fevereiro 15, 2007

Antanho e Agora ?

Não vais ao mar, Tonho-Está o mar ruim, Tonho
Que força é essa, amigo
Vi-te a trabalhar o dia inteiro.
Construir as riquezas para os outros.
Arriscar a vida, desperdiçar.
Muita força para pouco dinheiro.
Vi-te a trabalhar o dia inteiro.
Muita força para pouco dinheiro.
Que força é essa.
Que força é essa.
Que trazes nos braços.
Que só te serve para obedecer.
Que só te manda obedecer.
Que força é essa, amigo.
Que força é essa, amigo.
Que te põe de bem com os outros.
E de mal contigo.
Que força é essa, amigo.
Que força é essa, amigo.
Não me digas que não me compreendes.
Quando os dias se tornam azedos.
Não me digas que nunca sentiste.
Uma força a crescer-te nos dedos.
E uma raiva a nascer-te nos dentes.
Não me digas que não me compreendes.
letra/musica: in) sérgio godinho.
foto: FotoNorte.

28 comentários:

Maria disse...

Hoje esmeraste-te.
A fotografia não é tão de antanho assim, já que me lembro de estar na praia e ver estas cenas, os bois a puxarem as redes, os barcos, os homens e as mulheres da praia assim, exactamente como na foto.
Quanto ao poema do Sérgio... é o Sérgio, tá tudo dito...

Maria P. disse...

Uma imagem, muitas palavras - um sentimento intenso.

Beijinho*

Paula Raposo disse...

Obrigada Zé pelas palavras que deixaste nos meus dois espaços. Gosto muito desta fotografia. Beijos.

Isabel-F. disse...

"...
Não me digas que nunca sentiste.
Uma força a crescer-te nos dedos.
E uma raiva a nascer-te nos dentes.
Não me digas que não me compreendes.
..."

é lindo o poema


bjs

Isabel-F. disse...

... esqueci-me de comentar a tua foto:
está maravilhosa ... parece uma foto antiga ... do tempo que não havia as de côr.


Bj

poetaeusou disse...

Maria, Amiga, Maria.
Estivemos lá.
Estamos lá.
Estaremos lá.
»»»
Adeus Maria. Que eu vou ao Mar.
Pescar Sardinha.
Para seres Rainha.
Ela é Fresquinha.
É como a Prata.
Não tenhas Medo.
Que o mar não Mata.
inté.

poetaeusou disse...

maria.p
Definiste bem...
bjs)

poetaeusou disse...

Paola, duce, Paola, lálálá.
Digna do surrealista cinema,.
italiano, Felini, Pasolini !!!
beijo.

poetaeusou disse...

Com toda a ART Arquitectada, e...
para ti ISABEL...
Vieram profetas.
Vieram doutores.
Santos milagreiros,.
Poetas, cantores.
Cada qualcom um discurso diferente.
Para curar a vida da gente.
Para curar a vida da gente.
O que é que tem o Bernabé,.
que é diferente dos outros ...
bjs)

poetaeusou disse...

Isabel,f
Obrigado.
a foto tem 40 anos.
O extracto no andar de cima.
é do sérgio godinho. óbvio.
e esta.
Eu sou o homem dos 7 instrumentos.
bjs)

Sininho disse...

Gosto muito do Sérgio Godinho.
E, por ver uma foto com alguns anos, explica-me lá se havia uma razão para o uso das 7 saias...
Nunca soube.
Um abraço

missixty disse...

Eu dou-te os xinos, ehehehe!!

poetaeusou disse...

Sininho.
A Nazaré, a par das várias praias.
do Algarve ao Delta de Aveiro, tem
influência Fenicia cujo origem,.
é o País Martir dos Cedros, Libano.
Acrescida de um relacionamento, nas
Invasões Francesas, de um corpo Escocês, alem de muitos amores, deixaram os escoceses tecido.
Que no Inverno protege do frio, no verão absorve o Calor. 7 saias,
são ciclos das 7 ondas do mar.
Um pequeno pormenor um forasteiro, namoriscando uma nazarena tira uma
a uma as saias. Um Nazareno tira um pequeno colcheto, ponto G das, saias hihihihihihihih, e elas caem como por magia.
SININHO, vou postar o tema em breve.
Bjs)

poetaeusou disse...

Missixty.
*
Miss
*
As Ligas.
*
Miss
*
As Ligas
*
xôxos
*

Paula Raposo disse...

As tuas respostas são mesmo o máximo!! Sem ti...eh eh o que seria dos comentários??!! Beijos.

poetaeusou disse...

Paulinha.
Deves estar a referir-te aos teus.
ihihihi Ciumes? confia em mim hihihihi.
Beijo-te ... !!!

Luna disse...

É a força da vida a pairar no ar
jinhos

Teresa Durães disse...

Levantas cedo
Com pressa a comer
Dás o beijo a correr
Está amanhecer

Está frio calor
Sol ou a chover
As ondas a bater
Redes a recolher

Sempre o mesmo
E nunca chega
O mar a pedir
E tu a partir

=^.^= Tarina =^.^= disse...

Ai tonho, tonho
Não vás ao mar não vás
Ai tonho tonho
Sabe Deus se voltarás!

Bonita imagem!

1 beijo =^.^= tarina

poetaeusou disse...

Luna.
Mar, Peixe, Alegria.
A força da vida.
Riqueza no Ar.
Descanso do Guerreiro.
Um prémio. Amar...
jinos

poetaeusou disse...

Teresa´
E tu a comentar.
E eu a gostar.
E vou responder.
Não sei o que escrever.
Quero lá saber do mar.
Estou aqui a nadar.
Vou agradecer a ti.
E voa, voando por aí.
jinos.

poetaeusou disse...

TARINA
De remar contra a maré.
Tem sido a minha sina.
Envio-te com amizade, Tarina.
Um beijo da Nazaré.
Jinos.

A COR DO MAR disse...

Gosto deste poema, canteio-o muito.
Beijoca que se esta fazendo tarde...*

poetaeusou disse...

#L#i#n#a#
A noite passada fui passear no mar.
A viola irmâ cuidou de me arrastar.
A lua cheia escureceu as águas.
E então tu olhaste.
Depois sorriste.
Abriste a Janela e voaste.
in) sergio godinho.
Sonha com a Cor do Mar.
beijoca

weg disse...

"Tonho Tonho Tonho..." as vezes que eu cantei esse estribilho.

... e oi resto.

Passei a deixar um beijinho e desejar um bom fim de semana. Ler já tinha lido e tu sabias.

:)

poetaeusou disse...

WEGMADY.
Nas voltas do vira.
A gente revira.
E torna a virar.
Assim damos voltas.
depois retornamos.
Ao mesmo lugar.
Luar de Janeiro.
Meu amor primeiro.
Volta quem quiser.
É mar, é rumor.
Perfume, é amor.
È sempre mulher.
jino)

Sílvia disse...

Adoro ouvir Sérgio Godinho mas de à uns anos para cá que quando o oiço me lembro de um concerto de 2h30m que deu no Enterro da Gata (Semana Académica) cá em Braga...lol.

É bom ouvi-lo mas só mesmo um catrefada de estudantes bebados para o ouvirem tanto tempo.ihih.

O texto...lindo!!!

Beijinhos

poetaeusou disse...

Silvia. um convite no post de hoje. descobre.

do sérgio.
Já se perdeu muito pão.
e as bocas ainda a sonhar.
a ver esperanças no ar.
quando há certezas no chão.

bjs)