fevereiro 26, 2013

nas vagas dos devaneios


suporta-me
onda espraiáda
opaca espuma
de prateado brilho
trilho
remando o mar
fogueira nivea
dos meus ardores
temores
fecundando a areia
maré cheia
de instintos insuflados
estimulados
nas vagas dos devaneios
anseios
de quereres imorais
enroscando vendavais
onde o pudor dos ventos
recusam constrangimentos
que denigrem o saber
dos poemas . . . por escrever
poema e fotos:poetaeusou

fevereiro 21, 2013

Vamos Fado(ar) o Tempo ?

talvez, como os animais, nossos irmãos !  
talvez
não exista o tempo
e se existe, é oco, vazio,
uma ampulheta sem areia,
é um embuste
incapaz de ser presente
por futuro não o ser,
tenho todo o tempo do mundo !
que blasfémia, és tu o tempo ?
o tempo é angustia
o momento perdido
o instante sumido
um tempo sem tempo
levado pelo vento
de um vento parado
a tempo, atalhado,
foi naquele tempo !
sempre o tempo, coitado . . .
se eu atempasse o tempo
e num átomo do tempo
o meu rosto espelhasse,
talvez constatasse
que no tempo do meu olhar
transbordado de tempo-mar,
amaruja o sofrimento,
surfando, os sulcos do tempo !
palavras e fotos:poetaeusou

fevereiro 17, 2013

Politicando de quando em vez !

e como o mar é uma seara e o trigo a maresia


na casa das alfaias
no monte, sem vida,
há enxadas quebradas
e foices sem corte
indiciando a morte,
camponeses fugidos
da terra malfadada,
esperam, sofridos,
pelo cais da alvorada,
que triste é o abrigo,
quão inerte é o apoio,
roubaram-lhes, o trigo,
deixaram-lhes, o joio !
poema e fotos:poetaeusou

fevereiro 13, 2013

e como, uma espumada onda . . .

ofereço uma "namoradeira"  Flor
ás minhas Amigas e Amigas Virtuais


escuta amor
se fores á praia
não calques a areia
sem trajares a saia
comprida, dourada,
recordando a sereia
que no areal foi amada,
e no palanque arenoso
baila para mim
num meneio espirituoso
de compassos de cetim
e de seda natural,
quero o teu, lascivo dançar
numa sinfonia de sal
pautada no enredo do mar !
******
video
há 20 minutos, na Nazaré, "Cremaram" 
o Santo Entrudo, não houve engano ???
poema-fotos e video:poetaeusou

fevereiro 10, 2013

vou virtualizar o Carnaval/2013, no Real de 2009 !

Carnaval de 2009 - EU poetaeusou
Cartoon/joséCasal-poetaeusou
=====================
estamos troikados
==========
 malta mergulha, no Carnaval,
porque a troyka é virtual . . . ?
não, não entres na pasmaceira,
magica a vida a partir de quinta feira,
como estás contente, pá, olha para ti,
grande valente, és maior que o FMI,
limpa o ouvido, e escuta a cegada,
senão, um dia, só comes urtigas de caldeirada,
sabes,  o que escrevo, é virtual,
e nestes dias, ninguém vai levar a mal,
fazer avisos ? mas quem sou eu ?
matuta, Troykar e Aguentar, é demais, digo eu !
silabas/cartoon e foto:poetaeusou

fevereiro 05, 2013

as penas da minha Paz !

que pena não sentires pena . . .

as penas
que me guarnecem
são penas do meu penar
 penas rumando o esperar
da pena que por mim tenhas,
sei que de ti não há pena
nos  lagos do teu pensar ...
resta-me expiar as penas
nas penas da minha dor,
meus sofrimentos e mágoas
que flutuam nas águas
do meu cristalino amor !
poema e fotos:poetaeusou...