junho 22, 2007

»»»»»»»»»»»»»» amor ««««««««««««««


sou barco sem mar, inerte de mim
pelos ventos sul, trespassado espero
por ti barca bela e do teu verde olhar
em dura amargura, os areais percorro
nos tempos parados, do ausente amor
naufragado encanto, em praias sem cor
preciso de ti, meu amor, mulher ondulada
vem lua renascida, tenaz prateada, sagrada
lega-me os teus braços vou os cingir em mim
quero ser o teu barco da vida, minha bela barca
entra nesta tela, rumo ao amor, no meu barco á vela
poemado e foto: poetaeusou

34 comentários:

Paula Raposo disse...

Gostei deste poema...cheio de música!!

poetaeusou disse...

,
paula raposo
,
paulinha
,
sentidas palavras
em musica, bordadas,
,
apenas ...
,
carinhos, daqui,
,

MEU DOCE AMOR disse...

Chegando de barco...à vela e com remos:)

Venho já

Beijinho doce

belakbrilha disse...

Eu entrava sim!...
com esse rumo, ía até ao fim!

Mas que fim?
O fim ou o principio de algo bonito!

Eu ía sim!

Beijos daqui!

poetaeusou disse...

/
meu doce amor
/
a minha tela,
te ...
espera,
,
mareantes, beijos
/

Maria disse...

Poeta
Não tenho palavras para comentar o que escreveste.
As palavras, os sentimentos, estão todos no poema...
... que é lindíssimo.

A fotografia, é o meu barco em grande, na minha praia (na nha praia, se preferires...)

Inté

poetaeusou disse...

*
belakbrilha
,
eu
anuiria
e
navegaria
no
rumo teu
,
jino
/

poetaeusou disse...

/
maria
/
barcos, areal e mar
gaivotas pililipando ao sol-pôr
vamos das falésias gritar
és minha, nazaré, meu amor
,
inté

Um Momento... disse...

Um Momento...
disse...

poetaeusou

Gosto de te ler...
Gosto de sentir as tuas palavras
Gosto do que sentes
Gosto do que me fazes sentir
Gosto do que vês
Gosto do que vejo
Gostaria que reconsiderasses...
é o meu desejo...(*)

Um beijo ...(*)

Até já (",)

bom dia isabel disse...

Gosto dos teus poemas. Muito!
Para ti escrevo com gosto,amizade e ternura.


És barco, és maré
És pescador
És sonhador
Matéria inerte?
Não!És vento norte
Que sopra forte
Cujo amor verte
Vida e não morte
Do sul o vento sopra
E leva notícia
Sem qualquer malícia
Deste sentimento
Que aqui nasceu
E por ti cresceu
Quero embarcar nessa
Imensidão de mar
Que é paixão
E por ti corro o areal
Meu barco encantado
Minha rota, minha corrente
Meu vento dominante
Como nenhum fascinante
És o outro lado
Desta metade
Que maravilhada
Por ti, poema
E te deseja conhecer
Nessa praia encantada
Que também é minha
Rainha das praias
Das mulheres das sete saias
Valentes, arrojadas
Muito amadas pelos seus homens
Aí quero saborear
O amor ao sol pôr
Com fantasia
Amizade
Ternura
Carinhos
Beijinhos
E poesia


Conchinhas com sal do areal...nazareno.

poetaeusou disse...

/
um momento
,
gosto
dos teus
gostos
,
beijos
iodosiados
/

poetaeusou disse...

/
bom dia isabel
/
maravilhado
assim
tão encantado
de poemares para mim
palavras puras
que felicidade
sorver ternuras
linda amizade
/
marés de doces beijos
/

Teresa Durães disse...

imagens muito bonitas e o poema também!

inspirado com o solstício? :)

boa tarde!

poetaeusou disse...

*
Teresa Durães
*
teresinha
,
grato
,
pelo teu elogia
envio-te um barco
atestado de conchinhas nazarenas
,
solstício ?
é ... ontem encenei
um ritual azteca
,
bfs
/

sonhadora disse...

Acende-se a lua cheia
caem corpos na areia
sedentos de amor

Beijinhos embrulhados em abraços

Maria P. disse...

Belíssimo!
Pudesse eu e entrava nessa barca bela, neste momento...

Bjinho*m*

Papoila disse...

A fracção de segundo em que um olhar nos aquece a alma..
O segundo em que olhamos palavras e falamos olhares...
Olhei as tuas palavras e como não posso te transmitir,
Através do olhar, o que senti ao te ler ... falo,
Do enquadramento fotográfico,
Da arte na construção náutica... Enfim, olho… falo!

gasolina disse...

A tua barca só é bela se navegar no mar do Amor.

Este teu poema tocou-me profundamente.

Fica bem, Poeta da Nazaré, Amigo.
Deixo-te beijos em conchas. Basta chamares por eles.

PS.: Obrigado por teres ido à minha praia, tão mais linda ela fica.

Bia disse...

"sou um barco sem mar..." mas pronto a navegar na tela do amor...
e o amor é mesmo isso um barco á deriva, belas as fotos.
beijo meu

poetaeusou disse...

,
sonhadora
,
sedento de amor
sedento de sonhos
sedento ...
senhora,
,
ji
,

poetaeusou disse...

,
maria p.
,
imagina
a barca
na casa de maio
,
jinos
h
,

poetaeusou disse...

*
papoila
*
olhares
enquadrados
nos sentidos
*
xi
*

poetaeusou disse...

/
gasolina
/
navegar no amor
/
xi
/

poetaeusou disse...

*
bia
*
um barco á deriva
navegando
na imensidão do mar
amando
*
jino
*

poesiadaspiramides disse...

Na barca bela, a lua resvala prateada ,renascida ,deslizando nos verdes mares rumo aos ventos do sul, na areia da tua praia aportar , sentir os raios cingidos nos braços no teu barco á vela ,em plenitude vogar , nas estrelas desenharmos nosso rumo de vida sem medo de naufragar.

Beijos nossos

MEU DOCE AMOR disse...

Fui dar uma voltita.Atraquei.

Sossega em meu peito
Dar-te-ei meu abraço
Um beijo eleito
Pintado em meu regaço


Beijinho doce:)

poetaeusou disse...

/
LUNA
,
nossos braços cingidos
ao prateado luar
ouvindo o mar marulhar
de lábios unidos
,
beijo
/

poetaeusou disse...

*
meu doce amor
,
aporta
sossega em
mar calmo
,
jinos
*

A COR DO MAR disse...

Oiii poeta
belas palavras ;)
Uma beijoca
(c/ esperança de em breve ter + tempo p/ os blogs amigos)

elsa nyny disse...

Deslizar pela melodia das tuas palavras e deixar-me ir nesse ma...
lindo, londo, lindo!!

Bj

poetaeusou disse...

/
acordomar
*
amoriiiiiiiiiiiiii !!!
por onde tens andado ?
*
jokas
/

Isabel-F. disse...

lindo e belo ....

acabei de publicar o prémio que me ofereceste e que te agradeço muito ... tendo tb indicado os meus nomeados.
Beijinhos

poetaeusou disse...

/
elsa nyny
,
nyny
vem ancorar á nazaré
está um dia lindo,
pairam aromas de iodo,
nas suaves brisas,
ao som do pililipar
das gaivotas ...
,
bj
,
/

poetaeusou disse...

/
grato
pelo teu gesto
,
ji
/