junho 12, 2007

»»»»»»»»»»» profanos amores «««««««««««


escarpas, salgadas
de doces maresias
mutável aos ventos
metamorfoseando
as rochas, em areias
como tu, meu amor
transformada em flor
manto infinito, encimado
abismado mar, profundo
eu e tu fabulando
a nossa história de amor
em entrega energética
sentindo os teus seios
afagando o teu corpo
quero-te, amo-te, ciciamos
na despedida dos sentidos
espasmos descontrolados
nos rituais sagrados
dos altares, violadores
incensando os amores
em cultos, profanados
poemado e fotos: poetaeusou

30 comentários:

Papoila disse...

Era aqui que eu tinha saudades das tuas palavras.
Aqui ansiava ler-te ...

Entrando, abusando como sem pedir permissão.
É assim que eu gosto de te ler a ti e a todos os que já me acarinham o espírito…com palavras.

Através da tua casa vou conhecendo outra e mais outra... em todas elas encontro uma porta ou uma janela aberta para eu espreitar. Muitas vezes vejo um jardim e em algumas roubo uma flor...
Por vezes toco uma pétala e, nesse toque, levo a coragem e o conforto em que me enrolo enquanto espero voltar a ler...
...alguém para quem já sou página virada, lida e relida sem significado.

Gosto de te ler aqui.

bom dia isabel disse...

Sinto a doce maresia
que vem da tua poesia
Feita com muito amor
Teus versos são laços
fortes abraços
que sempre nos dás
Teus dons mágicos
São tão fantásticos
Que não podemos sentir
a tua ausência
Nem tão pouco permitir
Que possas partir
Teu lugar é aqui
A fazer-nos sorrir

Cultivas o Amor
Esse sentimento em flor
Que Colhemos no teu jardim
Sem fim

Beijinhos. Muitos!

luna e neptuno disse...

Nessa entrega energetica
sonhos são esculpidos
desejados, muito queridos
nos altares de imanjá
as velas são acesas
os incensos ateados
a historia de amor
jamais poderá ser profanada
pois o céu a terra o mar,o ar
se juntaram para o proteger o cuidar.
E tu meu poeta, conheces o poder do universo, sabes que as palavras sentidas, deixadas entrar pela porta aberta do ser,transformam qualquer restea de energias negativas,em energias sublimadas,as que vem do coração, gosto que escrevas assim,gosto de te sentir através dos poemas,como é bom voar,sentir o amor desabrochar, sentir a vida planar sobre o mar pelas asas de uma gaivota.

beijos nossos

poetaeusou disse...

/
papoila
/
quero que leias aqui ...
/
ji
/

poetaeusou disse...

/
bom dia isabel
/
sinto a doce isabel
nos seus comentários
feitos com muito amor
,
amor sem fim ...
/
jino
/

poetaeusou disse...

+
luna
+
gaivota
pairada
em golpe de asa
indicando a rota
+
beijo, ...
+

Maria P. disse...

Irreverente amor...

Bjinhos*
(c/saudades)

poetaeusou disse...

/
maria p
/
amor irreverente
/
jino
h
/

pitanga disse...

Ai que bom que já não estás tão zangado. Não ia te querer assim na minha festa.

abraços

poetaeusou disse...

/
já espreitei
a tua festa
,
a decoração das mesas
são dignas da paula bobone
,
xi
/

bettips disse...

Quantas vezes te encontro, poeta! Tantas quantas as gentes comuns que temos. E hoje resolvi mesmo saudar-te. Porque as tuas frases e palavras têm a candura da onda, a fragilidade do cristal, a identidade das nuvens: sempre diferentes. Parabéns, poeta de terra à beira mar, mar de poesia. Abç

sonhadora disse...

para o poeta do mar deixo uma maré de beijinhos embrulhados em abraços. E saio a sonhar.

poetaeusou disse...

/
bettips
/
visitei a tua casa
mansão apalaçada
das madrugadas
os desafios
e os ecos do umberto
/
xi
/

poetaeusou disse...

/
sonhadora
/
mergulho
nas tuas marés
... e sonho ...
fica ...
/
beijos
/

gasolina disse...

PoetaTuÉs,

Além de estar grata pela tua visita ao meu canto, agradeço uma outra vez, pois esse caminho trouxe-me até aqui.
As tuas fotografias são belas. Fazem jus à Nazaré que eu conheço.
As tuas palavras, fortes. Como eu gosto.
Apreciei especialmente o texto do "Hoje não vou falar de".
Deixo um abraço.

Maria Clarinda disse...

Simplesmente maravilhoso, o teu poema e as fotos.
Adoros escarpas e estas fotos estão lindas.

bom dia isabel disse...

Hoje não vou falar do mar
Será possível me afastar?
Hoje vou falar de amizade
e da saudade que a ela se liga
A sua melhor amiga
De tal maneira te senti triste
Amigo poeta meu
Que hoje só posso falar
do que ontem me apeteceu
pedir-te que ficasses
que para nós poemasses
esse amor que trazes na alma
e que tu com tanto fulgor
nos deixas em forma de flor
Não és cravo nem jasmim
papoila rubra nem pensar
diz-me lá para mim
em formas do verbo amar
Que flor está por aí a desabrochar?

Beijinhos mareantes

Bia disse...

cada um com a sua história de amor... e seus sentires.
Lindas as tuas palavras.
Beijo :)

poetaeusou disse...

/
gasolina
/
hoje vou falar na:
flor das palavras
palavras floridas
em flores palavreadas
de sonâncias soletradas
nas pétalas irisadas,
/
conchinhas nazarenas
/

poetaeusou disse...

/
Maria Clarinda
/
escarpas
urbe
das gaivotas
bailarinas
do infinito
/
marés, nazarenas
/

poetaeusou disse...

/
bom dia isabel
/
és um mar de amizade
amiga, ternura
estima, brandura
isabel, fraternidade
/
estrelas mariantes
muitas, para ti,
/

poetaeusou disse...

/
bia
/
palavras ciciadas
sentires, sensações
como as tuas "Expressões"
de amares, alindadas,
/
beijos iodoados
/

Era uma vez um Girassol disse...

Hummmm....hummmmm....
Saio de mansinho....
Está calor....
Bjs

luna e neptuno disse...

Nas escarpas o vento gritou
Nas rochas o mar uivou
Nas areias o amor se desvendou
sentido, profundo
a historia se iniciou
Na noite poema
com um manto de estrelas
os amantes cobriu
sobre o universo de luz
com a protecção dos anjos
o mundo os uniu.

No altar sagrado da magia purificada nas palavras
esparmaticas do verbo
te deixo a energia pura
transformada
em beijos ritualizados

foryou disse...

Podem até ser profanos mas a ligação imagem palavras ficou perfeita

poetaeusou disse...

/
era uma vez um girassol
/
como as mansas aguas da ria
e
os canais margeados de verdes
e
matizados com vermelhões
das papoilas,
,
abç
/

poetaeusou disse...

/
foryou
/
Eu sei, porque o sinto quando o leio.
,
eu tambem
,
xi
/

poetaeusou disse...

/
luna
/
gritos, uivos, revolto mar
ritual de luz, energia
palavras, verbos, magia
cingir corpos, silhuetar
/
beijo meu
/

Sílvia disse...

Lindo...intenso...idilico...

Beijo Poeta

poetaeusou disse...

/
silvia
/
aleluia
,
jinos
/