dezembro 31, 2010

. . .. .saúde, muita saúde, para ti, para vós, para mim !


anda cá amor, anda cá vem ver
há fogo no ar, está o mar a arder !
QUE VENHA O 2011, logo se vê . . .

  video
cavo nas estrelas
da via láctea
o farol do meu caminho,
em passos que desertaram
nas sombras onde me deito,
desenho teias
dissecando as ramagens
parapeitos infinitos
buscando a musica das esferas,
sons imperceptíveis
á ausência que me prende,
amarras de nós escorridos
intencionalmente deixados
e prontos a serem desatados,
pela doçura dos teus dedos !
poema-fotos-videos:poetaeusou

dezembro 29, 2010

............................ em lamentos, resignados . . .


o meu deus aloé
video
remei
na barca da meninice
aloés da minha infância
da qual menino não fui,
sou sonho,
que não viu a realidade,
um Pinóquio sem nariz
num Peter Pan sem magia,
ah, os aloés que eu amo
de inclinada rebeldia
desprendidos de aromas
lutando contra a erosão
como cabelos ao vento,
enfeitando as raízes
com areias sem jornada
lençóis gritando Mãe Terra,
destoando dos humanos
que se dobram em lamentos
e de inércia, resignados,
meu deus Aloé,
será que eles não alcançam
o motivo do teu renascimento
na plenitude do Outono ?
poema-fotos-video:poetaeusou

dezembro 27, 2010

................................... a Gula e a Consciência



mudou de cor
a toalha de Natal
nódoas e migalhas
transformam a mesa
em remorsos famintos,
na minha mente
a gula e a consciência
digladiam-se
num neutro neurónio,
é uma vez por ano,
justifica-se a gula,
a fome é diária,
agita a consciência,
sinto-me perdido !
em fundo videa-se a Enya,
quer convencer-me
que o mundo é florido !
poema-fotos:poetaeusou

dezembro 22, 2010

. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . O MEU NATAL

menino sem condição
irmão de todos os nus
tira os olhos do chão
vem ver a luz   !
solidariedade-fraternidade-igualdade
dignidade-liberdade-respeito-tolerância
paz-harmonia-sabedoria-cidadania-luz
benevolência-brandura-estima-tenacidade
felicidade-amor-coragem-saúde, muita-saúde
desejo aos virtuais companheira(o)s
destas estradas que muito adoramos !
texto e fotos:poetaeusou

dezembro 19, 2010

retribuindo á amiga São Banza, glorifico as Mulheres - ............................... click por favor


o banho das sereias
video
glorifico-te mulher
pedra angular da vida
mulher sabedoria
deusa e mártir familiar,
sai vazio tédio, escura solidão
dos pardacentos silêncios,
eu quero a mulher sorriso
mãe futuro, assegurando amanhãs,
mulher bússola indicando a luz,
mulher palavra bálsamo da verdade,
mulher cais, abrigo, ancora divina,
mulher labirinto ecoando adivinhas,
mulher flor, paraíso perfumado
pitonisa de enfeitiçados jardins
mulher canteiro sonhando aloés,
mulher leito de cúmplices amares,
portal de alquimia, na aurora do amor !
texto – fotos – vídeo: poetaeusou

dezembro 16, 2010

................................ palavras fragmentadas


chovendo no molhado
video

na voragem do encontro
eu semeio como quero
as palavras que invento
nos verbos encruzilhados
contrapondo ás profecias,
eu arrumo como quero
os átomos fragmentados
das partículas de Einstein
deambulando nas fracções
dos teus beijos geométricos,
da sombra que me alonga
na janela por abrir
eu danço o meu silencio
no Bolero de Ravel
passos de êxtases convulsos
por Freud estilhaçados
em estertores desnudados
e nos espantos … sucumbidos !
poema-fotos-video:poetaeusou

dezembro 14, 2010

.............................. não há bela sem senão



diz-me,  não sentes o mar ?
video
vou contrastar
a minha personalidade,
amando o desalinho
nos vazios transbordantes
da vida que não vivi,
quero ser tragédia
da comédia que há em mim
ser o tudo sem ser nada
uma onda naufragada
no portal da inversão,
quero ser o quente inverno
no verão da neve escura
odor de cálido frio
nas primaveras sem flor,
estio verde, eu quero ser
no resfriado restolho,
eira que nunca aloirou
os ninhos do meu outono,
ah, mas não quero que alteres
a maneira que me envolve
o teu carinho florido,
na forma como fazias
nem no modo como fazes,
quando eu, sonho contigo !
poema-fotos-video:poetaeusou

dezembro 12, 2010

................................ apenas quero ser o mar


pétalas salpicadas
video

não, não vou saltar
a barreira que me prende,
obedeço á paliçada
muralha do meu roteiro,
partir porquê
se não existe chegada ?
ruiu a ponte
nas margens da utopia
onde os delírios compassam
plagiando violinos,
ou é o rugir das marés ?
talvez, o quebrar das vagas
salpicando o meu rosto,
pétalas de sal simulando
a tela dos temporais,
és uma flor ?
pergunta-me o vento norte,
não, não sou,
quero ser o mar, simplesmente !
poema-fotos-video:poetaeusou

dezembro 09, 2010

............................... espumado linho


escorridas espumas
video
se eu fosse audacioso
como no mar, são as vagas
vestia-te de espumas finas
com linhos do meu tear,
engendrava um estilo
dispensando os diamantes
não quero jóias flamejantes
ofuscando o teu olhar,
ah, se provasses a toilette
de alva organza bordada
em tricotares esmeraldinos,
ficarias maravilhada
pois nem a Coco Chanel
á moda sempre fiel
seria tão esmerada,
e no diáfano decote
laços de mel eu poria
adoçando o meu carinho,
olvidando desilusões
e amargas frustrações
nas abordagens, sem eco,
os óbices, do meu destino !
poema-fotos e vídeo:poetaeusou

dezembro 07, 2010

.................................... o archote da noite



porque ignoras
os emails que te envio
pedindo que a tua luz
desenhe o meu caminho
na folha em branco
que comigo anda á deriva ?
porque não esboças
na contra-luz tracejada
o colorido selvagem
das aguarelas de vida
que emanas no teu sorriso ?
tu és em mim
o ininterrupto farol,
um facho ardente
que em oposição ao sol
acende o dia, nas noites,
encandeando os desejos !
poema e fotos-:poetaeusou

dezembro 04, 2010

. . . . . . . . . . . . . . . . . fólios pedregosos



no gel dos penhascos
os meus poros espigados
transpiram o pólen
dos soltos penedos,
são bermas rochosas
procurando infâncias
nas foices salgadas
das várzeas da vida,
e nas soltas arribas
das arvores escarpadas,
caem folhagens de seixos
atapetando olhares
nos labirintos etéreos
onde se cruzam as magias !
poema e fotos(2):poetaeusou

dezembro 01, 2010

................................. o oposto do oposto


estética maré
video
a dualidade
vê para além
da equação do pensar,
e tu mar
comprovas a realidade,
sei que não segues ninguém
e a verdade é intricada
homónimo de contradição,
mostras a quieta beleza
e a violência estética
na fronteira do olhar,
ensina-me mar
o teu instintivo dualismo
para poder extorquir
a perpetuação do meu ego,
quero ser o outro eu
definir-me a mim próprio
conjugando o que sou
com o meu ambíguo eu
na mutação de processos
em odes de cumplicidade !
poema-fotos-video:poetaeusou