agosto 16, 2008

>>>>>>>>>>>>>> não moro aqui <<<<<<<<<


digam por favor
que não moro aqui,
que sou uma miragem
criatura inventada
de outra dimensão,
desaparecido em combate
ou preso em guantánamo,
porque eu não passo
de um efémero fogacho
ao seu indiferente olhar
poema e fotos: poetaeusou

34 comentários:

gaivota disse...

ah fogacho...
não, não moras aí!
tenho aqui uma coisinha a tremer, o espectáculo foi simplesmente uma maravilha, bendito mar que benzeu todos estes filhos ao nascer!
cada voz melhor que a outra, vou pôr qualquer coisinha...
as melhoras do joelho, tem cuidado, já sabes como é, eu até me esqueço do meu...
beijinhos

Multiolhares disse...

Quem me dera saber onde vivemos
O que é a Terra , quem a habita,
O que aqui fazemos e para onde vamos,
Mas cada vez me convenço mais que
Nada somos, não passamos de simples ilusão refractária
Do universo

Beijos nossos

Mari disse...

Queria eu morar às vezes em outro lugar!
Acho amiga que a terra não é para mim.....
Nasci no tempo errado.
Neste grande universo....
Ando meio triste, cansada, sabe?
Queria tanto esquecer algo que não consigo.
Muitas vezes, queria que me dissessem por favor, o que fazer, porque já rezei demais...
Talvez seja uma miragem de mim mesma.
Mas tem uma miragem na minha vida que insiste em me fazer mal. Preciso esquecer.
Transmutar o pensamento, ser uma nova criatura, deixar os combates da vida....
Queria somente ser uma borboleta ou uma rosa da paz.
Beijos!

poetaeusou . . . disse...

*
gaivota
,
dos amigos para sempre
,
De tão longe veio o mar
Embalando uma sereia
Dizendo sempre a cantar
Pacto terno nessa areia
Saltando da proa a ré
Crianças ouvem cantar
Encanto que vem do mar
É vira, é Nazaré,
Barcos no mar
Redes alar
Peixe a saltar
No mar de esperança
Lota a tocar
Quem quer comprar
Para a Nazaré
Canta a bonança
És a rainha das praias
Amante do pescador
Amor não escondas amor
No amor das sete saias
Vistosas no dar a dar
Elas são ninho de amor
Mas se a dor vier do mar
Ao fará que vem traidor
Barcos no mar
Lá lá lá lá
,
pilipares
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
multiolhares
,
luna
,
que sentido teria a vida sem
o segredo da nossa existência ?
apenas sabemos que somos um
átomo de um, complexo, todo . . .
,
beijos nossos
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
mari
,
combate essa miragem com
o bem que possas fazer,
estou contigo e acredito que as
miragens, por não serem reais,
fazem-nos sofrer mais, do que
a verdadeira realidade,
quando digo praticar o bem, é
partilhar e conjugar o verbo dar,
simplificando, é admirar o voo
da borboleta com os outros,
é aos outros ofereceres a rosa
que queres ser.
amiga
semeia o amor á tua volta, vais
notar, que depois da colheita
sentir-te-ás no teu “outro lugar”,
,
gosto imenso do teu blog.,
e se não te importares,
vais tratar-me como “amigo”,
,
esperançadas conchinhas, deixo-te,
,
*

Menina do Rio disse...

Não queira estar preso em Guatánamo, estás aqui...

Um beijinho pra ti

gaivota disse...

lindooooooooooo este tema, toma lá...
Sinto ao longe o teu cheiro
Come se fose um canteiro
Perfumado de mil flores
Nazaré, tu és tão bela
Com essas flores na janela
Ó praia dos meus amores
..................
foi demais, isso sim!
pelipares

Juani lopes disse...

por desgracia, hay quien daria todo por tener un sitio donde vivir
saluditos

poetaeusou . . . disse...

Menina do Rio
,
e continuarei, amiga,
sempre e aqui,
,
vags de carinho, deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
gaivota
,
nazaré contente
vem toda para a rua
toda a sua gente
baila á luz da lua
e até o mar
que é a nossa esperança
quer tambem bailar
quer entrar na dança,
,
pilipares
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Juani lopes
,
pensei o mesmo, amiga,
,
vagas de amizade, dou,
,
*

daniel disse...

Poetaeusou

Pensar poesia é assim, nem sepre a minha está virada para o optimismo. É então que nos recolhemos, a pensar a liberdade, que a rima nos traz.
Um abraço,
Daniel

gaivota disse...

quer entrar na dança
quero ser seu par
areia do mar
que tu vens beijar
......................
um concerto altamente!!!!!!!!!!
jokinhas

poetaeusou . . . disse...

*
daniel
,
sabe deus, amigo,
--------------- e eu . . .
,
abç,
*

poetaeusou . . . disse...

*
gaivota
,
sardinha bonita,
fresquinha a saltar,
chegou a barquinha
com ela do mar,
são tantos cabazes
meu deus que riqueza
com tanta sardinha
a saltar fresquinha
fartura há na mesa
,
pilipares,
,
,
*

Sol da meia noite disse...

Digo-te que muitas vezes nada sabemos de nós nem do que nos rodeia.
É como se pela primeira vez estivessemos a ver tudo o que afinal nos é familiar. É como se naquele preciso momento dessemos conta da nossa própria existência.
E não são assim tão poucas as vezes que tal acontece...

Jinhos, meu amigo * *

poetaeusou . . . disse...

*
Sol da meia noite
,
diria mais, amiga,
nada vamos descobrir,
basta pararmos um pouco
e surge a interrogação,
o que faço aqui ??? !!!
,
talvez um dia
tenhamos a resposta,
no outro lad . . .
no lado misterioso da vida,
,
etéreas maresias, deixo,
,
*

Mari disse...

OIE!!!

Boa tarde!

Obrigada pelas lindas palavras. Farei isso.
Esquecerei com uma boa imagem...e o engraçado é que sei a fôrmula! rs
Desculpas mil pelo meu ato falho, não vejo muito o perfil e sempre ficava presa à imagem da mulher nazarena, achava ser sua foto, que por sinal, linda.
Beijos com carinho amigo!
Obrigada por existir!
mari!

gotadevidro disse...

Não moras ali...Eu também não, mas por vezes penso que também não sei bem onde moro, pois o que vejo à volta é tão mau e tão amorfo....

Bom resto de fim de semana

um beijo

Chinha disse...

Um pouco sem tempo por imprevistos, passo para te ler.
Hoje algo bem diferente. Algo triste, pois se há quem não viva ali , haverá muitos neste abandonado país que vivem onde sabe-se lá onde....Dá que pensar este teu alerta.

Um bjinho em conchinha

Isabel-F. disse...

se é isso que queres, pronto, eu digo: não, não moras aí ....


a 1ª foto é uma maravilha. parabéns por ela.


bjs

poetaeusou . . . disse...

*
Mari
.
amiga.
não me senti humilhado,
se soubesses o quanto
eu invejo as mulheres,
a sua sensibilidade,
a força que emanam,
em gestos e atitudes,
e a sua capacidade de
sofrimento que me confunde,
e terem tempo de sorrir ...
como uma flor !!!
,
vagas de flores, deixo-te
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
gotadevidro
,
como dizia
um primeiro ministro,
é a vida . . .
estou a pensar em
comprar uma redoma de vidro,
estou a ver á minha esquerda
uma manifestação de ácaros,
não sei se é contra mim . . .
,
cristalinas maresias, deixo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Chinha
,
milhões e milhões de pessoas,
até na velha europa,
como se viu na passada
semana, expulsas de casa,
casas incendiadas e os sábios
controladores da informação,
tvs, jornais, mesas redondas,
de modernos lápis azuis,
assassinos verbais, com a
arma da contra-informação,
e impunes na sua cobardia,
colaborando com os senhores
das guerras . . .
,
já notaste que os jornalista
sabem tudo, discutem tudo,
opinam sobre tudo,
quem pagará a esta gente . . .
,
desculpa amiga,
conchinhas de dia invernoso,
mas com o calor da amizade,
deixo-te
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Isabel-F.
,
obrigado,
uff, que alivío,
,
conchinhas sebastianistas,
logo,
está nevoeiro, óbvio,
,
*

Iana disse...

Poeta...

em seu indiferente
olhar...
não passo despercebido
então me entrego ao mar
onde busco meus sentidos

muitas pétalas de flores para ti
sua rosa amiga
passou por aqui
um fim de semana óptimo
beijos mil

Iana!!!

WOLKENGEDANKEN disse...

Poeta: pessimas noticias: sim, que moras aqui, nada de miragem nem de fogacho. A vida é real e a responsabilidade tambem :-)
Mas nao te desanimes, compartilhas esse destino connosco todos :))

poetaeusou . . . disse...

*
iana
.
entregue-me ao mar
em vaga alterosa
e com a tua rosa
nado sem sentido
quero passar despercebido
entre as pétalas de flores
guardando seus odores
para te entregar
,
um mar de rosas, para ti,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
WOLKENGEDANKEN
,
ainda bem,
que tenho com quem contar . . .
,
reais conchinhas, deixo-te,
,
*

Filó disse...

Amigo Poeta
Excelente e oportuna mensagem !
Todos nós e cada um à sua maneira vai tentando saber das suas moradas interiores .
Olhares indiferentes, vão passando e nós, os fogachos, vamo-nos questionando e tentando obter respostas para tudo o que não é miragem mas sim, das duras realidades da nossa vivência ....

Um abraço com olhares de esperança!

PS: já agora aproveito para lhe dizer que são muito bonitas as palavras que escreveu a Mari e da sensibilidade como se referiu a nós MULHERES !!! só mesmo um poeta com um olhar grandioso!!

Um sorriso

FERNANDA & POEMAS disse...

Olá querido Amigo Poeta, belas imagens e um poema muito profundo... Gostei!
Beijocas,
Fernandinha

poetaeusou . . . disse...

*
Filó
,
fogachos
numa vida em
que o fogacho é rei,
em supérfluas vivências
de inúteis lampejos
fugazes, sem nexo.
,
amiga
há se o mundo
fosse governado por mulheres,
que bom seria . . .
,
sensíveis maresias, deixo-te,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
fernanda e poemas
,
linda,
,
que felicidade sinto,
quando me visitas,
,
Jinos
,
*