fevereiro 28, 2009

>>>>>>>>>>>>>>labirinto secreto <<<<<<<<<


eu tenho a chave
do labirinto secreto
tecido nos apetites
de novelos deslindados
teia da qual sou cativo
nas grilhetas da vontade
renegando a liberdade
para me sentir preso a ti,
poema-fotos:poetaeusou

fevereiro 26, 2009

>>>>>>>>>>>>> despedaçando tabus <<<<<<<<<


quando li
os teus olhos
relendo o teu olhar
escrevi o meu destino
em linguagem instintiva,
despedaçando tabus
fiz do teu colo meu berço
o porto dos meus amores
cinzelando as marés
nas vontades imprevistas
dos teus lábios inconstantes,
poema-fotos-video:poetaeusou

fevereiro 25, 2009

>>>>>>>>>>>>>> nas cinzas da vida <<<<<<<<<


a quarta-feira amanhece,
é intervalo,
um espaço do tempo
nas cinzas da vida,
as asas da madrugada
trazem a agonia das sombras,
acabou a mascarada fantasia,
começa o carnaval da realidade,
cinzas
borralho do fogo do engano
da pardacenta inquietação,
tardios noctívagos serpenteiam
nos cantares nevoentos e baços
de alegrias estrebuchantes,
eu . . . alvore a alvorada
nas cicatrizes da vida
remendando o que me impõem
nas cinzas dos meus vazios,
poema e fotos:poetaeusou

fevereiro 22, 2009

>>>>>> disse que não, mas ... vou carnavalar <<<<

A MARCHA DOS BLOGUISTAS
é virtuaaaal,
e virtuaaaal
diz-me, Magalhães, hihihi,
quando é reaaal.
vem, Bloguista,
não digas não,
travestiza-te
de Magalhãeszão, hihihi
na nossa estrada,
bem compassada,
brother Magalhães. hihihi,
merci beaucoup
por tal caldeirada,
é o Magalhães, é o Margalhães , hihihi,
que preenche o nosso ócio,
mas tem cuidado
com o Magalhães, hihihi,
que causa muitos divórcios,
tu Bloguista,
tem consciência,
cuidado, com a concorrência,
stop, pára um instante,
se andas aérea e dás abébias
a separação é fulminante,
é mar é sol.
amarelo,
é belo é belo,
salta e canta
vê se meeeeeedras,
é mar é sol, é sol e mar
se não entrares
estás lixada, és despachada
para Torres Vedras
por isso, salta e caaaaanta
atira-te ao Magalhães, hihihi
vem brincar ao carnaval
aqui, na Blogosfera.
amiga, não digas não.
toplessa.
deixa ver teu coração.
na nossa estrada há juííííízo
vem e entras no paraííííso
é virtual.
é foliagem.
é brincadeira.
não há paragem.
é virtual.
é virtual.
diz – me, Magalhães, hihihi
quando é reeeeal …
é belo é belo,
salta e canta,
não te esqueças, vê se meeeeedras,
é mar é sol, é sol e mar
se não entrares
estás lixada, és despachada ,
para o Forte de Torres Vedras
lá lálá, lá lálá
<<<<<<<<<>>>>>>>>>
Conchinhas de amizade
e ternura, para todos
Vídeos e escrevinhado: poetaeusou

fevereiro 21, 2009

>>>>>>>>>>>>>> eu canto as trovas <<<<<<<<<



eu canto as trovas
na escavada alquimia
emigrando eternamente
na dualidade que sou feito
transmutando
nas distancias poeirentas
pensamentos sufocados
implorando enxurradas
de desenfreadas metáforas
poema-fotos-video:poetaeusou

fevereiro 18, 2009

>>>>>>>>>>>> da existência sumida <<<<<<<<<

um video para desanuviar
saber
é ignorar a infinidade
de saberes desconhecidos
do que somos sem saber,
se somos o que não fomos
neste objectivo de ser,
apenas sou porque estou
no momento singular
da existência sumida,
instantes experimentados
de viver sem existir
e existir sem nunca ser
em continuado fluxo,
ultrapassada metafisica
nos infiltrados fonemas
das máscaras que nunca quis,
poema-fotos-video:poetaeusou

fevereiro 17, 2009

>>>>>>>>>nas entranhas do meu senso<<<<<<


Jardim em Braga - Universidade Católica
nos teus impulsos
explodem arco-íris
entre luzentes flores
e canteiros luzidios,
os meus impulsos
são aromas matizados
odores do ventre da terra
dos olfactos rebentados
nas entranhas do meu senso,
os nossos impulsos
são a pele da inconstância
vagas imensas de verde
pétalas de cores trespassadas
sufocando os imprevistos
poema-fotos-video:poetaeusou

fevereiro 15, 2009

>>>>>>>>>>> em cálices por encher <<<<<<<<<


desassossegos nocturnos
esperam os meus lábios
embriagando auroras
com o vinho dos teus gestos,
regaços amadurecidos
nos rochosos desejos
reclamam o teu sabor
em cálices por encher,
onde os poemas que ignoras
de puro mosto sedentos
sorvem diáfanos amores
estonteando as madrugadas

poema-fotos-video:poetaeusou

fevereiro 12, 2009

>>>>>>>>>>> nas mãos de um louco <<<<<<<<<


para além de mim
entre os livros lidos,
há um sem palavras
que só eu posso ler,
esse livro és tu,
páginas invisíveis
codificadas folhas
em chave mistério
que eu quis recusar,
que prova de amor
pores a tua password
nas mãos de um louco
de um louco por ti,
poema-fotos-video:poetaeusou

fevereiro 11, 2009

>>>>>>>>>>>>>> remexido sótão <<<<<<<<<


na cama do sentir
em jardim de nuvens
sinto-me em ti
florinha do mar,
gaveta de sonhos
remexido sótão
edredão difuso
profanado manto
das secretas memórias,
poema-fotos-video:poetaeusou

fevereiro 10, 2009

>>>>>>>>>as manhãs por acender<<<<<<<<<


esta manhã

video

percorro irrequieto
como gaivotas famintas
as manhãs por acender,
libertando o meu temor
nos despudores triunfantes
das marés que se anunciam,
poema-fotos.video:poetaeusou

fevereiro 08, 2009

>>>>para ti, Galileu Galilei, 400 anos depois<<<<



video
fica sol,
dourada magia,
eu com a terra partirei
em rotação geométrica,
levando os presságios
de secretos negrumes
em compactos feitiços,
espera sol,
pelo ventre da manhã,
etérea frincha abstracta
sentinela metafísica
prenuncio dos místicos sortilégios,
poema-fotos-video:poetaeusou

fevereiro 06, 2009

>>>>>>>>>>>>>> sinto na noite <<<<<<<<<


sinto no ar
o aroma almiscarado
doce odor que vem de ti
planando em meu redor,
sinto o calor
dos teus lábios violáceos
roxos lírios campesinos
queimando a minha avidez,
sinto na noite
entre lençóis de seda
na tua acetinada pele,
carícias de linho puro
e momices de cambraia
em aveludadas loucuras,
poema e fotos:poetaeusou

fevereiro 04, 2009

>>>>>>>>>>>>>>>>>>>meu cativeiro<<<<<<<<<


fito os teus olhos
de verdes algas
mágico condão
da sabedoria
prisão oculta
meu cativeiro
colo encontrado
sonhado abrigo
em ti . . . concretizado

poema e fotos: poetaeusou

fevereiro 03, 2009

>>>>>>>>>> os meus segredos teus<<<<<<<<<


os meus segredos
são novelos vivos
faróis rendidos
cheirando a Schubert,
teclas de nuvens
a preto e branco
marulham sons,
os meus segredos
aos teus cingidos,
são marés profanas
são verbos guardados
são recados sem medo
são albergues de amor
poema-fotos-video:poetaeusou

fevereiro 01, 2009

>>>>>>>>>>>>neste orgulho alucinado<<<<<<<<<

nas rochas assombradas
de lamentos magnéticos
fui com a estrela do norte
entre cardumes de pedras
e conchinhas obsessivas
lançar os búzios da sorte
em arremessos perversos
nas asas do vento forte
neste orgulho alucinado
escafandro de barro feito
refractário ao teu amor
que me dás . . . sem merecer
poema-fotos-video: poetaeusou