novembro 23, 2007

>>>>>>>>> sem cais <<<<<<<<<


asas paradas
voando a remos
rumo á quimera,
temporal imenso
em serenas vagas,
alongadas velas
ao inactivo vento,
rochas navegando
a abrigado porto,
sem molhes… sem cais...
poema e fotos: poetaeusou

30 comentários:

gaivota disse...

e voltamos ao porto de abrigo, ou ao abrigo dum porto (?)
essa gaivota, menina do mar, a marcar o seu território com olhar profundo...
enquanto não chego, vou vendo
pedrinhas do cais e pilipares

Alice Matos disse...

Há paisagens de possibilidades infinitas...
Há poetas que dizem em poucas palavras o que a nossa alma diz sem falar...

Um beijo grande para ti...

(aposto que já nos encontrámos na feira do livro da Nazaré... passo por lá todos os anos...)

Pitanga disse...

SEM CAIS e...sem palavras!

abraços

Rosa Maria disse...

A gaivota vigia os barcos que chegam da faina em direcção ao porto de abrigo.

Muito belo!

Beijinhos

poetaeusou . . . disse...

*
gaivota
*
menina gaivota,
abrigo sonhado,
em esperado cais,
buscando ... buscando ...
,
xi
*

poetaeusou . . . disse...

*
alice matos
*
definidos e
infinitos olhares,
os teus,
,
alice se não nos cruzámos,
na próxima feira do livro,
acontecerá certamente,
,
um areal de jinos
*

poetaeusou . . . disse...

*
Pitanga,
,
palavras no cais,
pelo quebra-mar, caídas,
*
xi num pilipar
*

poetaeusou . . . disse...

*
Rosa Maria
,
altaneira gaivota
vigiando o rumo, a rota,
,
abrigados, jinos
*

A COR DO MAR disse...

... aguardando melhores viagens

bom g semana
beijinhos

poetaeusou . . . disse...

*
A COR DO MAR
,
lin(d)a
,
...aguardando, aguardando ...
,
jokas
*

Sol da meia noite disse...

Mais uma vez os contrastes e as contradições... a vida.
Texto sem dúvida escrito com o olhar dum poeta...

Muitos beijinhos, Poeta...

poetaeusou . . . disse...

*
Sol da meia noite
,
a vida, um manto de ilusões,
cobrindo realidades imaginárias,
nada é real, por desconhecimento
do irreal, quem nos fez humanos,
tinha que humano ser,
unica explicação, para esta
irreal realidade ...
*
irreais jinos em conchinhas reais,
*

GarçaReal disse...

Não em tarde de temporal imenso, mas sim com muito frio(gélida) e ao som de um belo tango (Uno) minha Garça voou até aqui para entregar votos de Bom Fim de Semana.

bjgrande aqui do Lago

Gostei particularmente da 2ª foto

Sophiamar disse...

Com cais
Com rumo
Com bando
Com abrigo
não há temporal
nem asa quebrada
nem vento que se atreva
a tocar o meu rochedo
o meu porto de abrigo
amor sentido
amor vivido
em ondas agitadas
de muitos sentires.

marés divinais para ti

poetaeusou . . . disse...

*
garçareal
*
ao som do murmujar, do mar
preparo-me para fotar,
uns frígidos pôr do sol,
,
agradecento á rainha das garças,
pela minha gaivy,
envio pililipares em jinos
*

poetaeusou . . . disse...

*
sophiamar
*
franco abrigo
aberto, amigo
cais
das chegadas não partidas
e das partidas esperadas
agitadas
em ventosos, rumos
*
jinos de sol pôr
*

Maria disse...

A foto do porto de abrigo é.... excelente....
... barco aportado, ao cais...

Inté

poetaeusou . . . disse...

*
maria
*
nunca mais deixo o cais,
nunca, nunca, nunca mais,
*
inté
*

multiolhares disse...

Sim amor
O vento parou
O temporal passou
Pois a distância acabou
Rumamos na mesma barca
Onde os rochedos
São feitos de algodão doce

Beijos nossos
luna

poetaeusou . . . disse...

*
multiolhares
*
luna
*
a barca rumou
ao rochedo abrigo
e o vento amigo
saudoso parou.
,
beijos daqui
*

PoesiaMGD disse...

Belas fotos, belas palavras!

Beijo

http://www.escritartes.com/forum/index.php?referredby=3

poetaeusou . . . disse...

*
PoesiaMGD
*
sempre simpática
grato
,
bji
*

MEU DOCE AMOR disse...

Vim voando na crista das ondas,rumo ao cais, situado no teu abraço quente e nos teus beijos sorridentes.

Um beijo doce,bom fim de semana,com muitos chocolates:)))

Fernanda e Poemas disse...

Olá amigo Poeta, passei para desejar-te um bom fim de semana.
Beijinhos,
Fernandinha

Um Momento disse...

Navegando estou
Nas tuas palavras
Olhando o horizonte
Em vagas serenas
Temporal de emoções
Alongados sentires
Sem cais para aportar
Com o desejo de abraçar
Um lindo olhar
De um coração a pulsar

Beijo de serena madrugada
(*)

multiolhares disse...

-
gaivota,
do mar menina,
vigiando o cais,
-
beijos nossos

poetaeusou . . . disse...

*
meu doce amor
*
cais em espera,
as ondas olhando
o mar abraçando
quem espera desespera,
,
jinos de doce mar
*

poetaeusou . . . disse...

*
fernanda e poemas
*
fernandinha
,
acolho o teu desejo
enviando-te mil jinos
e um mar de miminhos
,

poetaeusou . . . disse...

*
um momento
*
sinto o pulsar
das alongadas vagas
lavando minhas magoas
nas palavras do cais
navegando o horizonte
olhando para onde vais
*
jinos mareantes
*

poetaeusou . . . disse...

*
multiolhares
,
luna
,
no cais do meu mar
menina gaivota,
segue a nova rota
do meu abrigar
,
beijos daqui
*