abril 25, 2008

>>>>>>>> eu quero abril . . . apesar de tudo <<<<

forte de peniche-versus-museu da resistência
25
abril
gritado

força maré
voo liberdade
esculpidos sonhos
transparente seara ao vento
pétalas avermelhadas do provir
na liberdade de madrugada subtraída
á negra prepotência das alongadas noites
sangue ondulante de cantada alforria
grito ao vento nas veias da cidade
anseio de aspiração vibrante
nas asas de um povo
em liberto sabor
nas torrentes
do amor
e sal
nós
poema, fotos e vídeo; poetaeusou

60 comentários:

Multiolhares disse...

Vamos vivendo o dia a dia, acreditando que o amanhã será melhor
Beijos nossos

gaivota disse...

meu querido amigo, no dia 25 de abril 1994, 20 anos após, estava eu em Cabo Verde, no Tarrafal, praaia linda... e andei lá pelo presídio, trouxe restos de armas e balas...
já funcionava como uma escola, excepto a "frigideira", que era nada...
25 de abril sempre!
beijinhos

São disse...

Meu caro Nazareno, o meu abraço fraterno nesta data magnífica, que ajudaste a acontecer.
Bem hajas!

Ana disse...

Abril cantado pelo mar tem a força da Liberdade de que o teu poema é um hino.
Beijo.

FERNANDA & POEMAS disse...

Olá meu querido Amigo Poeta, nesta data muito especial, quero dar-te os meus sinceros parabéns pela tua belíssima postagem...
Beijinhos de carinho,
Fernandinha

Carminda Pinho disse...

Poeta,
eu também não me calarei...

Beijos

Barqueira disse...

E Vão pelo menos dois - Eu tamb´rem quero Abril!

Bjs, Poeta. :)

Maria P. disse...

Abril sempre, apesar de tudo...

Beijinho*m*

poetaeusou . . . disse...

luna
*
multiolhares
,
,
e amanha,
outro amanha virá
--- la palisse –
,
beijos nossos
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
gaivota
,
tarrafal do
professor Miranda,
caboverdeano, de cor,
lembras-te dele ???
,
dr. miranda (e irmã), professores,
que explicavas, como ninguém fez,
a história de Portugal, que ensinaste,
cantando, o hino de Portugal a meninos
de cinco anos, PRESENTE,
sei que foste preso por seres negro,
sei que já perdoas-te aos algozes,
sei que tu sabes, que não me esqueci,
quando falavas do MAR, só mais tarde,
entendi, que também tinhas o sal
nas tuas veias, o sal do teu MAR, o sal
do teu País, que não voltas-te a ver,
,
conchinhas de abril, deixo-te
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
São
,
que o povo o cante,
com as cores dos seus olhares,
democraticamente . . .
,
conchinhas de Abril, deixo-te
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
ana
,
até as avezinhas
alegres vão cantar
um hino ao amor
quando a guerra acabar
,
búzios soando a Abril, deixo
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Fernanda & poemas
,
gratificado, fico
,
vou já,já,
visitar o teu,
,
fernandinha,
deixo-te
conchinhas de liberdade,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
carminda pinho
,
abril,
é um corpo,
que transpira liberdade,
,
vamos preservá-lo
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
barqueira
,
non
,
abril
é um jardim de palavras,
feitas setas incisivas . . .
,
como tu, quando escreves,
,
conchinhas em palavras, deixo-te
,
*

poetaeusou . . . disse...

,
Maria P.
,
Abril são canteiros,
de palavras coloridas,
,
bji
h,
.
*

Beijinho*m*

gaivota disse...

claro que me lembro do prof. miranda, zé... eu já sou antiga...
havemos, um dia, à lareira relatar as nossas memórias salgadas pelo mar e pelas lágrimas que escorrem!
sabes, zé, eu sou uma das que chora!
vamos encontrando amigos e histórias em comum, nestes nossos cantinhos...
beijinhos, de abril

poetaeusou . . . disse...

*
gaivota
,
é isso,
vamos recordar
qualquer dia,
,
abril de iodo, envio-te,
,
*

Sol da meia noite disse...

E eu, Poeta, apesar de tudo, quero Abril!!!
Ainda consigo acreditar que o poderoso sol que hoje nos está a inundar de Luz, é um sol de promessas...

Xi-coração

Rosa Maria disse...

Poeta

Tu queres ABRIL... Nós queremos ABRIL.

ABRIL é nosso e jamais o vamos perder...

Um cravo vermelho
Um beijo

Helena disse...

Adoro essa melodia do mar
uma melodia de liberdade

Dia bom Poeta !

um beijinho

Acordomar disse...

Abril tb esta relacionado com o mar... toda a historia está.
Na verdade a pior (entre outras) é mesmo a relação com as prisões/fortes

Um beijo num cravo vermelho*

Suave Toque disse...

"O que é ser um poeta?
Bem, considerando que a alma é sua companheira
Fiel, e bem amiga,
E ter a mente longe de intrigas,
Sempre dentro dela a verdejar
Para poder assim, se expressar,
Traduzo então, dentro do meu interior
Carregado sempre de amor,
Que ser poeta é sempre versejar.
Tanto faz ser um poeta ou poetisa,
Basta apenas vestir a camisa
E botar a mente a funcionar
Fazendo poemas sobre qualquer tema
Partindo, assim, desse lema
Para aos outros homenagear."

Um feliz final de semana.

Beijo de carinho

Elcia Belluci

Rui Caetano disse...

Um bom dia de 25 de Abril!

Pitanga Doce disse...

E como dizes "apesar de tudo" Portugal é um lugar bom de se viver!

abraços em dia de festa!

Pitanga Doce disse...

Ah, o Chico te convidou para ires lá em casa! Leva o chope!

Alice Matos disse...

Querido Poeta...
Apesar de todos os pesares... celebrando Abril...

Um beijo para ti...

Auréola Branca disse...

Abril... Muito bom!

D@rk @ngel disse...

Meus amigos/as
Por motivos de saude vou estar ausente da net uns meses...
Mas vou ter cada um de vocês em meu coração!
Ao longo destes anos tenho feito por aqui grandes amizades que guardo com todo carinho ...
Vou sentir muitas saudades !
Sempre que puder visitarei ...
Deixo um grande beijo com todo meu carinho.
D@rk @ngel (gotika)

daniel disse...

Olá

A Revolução Abril, ocasionou a liberdade.
Um Domigo perto de Forte, que mostras, os novos "hospedes", só souberam dos resultados de futebol, dentro do carro celular. Transmitimos, atravéz dos vidros com redes gradeadas.

Daniel

Cöllyßry disse...

Voemos então nesta Liberdade...

Bjca

poetaeusou . . . disse...

*
Sol da meia noite
,
espero que abril não morra,
para não ficar a palavra saudade,
,
conchinhas
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Rosa Maria
,
que todos,
sejamos tocados,
pelo sabor de abril.
,
conchinhas
,
*

João Moreira disse...

O vergonhoso do pai da Esmeralda Baltazar Nunes paga a quem sinta por ele num blog criado para iludir quem é cego. Usa o nome da filha para xingar e espernear com quem não está do seu lado. Que pai é este que em vez de proteger a filha usa o seu nome para se patentear?
http://www.esmeralda-sim.blogspot.com/ é uma FRAUDE de blog em que são apenas colocados visíveis os comentários que lhes agradam.
As críticas eram tantas que o tiro lhes saiu pela culatra.

R.G. disse...

ABRIL... Sempre.

Bom fim de semana

Beijo Perdido

poetaeusou . . . disse...

*
Helena
,
a muitos quilometros deste mar,
numa auto-estrada rodeado de reboques e da brigada de transito,
simpatiquissimos, uma simpatia
tão elevada, que disse a um deles,
os senhores cheiram a abril, amigos, ainda cheguei a tempo de
ver o por do sol, da pederneira,
lindissimo, vou postar hoje,
,
conchinhas
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Acordomar
,
mar é abril,
sonhar povo,
maresias de esperança,
criança,
de utopias por concretizar ...
,
jokas
,
*

poetaeusou . . . disse...

*

*
suave toque
,
é tudo isso, elcia
,
e amar a sua musa,
musa tema, imaginário,
mar musa, sereia
imaginando os sentires,
pétalas nos grãos de areia
cantar ao vento a liberdade,
musicando o sentimento,
recusar a saudade,
e viver sempre o presente,
,
conchinhas
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
rui caetano
,
foi péssimo, rui,
,
narro aqui uns andares acima,
,
abç.
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Pitanga Doce
,
viver o quê, pitanga ?
neste país ?
olha ...
isso é efeitos do chico ...
hehehe
,
conchinhas
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
pitanga
,
Amou daquela vez como se fosse máquina
Beijou sua mulher como se fosse lógico
Ergueu no patamar quatro paredes flácidas
Sentou pra descansar como se fosse um pássaro
E flutuou no ar como se fosse um príncipe
E se acabou no chão feito um pacote bêbado
Morreu na contramão atrapalhando o sábado
,
in-chico B.H.
,
conchinhas
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Alice Matos
,
querida alice
,
perdemos abril,
mas ganhamos a europa . . .
ou não . . .
,
conchinhas
,
*

Farinho disse...

Gostei muito, a liberdade deve de ser unida.

Beijocas

poetaeusou . . . disse...

*
Auréola Branca
,
ABRIL . . .
ABRIl . . .
ABRil . . .
ABril . . .
Abril . . .
abril . . .
...il . . .
,
conchinhas
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
D@rk @ngel
,
volta rápido, amiga,
confia translucida luz,
na tecnologia
posta á disposição do homem,
do homem/médico, do médico/homem,
,
conchinhas etéreas, para ti,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
daniel
,
milhares de histórias, daniel,
sei de muitas, quase irreais,
,
e de tantas memórias mentirosas,
contadas ao povo, por execráveis pessoas que "pegaram de estaca"
,
auto-heróis, dos dourados exilios,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Cöllyßry
,
liberdade, liberdade,
cada um lhe chama sua,
,
topas ? depois explico,
hehehe
,
conchinhas de amizade, amiga,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
João Moreira
,
aquilo está complicado . . .
,
abç.
*

poetaeusou . . . disse...

*
R.G.
,
ABRIL,
o bálsamo dos puros,
,
conchinhas
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Farinho
,
que fique a
liberdade, (pseuda talvez).
,
libertas conchinhas,
,
*

Rosi Gouvea disse...

O poeta é um fingidor.
Finge tão completamente
Que chega a fingir que é dor
A dor que deveras sente.

*Fernando Pessoa*

Vale sempre a pena andar aqui por perto!

Doces Beijos

poetaeusou . . . disse...

*
rosi gouvea
,
Nas quadras que a gente vê,
quase sempre o mais bonito
está guardado pr'a quem lê
o que lá não está escrito.
,
in-antónio aleixo,
,
conchinhas em poemas
,
*

Chinha disse...

A esperança nunca morre....

Vai-se vivendo.

Retribuo as conchinhas

Um bjinho em ti

poetaeusou . . . disse...

*
Chinha
,
viva
á liberdade de abril,
abaixo,
quem vive á sombra de abril,
,
conchinhas coloridas,
deixo-te
,
*

Pitanga Doce disse...

Ó Poeta, olha que se eu não fosse uma fina dama da família dos Orleans e Bragança (só da parte em que as mulheres eram bonitas, hehe)eu e tu ainda andávamos à porrada. Já viste o que tens à tua frente quando abres a tua janela? Já percebeste que tens o direito de ir e vir assegurado sem que seja preciso o BOPE? E me dizes "viver o quê em Portugal"?

Olha vou te dar o recado como se diz nas Beiras "estou lixado consigo".

abraços de Pitanga brava!

poetaeusou . . . disse...

*
pitanga
,
e quem te disse
que a nazaré é portuguesa ???
,
Duas nazarés há no mundo
ambas delas, sem rival,
uma pertence há terra santa
a outra, é um enclave de portugal,
,
in - eu ...
,
descente de:
geraldo geraldes, o sem pavor,
de ladrão da planicie alentejana,
passou a heroi afonsino . . .
hehehehe
,
conchinhas
,
*

Oliva verde disse...

Eu quero Abril, sempre!
Que a memóra nunca nos falte!
Um abraço

poetaeusou . . . disse...

*
oliva verde
,
abril, não morre,
,
conchinhas,
,
*

Um Momento disse...

Eu também quero Abril...apesar de tudo

Abraço muito Forte!

(*)

poetaeusou . . . disse...

*
um momento
,
apesar de tudo,
estou contigo . . .
,
fortes conchinhas,
,
*