janeiro 21, 2008

»»»»»»»»» ao vento «««««««««


eu quero sentir
o apelo do vento
veleiro de carícias
em soltado moinho
beijos de veludo
rotação de tactos
velas desfraldadas
memórias dos sonhos
poemas e fotos: poetaeusou

50 comentários:

Paula Raposo disse...

Gostei destes moinhos assim ao vento das tuas palavras!! Beijos.

Maria P. disse...

Que sejam ventos com boas-novas!

Beijinho*m*

GarçaReal disse...

Sonhos passados, de beijos aveludados, memórias do tempo, do tempo que o vento leva e espalha na poeira do caminho!

Caminho que piso e percorro em lentidão...

Bjgrande e dois pilipares para a Gaivota...A Garça hoje está a apanhar sol! :)

Sol da meia noite disse...

Bons ventos venham, meu amigo...

Beijinhos

poetaeusou . . . disse...

*
paula raposo
,
paulinha
,
palavras,
que o vento molda,
,
jinos “murais”
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
maria p.
,
janelas ao vento,
. . . as outras . . .
,
jino
h
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
garçareal
,
somos dois caminhos paralelos,
nesta globalizada estrada,
,
a garça
deve estar feliz,
com um sol de primavera
a banhar o teu lago real,
como aqui, um sol dourado
num céu e um mar azul,
,
jinos e pilipares em harmonia,
te deixo
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
sol da meia noite
,
ventos perfumados
no sal das maresias
,
marés de jinos
,
*

multiolhares disse...

Então sente o vento
Deslizando nas velas dos moinhos
Entregue nas asas de uma gaivota
Na janela dos teus sonhos.

Beijos nossos
luna

gaivota disse...

moinho, moinho
o vento, o faz girar.........
cranaval de ? já nem me lembro...
nem tenho aqui os cds, fazem parte do espólio do minha casa daíííííííí
a memória do sonho, também mora aííííííííííí
os nossos moinhos são mesmo lindos,
os da nossa região, do oeste!
ventanias em beijos
(tou quase, quase, quase a chegar...)
obgd pela marcha do bush/net/blogs

poetaeusou . . . disse...

*
multiolhares
,
luna
,
nas asas de um moinho,
rasos de sonhos
as janelas ao vento,
aninham as gaivotas,
,
beijos daqui
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
gaivota
,
1986, por aí . . .
,
gira moinho
moinho gira,
gira,
como tu . . .
,
jinos de iodo
,
*

Helena disse...

Te envio um sopro de vento
p'ra fazer girar teu moinho
memoria do tempo e dos sonhos

Beijinhos

Rosa Maria disse...

Quem havia de dizer que temos mais moinhos que a Holanda?

Este é na serra da pescaria?

Beijinhos

Suave Toque disse...

"Que os ventos nos tragam boas novas."
Gosto muito das suas fotos.
Obrigada pela visita.
Conheça também meu outro blog, espero que goste.
www.oamoremmim.blogspot.com
Bjssssss

poetaeusou . . . disse...

*
helena
,
senti uma suave aragem,
de aromas de sonhos,
que se aliaram ao sabor a maresia,
deste anilado mar,
,
jinos em conchinhas de iodo
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
rosa maria
,
frio . . .
,
na amoreira,
perto da lagoa de Óbidos,
vau, serra d’el rey,
entre haia e amsterdão,
,
conchinhas, amiga
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
suave toque
,
grato,
irei conhecer o seu cantinho,
,
marés de jinos
,
*

Acordomar disse...

Estao lindos... "depenados", mas ainda lindos. Ate parecem os da terra da minha mãe, lá para a Ericeira, mas ja disseste que eram da zona da lagoa.

Beijocas***

poetaeusou . . . disse...

*
acordomar
,
lin(d)a
,
a ericeira estava incluida,
acabei por ficar por peniche,
,
a "depenação" é total,
as velas e as mós,
estão penhoradas,
o vento é qualquer dia . . .
,
jokas
,
*
,

Isabel-F. disse...

lindo o poema ...


adoro moinhos ... gostava de ter um ...


beijinhos e boa semana

rosa dourada/ondina azul disse...

Visito os teus moinhos, num dia de calmaria :)

Boa semana, te desejo

bj.

Maria disse...

E eu gosto de moínhos e de ouvir a "música" que as velas fazem, com o vento....

MIMO-TE disse...

Poeta, esteve no meu blog, deixou um comentário de quem é sabio e não leu o post anterior? Mimando os amigos II... :) Por favor volte lá, pode ser?


Bjo
Mimo-te

poetaeusou . . . disse...

*
Isabel-F.
,
existem moinhos,
que são autenticas
suites de hotel de *****,
,
um marde jinos
,
*

poetaeusou . . . disse...

rosa dourada/ondina azul
,
os moinhos,
vão sentir a tua presença,
,
xi
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Maria,
,
brinquei num,
no rio de longe,
entre fanhais e valado de frades,
moinho de água,
ainda ouço as cantatas das mós,
-penso que já não existe -
,
inté
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
MIMO-TE
,
vou já,
,
fui,
,
jino
,
*

São disse...

Um dos meus sonhos não realizados foi possuir um moínho, e foi por tão pouco...

Semana de bons ventos e melhores marés, Nazareno!

poetaeusou . . . disse...

*
são
,
e existem muitos,
em ruinas, abandonados,
,
vagas de iodo, para ti
,
*

SílviA disse...

Adoro moinhos de vento... de lhes tocar nas velas...fazem-me sentir livre, como o vento é :)

Beijo enorme

poetaeusou . . . disse...

*
silvia
,
minha amiguinha,
,
moinhos de vento,
ao vento,
quimeras sonhadas,
asadas, aladas . . .
,
brisas em conchinhas,
para ti,
,
*

MEU DOCE AMOR disse...

Com o meu sopro as velas do moinho giraram e produziram um beijo muito doce...tão grande que já aí chegou certamente.

Coloca a tua face no vento e sentirás o sei toque.

Um beijo ffffff!!!!!

:)

Maria Luar disse...

Sopra o vento, gira a vela
E o moinho vai moendo
É por ti e não por ela
que o vento a vai movendo

abracinho para ti

***
xi

***

gasolina disse...

Poema de brisas, que ventania só as que fazes ao meu coração.

BEI/de MARÉ

Gerlane disse...

Como deve ser bom sentir tudo isso!
Então, desejo que o sintas!

Beijos!

Oliva verde disse...

E eu,seriamente, quero sentir que um poeta assim me visita sempre!
Beijinhos

Um Momento disse...

Belos moinhos cheios de recordações guardados
Vento que sopra para todos os lados
Memórias que se avivam em sentires relembrados...

Beijo terno ao vento te sopro

(*)

Ana disse...

Palavras sopradas ao vento, a carícia da poesia.
Deixei-te um presentinho na Encosta do Mar. Vai lá buscá-lo. É teu.
Um beijo com amizade.

Obscuridade Translúcida disse...

Caricias do vento que afagam a nossa alma...

Carminda Pinho disse...

Poeta,
adoro sentir o vento fresco na cara, acalma-me o coração...

Beijos

poetaeusou . . . disse...

*
meu doce amor
,
que toque estranho, senti.
de vento, soprado.
em afluxos,
selva, magia, sonhos de fogo,
e
gritos de vem, vem comigo,
,
conchinhas
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
maria luar
,
gira moinho
em vela soprada
meu ninho,
,
pedrinhas coloridas
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
gasolina
,
é a ventania que agita,
as poeiras dos sentires,
,
marés de jinos
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
gerlane
,
grato,
é um prazer a tua visita,
,
jinos de mar
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
olívia verde
,
assim o farei,
,
conchinhas te deixo
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
um momento
,
palavras sopradas,
lembradas, guardadas,
as tuas . . .
,
pilipares de gaivotas,
te deixo
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
ana
,
e vou,
já, já, já,
cantando a amizade,
em jinos de iodo,
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Obscuridade Translúcida
,
moinho altaneiro,
nas voltas da vida,
,
xi
,
*

poetaeusou . . . disse...

*
Carminda pinho
,
e.
as brumas,
as brisas,
as maresias,
,
vagas de jinos
,
*