meu poeta...
as fotos...o poema
Beijos de conchinhas como dizes...

poetaeusou . . . disse...

*
nanda
,
que grata surpresa,
obrigado,
,
felicidades
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Sílvia
,
se permitires,
irei enriquecer esse colar,
hoje envio-te conchinhas de
consideração e respeito,
espero que fiquem
num lugar de realce . . .
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Maria Clarinda
,
Ai . . .
a bondade dos teu olhos,
,
coloridas conchinhas, envio,
,
*

Ana disse...

Grande parte da nossa vida é feita de fogo e cinzas.
Mas que estas não matem a fantasia.


Abraço

poetaeusou . . . disse...

*
Ana
,
é,
do pó cinza e nada,
que renasça a fantasia . . .
,
conchinhas da manhã
,
*

poematar disse...

Gostei do espaço, dos poemas e da frescura das imagens. Adorei a homenagem à mulher Nazarena. Tudo de bom e visita-me.

poetaeusou . . . disse...

*
poematar
,
grato
,
irei conhecer a tua casa,
,
*