agosto 27, 2008

>>>>>>>>>>>>>> a pele dos apelos <<<<<<<<<


no apelo do olhar
tacteio a tua pele
pele suada de mar
de acetinado desejo,
onde na pele do querer
aveludam as alvoradas,
apelos húmidos de fogo
na pele das madrugadas,
poema e fotos: poetaeusou

50 comentários:

Esmeralda disse...

Olá.

E que tal uma ousadia?
Ousa trocar o leve toque que por momentos quase imagiario, por u leve toque que por instantes sempre real.

beijocas

Ana disse...

Pela pele se sente o toque, se acende o desejo, se aveludam apelos.
Um beijo, Poeta.

Chinha disse...

Quando se chama o olhar, por vezes consegue-se ler alma.
Quando a madrugada chama a manhã acaba a magia da noite profunda.

Belo este poema

bjinho poeta

Menina do Rio disse...

Apelativo e belo!

um beijo imenso

FERNANDA & POEMAS disse...

Olá meu querido Poeta, as fotos estão magníficas... O poema, oh o poema, deixou-me com pele de galinha... toda arrepiada, qual ouriço caixeiro!
O teu toque é leve como uma pena e depoisssssssssssssssssss, Amigo!
Beijinhos de ternura e carinho,
Fernandinha

Deusa Odoyá disse...

Olá meu doce e estimado amigo.

Que lindo poema, de uma sensualidade, e as fotos muito maravilhosas, nos convidando a mergulhar nesse mar infinito.
Beijos amigo, e um final de semana com muita paz e amor emseu coração.

sua amiga do lado de cá.

Regina Coeli.

Marlene Maravilha disse...

Lindas palavras, lindo lugar!
tudo a ver com amor!
beijos

gaivota disse...

apelos das madrugadas, pois então!
já está quase como deve ser!!!
as areias são quase das princesas do mar...
setubrooooooooooooooooooooooooo
pilipares

The Hazy Looker disse...

Tantas sensações, tanta sensualidade... Que cheiro a mar!

poetaeusou . . . disse...

*
esmeralda
,
é tão bom sonhar, amiga,
e a desilusão é sempre virtual,
,
sem ousadia . . .
já notaste que o real é efémero,
e o sonho pode abraçar o mundo ?
e,
não há realidade sem sonho . . .
,
reais conchinhas de amizade,
te deixo.
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
ana
,
e se arquitectam poemas . . .
de vida !!!
,
encostados búzios, deixo-te,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
chinha
,
atravessar a noite
com a chama do olhar
e madrugar
na magia da manhã
,
conchinhas da alma, deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
menina do rio
,
a beleza apelativa,
do teu olhar,
,
conchinhas mareadas, deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
fernanda & poemas
,
fernandinha
são os teus olhos,
envoltos nas asas do açor,
que te fazem veres-me assim . . .
,
carinhosas conchinhas, dou-te
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
deusa odoyá
,
mar imensidão,
poema infinito,
mergulhado no nosso olhar,
,
bjinos mareantes,
deixo-te,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
marlene maravilha
,
lindas palavras,
as tuas . . .
,
conchinhas de amizade,
dou-te,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
gaivota
,
a praia mais 15 dias é nossa,
estamos quase no setubro . . .
,
pilipares,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
the hazy looker
,
cheiro a mar
cheiro a sonho
cheiro a vida . . .
,
saudações
,
*

Pan disse...

"onde na pele do querer
aveludam as alvoradas," - muito bom.

Tal como as imagens. :)

poetaeusou . . . disse...

*
Pan
,
irradiando simpatia,
---- sempre ----
,
grato
,
saudações
,
*

Paula Raposo disse...

Bonito o som destas palavras...as fotos lindas! Beijos.

Sol da meia noite disse...

Poeta... quanta beleza estas palavras encerram...
Um sentir desejado, possível de alcançar.

Muito bonito!


Jinho *

Carol disse...

Que dizer? Muito bonito, como sempre!
Peço desculpa pelas longas ausências, mas o trabalho e, depois, as férias a isso obrigaram.

poetaeusou . . . disse...

*
Paula Raposo
,
paulinha
,
é o som do sitio,
ecoando na pederneira,
espalhando o teu olhar,
no areal dos apelos,
,
jinos de maresia, envio-te,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
sol da meia noite
,
tudo é possível,
quando os quereres
se entrecruzam,
abarcando os sentires ...
,
amigas maresias, te envio,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
carol
.
amiga,
estás sempre presente,
mesmo na tua ausencia,
as desculpas foram
banidas desta rede de amizades ...
,
conchinhas de amizde, deixo-te,
,
*

mdsol disse...

Ah! A pele dos apelos
Ah! Ah! A pele dos Apolos!

conchinhas com pele macia

:))

Filó disse...

Quando estes olhares nos apelam,
As alvoradas madrugam....
As ondas do mar beijam-nos numa,.constante inquietude.
Serenamente chega o luar !!!!
As estrelas vao nos levando embalados em sonhos ....os que comandam a vida !!!!
Muito bonito!!! Poeta

Um abraço com um olhar feliz!!!

poetaeusou . . . disse...

*
mdsol
,
Ah! A pele de diana
--- irmã de apolo,
ditosos júpiter e lafona,
--- seus pais ---
,
apelantes conchinhas, deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Filó
,
inquietos apelos
das estrelas serenas
alvoradas amenas
madrugando desvelos.
,
amenas maresias
,
*

GarçaReal disse...

Às vezes penso se existe o apelo da vida, ou se somos nós que tentamos ouvi-lo......Absorvê-lo.
No entanto a beleza em ti sempre , mas sempre presente.

bjgrande do lago

GarçaReal disse...

Hooooooooooooo

Mas eu adoro o Júlio
Pode ser piroso
Vi-o ao vivo

Adorei

Bigada pelo momento
Só tu poeta do mar

Bjgrande do lago sempre e não só :):):)

poetaeusou . . . disse...

*
garçareal
,
piroso ?
somos governados por eles,
é o de belem,
é o nosso prmeiro,
parece o google, sabe de tudo...
ainda dizem que o homem
não tem canudo, invejosos . . .
,
vai uma pirosada,
,
Todos dicen
que yo soy un hombre solitario
que no tengo amigos ni un amor,
que ando los caminos
Sin que nadie me a acompañe;
que soy vagabundo y soñador.
Que poco saben de mi vida los demás
sólo murmullos, y ya me quieren juzgar,
Es verdad que soy un poco triste y solitario
más o menos, como los demás.
Tengo una guitarra
que da vida a mis canciones,
compañera de mi soledad.
Tengo mil amores,
mil historias, mil razones;
que el tiempo se encarga de manchar.
,
conchinhas, dou-te,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
garçareal
,
……….e mais ………
Bamboleo, bambolea
Porque mi vida, yo la prefiero vivir asi
Bamboleo, bambolea
Porque mi vida, yo la prefiero vivir asi
No tiene pardon de dios
Tu eres mi vida, la fortuna del destino
Pero el destino tendressa para dos
Lo mismo yo que ayer
Lo mismo soy yo
No te encuentro a l'abandon
Es imposible no te encuentro de verdad
Bamboleo, bambolea. lálálá
,
Pilipares para a real garça,
,
*

São disse...

Amei!
Beijinhos.

Esmeralda disse...

Pois não poeta.
Mas o real, sente, toca, cheira, saboreia...
...o sonho não tem odor, sabor, não sente não toca, só sonha.

GarçaReal disse...

Adorei este canto.....

Eh tu guitarra

Só tu poeta.....

És imparável

Bjgrande do lago...e não só

poetaeusou . . . disse...

*
São
,
e . . .
amorosas conchinhas,
envio-te,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
esmeralda
,
olha,
vou na onda,
,
do tony,
,
Anda, abraça-me... beija-me
Encosta o teu peito ao meu
Esquece o que vai na rua
Vem ser minha e eu serei teu
Que falem não nos interessa
O mundo não nos importa
O nosso mundo começa
Cá dentro da nossa porta,
,
reais maresias,
te envio,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
garçaReal
,
hey,
que elogios
Veo esta manera
I não mereço algo asi,
numa espanholada
para rimar
hey,
sinto-me uno mar de flores
sem petalas e sem caule
por lo tanto vov a roubar
os dois amores
ao marco paulo,
hey
com o meu correcto espanhol
a fundação cervantes
ainda me manda arrestar
pelos carabineros
porque eles
e es ya banish
devido á crise
os nossos pedreiros,háháháhá,
,
conchinhas, dou-te,
,
*

Juani lopes disse...

muy bonito poeta, como siempre
en tu linea
saluditos

GarçaReal disse...

Adoro o "bamboleo".....Podes não acreditar mas está tocando aqui em musica de fundo
Bjgrande em ti

poetaeusou . . . disse...

*
Juani lopes
,
não olvidei as fotos,
espero pelo fim de agosto,
e,
uma maré de mar bravo,
para renovar o stok,
com novas fotografias,
só mais uns dias,
.
saluditos,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
GarçaReal
,
bamboleia, amiga,
,
buzios sonantes,
,
*

Multiolhares disse...

Mar, veludo, perdido no areal

beijos nossos

R.G. disse...

Muito bonito.

poetaeusou . . . disse...

*
Multiolhares
.
areal
leito do mar
manto de cetim,
de aveludadas marés,
,
beijos nossos
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
R.G.
,
olá amiga,
,
carinhosas conchinhas, deixo,
,
*

Esmeralda disse...

Tony?

poetaeusou . . . disse...

*
esmeralda
,
meu nome
é tony,
e em golpe de asa,
pilipilo ao vento,
,
nocturnos sonhos, deixo,
,
*