agosto 12, 2007

»»»»»»»»»»»»»» S A I D A ««««««««««««««

*
nunca digo adeus . . . . mas . . .
*
amigas, obrigado por tudo,
desculpem qualquer coisinha,
sempre vi o virtual, como uma fuga …
mas …
a condição humana . . .
não sei, se terei coragem,
para um dia, saltar a paliçada …
*
um beijo de mar
*
josé henrique casal
*

44 comentários:

Isabel-F. disse...

vais parar com o Blog???


então PORQUÊ???

fico triste mesmo ....

espero que seja um até breve ----


beijinhos

Sophiamar disse...

Faltam-me as palavras nas despedidas. Definitivas ou temporárias , as despedidas são dolorosas.
É um momento de dor, a tua partida.
Os homens bons, Zé, deixam sinais na alma de quem os admira.
Com a amizade , pura e desinteressada, desejo que sejas feliz.
O virtual tem muito de real. Que o diga eu neste momento.
Com lágrimas sentidas ,deixo-te beijos e a promessa de que nunca esquecerei um homem bom da Nazaré.

Isabel

silenciosa disse...

Entendo-o

Tudo de bom

Para si


(instantes existem em que algo nos "guia")

Fernanda e Poemas disse...

Poeta, consigo compreender-te.
Mas não te esqueças;
Por mais verdadeiras e sentidas as palavras, que escrevemos nos blogues, na minha opinião, são mesmo virtuais e são para o Poeta não para o José, querido amigo não tens que saltar a paliçada.
Mas peço-te do fundo do meu coração, fica conosco;
Continua a ser o grande HOMEM que tens sido.

Muitos beijinhos, cheios de carinho e respeito.

Fernanda

Pitanga disse...

Nunca dizes adeus? Pois eu anda farta de fazê-lo. Tem que ser.

abraços e ...pensa bem.

=^.^= Tarina =^.^= disse...

Tu também... parece que andamos todos numa de entrar mesmo de férias!
Gosto tanto de passar por ca!
Não vás!
Eu vou voltar!

Um beijo com cheiro a mar!

=^.^=

acordomar disse...

mas que quer isto dizer?? vais embora Poeta?

bem, tento aceitar,pois tb já tive decisões assim, mas vou ficar á espera que voltes, tá?

e nao demores sff

um beijo GRANDE

Maria Clarinda disse...

Ops...eu tenho a certeza que é apenas um até já...saída, NAO!
Jinhos e até já.

sonhadora disse...

De saída, Poeta? Tu que tens um dos blogues mais bonitos, simpáticos e acolhedores da blogosfera. Não posso crer! Não posso aceitar!Por favor reconsidera e volta atrás.Preciso dos teus poemas, das tuas doces palavras, dos teus comentários.
Espero que reconsideres. Deixas uma grande tristeza e já saudade.

beijinhos embrulhados em abraços com lágrimas de sal iodisado

MEU DOCE AMOR disse...

Vais-me deixar sem a tua beleza?

Fico triste,muito mesmo

Um beijo:(

Sophiamar disse...

Passei para ver o mar...e recordar os momentos bonitos que aqui vivi.

Beijinhos com saudade e ...AMIZADE.

Paula Raposo disse...

Surpreendeste-me!! Ou talvez não...beijos daqui.

GarçaReal disse...

Poeta... Não partas....
Vai ser triste não te ter aqui...
Olha, leva todo o meu Lago cheio de gotas de sonho.
Sê feliz

bjmuitogrande e ......Real

musicallis disse...

Se é um desejo teu...só posso desejar as maiores felicidades para tudo o que empreendas...

BJS

Maria P. disse...

Fica.


Beijinho*m*

Maria disse...

Percebo-te...
...mas tenho pena.

Até um dia

Sophiamar disse...

Para ti:

Recomeça....
Se puderes
Sem angústia
E sem pressa.
E os passos que deres,
Nesse caminho duro
Do futuro
Dá-os em liberdade.
Enquanto não alcances
Não descanses.
De nenhum fruto queiras só metade.

Miguel Torga

Beijinhos

amigona avó e a neta princesa disse...

Se eu conseguisse inventar as palavras nunca ditas saberias que não podes partir...mas não, e por isso aqui fico, à espera, à tua espera...pode ser que a AMIZADE fale mais alto e tu precises de estar connosco...até lá estamos aqui...eu estou aqui...um beijo amigo virtual...gosto muito de ti...

poesiadaspiramides disse...

Porque existe um tempo
Um tempo de fugas.
Onde saltamos a paliçada sem saltar
Em que descobrimos amizades
E aprendemos a conjugar o verbo amar
Assim foi contigo
Homem em ternura de menino encontrei
Menino correndo na praia
Fotando gaivotas ,sentido o cheiro do mar
Cravado na pele o tempo do tempo
No tempo sem fim
Tu, meu poeta brisa do mar
Meu Rei no meu coração sempre vais estar
Volta meu querido, as tuas musas te esperam

Beijos nossos

lua prateada disse...

Amigo de palavras...como podes deixar-me mal te descobri!...não é justo...mas se é para teu bem que assim seja e sê feliz.Também estou de férias por uns dias apenas.Beijinho com carinho da
SOL

Sophiamar disse...

Passei para reler alguns poemas, mergulhar no nosso mar e recordar.
Espero que reconsideres esta tua despedida e regresses rapidamente ao nosso convívio. Fazes-nos falta.
Beijinhos com a amizade do costume.
Bom dia!

Zé Ninguém disse...

O menino já fazia poesia com isto...Não acha? http://absolutamenteninguem.blogspot.com/2007/08/esquerdalhas-e-faschizoides-5.html

Grato

Isabel-F. disse...

_________ passando para deixar um
alôooooo ...


bjs amigos

Lia disse...

Não gosto de despedidas...
Mas sei que antes de nos voltarmos a encontrar temos que nos despedir...

Até breve...

A'laena sar...

Um beijo

Maria disse...

Repensa...
... e fica, á inchetoso......

Inté

Maria P. disse...

Beijinho...

m*

DairHilail disse...

vai... e volta depressa...
Vem espreitar as minhas estrelas...

Sophiamar disse...

Passei, reli, a emoção sobreveio. Fazes falta Zé! Fazes-me falta, amigo. Este mar sem ti não tem o mesmo cheiro,as ondas choram baixinho, as gaivotas perderam o pio, não o sobrevoam como faziam...

Vem. Vem quanto antes!

Beijinhos com muito carinho, amizade e ...grande saudade!

Vem ao mar, Zé!

Kalinka disse...

SAÍDA...PARA ONDE...???

Love me tender, love me sweet, never let me go.
Love me tender, love me true, all my dreams fulfill.
For, my darlin', I love you and I always will.
ELVIS PRESLEY - 30 anos depois ainda E sempre presente no Mundo.

Belas palavras estas,
para serem ouvidas,
neste momento de tanta tristeza
saúde debilitada,
coração despedaçado,
alma negra,
que certeza?
Nenhuma...

Bia disse...

Já se faz a hora de partir?
Tão pouco ficaste entre nós... Havia tanto ainda por dizer
por fazer
por sonhar...
Por que partir agora
num momento em que as estrelas
começavam a recolher teus sonhos...
Em que o mar estava a guardar
teus segredos nas conchas
mais preciosas...
Em que até os pássaros estavam
a entoar
junto das borboletas coloridas
e das flores mais mimosas
aquele canto primeiro
que só se ouve quando o coração
se abre para o infinito...
Por que partir agora?
Se ainda há tanto para contar
para ouvir
para guardar...
Por que partir?

Bia disse...

Desculpe ter entrado assim, pela primeira vez, no teu blog, e começar a falar contigo como se velhos amigos fôssemos ou como se já houvesse de mim uma frequência maior ao teu espaço. Nem sei como cheguei até aqui, pois são tantos os caminhos nesse mundo blogueiro que nos levam aos sítios mais prazerosos, que quando damos por nós já estamos ali, usufruindo do espaço. Só depois de ter deixado a poesia (?) indagativa (risos) é que fui conhecer o teu refúgio. Dá pena saber que estás de partida, pois a qualidade do teu blog é única. São imagens e poemas que nos encantam o olhar, enternecem o coração e perfumam a alma. Entre tantos, sensibilizou-me por demais a postagem onde falas da Ana e seus netos (lá no princípio do ano). Que texto mais doce!

O tempo de partir... de deixar alguma coisa para trás, se faz independente muitas vezes de nossa atuação. Apenas faz-se necessário!

Que teus caminhos estejam cobertos com pétalas de delicadas flores e que Deus esteja sempre a colocar bênçãos na tua vida.

Aceite minha consideração num afetuoso abraço.

Um Momento disse...

Sem palavras para exprimir o que senti no dia em que este post li
Hoje... deixo cair um beijo
Agradecendo tão maravilhosos Momentos que aqui senti

Um beijo Sentido e... até breve

(*)

Ana disse...

Fico triste pela tua Saída, e espero que seja temporária.
Não creio que o virtual seja uma fuga, talvez apenas um local onde nos expressamos com maior liberdade. Talvez aqui possamos mostrar o nosso interior, aquele que dificilmente desvendamos na vida real.
Por isso, acho que, virtualmente, acabamos por sermos mais verdadeiros. Talvez seja utopia, mas é assim que penso.
Fazes falta, Zé, neste espaço de partilha de emoções e de sensibilidades.
Um abraço com amizade.

Bia disse...

eu de chegada e tu de saída...
eu também nunca digo adeus, é uma palavra triste, bem como a despedida, é obvio e não te vou mentir que vou sentir a falta das tuas palavras, dos teus poemas e de Ti, sim, porque apesar de virtual há laços que se criam e há sorrisos que se trocam mesmo quando não se vê quantas vezes dou comigo a sorrir para o computador... estou triste por te "perder" mas feliz porque se é o teu caminho, a tua vontade assim tem de ser.
Então deixo-te um beijo e um abraço e os desejos que tudo te corra muito bem.
obrigada pelo beijo de mar sempre poeta...
Até um dia destes...

Bia disse...

ah! esqueci-me de te dizer vou vir sempre aqui, não vá ganhares coragem e saltares a paliçada da vida...
já tenho saudades

Ana Ramon disse...

Já vais? Assim sem mais nem menos? Então??

poetaeusou disse...

*
GRATO A:

quem visitou o meu blog
e em especial a quem comentou.
,
Isabel-F.
poesiadaspiramides
Sophiamar
silenciosa
Fernanda e Poemas
Pitanga
=^.^= Tarina =^.^=
acordomar
Maria Clarinda
sonhadora
MEU DOCE AMOR
Paula Raposo
GarçaReal
musicallis
Maria P.
amigona avó e a neta princesa
cheiro da ilha
lua prateada
Zé Ninguém
Lia
DairHilail
Kalinka
Bia
ana
momento
ana ramon
,
e a razão está do vosso lado,
sinto-me vazio sem o blog.
amanhã voltarei ! ! !
*
conchinhas para todas,
*
henrique
*

Um Momento disse...

Uauuuuuuuuuuuuuuuuu!!!
PoetaTuÉs!!!!!!!!!
Gostava que visses o meu SORRISO ao ler-te!!!!!!!!!!!!
Bem VINDO!!!!!!
Beijo, beijo, beijo!!!!!

( Desculpa a euforia mas fiquei mesmo CONTENTE!!!)

Noite linda!!!!!!!!!!!

:)))))))))))))))))))))))

Kalinka disse...

VOLTA POETA.
VOLTA AMIGO HENRIQUE, estás perdoado! É verdade, a ausência do blog é um enorme vazio, estou muito Feliz pelo teu regresso.
BOM DOMINGO.

Depois de ler, tente adivinhar de quem falo:
Encontro no amor deles, o brilho que me dá luz, que me dá vida.
Não há amor igual no mundo, julgo
Que tal doçura tenha, tal magia...
O carinho e a ternura deles, são a razão do meu ser.
Neles está todo o fim e o princípio, qual paraíso. A razão do meu próprio coração. Sem eles o mundo é tão escuro, tão negro, tão vazio, tão confuso.
Meus Amores, meus encantos.
O luar entrou pela minha janela
e aqueceu o meu coração,
iluminou a minha alma.

vagabundo disse...

ouvi.vim ver...e volto.

gostei...poeta que não sou.

gasolina disse...

Ainda sinto os teus beijos a sal, as tuas pegadas escorrendo pelo mar que te disputa.

Volta, o mar pode esperar.

BEI/de MARÉ

Um Momento disse...

Bom dia!!!
Sorrindo passo, deixo um Trevinho de 4 folhas
Nele deixo o meu desejo de tudo de bom !!!
Que o meu sorrir te faça Sorrir
Beijo Sorridente por te ter de novo por cá :)))))
(*)

poetaeusou . . . disse...

*
vagabundo
grato pela visita.
*
*
*
gasolina
um jino de mar, para ti
*

poetaeusou . . . disse...

*
um momento
*
registei
*
jino
*