agosto 31, 2009

>>>>>>>>>>>>>poemas estivais ( 8 )<<<<<<<<<<


mar á pedra . . . do Guilhim . . .

video

esculpi no vento
das nortadas do conforto
o rosto do teu silencio
quando dizias que me amavas,
mudas palavras ecoadas
no brilho do teu olhar
do qual eu fiquei preso
em cativeiro sem grades
á mercê dos teus caprichos
entre sorrisos mordazes
que relaxam os meus sentidos.
poema-fotos-video:poetaeusou

agosto 27, 2009

>>>>>>>>>>>>>poemas estivais ( 7 )<<<<<<<<<


o Mar da Nazaré, hoje, picadinho . . .

video

sinto o apelo
das noites de insónia
em que acordado ficava
com medo de te perder
e te embalava
como vigia atento
em ti mergulhado
vivendo os teus sonhos
ordenando aos deuses
que na esperada manhã
o sol te acordasse
com raiados beijos.
poema-fotos-video:poetaeusou

agosto 24, 2009

>>>>>>>>>>>>>poemas estivais ( 6 )<<<<<<<<<


Saudade ? Nostalgia ? não, Beleza !

video

quando tu passas
amarro-me á timidez
refreando os meus ímpetos
de desposar teus afectos,
sou a sombra que te aguarda
no trilho das tardes quentes
absorvendo teus gestos
nas ondas do entardecer
e na noite que nos espera
cavalgando as madrugadas
dedilhamos destemores
nos murmúrios compassados.
poema-fotos-video:poetaeusou

agosto 21, 2009

>>>>>>>>>>>>>>>poemas estivais ( 5 )<<<<<<<<

ai, se as "bocas deste mundo" tivessem esta transparência . . .

video

não me encontro
por mais que me procuro,
encalhei no vazio leiloado
lance gorado
que não quis arrematar
para o encher de mim
e que o teu grito aproveitou,
não foi lote ao desbarato,
licitaste o nosso apreço
definindo o teu apego.
poema-fotos-video:poetaeusou

agosto 17, 2009

>>>>>>>>>>>>>>>poemas estivais ( 4 )<<<<<<<<


quem será o fogo ? quem será a luz ?

video

anda, vem ver
a ateada madrugada
archotes ardentes
crepitando auroras,
são fogos sagrados
inflamando chispas
onde tu e eu
somos carvão e lume
e nos poros fundidos
moldados na noite
nós, nos perguntamos,
quem será a chama ?
quem será a brasa ?
poema-fotos-video:poetaeusou

agosto 14, 2009

>>>>>>>>>>>>>poemas estivais ( 3 )<<<<<<<<<


ao som do marulho

video

se eu fosse alado
voava os teus sonhos
para satisfazer
todos os teus desejos,
minhas asas rasavam
rentinho aos teus olhos
tentando descobrir
os teus horizontes,
ai, se tu me atirasses
a seta matreira
ao alvo que eu sou,
no crepúsculo cingidos
noivávamos a noite
ao som do marulho
núpcias abarcadas
em lençóis de mel.
poema-fotos-video:poetaeusou

agosto 11, 2009

>>>>>>>>>>>>>>poemas estivais ( 2 )<<<<<<<<


torrentes maduras

video

acordei
no meu abraço
regaço
do vento cru,
sou nuvem despida
desnuda, sumida
nas fortes bátegas
do meu desnorte,
que me afastam
das palavras puras
torrentes maduras
de vagas que alastram
a sabedoria
que demanda as marés,
na poesia,
que tu . . . és.
poema-fotos-video:poetaeusou

agosto 08, 2009

>>>>>>>>>>>>>>>poemas estivais ( 1 )<<<<<<<<<


Marés de Agosto - Cuidado

video

o amor
é uma papoila
ondulante
uma seara cantante
o vento
do pensamento
é um sorriso de criança
que dança e contradança
valsa alada
amarrada
nas asas de uma gaivota
na rota
do teu navegar
pelo meu mar
onde a minha voz
entre ondas gestuais
soltam ais, muitos ais,
de ti, de mim, de nós.
poema-fotos-video-poetaeusou

agosto 03, 2009

>>>>>>>>>>>>>>reflexos retratados<<<<<<<<<<


prateando a claridade

video

deixa-me espelhar
a luz que reflectes
reenviando imagens
do êxtase que há em mim,
reflexos retratados
de surreais encantos
prateando a claridade
nas imateriais visões,
onde focos metafísicos
de abstracta beleza
emolduram o palanque
de olhares resplandecentes.
poema-fotos-video:poetaeusou